A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) e o 12º Batalhão de Polícia Militar de Minas Gerais (BPM-MG) estão promovendo o Primeiro Festival Hip Hop da Paz, um concurso de rap, dança de rua e grafite em uma ação sócio-educativa que vai envolver estudantes dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda. O objetivo é resgatar o movimento hip hop na cidade e valorizá-lo como manifestação cultural e de mobilização social. O projeto é também uma forma de aproximar FESP, PMMG - com todos os seus projetos e ações - da comunidade.

O festival tem a participação dos estudantes dos cursos de Comunicação Social – Jornalismo e Publicidade e Propaganda – que, além da própria divulgação do evento, produzirão pequenos vídeos e entrevistas com os concorrentes. “A idéia de envolver os alunos é ajudar a abrir espaços próprios de comunicação para mostrar o talento de pessoas que não conseguem espaço na mídia convencional”, explica a professora Luciana Ricardino, uma as coordenadoras do projeto e docente da disciplina de Jornalismo Comunitário.

O concurso é aberto e pode participar qualquer pessoa de Passos e região. Todos os concorrentes vão participar de atividades educativas que contarão pontos na hora da classificação. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de agosto, no Setor de Vestibular da FESP (Av. Juca Stockler, 1130, em frente ao prédio principal da FESP).
Serão selecionadas 15 músicas que serão apresentadas em um evento no dia 30 de setembro, no Bloco 7 da FESP que fica a Avenida da Moda, 3001 (Antigo DA) com o apoio da Prefeitura de Passos.

A seleção será feita pela comissão organizadora do 12º BPMMG em conjunto com a comissão da FESP dirigida pelas professoras Leila Maria Suhadolnik Oliveira de Pádua Andrade e Silvia Maria Oliveira Soares Maia. Enquanto as músicas forem apresentadas haverá o desenvolvimento de pinturas em grafite em painel e apresentação de grupos de street dance (dança de rua, característica do movimento hip hop).

O presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, ressalta que a ação conjunta entre a FESP e a PMMG tem a intenção maior de valorização artística de todos os  grupos sociais, incluindo os jovens que se dedicam à cultura hip hop. “O hip hop é muito discriminado e os jovens temem em participar. Nossa intenção é justamente fazer a inclusão de possíveis potenciais artísticos. É preciso que esses potenciais sejam perceptíveis e valorizados e é isso que queremos fazer a partir deste festival”, disse Fabio.

Leila e Sílvia, professoras organizadoras do festival juntamente com o representante da PMMG, Capitão Marcelo Coimbra acreditam que o festival pode promover a inclusão social e a melhoria da autoestima de jovens da comunidade de Passos. “O hip hop de forma geral tem a capacidade de proporcionar ao jovem a sensação de liberdade, de autoestima e reconhecimento que pode e muito fazer crescer na nossa sociedade um espírito saudável de paz, companheirismo e disputa sadia e estabelecendo uma ligação positiva entre as diversas camadas sociais”, frisou Sílvia.

Para o Capitão Marcelo Coimbra essa é uma forma de atingir a comunidade, através da linguagem específica dos grupos ligados a cultura do hip hop. “A Polícia Militar terá a oportunidade de apresentar a instituição e o trabalho que vem realizando, voltado ao respeito dos Direitos Humanos e com a filosofia de Polícia Comunitária”, destacou. A expectativa dos organizadores é grande. “Que possamos, em conjunto com FESP, realizar um trabalho de inclusão social organizada pela cultura, exercendo o papel social da Polícia Militar e propiciando aos participantes uma oportunidade de utilizarem o hip hop para transmitirem suas mensagens de paz, organização, cidadania, respeito e valores”, completa Coimbra.

No último sábado, os estudantes de comunicação da FESP percorreram vários bairros da cidade para divulgar o projeto e entrar em contato com pessoas envolvidas com o movimento na cidade. “Já tivemos mais de 50 grupos de hip hop em Passos, hoje todos estão muito dispersos e distantes do movimento porque nunca tivemos reconhecimento. Será uma boa oportunidade para resgatarmos este pessoal”, avalia o rapper Márcio José, um dos integrantes do grupo Menny.

O Hip Hop surgiu na década de 1970 como uma cultura de protesto popular que se divide em três modalidades de expressão, o rap (relato musical), o grafite (manifestações gráfico- plásticas) e a dança de rua (expressão corporal). O rap tem como características principais a temática social, o vocabulário e a rima marcando a linha rítmica. No festival serão mantidas as três expressões originais

O regulamento completo do festival está no site da FESP (www.fespmg.edu.br) e mais informações podem ser obtidas pelos telefones: 0800 283 0336 – 3529 6010 – 3529 6003.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Candidatos da edição de 2011 em reunião na FESP

O Festival Cultural Gastronômico Sabor de Passos – uma parceria da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) e da Folha Manhã – terá a participação de cerca de 20 estabelecimentos, entre bares, restaurantes e lanchonetes de Passos. Na tarde desta sexta-feira, os candidatos confirmaram a participação e discutiram as novidades da edição deste ano.

O Festival foi criado em 2008 e desde então já envolveu 30 estabelecimentos diferentes. Durante nove semanas, o público e um corpo de jurados degustam tira-gostos especialmente criados pelos bares, restaurantes e lanchonetes de Passos e votam, para escolher os melhores em cada categoria.

Em três anos de festival, mais de 40 mil pessoas experimentaram e votaram nos pratos concorrentes. “São 40 mil votos válidos, sem contar as muitas pessoas que participaram sem votar”, ressalta a coordenadora do projeto, professora Heliza Faria.

Segundo ela, o Festival ajuda a divulgar os estabelecimentos. “Calculamos que cada estabelecimento gastaria mais de R$ 4,5 mil com a divulgação que é feita durante o festival pela FESP, através de produção de material como folderes, cardápios, cartazes, camisetas, outdoors e reportagens em rádios, TVs, e jornais, além da divulgação maciça feita pela internet”, afirma.

O Sabor de Passos faz parte do calendário de eventos culturais da cidade e é considerado hoje um dos maiores eventos gastronômicos do sul e sudoeste de Minas. O festival também está no calendário de eventos culturais de Minas Gerais.

Neste ano, o Sabor de Passos vai premiar: “Melhor Tira-Gosto”, “Melhor Atendimento”, “Melhor Tira-Gosto com Ingredientes Tradicionais Mineiros“, "Prato mais Criativo", “Melhor Banheiro“, “Melhor Acessibilidade” e “Prêmio Especial do Júri”. O “Melhor Garçom” será escolhido por votação na internet.

Entre as regras do festival, os candidatos terão de concorrer com pratos inéditos, criados especialmente para o festival e que nunca tenha sido oferecido no cardápio do estabelecimento.

Além disso, o rendimento das porções deverá ser para quatro pessoas e o custo máximo de R$ 25,00, valor estabelecido em consenso entre os candidatos que confirmaram participação ontem.  

O evento também movimenta os cursos da FESP, como o de Nutrição, Publicidade, Jornalismo, Administração, Gestão Comercial, Contábeis, Engenharia Civil, Enfermagem e Biomedicina que vão avaliar os estabelecimentos em vários quesitos para contribuir com relatórios avaliativos entregues aos candidatos ao final do concurso.

 “A FESP projetos culturais porque acredita que esta é uma forma de incentivo ao desenvolvimento econômico e humano. O Sabor de Passos é um dos projetos de maior sucesso da Fundação e a expectativa de contribuir cada vez mais com a qualidade dos serviços e produtos oferecidos na cidade.”, afirma o Presidente do Conselho Curador da FESP Fábio Pimenta Esper Kallas. 

Até o fim deste mês, os estabelecimentos terão de enviar à coordenação do evento os nomes dos pratos que vão concorrer ao Melhor Tira-Gosto de 2011. O lançamento oficial do projeto será em evento beneficente, promovido pelo Lions Clube e Folha da Manhã, em data ainda a ser divulgada. Os pratos começam a ser oferecidos nos bares no dia 01 de setembro até o dia 07 de novembro.

Veja os estabelecimentos que já confirmaram presença no Festival Sabor de Passos 2011.

  1. À Moda Antiga Lanchonete do Peixe Frito
  2. Bar do Vanderli
  3. Bule Verde
  4. Casa de Caldos Bem Feitinho
  5. Cia da Esfirra
  6. D’Luigi
  7. Esquina do Espeto
  8. Esquina do Petisco
  9. Globo Choperia
  10. Parmegiana e Cia
  11. Passatempo Happy Hour
  12. Petisco da Moda
  13. Puro Sabor
  14. Restaurante Pilão
  15. Santo Sabor
  16. Spaguetti Grill
  17. Sushi Lounge
  18.  Mané Caiçoca

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



.

