O curso de Biomedicina começou o evento inovando nas atividades com a aplicação da Metodologia Ativa. Os alunos socializaram o seu trabalho integrador apresentando painéis para professores avaliadores e para outros alunos do curso. “Dando importância ao FESP INOVA que é o evento científico da FESP, esta atividade vai proporcionar ao aluno vivenciar uma experiência científica. O evento é muito importante para toda a comunidade acadêmica porque é uma forma de atualização em todas as áreas”, afirma a coordenadora do curso de Biomedicina Alessandra Cheraim.

A estudante Lilian Rodrigues Pereira, do segundo período, apresentou uma pesquisa sobre diabetes concorda: “Com certeza foi uma experiência muito grande porque o que a gente sabe é o básico, sobre o que é o tratamento e a prevenção e a gente teve de procurar sobre a fisiologia do diabetes, como é a ação do diabetes e da insulina dentro do organismo e isso para a gente é uma coisa incrível pela área que a gente estuda”, diz.

“É uma oportunidade para os alunos se familiarizarem com a linguagem científica e o interessante é que os trabalhos saíram de dentro da sala de aula e a maioria das pesquisas foi feita por revisão bibliográfica”, ressalta o professor José de Paula Silva, um dos avaliadores dos trabalhos, que destacou a importância da atividade para incentivar o interesse pela pesquisa científica.  

“É trabalhoso, mas é interessante porque conforme a gente pesquisa, a gente aprende. Eu gostei, quero fazer mais trabalhos e mais pesquisas durante o curso”, afirma a estudante Marinila Buzanelo Machado, que apresentou um painel sobre a ética no descarte de embriões dentro da reprodução assistida.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG