Acontece nesta sexta-feira, 24, na Cantina Dona Bernadete Lemos (localizada na Rua dos Farmacêuticos, bairro Novo Horizonte) o primeiro atendimento do PAIJUS - Programa de Atendimento Itinerante Jurídico Social – deste ano. Instalado pelo Núcleo de Prática Jurídica do curso de Direito da FESP, em parceria com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o programa tem como objetivo favorecer a resolução consensual de conflitos e proporcionar aos estudantes do curso de Direito da FESP a possibilidade de colocar em prática o conhecimento adquirido em sala de aula.

“Costumo dizer que a FESP tem que sair das quatro paredes da sala de aula. É preciso haver uma integração entre os professores, estudantes e a comunidade em geral. E temos conseguido este feito levando até a comunidade estudantes das mais diversas áreas como do Direito, da Saúde, da Educação entre outros”, disse o Presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas.

Através do PAIJUS, que faz parte do PIBIC - programa de iniciação científica da UEMG – é oferecida orientação jurídico-social em bairros da cidade de Passos que apresentem maior índice de vulnerabilidade social, difundindo e incentivando práticas pacíficas, em especial, os serviços pertinentes ao Juizado de Conciliação, sendo que as decisões cabem exclusivamente aos envolvidos, e o conciliador atua como facilitador do acordo, podendo apontar possíveis meios de solução para cada situação.

Os atendimentos disponíveis pelo Programa são relacionados às áreas de Direito Civil, como casos de pensão, divórcio e guarda de filhos; acesso à saúde, o que envolve questões de medicamentos, cirurgias e dietas alimentares, por exemplo; Direito Penal e Direito Previdenciário, sobre aposentadoria e benefícios junto ao INSS.

"O Núcleo de Prática Jurídica da FESP já presta atendimento gratuito 

à população de segunda à sexta-feira, porém muitas pessoas, por falta de conhecimento ou inibição, imaginando que terão que arcar com algum custo, não nos procuram, mas quando percebem que existe atendimento gratuito nas proximidades da sua casa aproveitam a oportunidade para tirarem suas dúvidas", observou a coordenadora do Núcleo de Prática Jurídica e do PAIJUS, professora Liliana Cristina de Oliveira Hespanhol.

Ainda segundo Liliane “o foco principal do Programa é formar e informar as pessoas sobre a conciliação enquanto método pacífico de resolução de conflitos e, por isso, a prioridade é atender os bairros com os maiores índices de vulnerabilidade social. O PAIJUS será realizado mensalmente e estamos trabalhando na agenda do ano, que não está pronta, pois é necessário estudar as demandas. Assim, caso alguma comunidade tenha interesse basta entrar em  contato conosco pelo telefone 3529-8080”, declarou a coordenadora.

O programa está na sua quarta edição e, de acordo com dados divulgados por Liliane, desde 2010 já foram realizadas 590 sessões de conciliação sendo que em 452 foram obtidos acordos.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Alunos do primeiro período do curso de direito da FESP já puderam sentir um pouco dos desafios da carreira do profissional do direito. Na quarta-feira (13) de março, 94 alunos dos períodos matutino e noturno participaram de um júri simulado que teve por objetivo ampliar a noção dos estudantes sobre ciência política, sociedade, interpretação de textos, retórica, oratória, lógica jurídica entre outros.

Para o professor da disciplina de Formação Geral, Uelton Porto, a experiência com os alunos foi satisfatória. “Os alunos superaram nossas expectativas. Embora do primeiro período eles pesquisaram a fundo o assunto principalmente no campo da psicologia jurídica para embasar a acusação e defesa usando inclusive do recurso de slides em PPS para embasar ainda mais suas teses”, explicou o professor.

Para esta aula, os alunos tiveram que ler o clássico “Caso dos Exploradores de Cavernas” do autor americano Lon Fuller, publicado nos Estados Unidos em 1949 e no Brasil em 1976 sendo adotado até os dias atuais como obra introdutória nos cursos de direito do mundo inteiro.

O livro narra a história fictícia de um grupo de pesquisadores que ficam presos dentro de uma caverna e só mantém contato com as equipes de resgate através de um rádio. Após 20 dias presos, são avisados que o resgate ainda vai demorar. Com a escassez de comida, um dos integrantes do grupo sugere um sorteio para escolher quem seria sacrificado para que os amigos pudessem se alimentar. Por ironia do destino, o autor da ideia desistiu de participar do sorteio mas a sorte caiu sobre ele que acabou sendo morto pelos companheiros.

