A Fundação de Ensino Superior de Passos deu abertura ontem (24) à ConstruFESP, a primeira feira de tecnologia voltada para a indústria da Construção Civil.  Mais de 21 expositores vão apresentar as novidades deste aquecido mercado, que tem grandes empresas na região. Além dos estandes e mostruários, serão realizados treinamentos, palestras e minicursos em todos os segmentos da construção. O evento, que termina na sexta-feira à noite, é aberto ao público e tem programação das 14 às 22h00. Durante os três dias de ConstruFESP, serão discutidas tendências em produtos e serviços nos mais variados ramos da Construção Civil com a participação de empresas como Caixa, Eletrobas-Furnas, Votorantim Cimentos, Regional Ferragens, Vante, Grupo CMP, MB Lajes, Sindiconstro, Coberfran, Comate, Casa do Construtor, Wattohms, Eletronova, Telinveste, Depósito Vieira, Prolum, Mecan, Geomat e Mineração Morro Azul/ Brita Olivina Azul.

Segundo o responsável pelo evento, o professor e engenheiro civil Ivan Franklin Júnior, a feira surgiu da ideia de contribuir para o desenvolvimento do setor da construção civil na região. “O objetivo é divulgar produtos e serviços e oferecer à população o acesso às tecnologias e novas tendências. Além disso, este evento permitirá integrar profissionais engenheiros, arquitetos, estudantes de engenharia e profissionais do terceiro setor”, afirma. 
Atualmente, o Brasil passa pelo maior investimento no setor da construção civil de toda a história. Estradas, portos, aeroportos, moradias, obras de saneamento, usinas de geração de energia, ou seja, obras em todos os seguimentos, fazendo com que o país utilize tecnologias que são desenvolvidas em todo o mundo. “Só como exemplo, recentemente foi batido o recorde mundial de resistência à compressão de concreto em um edifício construído em São Paulo. Sem contar, as técnicas de construção em série, materiais de excelente desempenho, produtos recicláveis e equipamentos que aumentam a produtividade e facilitam a execução de empreendimentos”, avalia o professor.

O evento é promovido pela FESP através do curso de Engenharia Civil e em parceria com empresas da região. O Sudoeste de Minas Gerais é uma região promissora no Estado. O potencial turístico, localização estratégica referente à ligação com cidades polo, clima, topografia,   PIB crescente de Passos, à taxa de crescimento da população, são indicativos de desenvolvimento e da necessidade ainda maior de investimentos na região.
Para o engenheiro civil Sérgio Vieira Lopes, gerente de planejamento e orçamento da CMP, o evento traz competitividade e melhores preços para o mercado. “É muito importante divulgar tecnologia porque quanto maior for o uso de uma tecnologia em escala industrial, menor será o custo desta tecnologia”, avalia o ex-aluno da FESP. A CMP vai apresentar o uso de sistema estrutural autoportante, utilizada na construção do Condomínio Jardim dos Pinheiros, no bairro Parque Estação, em Passos. Segundo ele, a técnica já é usada no Estado de São Paulo e propõe o uso de blocos de concreto estrutural que dispensa vigas e pilares. O arquiteto que projetou o condomínio passense, Nivaldo Calegari, de Jundiaí, vai ministrar palestra no ConstruFESP, na sexta às 19h.

A Mineração Morro Azul, outra expositora do evento, fará demonstração do uso de silicato de magnésio (escória) no jateamento de areia para limpeza de material corrosivo em equipamentos de usinas sucroalcooleiras e embarcações. “Estamos há 10 anos no mercado e trabalhamos nos segmentos de níquel, escória e brita e a expectativa nos resultados desta feira é grande, o momento agora é de grande aquecimento no setor da Construção Civil”, avalia o gerente comercial da mineradora, José Fagundes de Souza Júnior.

A ContruFESP busca favorecer o desenvolvimento regional da construção civil, através do acesso às novas tecnologias; criação de oportunidades de negócios; capacitação de profissionais e estudantes de Engenharia; difusão de produtos e serviços na região.

Segundo o diretor do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia da FESP e vice-presidente do Conselho Curador, Manoel Reginaldo Ferreira, a expectativa de público é de pelo menos 2 mil pessoas por dia. “O objetivo é promover a integração dos profissionais e empresas do setor, além da nossa comunidade acadêmica, aumentando o acesso à tecnologia. Com tecnologia é possível reduzir custos, racionalizar processos, aumentar a produtividade e eficiência da mão-de-obra”, avalia.

Os laboratórios da Eletrobrás-Furnas (que, só a título de curiosidade detém um dos melhores Laboratórios de Controle Tecnológico em Engenharia Civil do mundo, localizado em Goiânia-GO) vão apresentar novidades em geração de energia elétrica.
Produtos na área de argamassas, cimentos e outros aglomerantes que serão apresentados pela Votorantim Cimentos, que também vai oferecer treinamentos aos participantes, mini-cursos e palestras por profissionais da empresa.

As empresas MB Lajes, Regional Ferragens e Casa do Construtor e Depósito Vieira farão apresentação de Produtos, serviços, equipamentos e palestras na área de concreto armado, pisos e artefatos de concreto. Já a Associação dos Arquitetos de Passos apresenta Maquetes em 3D e Soluções em Mobilidade Urbana e Gestão Pública.

Os estudantes da FESP também vão participar da exposição, mostrando os serviços em controle tecnológico dos materiais de construção pelo Laboratório de Materiais de Construção Civil e novidades dos laboratórios Mecânica dos Solos, Análise de Solos e Projeto Corredor Verde, do curso de Engenharia Ambiental. Além disso, o Centro de Ciências vai levar equipamentos e experimentos científicos utilizados na divulgação da ciência para os ensinos Fundamental e Médio. A Caixa Econômica Federal também foi parceira do evento e mostrou programas de financiamento.

O ConstruFESP faz parte do II FESP INOVA, o maior evento em inovação e tecnologia do sudoeste do estado com difusão de conhecimento nas mais diversas áreas, com eventos paralelos que estão mobilizando todos os cursos da Fundação.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG