Alunos bolsistas dos programas de pesquisa e extensão (UEMG, FAPEMIG e FESP) participaram de 16 a 18 de novembro do 13º Seminário de Pesquisa e Extensão da UEMG. Ao todo, 61 alunos da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) apresentaram projetos, os quais foram avaliados em seu teor técnico e científico. A FESP foi a instituição associada à UEMG com o maior número de trabalhos apresentados no seminário.

Os estudantes foram acompanhados pela Coordenadora de Pesquisa e Extensão, professora Marisa da Silva Lemos que também apresentou trabalho na mesa redonda sobre o tema “Interface ensino, pesquisa e extensão”.

Nos três dias de evento a UEMG recepcionou cerca de 600 estudantes de todas as associadas no Estado. A abertura do evento aconteceu na Escola Guignard de Artes com a palestra do professor Luiz Alberto Oliveira Gonçalves, da Faculdade de Educação da UFMG, com o tema “Relação Pesquisa e Extensão”. O seminário teve a presença do reitor da UEMG professor Dijon Moraes Júnior.

A qualidade dos trabalhos apresentados pela FESP foi elogiada pelos avaliadores, que destacou a importância dos projetos desenvolvidos na instituição.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



A Fundação de Ensino Superior de Passos promove entre os dias 24 e 28 de outubro o I FESP INOVA, um grande evento científico que marca a participação da FESP na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia nos debates pertinentes aos desafios das mudanças climáticas e aplicação de tecnologia que acontecerão em todo o país no período.

Pesquisadores, docentes, estudantes e toda a comunidade poderão conhecer os projetos da FESP que podem contribuir para o desenvolvimento regional, em uma oportunidade para troca de experiência e conhecimento.

“Nesta semana os nossos alunos respirarão Ciência, Tecnologia e Inovação e toda a comunidade de Passos e região está convidada a participar”, afirma o presidente do Conselho Curador da FESP e subsecretário de Ensino Superior de Minas Gerais, professor Fábio Pimenta Esper Kallas.

Dentro do FESP INOVA, vários outros eventos paralelos vão fomentar as discussões acerca de tecnologia e sustentabilidade.

No “Seminário de Pesquisa e Extensão”, os trabalhos serão apresentados pelos próprios estudantes, envolvendo pesquisas e projetos de extensão que desenvolvem.

O local principal será o Parque de Exposições Adolfo Coelho Lemos, onde serão feitas inscrições para os seminários e onde os visitantes poderão se informar sobre local e programação de eventos paralelos.

Os estudantes da FESP devem se inscrever antes do evento, no SAE (Serviço de Apoio ao Estudante).

O evento também será uma forma de promover a integração entre ensino, pesquisa e extensão.

“O I FESP INOVA será realizado durante a Semana Nacional da Ciência e Tecnologia, em calendário estabelecido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. A nossa palestra de abertura será realizada por Arquimedes Ciloni - Sub-secretário do Ministério”, afirma o professor Eduardo Goulart Collares, diretor do Núcleo Acadêmico de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, responsável pelo evento.

São parceiros neste evento: O SINRURAL (Sindicato dos Produtores Rurais de Passos), Jornal Folha da Manhã e Revista FOCO.

Confira os eventos do 1º FESP INOVA
1º Seminário de Pesquisa e Extensão da FESP
3ª Semana de Ciência e Tecnologia de Passos
2º Congresso de Ecologia do Sudoeste Mineiro
7ª Semana da Comunicação
9ª Semana Universitária de Administração de Empresas
10ª Semana do Serviço Social
17ª Semana Jurídica
24ª Semana da Engenharia

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Equipamento usa método reconhecido internacionalmente para realizar 300 amostras/ hora

A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) ampliou a capacidade de análises de leite com a aquisição do Sistema Combi2300, um conjunto de equipamentos utilizados para verificar a qualidade do leite com a quantificação de componentes e contagem de células somáticas. O sistema vai integrar o Laboratório de Análise Ambiental e Produtos Alimentícios (Laboratório de Análise de Leite), para atender a produtores da região, empresas que atuam no setor de laticínios e comunidade de modo geral.