O Festival Cultural Gastronômico Sabor de Passos – uma parceria da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) e da Folha Manhã – está com as inscrições abertas para a quarta edição. Criado em 2008 o festival movimenta a cultura e promove o lazer.

Durante nove semanas, o público e um corpo de jurados degustam tira-gostos especialmente criados pelos bares, restaurantes e lanchonetes de Passos e votam para escolher os melhores em cada categoria.

O evento já faz parte do calendário cultural da cidade, promovendo um verdadeiro show de sabores e movimentando a economia local. Os interessados em participar devem ficar atentos, pois o período de pré-inscrições termina dia 14 de julho de 2001.

O festival acontece de 1º de setembro a 7 de novembro de 2011 e vai premiar: o “Melhor Tira-Gosto”, “Melhor Atendimento”, “Melhor Tira-Gosto com Ingredientes Tradicionais Mineiros“, "Prato mais Criativo", “Melhor Banheiro“, “Melhor Acessibilidade” e “Prêmio Especial do Júri”. O “Melhor Garçom” será escolhido por votação na internet.

Quem pode participar?

Podem participar todos os bares e restaurantes do município de Passos, que possuam cozinha própria, banheiros feminino e masculino separados e que sirvam porções do tipo "tira-gosto" ou "petisco". Informações através dos telefones (35) 3529-8054 e (35) 9173-3223.

Os frequentadores de bares, restaurantes e lanchonetes da cidade também podem indicar estabelecimentos para participar do Sabor de Passos, através dos telefones acima.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Equipe nas filmagens

A equipe do Festival Selton Mello de Vídeo, promovido pelos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Fundação de Ensino Superior de Passos, deu início aos trabalhos da terceira edição. Depois do convite às escolas, foram selecionadas 10 participantes, mas somente 9 puderam efetivar a participação, pois uma das escolas não compareceu às oficinas teóricas já realizadas.

Coordenam o projeto os professores Diego Vasconcelos, Diovany Rodrigues e Paulo Henrique Vallim com o apoio do ator passense que dá nome ao festival Selton Mello.

Cada escola pode participar com propostas para a produção de um curta-metragem com o apoio da equipe da FESP. Para a seleção, porém, caso a escola seja selecionada somente uma proposta será desenvolvida. A mostra competitiva, na qual são apresentados os resultados do projeto, será realizada no mês de novembro.

De acordo com o professor e um dos idealizadores do projeto Paulo Henrique Valim a expectativa para este ano é animadora. As escolas selecionadas para a disputa do festival são: E.E. Nossa Senhora da Penha, Colégio Imaculada Conceição, E.E. São José, E.E. Dulce Ferreira de Souza, E.E. Neca Quirino, Colégio Del Rey, E.E. Profª. Júlia Kubitschek, Colégio São Francisco, Colégio Status e Colégio Tiradentes da Polícia Militar. Todas as equipes selecionadas, são compostas de 6 estudantes.

Durante o início do festival são realizadas oficinas teóricas abordando fases do processo de produção de um curta desde roteiro, direção de fotografia e iluminação e direção de arte às temáticas de cinegrafia, figurino, produção e produção de áudio.

No próximo dia 2 de julho acontece a última oficina teórica que vai trabalhar a direção geral, edição e pós-produção, direção de atores e finalização do processo de produção dos curtas. Depois disso começam as gravações que serão no mês de agosto. “As gravações tem o prazo máximo de 8 horas. Os alunos escolhem um ponto de referência e tem 100 metros de raio para distribuírem suas locações. A equipe de apoio do festival acompanha todo o processo, seja auxiliando na direção, iluminação ou na cinegrafia”, explica Paulo Henrique.

Os alunos são orientados durante todo o processo do festival através dos encontros semanais com os idealizadores e monitores da FESP. “Os alunos vão elaborando os roteiros durante todas as oficinas. A cada oficina eles recebem orientações e dicas para conduzirem o enredo. Após o último encontro ainda há uma etapa de correção e sugestões a respeito dos roteiros, completa Paulo Henrique.

O júri é composto por pessoas ligadas à produção audiovisual e ao cinema. No fim de semana que antecede a mostra, o júri irá avaliar os vídeos enviar a votação em envelope lacrado. Este ano também haverá um júri popular.

Fonte: Agência Escola



Candidatos na passagem de som

Acontece nesta sexta-feira na FESP a sétima edição do Festival de Interpretação de Música Popular Brasileira – Canta FESP, entre escolas de ensino médio de Passos. O evento começa as 19h e será no estacionamento da Biblioteca, Bloco 4, entrada pela Avenida Doutor Breno Soares Maia. Hoje à tarde, os candidatos estiveram testaram o som no local do evento.

