A Fundação de Ensino Superior de Passos, FESP, lançará oficialmente nesta segunda-feira (19) o projeto de construção do Novo Campus Universitário que vai abrigar no futuro todas as unidades da FESP, hoje espalhadas por 14 blocos diferentes pela cidade. Inicialmente, a FESP construirá 3 prédios com 24 salas de aula cada um, totalizando 72 novas salas de aula para 2013. “A FESP tem uma necessidade urgente de salas de aula, visto que estamos com novos cursos e o número de alunos vem aumentando ano a ano devido à credibilidade que nossa instituição conseguiu com esforço de seus professores e  funcionários administrativos ao longo destes últimos anos. Também será lançada a Caixa da Pedra Fundamental do Novo Campus, onde serão depositados documentos que estabelecem os fatos atuais de nossa cidade e região, comentários e mensagens dos presentes no evento.

A solenidade comemorativa será nesta segunda-feira, dia 19 de dezembro de 2011, no Clube Passense de Natação, com a presença de diversas autoridades. Este é um marco na história da FESP e de todo o sul e sudoeste do Estado. Vamos atender a este grande anseio de toda comunidade em dar à FESP um Campus que nossa escola merece, onde possamos  concentrar nossos alunos em suas atividades de aprendizado, as salas de aula, a biblioteca, os laboratórios. Esta nova estrutura oferecerá aos nossos estudantes uma condição especial de aprendizado. É um momento de grande comemoração”, afirma o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas.

O campus universitário será construído onde hoje é o Centro Integrado de Recreação e Esporte, CIRE. A obra terá início em janeiro de 2012 sob coordenação do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia da FESP, sob responsabilidade do engenheiro Manoel Reginaldo Ferreira, vice-presidente do Conselho Curador.

O investimento inicial será de aproximadamente R$9 milhões para viabilizar os 3 prédios que começarão a ser construídos imediatamente. Possivelmente, através de linha de crédito automático do BNDES, “A operação já foi estudada no âmbito do  Banco do Brasil e foi protocolada junto ao BNDES. Provavelmente será liberada no mẽs de janeiro”, explica o Gerente de Governo do Banco do Brasil, Welington Morais Lima.

A FESP, por entender sua missão de educação e formação de pessoas na sua integralidade, optou por utilizar também mão de obra de presidiários que serão capacitados por seus professores, através do Projeto Educar e Construir, coordenado pelo professor Ivan Francklin Júnior, ganhando assim, além do aprendizado de uma profissão, salário e redução de pena a ser cumprida.

O Projeto

O Novo Campus tem projeto assinado pelo arquiteto Sérgio Loureiro também professor da escola de Engenharia da FESP. O entorno de cada prédio será destinado a pátios e estacionamentos e será preservado ao máximo o patrimônio verde do local.

“A forma do Edifício nasceu de uma avaliação do local, a situação geográfica especifica para o volume, o parque Dr Emilio Piantino com que faz divisa e a exuberância das árvores que formam a paisagem a ser ocupada pelas novas Edificações. A leve curvatura das fachadas imprime movimento que pretende adicionar um timbre diferenciado para uma solução modular simples”, explica o arquiteto.

Cada prédio consta de 3 pisos – Térreo, 1º pavimento e 2º pavimento com acesso através de rampa e entrada em 2 níveis.

A maquete eletrônica, com detalhes do projeto será apresentada para a comunidade na segunda-feira à noite, durante o lançamento oficial do Projeto do Novo Campus.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing