Assessoria de Comunicação UEMG - Passos

 A Liga Acadêmica de Ginecologia e Obstetrícia (LAGO) juntamente com Liga Acadêmica de Saúde Materno Infantil (LASMI), órgão estudantis da UEMG, promoveram o Seminário sobre Violência Obstétrica e Parto Humanizado. O evento foi gratuito e teve participação de docentes, discentes e também da comunidade de Passos.

Com o intuito de promover reflexões sobre o tema e apresentar diferentes perspectivas do assunto, o evento contou com participação de profissionais que frisaram o direito das mulheres ao parto humanizado.

“É gratificante perceber o empenho de nossos estudantes na promoção de atividades como esta, que levam não somente à comunidade acadêmica, mas também à população da cidade, informações importantes e debates pertinentes. Isto é imprescindível para o fortalecimento da extensão na Universidade”, comenta o diretor acadêmico Itamar Faria.

Entre as várias informações apresentadas no Seminário, foi comentado sobre os trabalhos realizados pelas Doulas – palavra que vem do grego e significa “mulher que serve”. Atualmente este termo é utilizado para aquelas mulheres que não têm experiência técnica em saúde, porém desenvolvem um trabalho de cuidado e acolhimento, assistindo a nova mãe na realização do parto e prestando ajuda na hora dos procedimentos de cuidado com o bebê.

Quatro profissionais participaram da roda de conversa: a enfermeira obstetra, Yeda Maria Antunes de Siqueira, a terapeuta holística, Tainara Cândida, a socióloga, Daniela Rosa e a médica ginecologista, obstetra e também docente do curso de Medicina da UEMG Unidade Passos, Maria Paula Moraes Vasconcelos.

O evento aconteceu na Câmara Municipal de Passos, dia 24 de maio.