A compra do equipamento foi feita com recurso da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), no valor de R$ 300 mil.

No ano passado, a FESP foi credenciada como instituição de pesquisa junto ao CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), graças ao volume de estudos científicos realizados anualmente. Com o credenciamento, a instituição pode se utilizar de benefícios como a isenção de impostos para a compra de equipamentos usados em projetos de pesquisa.

Com o credenciamento, os recursos previstos para a compra de apenas parte dos equipamentos foram suficientes para a aquisição do sistema combinado que aumenta ainda mais a capacidade de análises realizadas pela FESP.

De acordo com a coordenadora do Laboratório Ambiental e Produtos Alimentícios, professora Odila Rigolin de Sá a partir de agora o laboratório está equipado com tecnologia moderna para ralizar análises fisicas, quimicas e microbiológicas do leite com o intuito de certificar a qualidade do leite e principalmente constatar a contaminação das vacas por mastite. “O Sistema Comb2300 vai ajudar os produtores de leite a adquirir a certificação baseada na Instrução Normativa 51”, ressaltou Odila.

“Nossa bacia leiteira já é uma das mais importantes do estado, a certificação do produto pela FESP vai aumentar ainda mais a credibilidade quanto a este produto”, afirma o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas.Minas Gerais é a maior bacia leiteira do país, de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento do Estado, a produção de 7,2 bilhões de litros de leite por ano representa um terço do que é produzido em todo o Brasil.

A capacidade do equipamento da FESP é de 300 amostras por hora, realizadas com métodos reconhecidos pela Federação Internacional de Lacticínios (FIL/IDF).

Segundo a pesquisadora Odila, até o fim do mês será realizado o treinamento para uso do equipamento. “As análises começaremos o mês que vem. Assim que tivermos a Alvará  da ANVISA e depois  iniciaremos  o credenciamento do laboratório no MAPA”, explica. O laboratório será utilizado por estudantes integrantes de projetos de pesquisa e extensão. “Os projetos aprovados do leite  atualmente envolvem os alunos de Ciências Biológicas e da Agronomia.  A prioridade é pesquisa, mas iremos atender os produtores também”, ressalta.

O presidente do Conselho Curador da FESP, ressaltou também a importância acadêmica do laboratório. “Além de atender uma das mais importantes demandas econômicas da nossa região, que é ajudar na certificação da nossa bacia leiteira, oferecemos aos nossos alunos a oportunidade de desenvolver sua formação em laboratórios de excelência em tecnologia”, afirma o subsecretário de Ensino Superior de Minas Gerais.

Fonte: Agência Escola




Monalisa, Prof. César Aquino e Mariana

As ex-alunas do curso de Administração da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) Mariana Ribeiro de Almeida Prado e Monalisa Andrade Ferreira apresentarão um artigo científico sobre o consumidor feminino em Passos durante o 6º Congresso do Instituto Franco-Brasileiro de Administração de Empresas (IFBAE), nos dias 23 e 24 de maio na Uni-FACEF, na cidade de Franca (SP). Intitulado “O consumo de roupas femininas: um estudo do processo de compra do consumidor feminino em Passos – MG”, o trabalho traça um perfil do consumidor feminino bem como sua relevância para o comércio da cidade pelo fato de Passos ser um polo de moda.

O trabalho, orientado pelo professor César Vilela de Aquino, identificou os fatores que mais influenciam uma mulher na hora da compra, que de acordo com os resultados é o atendimento, seguido de comodidade e preço. De acordo com as administradoras o comportamento das consumidoras pode influenciar nas tomadas de decisões estratégicas das empresas e de seus negócios. A pesquisa foi realizada com consumidoras de Passos, principalmente da Avenida da Moda, por ser o local um ícone da moda passense.

A pesquisa foi elaborada como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), requisito para a colação de grau, que aconteceu em julho de 2010 e nasceu da vontade de avaliar o quanto o público feminino é cliente potencial na atualidade. “Pesquisamos como as mulheres podem gerar negócios e com isso conseguimos contribuir para a cidade de Passos e para os empresários da Avenida da Moda identificando os fatores que as passenses julgam que são influenciadores em suas decisões”, descreveu Mariana.

