A professora do curso de Nutrição da FESP, Jussara de Castro Almeida, conquistou o título de Doutora em Alimentos e Nutrição pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara, da Universidade Estadual Paulista (UNESP), defendendo a tese intitulada “Padrão de consumo de álcool: estudo epidemiológico no município de Passos (MG)”. A defesa aconteceu no dia 17 do último mês, tendo como integrante da banca examinadora a professora Dra. Juliana Alvares Duarte Bonini Campos, orientadora do trabalho; a professora Dra. Patrícia Petromilli Nordi Sasso Garcia; a Dra. Marisa Veiga Capela; o Prof. Dr. Raul Aragão Martins; e a professora Dra. Tânia Maria Delfraro Carmo, diretora do Núcleo Acadêmico da Saúde e Ciências Biológicas da FESP.

Sobre a participação na banca e acerca da proeminência do trabalho da professora, Tânia Delfraro falou com entusiasmo. “Foi com imenso prazer que participei da banca da professora Jussara! Ela desenvolveu e conduziu, com muita propriedade, seu estudo que tem uma temática de grande relevância científica, podendo subsidiar políticas públicas que visem à redução dos problemas decorrentes do consumo excessivo do álcool.  Com os resultados da pesquisa, a professora pretende trabalhar nos Núcleos de Saúde da FESP fazendo o rastreamento para detecção dos grupos vulneráveis e realizar ações educativas, trazendo contribuições para a melhoria das condições de saúde  da população de Passos e região”, explicou.

Segundo a recém-titulada, a FESP contribuiu decisivamente para sua conclusão de sua pesquisa. “O doutorado me proporcionou um amadurecimento enquanto pesquisadora. Esta qualificação faz com que eu me sinta apta para executar e/ou orientar novos trabalhos e contribuir de forma significativa na melhoria da qualidade vida das pessoas, o que é de fundamental importância para qualquer educador da área da saúde. Gostaria de registrar, a minha eterna gratidão à FESP pelo apoio e, em especial, à professora Tânia, por integrar a minha Banca Examinadora e me acompanhar nesse momento tão especial e vitorioso”, declarou a professora Jussara.

Sua tese se justifica pelo elevado consumo mundial de bebidas alcoólicas e pelos problemas médicos, psicológicos, profissionais e familiares decorrentes do uso excessivo dessas substâncias. Assim, considerando a importância dos estudos epidemiológicos para o direcionamento de políticas públicas que visem à redução dos problemas decorrentes do uso de álcool - que atua no sistema nervoso central e provoca mudança de comportamento e dependência – a pesquisadora desenvolveu o estudo com o objetivo de identificar o padrão de consumo de bebidas alcoólicas entre os moradores do município de Passos (MG), maiores de 18 anos de idade e sua associação com características sociodemográficas. “Trata-se de estudo do tipo transversal, com delineamento amostral probabilístico estratificado. Como instrumento de medida para avaliar o padrão de consumo de bebidas alcoólicas utilizou-se o Teste de Identificação de Desordens Devido ao Uso de Álcool (AUDIT), aplicado por meio de entrevistas telefônicas. Participaram do estudo 842 indivíduos, com média de idade de 42,9 anos, sendo 51,9% do sexo feminino. Dos participantes, 34% eram abstêmios, 43% apresentaram comportamento de beber moderado, 18,9% de beber de risco, 2,3% de alto risco e 1,9% de possível dependência”, explicou.

A professora concluiu que a maior probabilidade de beber de risco (população vulnerável) foi encontrada entre homens, com idades entre 18 a 34 anos, sem religião e trabalhadores. “O consumo excessivo de bebidas alcoólicas é um problema de saúde pública. No Brasil, 12% da população apresentam problemas decorrentes do consumo excessivo de álcool. Em Passos (MG), observou-se elevada prevalência de comportamento de beber de risco e entende-se que este estudo pode nortear os gestores municipais quanto à realização de ações educativas visando à prevenção dos transtornos decorrentes ao consumo de bebidas alcoólicas, assim como, a redução da ingestão de álcool”, ainda completou a nutricionista.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Alunos e professores bolsistas da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) participaram durante os dias 06, 07 e 08 de novembro em Belo Horizonte do 15º Seminário de Pesquisa e Extensão da UEMG. Em 2013, foram aprovados 39 bolsas de Iniciação Científica para a instituição FESP. Os trabalhos são de bolsistas dos programas de pesquisa e extensão da UEMG, PAPq e PAEX. Os estudantes apresentaram seus pôsteres contendo seus projetos desenvolvidos ao longo deste ano. Os professores pesquisadores Marisa da Silva Lemos, Itamar Teodoro de Faria, João Vicente Zampieron, Sônia Lúcia M. Zampieron, Nilzemar Ribeiro de Souza, Tânia Delfraro e Juliano Fiorelini participaram de mesas coordenadas e comunicação coordenada com apresentação oral de seus trabalhos científicos desenvolvidos na FESP.

A Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, Marisa da Silva Lemos, coordenou a equipe de alunos e professores bolsistas da FESP / UEMG juntamente com o jornalista/assessor da CPEX, Étory Zaghi e estes afirmam que participar do 15º Seminário de Pesquisa e Extensão da UEMG é uma experiência acadêmica que traz amadurecimento cientifico aos nossos alunos pela oportunidade que os mesmos tem de apresentar o sua própria produção científica. O encontro com alunos e professores de outras instituições também amplia a rede de contatos e a visão de conhecimento interdisciplinar requisitos relevantes a formação profissional de nossos alunos.

A programação foi muito extensa e rica, nesse sentido, o evento foi um grande sucesso e a FESP teve destaque com o maior número de trabalhos apresentados durante o Seminário, ao todo foram mais de 25 apresentações. Os avaliadores do 15º Seminário de Extensão da UEMG elogiaram a FESP devido à qualidade dos trabalhos apresentados pelos alunos e reafirmaram a importância dos projetos desenvolvidos na instituição.

A abertura do evento foi realizada no Auditório da Escola Guignard / UEMG. Participaram da abertura o Reitor da UEMG, Prof. Dijon Moraes Júnior, a Profª Terezinha Gontijo, Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-graduação, a Profª. Vânia Costa, Pró-Reitora de Extensãoe Profª. Renata Nunes Vasconcelos, Pró-Reitora de Ensino.A palestra de abertura nomeada “Cultura e Formação LIvre” foi apresentada pela conferencista Professora Ivana Bentes pesquisadora e diretora da Escola de Comunicação da UFRJ. Após a palestra os participantes tiveram o privilégio em assistir a apresentação do Grupo Musical “Grupo de Choro da Escola de Música da UEMG”. O lançamento dos Anais do 15º Seminário de Pesquisa e Extensão da UEMG; Catálogo de Publicações Científicas dos Docentes da UEMG - Ano-base 2012; Livro: Cidade, memória e educação”, organizado pela Profª Lana Castro Siman – FaE / UEMG, aconteceu em seguida. O evento recebe aproximadamente 600 pessoas. 

TEXTO: Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP/UEMG – CPEX



Nesta segunda-feira a FESP faz a abertura da terceira edição do maior evento acadêmico e científico da região do sudoeste mineiro. Realizado pela Fundação, o FESP Inova acontece até sexta-feira e é direcionado aos alunos, professores, funcionários e à toda comunidade regional com o propósito de apresentar temáticas inovadoras em todas as áreas do conhecimento.

O Presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, ressalta que o evento proporciona reciclagem de conhecimento e dá ao público a oportunidade de interagir com profissionais renomados de todo país e este ano com destaque para palestrantes internacionais. “O evento está riquíssimo com palestras e minicursos em todas as áreas do conhecimento. Um exemplo é o Seminário Internacional falando sobre Ecologia e Meio Ambiente no pensamento de Jacques Ellul, recebendo palestrantes internacionais da Universidade de Monstesquieu Boudeaux (França) e outro palestrante da Universidade de Lisboa (Portugal)”, observou Fabio Kallas acrescentando que a expectativa para o III FESP INOVA é enorme. “No ano passado foi surpreendente a participação de alunos, professores, e comunidade em geral. O FESP Inova começou grande e já se destaca entre as maiores feiras de tecnologia de Minas Gerais”, diz o professor.

O evento que faz parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - instituída pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – e tem na programação palestras, minicursos, feiras, seminários e semanas acadêmicas de todos os cursos da FESP, reunindo profissionais e pesquisadores renomados para contribuir com o avanço do país em termos de inovação e novas tecnologias.

Para o diretor de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da FESP, professor Eduardo Goulart Collares, o FESP Inova é a oportunidade de aprimorar conhecimentos, conhecer novos pensamentos e novas idéias. “Traremos muitos profissionais de renome nacional e internacional. Fizemos grandes parcerias com a FAPEMIG, UNESP e SEBRAE para o Seminário Brasileiro sobre o Pensamento de Jacques Ellul, Seminário Inovar para Crescer e os já tradicionais Congresso de Ecologia, Seminário de Pesquisa e Extensão, ConstruFESP, Semana de Ciência e Tecnologia do Centro de Ciências”, explica o professor.

O FESP Inova envolve toda a comunidade acadêmica sob o comando do diretor Eduardo Collares e da coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, professora Marisa da Silva Lemos. “Um evento deste porte exige uma grande estrutura que vem sendo preparada desde o início do ano para reforçar a atuação da FESP na sua missão de formar cidadãos competentes. A nossa equipe trabalhou no sentido de oferecer o melhor para todos que vão participar e por isso a expectativa é a melhor possível”, destaca Marisa.

