Estudantes do curso de Agronomia da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) participaram nos dias 13 e 14 de outubro, em Campinas (SP), do Workshop Internacional de Mudanças Climáticas realizado pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC). O objetivo principal do evento foi apresentar temas de aperfeiçoamento sobre o efeito das mudanças climáticas sobre a aptidão de culturas. O evento contou com a participação de especialistas do Brasil e da Itália em uma promoção da Fundação de Apoio a Pesquisa Agrícola (FUNDAG), Ministero Dell´Ambiente e Della Tutela Del Territorio e Del Mare (Itália), Fórum das Américas e da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios.

Foram abordados temas como o desenvolvimento de pragas e doenças, agricultura de baixo carbono, uso eficiente de água na agricultura, reuso de água, impacto sobre as mudanças climáticas na agricultura e preservação e gestão de água em regiões metropolitanas.

Os participantes tiveram apoio do Conselho Curador da FESP e do Diretório Central dos Estudantes (DCE) para a realização da viagem.

Para o estudante Ricardo Miranda de Oliveira, do 6º período, o workshop foi apresentado de forma dinâmica e com ideias que são aplicáveis na prática. “Despertou em nós uma visão quanto ao futuro da produção agrícola brasileira bem como os efeitos das alterações das potencialidades e freqüências dos agentes climáticos sobre a sociedade. Neste aspecto, conhecer o grau dos riscos climáticos é fundamental para antever possíveis problemas na agricultura e pecuária e sendo assim, o grande desafio de adotar medidas sustentáveis, a fim de minimizar tais impactos e garantir o sucesso da produção”, disse Ricardo.

Os alunos foram acompanhados da professora Tânia Cristina Teles Oliveira que também acredita que foi uma oportunidade única de participação em palestras e debates com pesquisadores de vários locais diferentes, sendo um evento internacional.  “Todos os palestrantes enfocaram nos desafios do desenvolvimento da agricultura e pecuária perante as intempéries que estão acontecendo e irão acontecer devido ao aumento da temperatura da Terra. Estamos satisfeitos com a participação”, completou a professora.

Confira a lista de alunos participantes
André Luis Bombonato de Oliveira
Ricardo Miranda de Oliveira
Laisa de Oliveira Gonçalves
Lívia de Fátima Pereira
Luziney Duarte Silva
Samira Andrade Farah
Bruno Souza Maciel
Lucas Bezerra Silva
Paulo Régis Viana Leite

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Alunos no centro de ciências

A equipe do Centro de Ciências “Professora Sônia Lucia Modesto Zampieron” da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) está em comemoração. As atividades desenvolvidas em 2011 já bateram o recorde com relação ao ano anterior. Do início do ano até agora, 695 estudantes, de 17 escolas públicas e privadas de Passos e região, através de pré-agendamento, visitaram o espaço.

No dia 23 de agosto, o Projeto Juventude Cidadã, desenvolvido pela FESP em parceria com o 12º Batalhão de Polícia Militar de Minas Gerais, levou 50 crianças e adolescentes para conhecerem os divertidos experimentos da unidade.

A Escola Infantil Boa Semente também tem sido frequente no Centro. No dia 19 de agosto foi realizada uma oficina de reciclagem de papel na Sala Verde com 25 alunos do 1º ao 4º do Ensino Fundamental desta escola Os alunos tiveram uma pequena palestra e depois fizeram a parte prática. No dia 2 de setembro a escola retornou para uma visita ao planetário, que é a mais nova atração do Centro de Ciências, inaugurado no início de setembro.

Adquirido pela FESP por meio de recursos do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e da FAPEMIG (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais), o planetário é um equipamento destinado a reproduzir artificialmente, por projeção em ambiente fechado, o aspecto do céu. Dessa maneira, independente de condições atmosféricas é possível a observação simulada do céu de qualquer região da Terra e em qualquer instante, passado, presente ou futuro, possibilitando também a simulação de viagens espaciais ou através do tempo. Cada sessão do planetário varia de acordo com o público e com as temáticas a serem estudadas. Até o início do mês de setembro foram contabilizados 106 visitantes ao planetário.

Outra escola sempre presente no Centro de Ciências é o Colégio São Francisco (COC), além do Colégio Status, a Escola Municipal Hilarino Moraes, a Escola Estadual Lourenço de Andrade, entre outras. O Centro de Ciências tem recebido ainda visitas de escolas de outros municípios, como a Escola Ary Pimenta Bugelli de Itaú de Minas, além de escolas de Fortaleza de Minas e Alpinópolis.  Este mês, foi a vez de São João Batista do Glória, através da Escola Estadual José Severiano Filho.

Projetos diversos

Dentre as atividades do Centro de Ciências, há a Sala Verde, cujas oficinas e palestras  tem sido constantes, sendo oferecidas tanto no próprio centro, quanto no ambiente escolar quando, por algum motivo, não há possibilidade dos alunos irem até o Centro. Um exemplo disso foram as várias oficinas ministradas no Colégio Objetivo de Passos. Ao longo deste ano este espaço já atendeu a 1339 estudantes.