Os dados foram coletados por meio de questionários investigativos que foram respondidos por consumidoras do Centro (Avenida da Moda, Rua Presidente Antônio Carlos e Avenida dos Expedicionários), Penha (Avenida Poços de Caldas) e São Benedito (Rua São Paulo). Ao todo foram entrevistadas 270 mulheres. A conclusão mostra o perfil do consumidor feminino composto de 82% por mulheres que trabalham e são independentes e 46% estão no trabalho há 7 anos. Também foram observadas diferenças quanto às exigências das mulheres na hora da compra sendo que mulheres casadas e acima de 40 anos são mais exigentes quanto aos quesitos da pesquisa e as mulheres solteiras entre 18 e 23 anos são mais flexíveis.

O artigo que será apresentado no congresso em Franca, foi aprovado por uma comissão avaliadora internacional, com o foco nos temas sugeridos para o evento que são: inovação, cooperação internacional e desenvolvimento regional. A comissão julgou o trabalho de grande relevância, pois contribui principalmente com a temática do desenvolvimento regional. “As ex-alunas terão a oportunidade de ver seu trabalho acadêmico tendo reconhecimento internacional. Para a FESP a importância se deve ao fato de ter o nome da instituição sendo veiculado entre os melhores congressos internacionais acadêmicos, mostrando um reconhecimento do trabalho do corpo docente e discente”, lembrou o professor-orientador do trabalho César Aquino.

O professor destaca ainda que os trabalhos desenvolvidos não só no curso de Administração, mas em toda a FESP têm o perfil de contribuir com o desenvolvimento regional. “Temos aos poucos conseguido que nossos alunos acreditem nessa idéia e produzam bons trabalhos científicos, que possam trazer novas fronteiras para o curso de Administração e contribuir assim com o desenvolvimento empresarial”, disse César citando a área com a qual trabalha.

Para as alunas ter um trabalho publicado é um impulso para a carreira profissional e acadêmica. “Fico feliz em ver que o nosso trabalho poderá ser fonte de consulta ou pesquisa por outras pessoas, acredito que já estamos colhendo frutos com essa publicação. Tenho certeza que está sendo um grande começo para minha carreira profissional. Pretendo prosseguir com novos projetos e parcerias na Avenida da Moda onde se concentram consumidoras femininas e lojas de grande potencial”, afirma Mariana.

Fonte: Agência Escola




Prof.ª Jussara

A professora Jussara de Castro Almeida, do curso de Nutrição da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) está desenvolvendo uma pesquisa de doutorado com o objetivo de identificar o padrão de consumo de álcool entre os moradores de Passos maiores de 18 anos de idade. A conclusão do estudo intituladoPadrão de consumo de álcool: estudo epidemiológico espacial no município de Passos (MG)” será apresentado no ano de 2013, na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP/Araraquara) junto ao Programa de Pós Graduação em Alimentos e Nutrição/ Ciências Nutricionais, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas.

A escolha do tema, de acordo com a pesquisadora, se deve ao fato de que o álcool é uma droga psicotrópica, lícita e o seu consumo excessivo acarreta grandes problemas. Além dos inúmeros acidentes de trânsito e da violência associada a episódios de embriaguez, o consumo de álcool, a longo prazo, dependendo da dose, frequência e circunstâncias, pode resultar em alcoolismo, que é um problema de saúde pública, especialmente nas sociedades ocidentais, gerando altos custos para a sociedade envolvendo questões médicas, nutricionais, psicológicas, profissionais e familiares. “O estudo permitirá identificar o padrão de consumo de bebidas alcoólicas, sua associação com características antropométricas (peso e altura), sócio-demográficas, sua distribuição espacial no município de Passos (MG) e possibilitará a implementação de políticas públicas voltadas para a prevenção e tratamento do alcoolismo e do sobrepeso/obesidade de forma direcionada, territorializada”, explica a professora.