Na segunda-feira (21) acontece a solenidade de abertura no Estação Eventos, às 19h, seguida pela palestra “Inovação: e eu com isto?”, ministrada pelo coordenador do Centro de Referência em Inteligência Empresarial da COPPE/UFRJ, doutor Marcos Cavalcanti. Até sexta-feira (25), serão mais de 100 eventos distribuídos pelas dependências da Fundação e auditórios da cidade como Espaço Capela, San Sevilla e Quadra do D.E.R.

Serão 6 grandes eventos dentro do FESP Inova: III Seminário de Pesquisa e Extensão da FESP, com mais de 100 artigos apresentando projetos de iniciação científica e atividades de extensão; ConstruFESP, feira que trará novidades e negócios na área da construção Civil; Semana da Ciência e Tecnologia de Passos, realizada pelo Centro de Ciências da FESP para apresentação dos melhores trabalhos de Feiras de Ciências das escolas públicas e particulares da cidade; VI Seminário Brasileiro sobre Pensamento de Jacques Ellul, que vai refletir sobre os desafios ecológicos do Brasil e do mundo; Seminário Inovar para Crescer do SEBRAE que vai apresentar casos empresariais de sucesso com Charles Bezerra, um dos maiores cientistas da inovação do Brasil; e o III Congresso de Ecologia do Sudoeste Mineiro, que terá a participação do Biólogo especialista em comportamento animal Sérgio Rangel.

Além do já citado e do cronograma das semanas acadêmicas dos cursos da FESP, serão lançados dois livros, sendo um pertencente à área ambiental, com 18 capítulos de estudos sobre a Bacia Hidrográfica da nossa região; e o outro, de autoria do diretor Collares, o qual apresenta os resultados do Zoneamento Ambiental do Médio Rio Grande.

As Semanas Acadêmicas dos cursos serão divididas por áreas de conhecimento, sendo Tecnologia e Engenharia; Biomédicas e da Saúde; Educação; Humanas e Sociais Aplicadas. Os detalhes da programação podem ser encontrados no site da FESP, podem ser realizadas as inscrições para todo o FESP Inova, requisito para a emissão do certificado de participação.

A FESP divulgará diariamente aqui e na fanpage as atualizações dos eventos, novidades e entrevistas com palestrantes e participantes. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A Fundação de Ensino Superior de Passos / FESP aprova mais um importante projeto na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, “MONOFILAMENTOS DE SEMMES-WEISTEIN: Uma Avaliação da Sensibilidade Protetora dos Pés na Prevenção da Úlcera Plantar e Indicação para o Uso de Palmilhas”. Este projeto foi aprovado pela FAPEMIG referente ao Edital 16/2012 - Programa Hiperdia - de atenção à saúde do portador de diabetes mellitus e a FESP foi classificada em 4º lugar dentre 15 projetos aprovados em Minas Gerais, os demais aprovados estão ligados às Universidades Federais. O Projeto de Pesquisa Científica é coordenado pela Profª Drª. Tânia Maria Delfraro Carmo, Diretora do Núcleo Acadêmico de Ciências Biomédicas e da Saúde da FESP e a equipe executora é constituídapelo fisioterapeuta mestre Prof. Djalma Reis do Carmo e duas alunas bolsistas: Danielle Souza da Silva e Milene de Sales Godoi dos Cursos de Biomedicina e Enfermagem da FESP.

O projeto tem como objetivo analisar os comportamentos de riscos associados à instalação de úlceras plantares dos portadores de diabetes dos 17 Programas de Saúde da Família de Passos/MG, realizar o teste de sensibilidade protetora dos pés através dos Monofilamentos de Semmes-Weistein; analisar as áreas de risco de instalação de úlcera plantar e deformidades dos pés através da Plantigrafia Eletrônica (baropodometria), para indicação de palmilhas adequadas; confeccionar e colocar palmilhas moldáveis de borracha, em EVA (Etil Vinil Acetato), de conformação individual, com propriedade mecânica de amortecimento, específicas para proteção dos pés e desenvolver ações educativas para prevenção de infecções.

De acordo com a professora Tânia Delfraro aproposta da pesquisa visa disseminar o uso dos Monofilamentos de Semmes-Weinstein no diagnóstico precoce do Diabetes Mellitus, atravésdo teste de sensibilidade plantar,  aplicado nos portadores de diabetes cadastrados  nas Unidades  Saúde da Família e realizara Plantigrafia Eletrônica, para indicação e confecção de palmilhas termo-moldáveis protetoras dos pés. Assim, os profissionais através deste projeto poderão realizar procedimentos preventivos que ajudam evitar a instalação de lesões plantares, que causam infecções e complicações neurovasculares, muitas vezes, podendo ocorrer àamputação dos pés ou do membro inferior. Complementa a professora que uma importante aquisição será realizada pela FESP através deste projeto, que será uma máquina de prensa pneumática a quente ou a frio, para a termomoldar as palmilhas de material sintético que será utilizada pelos pacientes.

