Alunos formandos do curso de graduação em Tecnologia em Gestão Comercial da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) apresentaram no dia 11 de julho os resultados de uma pesquisa realizada com 53 estabelecimentos comerciais de São João Batista do Glória, localizados na Avenida Avelino Soares de Rezende, Praça do Cruzeiro e Rua Recife. A pesquisa confirmou o aquecimento do comércio gloriense após a construção da ponte sobre o Rio Grande, que facilitou o deslocamento entre Glória e Passos.

O estudo foi proposto como atividade de extensão da disciplina Marketing de Serviços, do 4º período do curso, ministrada pela Profª. MSc. Vanessa Braz Cassoli e teve o objetivo de verificar a realidade de estabelecimentos comerciais de pequeno porte do município quanto ao uso de ferramentas de Marketing e Atendimento ao Cliente. 

Do total de empresas pesquisadas, quase 38% delas têm entre 1 e 5 anos de fundação, e 47% dos entrevistados afirmaram que a construção da ponte gerou impactos positivos para o comércio local. Os tipos de estabelecimentos que prevaleceram na pesquisa foram o varejo de moda (roupas, calçados e acessórios), com 19%, e bares e similares, com 17%.

Os dados coletados indicaram que os comerciantes glorienses investem em publicidade dos seus negócios, com prioridade para o uso do rádio, mas a divulgação boca a boca ainda é o meio mais citado. Segundo 36% dos estabelecimentos pesquisados, a divulgação é feita semanalmente. (Confira a pesquisa completa abaixo). 

Para os estudantes, o trabalho foi muito proveitoso e ainda contribuiu com a sociedade principalmente para o público-alvo dos estudos que são os comerciantes do município pesquisado que têm agora um suporte para ser aplicado na melhoria dos estabelecimentos. “Foi muito bom compartilhar com os empresários glorienses um pouco do que aprendemos em sala de aula. Vejo uma oportunidade para a FESP levar parcerias para mais cidades da região, para as pequenas empresas que buscam melhorias, e os cursos de Gestão Comercial e Administração podem suprir essas necessidades”, comentou Geraldo Magela Pereira, um dos formandos da turma que realizou o estudo.

Na opinião da professora Vanessa Braz Cassoli, que coordenou a pesquisa, a atividade de extensão foi bastante válida. “Os alunos elaboraram em sala de aula o formulário da pesquisa, que foi aplicada no início de junho, e também realizaram a tabulação e a interpretação dos dados durante a aula. Ter contato com essas empresas reais os levou a refletir sobre as possibilidades de gestão que poderiam ser implantadas”, informa a professora.

O coordenador do curso de Tecnologia em Gestão Comercial, Wêsley Edmir Andrade, elogiou a iniciativa da turma. “É um trabalho importante tanto para os alunos como para os comerciantes, e abre uma possibilidade de implantarmos no Glória uma pesquisa de mérito empresarial, como já é feita em Passos pela FESP”, comentou.

Confira os dados completos levantados pela pesquisa

Total de Empresas Pesquisadas: 53

Fundação:

38% têm entre 1 e 5 anos de fundação

Impacto da construção da ponte no comércio:

47% dos entrevistados afirmaram que a construção da ponte gerou impactos positivos para o comércio local. 

Tipos de comércio que prevalecem:

19% são varejo de moda 

17% bares e similares, com 17%

Publicidade e Propaganda:

Os comerciantes glorienses investem em publicidade dos seus negócios, com prioridade para o uso do rádio, mas a divulgação boca a boca ainda é o meio mais citado

Para 36% dos estabelecimentos pesquisados, a divulgação é feita semanalmente.

Aspecto a ser melhorado:

Realização de cadastro dos clientes, a fim de gerar novos contatos para vendas e para conhecer as necessidades e desejos dos compradores

35% dos entrevistados afirmam não realizar qualquer tipo de cadastro dos clientes. 

Formas de pagamento:

45% cartão de crédito;

71% dinheiro ou cheque;

52% carnê/crediário;

11% ainda existe a antiga “caderneta”.

Aspecto visual dos estabelecimentos:

66% afirmam ter passado por reforma ou melhoria nos últimos dois anos. 

Técnicas de promoções de vendas, satisfação do cliente e treinamento da equipe:

43% dos pesquisados dizem não utilizar desse recurso de marketing;

85% dos comerciantes afirmam nunca ter feito pesquisa de satisfação dos clientes;

62% dos estabelecimentos realizam treinamento de funcionários.

Fonte: Departamento Comunicação e Marketing