Thor Andreas Silva Di Sessa, ao seu lado o orientador Carlos Pelleschi Taborda, e como membros da Banca: a Prof. Dra. Carla Pagliari, a esquerda, e a Prof. Dra. Elaine Rodrigues, a direita.

Defendendo a tese nomeada “Terapia gênica na paracoccidioidomicose experimental utilizando vetores de expressão de HSP60 e mIL-12”, o egresso da FESP, Thor Andreas Silva Di Sessa conseguiu o título de Doutor pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo no final do ano passado. 

“A FESP contribuiu muito para a minha formação acadêmica. Através dela eu tive contato com a pesquisa e peguei gosto pela coisa. Fui estagiário da professora Dra. Odila Rigolin de Sá durante muito tempo e isso me fez enveredar pelo lado da Microbiologia geral e Médica”, justificou Thor.

Sua tese tem como foco a paracoccidioidomicose (PCM), que é uma doença sistêmica de caráter granulomatoso, causada pelo fungo termodimórfico Paracoccidioides spp. “A PCM é endêmica na America Latina e aproximadamente 80% do pacientes vivem no território brasileiro. O tratamento medicamentoso é eficiente, entretanto, é longo e vários pacientes acabam abandonando e recidivas são comuns neste grupo. A utilização de uma vacina terapêutica poderia resultar na redução do tempo de tratamento assim como, recuperar a resposta imune do hospedeiro frente ao fungo. As vacinas de DNA são uma abordagem promissora na imunoterapia e podem ser injetadas por via intramuscular, intradérmica ou via mucosa. As proteínas de choque térmico (HSPs) são proteínas que estão ligadas a homeostase celular e também possuem efeitos imunológicos em diversos casos como doenças infecciosas e autoimunes”, explica.

Ainda segundo o pesquisador, o intuito do trabalho foi testar qual combinação de vetores é mais efetiva na redução da carga de fungos nos pulmões, levando assim a uma diminuição no tempo e do custo de tratamento. “Nossos resultados sugerem que a imunização utilizando plasmídeo contendo o inserto HSP60, tem grande potencial vacinal”, completa.

Depois da graduação em Ciências Biológicas, finalizada em 2007, Thor concluiu em 3 anos o desenvolvimento do mestrado e agora, com mais uma titulação, o biólogo volta às suas atividades nos aos laboratórios de Hidrobiologia e Microbiologia da FESP, onde vai participar de alguns projetos na área de qualidade de água, queijo e estudos sobre micotoxinas (toxinas produzidas por fungos que causam uma gama de problemas de saúde em humanos).

Na foto: Thor Andreas Silva Di Sessa, ao seu lado o orientador Carlos Pelleschi Taborda, e como membros da Banca: a Prof. Dra. Carla Pagliari, a esquerda, e a Prof. Dra. Elaine Rodrigues, a direita.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A Universidade do Leite publicou recentemente o artigo “Gestão de Sistemas de Produção de Leite”, de autoria dos docentes Ricardo Ferreira Godinho e Rita de Cássia Ribeiro Carvalho. O trabalho, primeiramente publicado na Ciência et Praxis - revista científica da FESP – foi o terceiro material desenvolvido na FESP que foi publicado pelo site especializado.

De acordo com o zootecnista, Mestre em Produção Animal e especialista em Gestão Empresarial, professor Ricardo Godinho, o primeiro artigo foi publicado por iniciativa da própria equipe do site, que posteriormente entrou em contato buscando de novos trabalhos para veiculação. “Inclusive me fizeram um convite para escrever um capítulo sobre gestão na produção leiteira para um livro sobre o tema. É interessante que o primeiro artigo chegou até eles, provavelmente, por mecanismos de busca na internet. Este artigo sobre gestão tem citações em outros trabalhos, ou seja, já foi utilizado por outros pesquisadores, utilizando os dados da nossa revista e dando visibilidade a ela”, comentou.

As publicações reforçam o status de qualidade da produção técnica desenvolvida dentro da Fundação. “É um desafio para as instituições de ensino alcançar esta visibilidade, principalmente neste momento que estamos passando com a abertura do Mestrado Profissional. Ter publicações é um dos itens avaliados pela Capes, pois uma política da Capes atualmente é que o conhecimento acadêmico e as pesquisas geradas saiam das bibliotecas e cheguem até seu público de interesse”, ainda pontuou o professor.