O Programa Experimentoteca é também um outro instrumento de aprendizagem disponibilizado pelo Centro de Ciências. Compõe-se de 42 maletas com conteúdos de Física, Química e Biologia a serem explorados nos ensinos fundamental e médio. Onze escolas, sendo sete de Passos (lista abaixo); o Colégio Positivo de Itaú de Minas; a Escola Estadual José Severiano Filho de São João Batista do Glória, a Escola Estadual Dr. Juscelino Kubistschek, de São José da Barra e a Escola Municipal Engenheiro Jorge Oliva, de Itaú de Minas, já fazem uso das maletas há algum tempo.

A Experimentoteca é recurso disponível para atender e suprir a necessidade de laboratórios dentro das escolas. Neste sentido, vários cursos de capacitação de professores têm acontecido a fim de torná-los aptos ao uso do material, que pode ser emprestado às escolas cadastradas no Centro de Ciências. Até o momento, 21 professores, de rede pública e particular foram capacitados.

Com o propósito de disseminar o conhecimento das ciências de uma forma dinâmica e prática, o Centro de Ciências da FESP vem cumprindo seu papel de popularizar e revolucionar cada vez mais o ensino nas escolas. “Estamos felizes por termos, em tão pouco tempo, um resultado tão positivo. O trabalho fortalece tanto os acadêmicos dos cursos da FESP, que podem ter uma ferramenta de prática na transmissão dos conhecimentos; os professores que querem e precisam tornar as aulas mais atraentes e aos alunos das escolas de ensino fundamental e médio, que têm um contato com as Ciências de forma plural e prazerosa”, conclui a coordenadora do Centro de Ciências da FESP, professora Sônia Lúcia Modesto Zampieron.

Confira o Balanço das Atividades do Centro de Ciências em 2011
Número de visitantes ao Centro de Ciências – 695 estudantes
Atividades Sala Verde – 1334 estudantes
Visitantes ao Planetário – 106
Escolas Cadastradas – Experimentoteca – 10
Professores Capacitados – Experimentoteca – 21
Caixas Utilizadas por professores – Experimentoteca – 55

Escolas Cadastradas para a Experimentoteca 2010/2011

Colégio Del Rey
Colégio São Francisco (COC)
Escola Municipal Engenheiro Jorge Oliva (Itaú de Minas)
Escola Estadual José Severiano Filho (São João Batista do Glória)
Escola Estadual Abraão Lincoln
Colégio Status
Escola Estadual de Furnas
Colégio Educacional Positivo (Itaú de Minas)
Escola Estadual Dr. Juscelino Kubistschek ( São José da Barra)
Escola Estadual Neca Quirino
Colégio Tiradentes da Polícia Militar




O Núcleo de Empreendedorismo da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) promoveu uma mobilização para estimular os alunos a participarem do Desafio Sebrae 2011  e o resultado foi um grande número de participação de estudantes dos cursos de Administração de Empresas, Ciências Contábeis e Tecnologia em Gestão Comercial. O jogo é realizado pelo site do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE).

O Desafio SEBRAE é um jogo virtual que simula o dia-a-dia de uma empresa, durante mais de seis meses. Este ano a competição tem como chamado “A ideia é fazer a diferença: faça o Desafio SEBRAE”. Universitários de todo o país, organizados em equipes, testam sua capacidade de administrar um negócio, tomar decisões e trabalhar em equipe. Em outras edições alunos da FESP já participaram e obtiveram bons resultados.

Em parceria com o SEBRAE, o Núcleo de Empreendedorismo realizou divulgação em todas as unidades da FESP com distribuição de panfletos e disponibilização de cartazes. Outro evento que contribuiu para a alta participação foi a palestra realizada na FESP que trouxe o palestrante Cristiano Lopes, representante do SEBRAE para falar sobre comportamento pró-ativo, motivação, superação de limites, foco nos objetivos e mercado.

Neste ano a proposta do jogo é gerenciar uma fábrica de bicicletas. A primeira decisão que os participantes tiveram que tomar foi enviada no dia 31 de maio e se refere à capacidade produtiva, estrutura organizacional, localização da fábrica, nome da empresa e primeira compra de insumos.

A FESP já teve duas equipes com classificações excelentes nas versões anteriores. Em anos diferentes chegaram às finais estaduais e classificaram-se em terceiro lugar em Minas Gerais.

Para vencer o jogo os participantes devem estar atentos nas informações do mercado, estabelecer estratégias baseadas nos objetivos pré-estabelecidos e utilizar conhecimentos e ferramentas gerenciais disponibilizadas pelo jogo. Outro ponto importante é cumprir rigorosamente os prazos de envio das tomadas de decisão, pois aqueles que descumprirem este quesito são automaticamente desclassificados.