Após o resgate dos sobreviventes, todos foram acusados de homicídio. “Dividimos as salas em dois grupos, um para acusação e outro para a defesa. Claro que tivemos que fazer algumas adaptações para alunos do primeiro período, mesmo assim eles foram brilhantes”, disse a professora Zaíra Oliveira da disciplina de Ciências Políticas.

Para o estudante Bruno Beltrão do primeiro período matutino, a experiência serviu para mostrar um pouquinho do funcionamento de um tribunal e do trabalho do profissional do direito. “Foi muito interessante participar deste trabalho. Tivemos que pesquisar um pouco de direito penal e outras áreas do direito principalmente a da psicologia jurídica além de outras áreas do direito. Pelo votação dividida do júri acredito que tanto o grupo de acusação quanto o grupo da defesa fizeram um bom trabalho”, avaliou o estudante.

Segundo os professores Uelton Porto e Zaíra Oliveira, a atividade serviu para dar uma noção mais palpável para os alunos do primeiro período sobre as diversas formas de atuação do profissional do Direito.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja as fotos na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI



O presidente do Conselho Curador da FESP, Professor Fabio Pimenta Esper Kallas; o professor Dr. Jorge Barrientos-Parra, da Faculdade de Ciências e Letras, Campus de Araraquara – UNESP e representante do Instituto Jaques Ellul no Brasil, assinaram convênio para realização do VI Seminário Brasileiro sobre Jaques Ellul a ser realizado na FESP.

O Seminário está agendado para os dias 23 e 24 de outubro durante a realização do III FESP INOVA. O convite para a FESP sediar o evento surgiu em 2012 após participação do professor do curso de direito da FESP, Uelton Porto, e de duas alunas do 4º período do curso de Direito da FESP que apresentaram artigos científicos no V Seminário Jaques Ellul realizado na UNESP em Franca/SP.

“Convidei as acadêmicas Priscila e Carolina para participarem do meu trabalho de mestrado sobre o filósofo francês Jaques Ellul e o resultado foi tão surpreendente que renderam elogios de  professores e pesquisadores que participaram do Seminário e propuseram que a FESP sediasse o VI Seminário Brasileiro Jaques Ellul, pedido prontamente atendido pelo nosso presidente Professor Fábio Kallas que colocou toda a estrutura da FESP à disposição para a realização deste grande evento”, comentou o professor Uelton Porto que viabilizou os contatos.

Responsável pelos estudos sobre o pensador Jaques Ellul no Brasil, e por representar a Universidade de Montesquieu em Bordeaux, França, o professor Dr. Jorge Barrientos-Parra coordenador do Doutorado da UNESP ficou surpreso com a receptividade que teve na FESP e com a estrutura e projetos da instituição que pelo que pode comprovar está em plena expansão. “Fico muito feliz em saber que aqui em Passos existem pessoas interessadas em ampliar os conhecimentos sobre Jaques Ellul e tenho certeza que esta parceria agora firmada com o Presidente da FESP Professor Fábio Kallas irá resultar em ótimos resultados”, comentou o pesquisador.

Após conhecer a estrutura das salas multimídia da FESP, o Dr. Barrientos afirmou que será possível realizar aulas e reuniões com transmissão ao vivo entre alunos e professores da FESP com os colegas da Universidade de Montesquie. 

Para refletir o pensamento de Jaques Ellul durante o Seminário, duas autoridades no assunto já confirmaram presença: O professor Dr. José Luis Garcia da Universidade de Lisboa (Portugal) e o professor Dr. Patrick Chaterrie da Universidade de Montesquieu em Bordeaux, França. Além deles devem participar do seminário acadêmicos e professores das maiores universidades públicas e privadas do Brasil.

“O pensador é multidisciplinar e fala sobre a linha produtiva, tecnológica e suas consequências nas nossas vidas e no meio ambiente. Por isso ele se tornou foco de estudos e pesquisas em todas as áreas do saber. É importante para que façamos com que o FESP Inova torne-se cada vez maior alcançando reconhecimento nacional e internacional’, destacou o professor da FESP Fábio Kallas.

O Presidente da FESP destacou ainda que a vinda de palestrantes de outros países irá contribuir diretamente para aumentar o nível dos seminários que estão sendo propostos e servirá para mostrar para as universidades de todo o país que a FESP tem competência e qualidade para realizar um evento internacional.

