Campeão de 2010.

A noite desta sexta-feira (18) tem uma atração cultural que já é destaque em Passos e região, o tradicional Festival da Canção Canta FESP-CPN que pela primeira vez está sendo realizado em parceria entre a Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) e o Clube Passense de Natação (CPN). As apresentações de 17 músicos de diversas localidades do Brasil acontecem a partir das 20h no salão social do CPN. A entrada é gratuita.

Em sua quinta edição o evento irá premiar os cinco primeiros lugares sendo 1º lugar 5.000 reais, 2º lugar 3.000 reais, 3º lugar 1.500 reais, 4º lugar 1.000 reais e 5º lugar 500 reais, além do prêmio para o melhor intérprete que vai ganhar um instrumento musical. A lista com as músicas classificadas foi divulgada no site da FESP e na imprensa regional no dia 9 de novembro.

Entre os participantes há músicos que já marcam presença no festival desde a sua primeira edição em 2007. Entre eles, a cantora e Ivânia Catarino, que apresenta dessa vez a canção “Casa dos Espelhos”. Ivânia, que mora em Praia Grande (SP), foi a campeã da primeira edição e ficou bem classificada em outras edições das quais participou. O músico Zé Alexandre do Rio de Janeiro, levantou a platéia, também na primeira edição, com a canção “Me joga na parede, me chama de lagartixa”, conquistando a segunda posição. Dessa vez ele apresenta “Sonho Imigrante”. Entre os compositores de Passos, estão Cledson Borges, que vai competir com a música com “O Brilho dos Olhos Teus”, Fabio Sedicla com “Teu Sonho Sonhará” e Samuel Rabay com “Uma Canção Só Minha”.

A FESP e o CPN prepararam uma grande estrutura para que os concorrentes possam se apresentar com o apoio técnico necessário e boa qualidade do som.
O edital de participação no concurso regulamenta que cada compositor pode inscrever no máximo três músicas. A seleção realizada pela equipe de organização que é liderada pelas professoras Leila Suhadolnik e Sílvia Maia procura não repetir os selecionados.

Confira abaixo a lista das músicas classificadas divulgada em ordem alfabética pelo título. A FESP e o CPN acreditam que o sucesso dessa edição irá superar as expectativas e que a parceria irá trazer resultados positivos para a qualidade do festival. Toda a comunidade de Passos e região é convidada a prestigiar o evento que fomenta a cultura, a música de qualidade e o incentivo às artes.

Lista das musicas classificadas Canta FESP CPN 2011

Agonilia - Achiles Neto - Vitória da Conquista Bahia
Bailarina Espanhola  - Marcelo Elias – Andradas (MG)
Casa dos Espelhos - Ivania Catarino – Praia Grande (SP)
Certeza - Ruthe Glória – São Paulo (SP)
Dançando com Leões - Zé Beto Correa - Belo Horizonte (MG)
Manha Serena - Diorgem Junior – Governador Valadares (MG)
Menina - Manoel Gandra –  Formiga (MG)
Motor - Thiago Augusto – São Paulo (SP)
Nascentes, Filhos e Rios - Marinho San – Belo Horizonte (MG)
O Brilho dos Olhos Teus - Cledson Borges - Passos (MG)
Para Além de Uma Idéia do Mundo - Jair Soares Junior – Carmo do Rio Claro (MG)
Pelos Cantos -Zé Renato - Paraguaçu (MG)
Sonho Imigrante - Zé Alexandre –Rio de Janeiro (RJ)
Teu Sonho Sonhará  - Fabio Sedicla  - Passos (MG)
Uma Canção Só Minha  Samuel Rabay - Passos (MG)
Vida Seca  - Marcia Cherubim  – São Paulo (SP)
Violeiro ,Crença e Fé - Dani Mercadante - Poá (SP)

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Acontece hoje, a partir das 20h00, no Cemitério Municipal de Passos a 3ª edição do “Necroturismo – Projeto Vida e Memória”, uma visita guiada pelos túmulos de personalidades que fazem parte da história da cidade. O projeto é resultado de parceria entre a Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), através do curso de História, e Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP).

