Na última quarta-feira, dia 10, o professor Fernando Piero Laugeni lançou a versão “Fácil” do sucesso “Administração da Produção”, já em segunda edição, publicado pela Editora Saraiva. Referência para estudantes e profissionais envolvidos com o tema, agora, o foco é mais prático, com mais exercícios direcionados.

A cerimônia de lançamento, que aconteceu na Biblioteca da FESP, recebeu o presidente e o vice do Conselho Curador, Fabio Kallas e Manuel Reginaldo Ferreira; o diretor do Núcleo Acadêmico de Educação, professor Anderson Jacob Rocha; o coordenador do curso de História, Edgar Oliveira; o diretor do Núcleo Acadêmico de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, Vivaldo Silvério de Souza Filho; o coordenador do curso de Agronomia, professor Evandro Lemos Freire; a Coordenadora do curso de Engenharia Ambiental, Ana Carina Collares; o diretor executivo da FESP, Dr. Dácio Lemos Martins; além de demais professores, estudantes, funcionários e convidados do professor Fernando Piero Laugeni.

No seu discurso de abertura, Fabio Kallas saudou aos presentes, lembrou dos outros 10 semelhantes eventos de lançamento de livros que aconteceram no último ano, ressaltou a importância de se incentivar e investir no potencial dos professores escritores da FESP, e ainda, em nome da Instituição, oficializou o pedido de “Administração da Produção Fácil”, já sendo recorde de venda em todo o Brasil.

De acordo com Fabio Kallas este lançamento mostra que a FESP está no caminho certo, valorizando seus talentos. “O professor Fernando não é um iniciante na escrita e vem contribuir enormemente para a formação, especialmente, dos alunos da Engenharia de Produção. Nós estamos muito felizes! O professor Fernando tem um carisma extraordinário e com certeza isso faz com que seus alunos se apaixonem cada vez mais pela sua profissão”, justificou com entusiasmo.

Seguindo o discurso, Manuel Reginaldo Ferreira, agradeceu ao professor Vivaldo Silvério de Souza Filho, responsável por apresentar à Fundação de Ensino Superior de Passos, Fernando Piero Laugeni que, segundo o vice-presidente do Conselho Curador da FESP, deve ser seguido como exemplo profissional e pessoal. “O aluno ter a oportunidade de estudar com um professor que tem publicado vários livros significa que ele está aprendendo com o Papa do assunto. Estamos muito satisfeitos”.

Sob aplauso, Fernando Piero Laugeni, junto ao presidente Fabio Kallas, entregou oficialmente um exemplar de seu mais novo livro à Biblioteca, representada pela sua coordenadora, Gesiane Patrícia de Souza, a mais três alunos, que receberam seus exemplares em nome da FESP, e ao centro acadêmico do curso de Engenharia de Produção, representado também por um dos discentes do professor escritor.

Formalmente pela Saraiva há 20 anos, Fernando Piero Laugeni destacou que a forte acolhida que teve na FESP foi sua motivação para escrever a mais nova obra, também assinada por Petrônio Garcia Martins. “Este livro especificamente teve um grande incentivo da FESP. Se não fosse pela FESP este livro não existiria. Foi a Instituição que fez com que eu me interessasse novamente, quase me aposentando, em coordenar um curso, e a escrever. É por isso que este lançamento é dedicado à FESP”.

O professor ainda explicou qual foi o mote de sua nova publicação dizendo que “Administração da Produção Fácil" é um livro prêt-à-porter: você lê e usa. Está atualizado, tem o mesmo tema, porém, é de uma aplicação mais prática, mais focada, bem didática. O curso de Engenharia de Produção é de amplo espectro, atende todas as áreas, e o grande objetivo desse profissional é fazer com que as empresas trabalhem com eficiência, produtividade e qualidade, e este livro os auxilia nesta missão”.

Ainda em palavras de Fernando Piero Laugeni, escrever é desafiador porque é uma responsabilidade enorme. “Tudo aquilo que nós fizermos pra estes jovens, eles carregarão para o resto da vida. Então nos cabe fazer tudo para que eles tenham sucesso e essa é a missão do professor”.

Mary Garcia Ferreira, esposa do professor, e também professora da Engenharia de Produção da FESP, considerou que para os alunos ter um professor escritor tão próximo possibilita mais liberdade para discutir os conteúdos da disciplina. “Não há o distanciamento, a relação fica mais direta e a confiança é maior”, defende orgulhosa.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG