A Fundação de Ensino Superior de Passos – FESP/UEMG comemora 10 anos de participação no "Projeto Rondon". Desde 2005 a instituição contabiliza o envio de 25 operações com aproximadamente 200 alunos e 40 professores para diversos estados brasileiros. Todos os alunos e professores são voluntários, tendo como Coordenador Institucional o Professor Itamar Teodoro Faria.

Segundo o Coordenador do Projeto Rondon FESP, Professor Itamar Teodoro Faria, essa década de participação no Projeto é motivo de comemoração e celebração, principalmente porque efetiva, juntamente com as outras centenas de ações de Extensão Universitária da Instituição, o comprometimento maior da FESP, que é: Mais que Educação, compromisso com o futuro.

As Operações do Projeto Rondon ocorrem duas vezes ao ano, em janeiro e julho, num período em torno de 15 dias, os rondonistas ministram oficinas, palestras, capacitações, visitas técnicas, etc. Certamente, o impacto dessas ações nos municípios é enorme. Em cada município atuam equipes de duas IES diferentes. As ações desenvolvidas pelos rondonistas estão agrupadas em dois conjuntos: Conjunto A (que desenvolve ações nas áreas de Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação e Saúde) e Conjunto B (que desenvolve ações nas áreas de Comunicação, Meio Ambiente, Tecnologia e Produção, Trabalho).

A próxima operação que a FESP participará será no estado de Pernambuco, na cidade de Marial / "Operação Guararapes" entre os dias 17 de julho a 02 de agosto. Os alunos atuarão nas áreas da saúde, direito, educação, comunicação social, cultura e lazer. As faculdades selecionadas são Agronomia, História, Administração, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Publicidade e Propaganda e Sistemas de Informação, da FESP.

Os participantes da Operação Guararapes do Projeto Rondon/2014 são Professor Coordenador, Rômulo Amaral Faustino Magri, Professora Adjunta, Tânia Cristina Teles Oliveira e os alunos, Carolina Freitas de Andrade, Danilo Ferreira Soares, Laís Fernanda Silva Pádua, Lucas Leonidas Goulart Silva, Maíssa Terra Comparini, Marina Lopes Bonfim, Marina Rejane de Lima, Poliana Mara Reis Freire. Todos levam a seu destino o cronograma das atividades para apoiar o desenvolvimento local e potencializar futuras ações sustentáveis na região onde irão atuar.

De acordo com a Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, Marisa da Silva Lemos declara "estas ações de extensão contribuem para a formação do universitário como cidadão e estimula sua integração no processo de desenvolvimento social incentivando o sentido de responsabilidade coletiva e cidadania".

Segundo o Presidente do Conselho Curador da Fundação de Ensino Superior de Passos, Fabio Pimenta Esper Kallas, a FESP, ao longo destes últimos 10 anos, criou uma cultura de criação e fortalecimento de projetos de extensão, visando com isto levar à comunidade ações que beneficiem em cultura, esporte, ciência e tecnologia ou lazer. Todos os projetos de extensão da FESP envolvem seus cursos e consequentemente seus alunos numa forma de ensino aprendizagem com a prática e com as experiências oriundas destes projetos. O Projeto Rondon tem este foco para colocar nossos alunos e professores em contato com as comunidades carentes de diversas regiões  do Brasil como forma de levar o conhecimento, ações e inovações para melhoria da vida destas comunidades e também criar em nosso aluno o espírito humanitário, cooperativista e solidário como forma de formação de homens e mulheres melhores para o futuro de nosso país. A FESP  tem nestes últimos 10 anos tornado exemplo de universidade que sai de suas 4 paredes e coloca seu conhecimento de forma voluntária àqueles que buscam dias melhores.

FONTE: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP (CPEX)