O Núcleo de Empreendedorismo da FESP está assessorando os participantes nas tomadas de decisão. Os alunos podem ainda utilizar o conhecimento dos professores da FESP como um suporte. No decorrer do jogo o Núcleo de Empreendedorismo da FESP pretende reunir os alunos para workshops de discussão sobre o jogo.

Cursos

O núcleo de empreendedorismo da FESP tem como objetivo fomentar a cultura empreendedora, seja para os alunos, professores ou  funcionários. Varias são as ações como parcerias estabelecidas com o SEBRAE que possibilita eventos para formação empresarial e com o SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) que disponibilizará de forma gratuita para a comunidade, cursos de 160 horas para profissionalização, entre eles: Vitrinismo, Recreacionista, Auxiliar Administrativo, Promotor de Vendas e Camareira.

Em parceria com a SECTES (Secretaria de Estado de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior) foi realizado o curso de 40 horas de Empreendedorismo e Plano de Negócios.

“Com o empenho do Conselho Curador da FESP conquistamos a inserção da disciplina de Empreendedorismo em todos os cursos. A visão empreendedora está sendo criada dentro da instituição e isso é muito importante, pois o mercado de trabalho exige uma tomada empreendedora nos dias atuais”, disse o coordenador do Núcleo de Empreendedorismo professor Olney Bruno da Silveira Júnior.

Fonte: Agência Escola



Os alunos Flavio de Andrade Silva e Felipe Rocha Grilo, do 5º período do curso de Publicidade e Propaganda da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) foram classificados no concurso de frases “CNA Perdigão – Yes, Volta às Aulas com Inglês Grátis”.

Os alunos foram premiados com uma bolsa de estudos de inglês de duração de um ano em uma das unidades da Rede CNA e um kit com produtos Perdigão Turma da Mônica.

As frases foram escritas durante as aulas da professora Nara Guimarães, com o apoio da também estudante de Publicidade, Lylyan Vilas Boas, que não se inscreveu por residir em São Sebastião do Paraíso onde não há uma unidade da escola de idiomas CNA.

A frase deveria responder à pergunta: “O que você faria para ganhar um ano de inglês grátis? Felipe ficou classificado com a frase: “Sailia dos quadlinhos e selia um enolme sucesso”, fazendo alusão à maneira de falar da personagem Cebolinha da Turma da Mônica, que faz parte da campanha publicitária da Perdigão. O estudante Flavio escreveu a frase “Correria novamente atrás do meu sucesso”.

A criatividade dos alunos e a classificação no concurso refletem o nível elevado dos estudantes e do curso de Publicidade e Propaganda da FESP.

Fonte: Agência Escola



A Escola Estadual Nazle Jabur, no bairro Santa Luzia em Passos, recebeu no último sábado (28) o projeto Escola Viva FESP, organizado pelo curso de Educação Física da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG). De acordo com o levantamento dos organizadores, que fazem o registro por atendimento em cada brinquedo ou atividade, chamadas de estações, foram realizados 951 atendimentos, para um público de mais de 800 participantes.

O Escola Viva FESP é um projeto que surgiu por meio do já tradicional Praça Viva FESP. A diferença é que no Escola Viva FESP, escolas públicas e privadas de Passos e região recebem as atividades. Brinquedos infláveis como tobogãs, futebol de sabão, escalada e também as recreações como dança e exercícios de lutas de combate animaram estudantes no fim de semana. Os participantes são da faixa etária de 5 a 14 anos. Nesta última edição, foram disponibilizadas nove estações de brinquedos e atividades.

Para o organizador do projeto, professor Itamar José de Oliveira Júnior, o grande diferencial do projeto é a contribuição para os acadêmicos do curso de Educação Física. Neste projeto são os estudantes que organizam as atividades e colocam em prática aquilo que aprendem nas aulas teóricas da disciplina Recreação e Lazer, ministrada pelo professor Itamar. “As atividades são planejadas pelos alunos de Educação Física e isso é muito importante. Dentro das aulas teóricas discutimos e avaliamos e eles colocam em prática, criam e recriam as atividades. É um benefício muito grande para o acadêmico”, disse Itamar.

Itamar destaca também que a diferença do Escola Viva para o Praça Viva é que dentro das escolas há uma adaptação com relação ao espaço a ser utilizado. Diversos professores participaram com os alunos e apoiaram o projeto destacando a oportunidade de aprendizado. “Teve professor que participou das oficinas de artesanato e pintura e comentaram que na verdade estavam aprendendo muitas coisas ali. Isso cria uma proximidade entre estudante e professores, saindo da rotina tradicional do dia-a-dia na escola”, destaca Itamar.

Com a agenda previamente organizada, o curso de Educação Física não para. No próximo sábado dia 4 de junho será a vez do Praça Viva FESP no Parque de Exposições Adolpho Coelho Lemos. No dia 12 de evento será levado ao Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE-FESP), quando acontecerá também o V FESP Mountain Bike

Fonte: Agência Escola



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  abril 2020  >>
seteququsedo
303112345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930123
45678910