Nesta terça-feira, serão visitados os túmulos de José Barbosa Andrade Silva, o Zé da Beca; Gustavo Lemos, José Figueiredo, José Neif Jabur e Messias de Pádua, o Baru de Pádua.

O professor do curso de História da FESP, Edgar Rodrigues de Oliveira, vai explicar os significados dos ritos de morte juntamente com a professora de História da Arte, Leila Suhadoinik, que vai falar sobre a arte tumular.

O projeto tem como objetivos contemplar as características arquitetônicas do cemitério e exaltar a importância do homenageado na história de Passos e região.

Os alunos do 4º período de História, Jair Junior e Júlio Cesar apresentarão a música preferida de cada homenageado ao vivo no violão.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Profº Fabio com dirigentes do CAPP e Professores e alunos da Engenharia

Estudantes do curso de Engenharia Civil da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) juntamente com o presidente do Conselho Curador professor Fabio Pimenta Esper Kallas, do diretor do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia, Manoel Reginaldo Ferreira e do coordenador do curso, Ivan Francklin Junior entregaram na última sexta-feira (14) desenhos arquitetônicos produzidos pela equipe de estudantes referentes ao levantamento de área construída ao Centro de Aprendizagem Pró-Menor de Passos (CAPP).

O objetivo é a regularização junto à Prefeitura Municipal de Passos, Corpo de Bombeiros e outras entidades. A ação filantrópica promoveu a elaboração dos levantamentos de área construída e, após essa etapa, o grupo produziu desenhos arquitetônicos de todas as construções do CAPP, totalizando 12 blocos (construções), incluindo todos os detalhamentos necessários à regulação dos imóveis e para eventuais reformas e ampliações.

O trabalho orientado pelo professor Ivan foi elaborado pelos alunos Matheus Teixeira de Carvalho, Felipe Ajeje Gonçalves, Rogério Teixeira de Carvalho, Rodrigo Pereira e Evânio Silveira.

O projeto foi recebido pela presidente da instituição Marisa Salgado Lauria e pelo irmão João, representante da Congregação Irmãos de São Gabriel que é a responsável pelos trabalhos do CAPP. Um total de mais de 10 mil metros quadrados foi levantando no trabalho. 

Para Ivan, integrar os alunos nessas atividades práticas de extensão é de fundamental importância não só para a melhoria do aprendizado, mas também para o trabalho em equipe e a consciência social. “O curso de Engenharia Civil soma uma série de trabalhos filantrópicos desenvolvidos em Passos e região. Atualmente estão sendo realizados alguns projetos e pretendemos dar continuidade neste tipo de prestação de serviços, entendendo a tradição e importância do papel da FESP para contribuição junto a nossa sociedade, além da inserção dos nossos alunos no universo da prática de engenharia e consciência social”, frisou.

O estudante Rogério Teixeira de Carvalho que participou dos projetos e é monitor de desenho técnico, além de atuar na parte prática faz o levantamento de projetos que possam ser viabilizados. Ele está satisfeito com as ações e resultados. “Já estamos terminando outro projeto para a Escola Estadual Nossa Senhora da Penha. O curso de Engenharia Civil da FESP tem nos proporcionado essas oportunidades de, além de trabalharmos em prol da sociedade, colocarmos em prática o aprendizado adquirido em sala de aula”, disse o estudante.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Chegou ao fim o projeto Sete Maravilhas de Passos com a eleição dos sete patrimônios arquitetônicos mais importantes da cidade, que divulgados pela comissão organizadora em ordem alfabética são: Avenida da Moda, Capelinha da Penha, Igreja da Matriz, FESP, Praça da Matriz, Santa Casa e Santuário da Penha. O projeto é uma parceria da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) e o jornal Folha da Manhã, com o apoio de dez empresas e instituições.

Participaram do concurso 20 bens arquitetônicos de maior relevância, previamente escolhidos por uma comissão de arquitetos, historiadores, pesquisadores e profissionais da área. O responsável geral por esse concurso é o fotógrafo e professor dos cursos de Comunicação Social e Moda, Diego Vasconcelos.

