A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) promoveu na manhã de sábado (14) uma solenidade para entregar à comunidade de Passos a primeira etapa concluída do cercamento do Parque Municipal Dr. Emílio Piantino. Participaram da solenidade realizada na entrada principal do Parque, no Jardim Eldorado, o Presidente do Conselho Curador da FESP, Professor Fabio Pimenta Esper Kallas, a Promotora de Justiça, Dra. Cristina Bechara Kallás, o Diretor do Presídio de Passos, José Vicente de Souza, o Juiz de Direito, Arsênio Pinto Neto, o Presidente do Lions Club, Josnei dos Santos, o Diretor da Folha da Manhã, Carlos Parreira e familiares do Dr. Emílio Piantino, o grande homenageado dando nome ao parque.  Diretores de Núcleo Acadêmico da FESP, coordenadores de Curso, professores, funcionários e diversas pessoas da comunidade também participaram do evento. A primeira etapa do projeto de revitalização do Parque Municipal Dr. Emílio Piantino teve a construção de 127 metros de calçamento e cercamento sendo que a proposta é chegar a 800 metros do entorno do parque.

O projeto é uma parceria da FESP com diversas representações como o Ministério Público de Minas Gerais, a Folha da Manhã, o Lions Club e o Presídio de Passos sendo este participante da iniciativa por meio do projeto “Educar e Construir” que possibilita a reinserção de detentos do presídio de Passos que trabalharam na construção da primeira etapa. Os presidiários também estiveram presentes na comemoração e foi um momento de concretização desse sonho de Passos em ter um parque ecológico que proporcione o lazer e boas expectativas para as próximas etapas que devem começar em breve.

O Presidente do Conselho Curador da FESP, Fabio Kallas, demonstrou a grande satisfação de toda a Fundação pelo término dessa etapa do projeto e disse que a concretização desta obra só foi possível devido a articulação da tríplice aliança entre universidade, poder público e empresariado junto com a comunidade. “Estamos cumprindo mais um compromisso assumido pela nossa escola em favor de nossa cidade. A FESP assume mais uma vez a responsabilidade de mostrar que a educação é pilar para o desenvolvimento de um povo. Queremos crer que a cada dia novas ações serão colocadas à disposição de todos como arborização urbana, preservação de matas ciliares e nascentes. Há muito ainda a ser feito e a inauguração no dia de hoje está sendo apenas o começo”, disse o presidente.

A participação da comunidade foi feita de forma ativa por meio do projeto “Abrace o Parque” que contou com patrocínios de empresas e famílias que são identificados por meio de placas no muro do parque. Toda a comunidade é convidada a aderir e ajudar na causa.
O processo de melhorias no Parque Municipal Dr. Emílio Piantino começou com o seu cercamento, projeto arquitetônico da Professora Nádia Freire e executado pelo departamento de obras da FESP juntamente com Projeto Educar e Construir, que inclui 6 presidiários no aprendizado do ofício de mão de obra da construção civil. Além do cercamento a primeira etapa inclui uma ciclovia e arborização do passeio.

Para que o Parque possa ser aberto à visitação pública é necessária a definição das implantações internas como trilhas e ambientes ecológicos e temáticos, o que será feito passo a passo, já que a concessão da Prefeitura por meio de convênio para a administração pela FESP vai até o ano de 2030, podendo o convênio ser renovado por igual período.

Muitos projetos serão implantados no parque como o banco de sementes e ambientes temáticos. Para isso, a FESP conta com o trabalho da Profª. Dra. Sônia Zampieron, coordenadora do Centro de Ciências da FESP, e equipe. De acordo com Fabio Kallas, na segunda etapa será feito o cercamento da parte urbanizada do parque e logo após a implementação das duas trilhas de caminhada. “O parque e sua preservação é um sonho de todos os passenses que têm a preocupação com a preservação dos espaços públicos e com o meio ambiente em geral. Estamos percebendo o envolvimento de muitas pessoas em nosso projeto colaborando para uma Passos mais responsável ambientalmente”, destacou Fabio.

A comunidade local dos moradores do entorno do bairro se sentiu satisfeita com a iniciativa de revitalização do Parque Municipal Dr. Emílio Piantino. Segundo alguns moradores antes de o parque ter um projeto de cuidado e manutenção, diversos animais que compõem a fauna do espaço invadiam as ruas e até as residências. Com a administração da FESP, as mudanças já começaram as ser sentidas. “Foi maravilhosa essa transformação do parque. É uma coisa que eu nunca imaginei que fosse acontecer. Moro há 12 anos nessa rua e o parque é um complemento para nós. A FESP está de parabéns com essa iniciativa”, disse o morador Angelino Jacobini Junior. “É realmente a realização de um sonho. Eu mudei para cá desde 2009 e desde então era um pedido que eu sempre fazia aos órgãos competentes para que isso acontecesse. É uma valorização para o bairro, a gente que mora de frente ao parque poder sair e ver o bairro bem cuidado, bonito, é excelente”, completa a moradora Marcia Helena Kruze.

História

O parque foi criado em 30 de setembro de 1998, através da lei municipal número 2.111 e tem sua área de 62.598 m² destinada à zona de proteção ambiental. Entre as finalidades da área estão: proteção integral da flora, da fauna e demais recursos naturais, com utilização para objetivos educacionais, científicos e recreativos; proteger belezas cênicas, recursos hídricos e bacias hidrográficas e assegurar condições de bem estar público.

O local leva o nome do Dr. Emílio Piantino médico e grande entusiasta passense que trabalhou pelas causas públicas.

A família do médico esteve presente na solenidade e demonstrou a satisfação de ter uma obra com o nome do pai e de ver a transformação que a FESP está executando na área. “Ficamos satisfeitos com essa homenagem ao nosso pai e confiamos no dinamismo da FESP sabendo que com essa proposta dessa instituição séria de ensino o sonho de um parque para Passos será e já está sendo concretizado”, disse uma das filhas do Dr. Emílio Piantino, Priscila Piantino Silva. O irmão de Priscila, o médico oftalmologista Evaldo Ézio Piantino contou sobre o espírito público do pai. “Ele tinha esse espírito visionário sempre pensando no bem comum. Acreditamos que a homenagem seja justa e que essa obra concretizada pela FESP é um presente para Passos”, disse Evaldo.

Confira outras fotos do evento na galeria de imagens do Portal FESP AQUI

Fonte: Departamento Comunicação e Marketing