Abaixo estão mais detalhes sobre os três artigos publicados no site da Universidade do Leite:

Efetividade da comunicação no processo de transferência de tecnologia em um evento de extensão: um estudo de caso

Data de Publicação: 17/04/2013

Autor: Ricardo Ferreira Godinho; Vanessa Braz Cassoli. Ciência et Praxis v. 5, n. 9, (2012). Adaptado equipe Universidade do Leite 

Gestão de Sistemas de Produção de Leite

Data de Publicação: 04/02/2014

Autor: Ricardo Ferreira Godinho; Rita de Cássia Ribeiro Carvalho. Publicado em Ciência et Praxis v. 2, n. 3, (2009) 

Reflexões sobre a formação do profissional de Ciências Agrárias

Data de Publicação: 07/02/2014

Autor: Ricardo Ferreira Godinho e Rita de Cássia Ribeiro Carvalho. ARTIGO DE REVISÃO. Publicado em Ciência et Praxis v. 3, n. 5, (2010). 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Os alunos do 1º período do curso de Ciências Biológicas da FESP receberam na última terça-feira (04) o ex-aluno Fábio Gonçalves de Lima Oliveira - graduado em 2010 pela Fundação - para uma palestra agendada pela professora Odila Rigolin de Sá, coordenadora do curso.

O Egresso concluiu recentemente seu Mestrado em  Entomologia no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), localizado em Manaus (AM), e começa em breve o Doutorado na USP de Ribeirão Preto (SP), também na área de Entomologia. Fábio foi aprovado, em ambos os processos seletivos, em primeiro lugar e que teve na FESP a base para trilhar esse caminho de desafios e sucesso. “Entrei na FESP em 2007 e estou satisfeito com a graduação que fiz. Na maioria das minhas demandas, a FESP tem dado suporte através do empenho e iniciativa do corpo docente”, defendeu.

Os calouros de Ciências Biológicas tiveram na palestra a oportunidade de saber sobre as pesquisas desenvolvidas pelo entomólogo, que trabalha com animais pouco conhecidos: os colêmbolos, invertebrados que habitam a superfície do solo. “Este foi o tema da palestra. No entanto, aproveitei a exposição para falar sobre minhas experiências na pesquisa ao longo da graduação aqui na FESP, durante o mestrado, e as expectativas para o Doutorado” contou Fábio que demonstrou satisfação em estar de volta à Fundação. “Me senti bem! Acho que é gratificante você retornar à sua instituição de formação, dividir sua vida e também dar um retorno aos docentes com quem você muito aprendeu. Espero que tenham absorvido a mensagem de uma forma positiva”.

Carreira Acadêmica

Fábio é Mestre em Entomologia (ciência que estuda os insetos) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, onde foi vinculado ao laboratório de "Biologia, Sistemática e Ecologia da Fauna do Solo". Segundo o especialista, este laboratório tem como principal objetivo conhecer a biodiversidade destes animais (colêmbolos) que vivem numa região superficial do solo, pouco acessada nas florestas. Posteriormente, o conhecimento alcançado é utilizado para conservar os demais ambientes das florestas amazônicas.

Casal de colêmbolos da ordem Symphypleona (Classe Collembola)“Trabalhei com a ecologia de uns animais minúsculos denominados colêmbolos (da classe Collembola). Trata-se de animais distribuídos por todo o mundo, mas que devido seus tamanhos e ambientes que habitam são pouco conhecidos. Como estes animais são extremamente sensíveis às mudanças no meio circundante, configuram-se como importantes ferramentas para prever e diagnosticar impactos em consequência da interferência humana. Assim, o principal objetivo alcançado foi ter localizado alguns dos fatores responsáveis por ditar a distribuição de uma comunidade de espécies de colêmbolos sobre a superfície do solo. Possivelmente, estes resultados serão aplicados em estudos de Conservação Ambiental. No Doutorado irei desenvolver um estudo que torne a identidade destas espécies conhecida. Para isso investigarei a fauna de solo de cada estado e domínio fitogeográfico do Brasil. Posteriormente irei descrever as espécies novas que eu encontrar”, explica.

A partir de suas experiências e novos conhecimentos que serão adquiridos, o quase doutorando pretende se firmar cada fez mais no cenário da pesquisa brasileira. 

“Pretendo me tornar um bom profissional atuante. Em relação à carreira acadêmcia, vejo por um ângulo positivo, acredito que estou no caminho certo. No entanto, ainda há muito chão para ser percorrido. Mas quem está reclamando? Eu gosto de desafios!”, comenta.

