Dilson Gomes – Estudante de Jornalismo

Assessoria de Comunicação UEMG Passos

O Centro de Preservação de Memória Têxtil (CPMT) tem como objetivo a conservação de artigos têxteis museológicos como sapatos, bolsas e vestidos para que as gerações futuras conheçam as produções realizadas no decorrer do tempo. O projeto iniciado em 2017 pela professora Glenda Maíra surgiu após identificar a necessidade de desenvolver um tratamento específico para as peças dispostas no Laboratório de História.

Para a realização do trabalho é imprescindível o uso de luvas, vários cuidados devem ser aplicados no ambiente, como o controle da umidade que deve estar abaixo de 50%, manutenção da temperatura abaixo de 30°C, a iluminação não pode ser excessiva, existe o monitoramento de poluentes, como o gás carbônico e também de insetos, fungos e poeira, aspectos que influenciam diretamente na degradação das peças.

“Temos algumas peças que estão num estado de degradação muito avançado, então elas requerem um cuidado muito específico. O tecido quebra se ficar muito tempo dobrado, então ele tem que ser embalado de forma que a fibra não seja contorcida. Precisa ser embalado em um material que não provoque um prejuízo ainda maior no estado do tecido”, explica Glenda.

A conservação preventiva, método adotado no Centro, não busca a restauração do produto, as marcas e sinais presentes contam a história da peça, que tem seu valor histórico justamente por essas características adquiridas com a degradação do tempo e de uso. O trabalho desenvolvido no Centro promove medidas que aumentam a durabilidade dos artigos.

As peças analisadas e trabalhadas pelo CPMT pertencem ao Centro de Memória Social e História Natural, o material foi recebido a partir de doações da Família Maia, da cidade de Passos, os objetos foram utilizados pela Sra. Maria Assunção Soares Maia.  Uma das próximas etapas no trabalho desenvolvido é a abertura do Centro para visitas da comunidade, onde também será realizado o incentivo para doações de artefatos têxteis históricos.

 “O Centro é importante para preservação de têxteis e manutenção histórica da cidade de Passos, que além de museu, visa ser um centro de conhecimento e fomentação do estudo e pesquisa na área de preservação de têxteis”, comenta a estudante de Design de Moda que faz parte da equipe do projeto, Tarcila Resende.

Para o cronograma de atividades do ano que vem, o CPMT UEMG Passos prepara a  participação no projeto Tainacan, que aborda o armazenamento digital dos acervos dos museus participantes, a digitalização de um acervo de revistas da década de 80 a atualidade,  criação de um banco de dados dos artigos e livros sobre conservação preventiva de têxteis e a contínua conservação preventiva das bolsas e roupas.

O Centro de Preservação de Memória Têxtil fica no Bloco 06 da Unidade Passos, na Rua Doutor Carvalho, 1410, Bairro Belo Horizonte. O horário de funcionamento acontece de segunda a sexta-feira, das 08h às 12h.