Foram 100 dias de votação na internet e 50 de votação nas urnas. A votação pela internet teve início no dia 25 de maio e foram computados 1954 votos válidos e a votação pelas urnas teve início no dia 13 de julho e foram computados 2928 votos válidos. Ao todo foram 28 lugares de votação. A tabulação dos dados finais foi realizada pelo IPFESP (Instituto de Pesquisas de Opinião Pública da FESP).

O projeto envolveu diversos cursos da FESP, principalmente os cursos de Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade e Propaganda), Engenharia Civil e História. Apoiaram o projeto as seguintes instituições e empresas: ACIP (Associação Comercial e Industrial de Passos), Alvorada Pneus, Auto Passos, CIC (Colégio Imaculada Conceição), Homeopassos, Maipú, Plano Bompasso, Ponto 10 Outdoor, Revista Foco e Sicoob Crediacip.

O projeto foi bem aceito pela comunidade passense. Os sete bens eleitos serão decretados e institucionalizados pela Câmara Municipal de Passos como as Sete Maravilhas de Passos. A data da sessão em que será outorgado o decreto ainda será definida pela Câmara. “O projeto foi bem recebido pela comunidade passense e tivemos muitos elogios pela iniciativa. A população de Passos vê uma grande importância nesse tipo de iniciativa cultural para a valorização do patrimônio histórico, artístico e cultural da cidade”, conta Diego lembrando que a ideia surgiu há cerca de três anos quando ao refazer as fotos do livro Álbum de Passos, de 1920, de Elpídio Lemos de Vasconcellos, o fotógrafo observou que muitas das casas fotografadas naquela época não existiam mais, ou deram lugar a terrenos baldios ou outras construções de arquitetura menos relevante. Diego também fazia parte do Conselho Municipal do Patrimônio Artístico e Histórico de Passos, o que facilitou o seu contato com esse assunto. “Percebia um grande descaso com a história do município, e através dessa percepção pensei em elaborar esse projeto com o objetivo principal de conscientizar a população para a importância dos bens materiais que temos em Passos. O público participou bastante e estamos satisfeitos com a repercussão”, descreve Diego Vasconcelos.

Além da eleição das Sete Maravilhas o projeto promoveu uma ampla divulgação da história das construções ou bens. A FESP irá continuar divulgando o resultado e mobilizar projetos de valorização e recuperação para os escolhidos. Os bens eleitos receberão uma placa em homenagem a sua importância para a cidade. Outro produto resultante do projeto serão cartões-postais com as fotos dos bens eleitos e um histórico de cada um deles.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Uma das atrações do Escola Viva

O curso de Educação Física da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) com a participação de 22 acadêmicos promoveu uma manhã divertida e cheia de atividades dinâmicas em mais uma edição do Escola Viva FESP, desta vez no Colégio Del Rey, em Passos.

Foram contabilizadas 888 pessoas atendidas em atividades e brinquedos como os famosos infláveis, futebol de salão, xadrez, jogos de mesa e recreação, oficina de arte com pintura facial, desenho livre e máscara de gesso. O Escola Viva FESP aconteceu das 9h ao meio-dia.

Com a tradição dos projetos desenvolvidos pelo curso de Educação Física a comunidade é beneficiada e os universitários podem aplicar o conhecimento em contato com crianças e adolescentes e desenvolver a prática didática. “A atividade no Colégio Del Rey foi mais uma edição de sucesso do projeto. A expectativa é que cada vez mais as pessoas conheçam as atividades do Escola Viva e Praça Viva FESP e que esses eventos sejam realizados com maior freqüência”, disse o professor Itamar José de Oliveira Júnior um dos organizadores do evento.

As próximas edições serão em Delfinópolis no próximo fim de semana na praça central da cidade. Ao mesmo tempo no sábado em Passos estará acontecendo a Aldeia da Cidadania, que é um projeto em parceria com Furna.

 

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2020  >>
seteququsedo
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678