Fábio incentiva que os alunos da FESP busquem novos horizontes, já que a Fundação - segundo ele, especialmente a partir do corpo docente - oferece apoio para que conquistem cada vez mais espaço no universo acadêmico e mercado de trabalho. “A partir da minha ida para o INPA, considero que a melhor experiência e o que me trouxe a maior evolução humana foi ter saído da zona de conforto em que eu estava aqui em Passos. Isso é muito válido”, deixou o recado.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Nesta terça-feira (26), A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP) realiza a entrega do prêmio Sucesso Empresarial 2013. A cerimônia acontece no Espaço Castelinho a partir das 20h, sendo um evento promovido em parceria com a Folha da Manhã e ACIP – Associação Comercial e Industrial de Passos.

O Selo Sucesso Empresarial é concedido anualmente, desde o ano de 2010, sendo resultado de uma extensa pesquisa social, procurando uma forma transparente de creditar às empresas a sua importância na sociedade de Passos. “Valores como seriedade, honestidade, lealdade, afinco e determinação são princípios que acompanham a FESP e fazem parte da sua missão. Promover conhecimento, formando cidadãos conscientes, profissionais competentes e empreendedores, viabilizando a construção de um futuro melhor é o nosso compromisso. Por isso premiamos a gestão das empresas e instituições que se destacaram no mercado passense, certificando a qualidade de seus produtos e serviços, além de suas práticas em relação às ações sociais, econômicas e ambientais, servindo como exemplo para todos os estabelecimentos da cidade”, defende o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas.

As professoras Leila Maria Suhadolnik Oliveira de Andrade e Sílvia Maria Oliveira Soares Maia, coordenadoras do projeto, garantem que a cada ano o selo se torna cada vez mais um indicador de qualidade aos olhos dos consumidores. “Ainda teremos um prêmio especial de Responsabilidade Social”, completou Sílvia.

 O Presidente da ACIP, Carlos Renato Lima Reis, o Renatinho Ourives, ressalta a relevância de o aspecto social ser um diferencial na pontuação e também do valor que o selo vem agregar às empresas. “É um evento importante porque traz o reconhecimento para cada uma das empresas que se preocupam com a qualidade do que oferecem. É o momento de valorização do empenho, da dedicação na sua empresa e seu lado social. Nós da Associação ficamos muito satisfeitos com esta parceria. Os filiados ganham pontos e isso aumenta a nossa visibilidade e responsabilidade”, declara.

Neste ano serão 56 empresários homenageados pelo seu desempenho em 2013. A avaliação foi feita através do Instituto de Pesquisa da FESP (IPFESP) e do curso de Administração, sendo executada em duas fases: a primeira por meio de amostragem e votação popular nos bairros de Passos, para a escolha dos cinco melhores empreendimentos diferentes categorias empresariais; e a segunda, com a elaboração do diagnóstico das selecionadas. 

Mais de 200 empresas foram classificadas por meio da opinião pública; 102 das que responderam o diagnóstico foram visitadas; 38 foram as mais lembradas e 4, nas categorias auto escola, academia, curso de línguas e loja de roupas íntimas tiveram pontuação máxima em gestão.

Confira abaixo a lista das categorias que serão premiadas:

ACADEMIA

ACESSÓRIOS E BIJUTERIAS

AGÊNCIA DE TURISMO

ÁGUA MINERAL

ARTIGOS DE CAMA, MESA E BANHO

ARTIGOS ESPORTIVOS

AUTOESCOLA

BAR

BRINQUEDOS

CALÇADOS

CARNES/AÇOUGUE

CASA DE FRIOS

COMPUTADORES E SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA

CONCESSIONÁRIA DE AUTOMÓVEIS

CONCESSIONÁRIA DE MOTOS

CONSTRUTORA

CURSO DE LÍNGUAS

DECORAÇÃO E PRESENTES

DISK CERVEJA

DROGARIA/FARMÁCIA

ENSINO TÉCNICO

ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PARTICULAR

ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE

ESTACIONAMENTO- VENDA DE CARROS USADOS

FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO E HOMEOPATIA

FLORICULTURA

GÁS

HOTEL

IMOBILIÁRIA

INDÚSTRIA DE CONFECÇÕES

INDÚSTRIA DE MÓVEIS

LABORATÓRIO DE ANÁLISES

LANCHONETE

LOJA DE MÓVEIS

LOJA DE ROUPAS ÍNTIMAS

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

MATERIAIS HIDRÁULICOS

MATERIAS ELÉTRICOS

ÓTICA

PADARIA

PAPELARIA

PEÇAS E ACESSÓRIOS PARA CARROS

PET SHOP

POSTO DE COMBUSTÍVEL

PRODUTOS AGROPECUÁRIOS

RÁDIOS

RELOJOARIA

RESTAURANTE

ROUPA INFANTIL

ROUPAS MULTIMARCAS (BOUTIQUE)