Neste ano de 2011 o projeto de Jussara está na fase de coleta de entrevistas com o público pesquisado. No entanto, a professora está enfrentando grande dificuldade, pois as entrevistas para este trabalho são realizadas por telefone e gravadas apenas por motivos de segurança e para comprovar que os participantes estão respondendo a entrevista sem serem coagidos ou obrigados, ou seja de forma espontânea.

Para realizar as entrevistas foi feita uma seleção de domicílios a serem contatados a partir dos mapas dos setores fornecidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Serão entrevistadas 876 pessoas, sendo metade do sexo masculino e metade do feminino, com idade superior a 18 anos, moradores de Passos (MG) que consomem ou não bebidas alcoólicas. Como instrumento de medida a pesquisa utiliza a versão em português de um questionário denominado AUDIT (Alcohol Use Disorders Identification Test), desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), composto de 10 questões e 3 domínios, que avaliam o consumo de risco, sintomas de dependência e consumo prejudicial de álcool. Para caracterização da amostra são levantadas informações referentes à idade, sexo, estado civil, presença ou não de religião, posse de itens como geladeira, televisão e outros, nível de escolaridade, peso e altura para o cálculo do índice de massa corporal (IMC). “A administração das entrevistas, por meio de ligações telefônicas, permite o esclarecimento de respostas ambíguas, aplicação em participantes com dificuldades de leitura, aconselhamento inicial, além de excluir a possibilidade de julgamentos, pelo entrevistador”, explica Jussara.

Posteriormente, os dados serão organizados e apurados para todas as variáveis de estudo. Serão aplicados testes estatísticos e a análise geoestatística.
A recusa em participar das entrevistas por telefone se deve ao fato das pessoas acharem que os nomes serão divulgados, pelo fato das ligações telefônicas serem gravadas. “Algumas pessoas estão achando que a ligação é um ‘trote’. Gostaria de ressaltar que é uma pesquisa séria, sigilosa e que precisamos do máximo de honestidade nas respostas. As entrevistas duram no máximo 10 minutos”, esclarece Jussara.

Resultados preliminares

Um estudo prévio denominado de estudo piloto envolvendo 50 indivíduos, com idade entre 20 e 78 anos, mostrou que 10% eram considerados abstêmios, 48% apresentaram comportamento de beber moderadamente, 34% apresentaram comportamento de risco ao beber, 4% de alto risco e 4% apresentaram comportamento considerado de possível dependência, conforme as classificações do AUDIT. “Cabe esclarecer que 50% dos participantes eram mulheres. Com relação ao estado nutricional, verificou-se maior prevalência de sobrepeso e obesidade entre os homens (36% e 24% respectivamente) do que em relação às mulheres (28% e 4%). Através do estudo piloto estimou-se também, a confiabilidade do AUDIT e o mesmo revelou que a consistência interna do questionário foi aceitável”, disse.

A pesquisa teve início durante o mestrado de Jussara realizado na mesma instituição. Na dissertação de mestrado o projeto abordou o padrão de consumo de álcool entre adolescentes, num total de 1.967 entrevistados de escolas públicas e privadas de Passos. Segundo a pesquisa, foi possível verificar que os adolescentes apresentaram contato precoce com bebidas alcoólicas e alta prevalência de comportamento de beber de risco.

Jussara acredita que como professora da FESP e com o apoio da fundação nesta pesquisa o projeto cumpre seu papel perante a comunidade. “Este estudo poderá gerar conhecimentos para identificar a situação do alcoolismo e do estado nutricional em Passos. Sabendo-se da importância das variáveis envolvidas nesta pesquisa na condição de saúde da população esperamos despertar a atenção dos profissionais da saúde bem como das autoridades envolvidas no processo de saúde pública do município podendo assim, direcionar o planejamento das ações e elaboração de estratégias resolutivas. Assim, convidamos a população a participar e melhorar o município de Passos (MG)”, concluiu a pesquisadora.

Fonte: Agência Escola



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  dezembro 2020  >>
seteququsedo
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910