“Não é por acaso que a FESP recebeu um convite para sediar um evento internacional. Isso acontece porque estamos criando credibilidade dentro e fora do país devido a competência e dedicação que temos mostrado em tudo que fazemos na FESP”, ressaltou Fábio Kallas. 

Jaques Ellul 

Jurista Francês, Jaques Ellul (1912-1994) foi um dos pioneiros a criticar a maneira de desenvolvimento da sociedade tecnológica e diretamente ligado a movimentos ecológicos. Foi resistente ao nazismo durante a II Guerra Mundial. Pela sua luta em salvar os judeus recebeu em 1981 o título de “Justo entre as Nações” pelo Yad Vashem. 

O tema do VI Seminário Brasileiro Jaques Ellul em Passos terá como tema: “Ecologia e Meio Ambiente no pensamento de Jaques Ellul”.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja as fotos na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI



A secretária da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), Leila Faris Mtanios Aoun recebeu na manhã desta sexta-feira (11) uma homenagem dos alunos do 9º período de Direito. Leila atuou durante 6 anos como secretária do curso de Direito e recentemente foi transferida para o curso de Serviço Social.

Os estudantes, que estão no último ano do curso, estão organizando festas e homenagens como uma forma de despedida da faculdade e como forma de registrar por meio de fotografias os últimos momentos do curso. A homenagem a Leila foi um momento de alegria e de reconhecimento do trabalho desta profissional.

Segundo uma das organizadoras da homenagem, a aluna Franciele Amélia Neri Santos, Leila sempre se mostrou atenciosa com os estudantes, sempre atendendo às solicitações e com uma relação muito amigável e profissional. “Ela sempre estava à disposição. Quando estava ocupada, sempre dava um jeitinho de nos atender e sempre teve um bom diálogo conosco. Por isso resolvemos fazer essa homenagem”, disse.

A funcionária ficou satisfeita com o reconhecimento e disse que vai guardar na lembrança. “Foi um dos melhores momentos da minha vida. Fui criando uma amizade ao longo desses seis anos com os alunos e sempre procurei atendê-los. A homenagem que recebi hoje é muito gratificante, é a melhor coisa do mundo, pois somos como se fosse uma família”, disse Leila.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



A FESP recebeu na sexta-feira, dia 4 de maio, a visita institucional do casal Antonio Natálio Coelho e Maria das Graças Coelho, pais da coordenadora do curso de Direito da FESP, Ana Paula de Fátima Coelho. Com o objetivo de aproximar a FESP da comunidade e também dos familiares de coordenadores, professores e funcionários da instituição, a visita tem colocado a FESP com seus projetos e unidades em evidência.

Como parte da programação, o casal, acompanhado da Relações Públicas, Paula Monteiro, conheceram todos os blocos da FESP, onde foram apresentados os diversos cursos, projetos e atividades.

Admirada com a FESP, Maria das Graças comentou: “Os alunos convivem com muitas pessoas diferentes, o que mostra o diferencial da instituição possibilitando a ampliação de novos horizontes para os universitários, uma imensa variedade dentro do mesmo campus, o que proporciona várias experiências. Não posso deixar de falar da biblioteca que é um local de muita imaginação, que fornece um acervo de diversos livros”, disse Maria das Graças. A mãe de Ana Paula destacou ainda que a sala de leitura é um ambiente bem diferente dos locais tradicionais dedicados à leitura. ”Além de ser um espaço aconchegante, é um projeto que incentiva a leitura. Não tem como falar de Passos sem citar a FESP que tem contribuído muito para o desenvolvimento da cidade”, afirma a mãe da coordenadora do curso de Direito.

Antonio Natálio gostou muito dos laboratórios do curso de Engenharia Civil. “Fiquei impressionado em conhecer os laboratórios de materiais de construção civil e hidráulica. Tanta coisa bonita na parte de Engenharia Civil. A FESP está de parabéns. Não imaginava o quanto a FESP é importante para nossa cidade”, declarou Antonio Natálio.

Os visitantes foram recebidos pelo presidente do Conselho Curador, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, e pelos diretores de Núcleo Acadêmico na sala da presidência. Os interessados em conhecer a FESP devem entrar em contato com Paula Monteiro pelo telefone (3529-6015) ou pelo e-mail: paula.monteiro@fespmg.edu.br

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  abril 2021  >>
seteququsedo
2930311234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293012
3456789