CRIAÇÃO DO NÚCLEO DE ATENÇAO À SAÚDEDOS PÉS 

O Presidente da Fundação de Ensino Superior de Passos Prof. Fábio Pimenta Esper Kallas anuncia que irá criar o NÚCLEO DE ATENÇÃO Á SAÚDE DOS PÉS – NUSPÉS - no Ambulatório Escola. Serviço de Saúde dos Pés voltado para a redução da dor, perda da sensibilidade plantar, prevenção de complicações circulatórias e tratamento da úlcera plantar, evitando futuras amputações e incapacidades para uma marcha normal e independente.

O Núcleo prestará assistência aos portadores de Diabetes Mellitus, cuja população é de aproximadamente 2.300 pessoas na cidade de Passos – cadastradas nos PSFsde Passos, disponibilizando o exame de Plantigrafia Eletrônica e a Prensa Pneumática para a confecção de Palmilhas Termomoldáveis.

Segundo Marisa da Silva Lemos, Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, a aprovação deste projeto trará um diferencial em termos preventivos para os pacientes de diabetes de nossa cidade. Os mesmos poderão através do Núcleo de Atenção à Saúde dos Pés que será criado na FESP, ter um acompanhamento necessário e relevante das alterações que esta enfermidade traz aos membros inferiores destes pacientes.

REPORTAGEM ESCRITA PELA COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP - CPEX



O “FESP nas Ondas do Rádio” foi ao ar nesta quinta (05), pela Rádio Nossa Missão. Um dos projetos de extensão desenvolvidos por professores e estudantes da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP), o “FESP nas Ondas do Rádio” é um programa de rádio produzido pelas alunas de Publicidade e Propaganda Lívia Louise Ferreira Firmino e Rúbia Savioli Balla. 

Com duração aproximada de 10 minutos, ele vai ao ar toda quinta-feira, pela Rádio Nossa Missão FM. Proposto pelos professores Itamar Teodoro de Faria e Vanessa Braz Cassoli, docentes do curso de Publicidade, o projeto tem o objetivo de informar as ações da Coordenadoria de Pesquisa e Extensão da FESP (CPEX) para a população. 

"Temos mais de 70 projetos de pesquisa e extensão em andamento, nas áreas de Meio Ambiente, Saúde, Direito, Educação, Administração, entre outras. O rádio é um canal importantíssimo para que a comunidade conheça esses projetos e saiba como pode se beneficiar”, afirma a professora Marisa Lemos, coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP.

Após a fase de planejamento e formatação do programa “FESP nas Ondas do Rádio”, as estudantes e os professores orientadores procuraram a rádio comunitária Nossa Missão, que prontamente abriu as portas para a parceria. O programa será veiculado até dezembro deste  ano, mas a faculdade e a emissora estão abertos à possibilidade de continuidade em 2014.

A cada programa, o “FESP nas Ondas do Rádio” apresentará informações úteis à população, por meio de entrevistas com professores e alunos que participam dos projetos da FESP. Nos dois primeiros programas, os ouvintes saberão a importância da pesquisa científica para o desenvolvimento social e ouvirão sobre projetos como a mobilização de alunos para a preservação da água, a conversão da energia solar em energia elétrica, o aproveitamento de resíduos da indústria madeireira e os hábitos para uma vida saudável.

Além de prestar um serviço à comunidade, os projetos de pesquisa e extensão são a forma de proporcionar aos universitários o aprofundamento teórico e a prática das suas áreas profissionais. “O trabalho da universidade tem que estar sustentado em três pilares: o ensino, que se dá na sala de aula, a pesquisa que investiga fenômenos e suas causas, e a extensão, que promove projetos de interação com a comunidade na busca de soluções em diferentes áreas”, enfatiza a coordenadora Marisa Lemos. Segundo ela a participação dos estudantes em projetos desse tipo contribui para que cheguem à conclusão de seus cursos com mais maturidade e experiência, o que os favorecerá na conquista de postos de trabalho.

A população poderá ouvir o “FESP nas Ondas do Rádio” toda quinta-feira, às 14 horas, sintonizando a frequência de 87,9 Mhz da Rádio Nossa Missão FM. 

Para sugerir temas e até novos projetos, os ouvintes podem fazer contato com a Coordenadoria de Pesquisa e Extensão da FESP - CPEX, pelo telefone 3529-8080 ou pessoalmente na Rua Três de Maio, 33.

Fonte: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO - CPEX



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  dezembro 2020  >>
seteququsedo
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910