Dezesseis escolas estão inscritas e as  músicas e intérpretes já foram escolhidos (confira a lista). O Canta FESP vai encerrar a Semana Universitária dos cursos da Faculdade de Filosofia de Passos. O evento, que já é tradição em toda a região, tem como objetivo difundir a MPB entre estudantes de escolas de ensino fundamental e médio, da rede pública e privada. “O projeto tem cumprido seus objetivos e estamos felizes por estarmos na sétima edição. O Canta FESP tem contribuído para o enriquecimento do repertório dos estudantes de Passos e região, além de revelar talentos e promover o intercâmbio entre a FESP e a comunidade, que é uma marca característica da fundação que procura colocar todo o conhecimento desenvolvido por meio dos professores e estudantes a serviço da comunidade”, frisou o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas.

Podem participar do festival, alunos matriculados e com freqüência comprovada no ensino fundamental e médio, incluindo cursos pré-vestibulares e escolas técnicas e profissionalizantes, e o programa Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Um júri composto por 10 jurados vai avaliar os quesitos qualidade de voz, afinação, interpretação e presença de palco. Os cinco primeiros intérpretes receberão prêmios que vão de R$ 500,00 (1º lugar) a R$ 100,00 (5º lugar). As escolas participantes receberão troféus.
Será premiada ainda a melhor banda formada por alunos e/ou professores da escola com um prêmio no valor de R$ 500,00.

A melhor torcida também será premiada e os quesitos para o julgamento são torcida educada, uniformizada, alegre, numerosa, criativa e proibida de usar instrumentos sonoros. O prêmio é um kit de informática para a escola e um banner de Melhor Torcida do VII Festival de Interpretação 2011.
Uma outra novidade para a edição deste ano é a participação do ator, diretor de teatro e integrante do Grupo Coliseum, Pedro Silva que está assessorando artisticamente as escolas para que desenvolvam melhor os números musicais.

Entre os compositores que serão apresentados estão Frejat, Rita Lee, Djavan, a banda Roupa Nova e outros. As organizadoras do festival as professoras Leila Maria Oliveira de Pádua Andrade e Sílvia Maria Oliveira Soares Maia aguardam com entusiasmo a noite de apresentação do Canta FESP. “A colaboração às escolas por meio do ator Pedro Silva vai contribuir muito para a apresentação desse ano. Era um sonho nosso dar esse apoio para as escolas e nesta edição conseguimos”, disse Leila.

A entrada no Festival de Interpretação é gratuita e no segundo semestre a FESP realiza também Festival de Composição, para canções inéditas. O sucesso dos festivais é tão grande que antes mesmo de ser divulgado o edital do Festival de Composição a assessoria de comunicação da FESP já está recebendo e-mails de interessados procurando por informações. O Projeto Canta FESP é um incentivo à cultura, ao lazer e ao conhecimento da história musical brasileira.

Confiras as escolas participantes e as músicas que serão apresentadas

E.E. Lourenço de Andrade – Segredos (Frejat)
E.E. Nazle Jabur – Foi Deus quem fez você (Luiz Ramalho)
Colégio Del Rey – Redescobrir (Gonzaguinha)
E.M. Engº. Jorge Oliva (Itaú de Minas) – Jorge da Capadócia (Jorge Bem Jor)
E.E. Nossa Senhora da Penha – Ovelha Negra (Rita Lee)
Colégio Status – Dancing Days (Nelson Motta)
Cesec Dona Emília Leal – No meu coração você vai sempre estar (Ed Mota)
Colégio São Francisco – Sapato Velho (Roupa Nova)
E. E. Júlia Kubistchek – Sina (Djavan)
E. E. Tancredo de Almeida Neves – Que país é esse? (Renato Russo)
E. E. Dom João VI (Alpinópolis) – Tocando em frente (Almir Sater)
Colégio Imaculada Conceição – Tão bem (Lulu Santos)
E. E. Deus Universo e Virtude – Um dia de domingo (Michel Sulivan e Paulo Massadas)
E. E. Modesto Antônio de Oliveira (Capitólio) – Wave (Tom Jobim)
Colégio Tiradentes – Jeito de Mato (Mauricio Santini e Paula Fernandes)
ETEP (Escola Técnica de Passos) – All Star (Nando Reis).

Fonte: Agência Escola



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2020  >>
seteququsedo
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678