Julia Moraes – Estagiária da Assessoria de Comunicação UEMG Passos

O Grupo de Estudo e Pesquisa Discurso Mulher e Mídias, DISMUMI, surgiu em 2015, fundado pela docente e coordenadora do curso de Letras/Português da Universidade do Estado de Minas Gerais, Unidade Passos, Michelle Aparecida Pereira Lopes.

 “Na UEMG, sempre senti falta de reuniões desse tipo, especialmente na área de Letras, nas quais pudéssemos fazer leituras teóricas para discuti-las depois; por isso, ao me tornar professora orientadora de projetos de Iniciação Científica, decidi fundar o meu próprio grupo”, comenta Michelle.

Durante os três primeiros anos, o DISMUMI teve encontros informais, entre a Professora Michelle e seus estudantes, apenas. No entanto, em 2018, a docente, registrou o grupo no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e em 2019 passou a divulgá-lo entre os discentes de toda a Unidade. Neste ano, os encontros acontecem quinzenalmente, sempre às quintas-feiras, das 17h15min às 18h45min, na sala 208, do Bloco 01.

“O maior objetivo do grupo é problematizar a produção de sentidos sobre as mulheres em nossa contemporaneidade. Contudo, tenho muita consciência de que toda problematização só pode vingar se houver um bom estudo teórico que possa embasar a pesquisa que será realizada. É da teoria que nos dispomos a estudar que vem a sustentação de uma pesquisa possa ser desenvolvida por um membro de nosso grupo”, pontua a professora.

Qualquer pessoa seja estudante da UEMG-Passos, ou não, pode participar do grupo. Para isso, é necessário enviar um e-mail para michelle.lopes@uemg.br  informando o interesse. Após este procedimento, o interessado receberá resposta de confirmação e poderá comparecer nos encontros.

“O ideal é que o interessado em participar esteja disposto a fazer as leituras propostas para que, assim, possa participar das discussões com mais afinco; costumo brincar que o grupo não é para bater papo, não é lazer, mas sim espaço de aprendizagem e por isso, também exige dedicação e compromisso”, conclui a professora.