SALÃO DE BELEZA

SERRALHERIA

SORVETERIA

SUPERMERCADO

TINTAS E MATERIAIS PARA PINTURA

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A  proposta de Coleta Seletiva desenvolvida por docentes e alunos de graduação da Fundação de Ensino Superior de Passos – FESP, foi apresentada para o Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos da cidade de Itaú de Minas na manhã desta quarta – feira, 13 de novembro, na praça central do município. Estiveram no local o Diretor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da FESP, Professor Eduardo Goulart Collares, o Coordenador do Projeto Científico, Professor Wiliam Graciano e alunos de graduação da instituição envolvidos na pesquisa. Autoridades (Ilmo. Senhor Prefeito Norival Lima, Senhor Presidente da Câmara Municipal de Itaú de Minas Nélio dos Reis Amorim) do município compareceram também para prestigiar a proposta que será implementada. 

O projeto envolve a elaboração do Plano Municipal de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos de Itaú de Minas (PGRS) e a implantação da coleta seletiva no município. Segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos, (Lei 12.305/2010) todos os municípios brasileiros deverão ter o seu PGRS. Trata-se de um plano bastante complexo, que deve dar a destinação correta para todos os tipos de resíduos que um município pode gerar e a elaboração deste plano deve ter a participação da comunidade. Itaú de Minas saiu na frente, contratando a FESP para ajudar a elaboração do projeto. 

A FESP elaborou o Plano com o apoio da Prefeitura do Município. Na implantação da coleta seletiva a instituição parceira é a Fundação Israel Pinheiro, de Belo Horizonte. Os participantes e autores do Projeto Científico são: Coordenador: Professor Willian Graciano, Supervisor: Professor Eduardo Goulart Collares; Estagiários que participaram do projeto: João Evangelista de Paula Neto, Terência Garcia Reis, Gislaine Alves dos Reis, Rondinelle da Silva Figueiredo , Fernanda Elisa Gomes Miranda, Tiago Costa de Oliveira, Patrícia Naiara Santos Teodoro, Priscila Tamie Fernandes Barbosa. O projeto realizou um diagnóstico dos resíduos sólidos no município, coordenou diversas reuniões e audiências públicas e agora concluiu a proposta do Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos. A pesquisa é desenvolvida na cidade de Itaú de Minas e na Coordenação de Pesquisa e extensão da FESP – CPEX.

Professor Collares afirma que todo município deve ter o seu PGRS até 2014, não só por exigência legal, mas pela necessidade de dar a destinação correta para todos os tipos de resíduos. Hoje em dia a palavra de ordem com relação ao lixo que produzimos é a "Reciclagem", ou os famosos 3Rs. O PGRS contempla todos os passos para que o município possa se adequar a esta realidade e reaproveitar ao máximo os seus resíduos, evitando dispor diretamente no solo de forma incorreta. Envolve, também, uma questão social, que é a integração na sociedade e no mercado de trabalho dos catadores de lixo. A FESP possui uma larga experiência na elaboração de planos municipais participativos, uma vez que ajudou a elaborar muitos dos planos diretores dos municípios da região, e por outro lado, possui também experiência com o gerenciamento de resíduos, participando da implantação de coleta seletiva em diversos municípios e do licenciamento ambiental de áreas para o tratamento e disposição de resíduos.

Professor Willian complementa que, além de sua importância legal, o PGIRS é uma das ações mais democráticas que o Poder Público Municipal deve fazer. Todas suas etapas são abertas à sociedade civil que tem direito de expressar sua opinião. O plano de Itaú de Minas, após apresentação pública, se encontra em fase de redação final e nossa expectativa é que a partir de sua implementação a realidade dos resíduos sólidos no município, mude para melhor. Gostaria de agradecer a todos os estagiários e colaboradores que participaram do desenvolvimento do Plano de Itaú de Minas. Saibam que existe um pouco de cada um de vocês, neste Projeto que é pioneiro em nossa região, sintam-se orgulhosos por isso. 

TEXTO ESCRITO POR: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP - CPEX



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  dezembro 2020  >>
seteququsedo
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910