A FESP oferece aos docentes dos cursos do Núcleo de Ciências Acadêmicas Biomédicas e da Saúde um treinamento de capacitação para uso dos equipamentos e produção científica em fisiologia do exercício e saúde no Laboratório de Cineantropometria e Fisiologia do Esforço (LaCiFE). 

O evento, que acontece hoje e amanhã, faz parte da parceria firmada entre o curso de Educação Física da FESP e os professores da UNESP de Rio Claro, que visa a intensificação das pesquisas no LaCIFE. O Laboratório da FESP possui sofisticados equipamentos para análise de lactato, glicemia e gases, servindo pesquisadores na área de saúde e performance humana (atletas).

De acordo com o docente do curso de Educação Física da FESP professor Jean Silva, que também é um dos coordenadores do evento, esta capacitação será oferecida, primeiramente, para nortear temas de possíveis pesquisas a serem desenvolvidas e também para qualificar professores na utilização dos equipamentos do laboratório. Em seguida o alvo será a produção de trabalhos científicos para publicação e a implantação de programas de saúde e qualidade de vida em Passos. “Uma vez instruídos sobre o uso dos equipamentos teremos a possibilidade de formar grupos de estudos e de pesquisa na área de saúde bem como construirmos projetos multidisciplinares para o crescimento da FESP em produção científica e prestação de serviços à comunidade”, explicou Jean.

Um dos convidados para ministrar o treinamento no LaCIFE é o professor mestre Leandro Pereira de Moura, da UNESP de Rio Claro. Mestre em Ciências da Motricidade e doutorando pela UNESP e UNICAMP de Limeira, o pesquisador atua na área das observações endócrino-metabólicas e moleculares dos benefícios trazidos pelos exercícios físicos contribuindo para a saúde do indivíduo.

Segundo Leandro Pereira de Moura o treinamento será uma forma de discutir temáticas emergentes em pesquisas científicas na área da saúde e acredita que é, também, uma oportunidade vantajosa para troca de conhecimento. “Tratando de ciências, a formação e união de grupos de pesquisas favorecem o desempenho intelectual de nós cientistas. Espero que este seja o primeiro encontro de muitos. Em conversa com alguns professores da FESP percebi que estão ávidos para transmitir seus conhecimentos e isso forma uma importante base para trabalhos científicos, a união: ter o trabalho e querer executá-lo”, declarou o professor.

No primeiro dia de treinamento serão feitas exposições de temas relacionados à pesquisa com lactato e glicemia em atletas, idosos e outros, expondo os avanços tecnológicos e suas perspectivas. Da mesma forma também será abordada a análise de gases respiratórios e suas relações com a prescrição de exercícios em diferentes condições. A parte prática do treinamento acontece no sábado, quando será realizada a coleta de dados utilizando os equipamentos do laboratório. As atividades do último dia serão livres para alunos e interessados em saber mais sobre exercícios físicos e obesidade. 

 

Confira a programação completa:

 

03/05 - Sexta-feira 

09h30 -12h - O uso da Lactacidemia e glicemia em pesquisas científicas - Prof. Me. Leandro Pereira de Moura 

14h – 16h - Perspectivas de pesquisas envolvendo análises de gases - Prof. Me. Bruno Smirmaul 

16h – 18h - Manejo do VO2000 e interpretação de parâmetros ventilatórios - Prof. Me. Inaian Teixeira 

19h – 20h40 – Palestra: Exercício Físico no combate à Obesidade e de seus transtornos cerebrais e hepáticos 

 

04/05 – Sábado 

09h30 – 12h - Parte prática com coleta de dados com protocolos incremental e retangular, subsequentemente análises e interpretação dos dados.

 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Aconteceram, no último sábado (27), as primeiras oficinas teóricas do Festival de Vídeo Selton Mello FESP, realizado pelos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Fundação de Ensino Superior de Passos. Esta é a quinta edição do festival que já integra o calendário anual de eventos da FESP.

Com a nova possibilidade da participação de mais de uma equipe de estudantes por escola inscrita, mais de 30 alunos estiveram presentes na oficina de abertura do Festival discutindo suas ideias, aprofundando conceitos e tirando dúvidas acerca da área que abrange o audiovisual.

Tido como uma oportunidade de aproximar os alunos das escolas de ensino médio dos cursos da fundação, promovendo uma experiência de aprendizado diferente, o evento é popular entre os estudantes das escolas de Passos e este ano dá início às suas atividades com uma motivação extra: a conquista do primeiro lugar na Mostra Nacional do IV Festival Internacional Estudantil de Cinema de Barra do Piraí (RJ) alcançada pelo curta “O Anel”, produção feita por alunos da Escola Estadual São José para o Festival de Vídeo Selton Mello FESP.

No primeiro dia de trabalho os estudantes tiveram oficinas de Processo Criativo, Roteiro e Produção, ministradas pelos coordenadores do Festival, os professores Diovany Resende Rodrigues, Paulo Henrique Baldan Vallim e Diego Vasconcelos, respectivamente.

Além das exposições, foram exibidos os curtas “Dead Line” e “Gugu” - em homenagem ao artista passense Gustavo José Lemos (falecido em 2011) - produzidos pelos coordenadores do Festival de Vídeo Selton Mello FESP em edições anteriores.

Os vídeos desta edição serão exibidos durante a Mostra Competitiva do Festival, que terá início no dia 1º de Agosto. Até lá os alunos continuarão tendo oficinas teóricas, que os deixarão preparados para produzirem e editarem inteiramente os curtas com seus próprios equipamentos e recursos.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja as fotos na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI.



A Fundação de Ensino Superior de Passos deu início a uma importante pesquisa sobre a influência do free stall, um sistema de confinamento de vacas leiteiras que oferece maior conforto aos animais. A hipótese é de que o bem-estar proporcionado pelo sistema aumente a produtividade de leite. A pesquisa intitulada “Avaliação do bem-estar animal de vacas leiteiras criadas em sistema tipo free-stall utilizando o protocolo welfare quality” terá a participação da professora doutora Maria Clara de Carvalho Guimarães, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), juntamente com a professora doutora Rita de Cássia Ribeiro Carvalho, docente do curso de Agronomia da FESP. 

A pesquisa fará o monitoramento de indicadores para a avaliação de bem-estar animal, através do protocolo europeu Welfare Quality, uma técnica de avaliação que observa quatro princípios: alimentação, instalações, saúde e comportamento adequado. A aplicabilidade deste protocolo na realidade brasileira também será estudada na pesquisa.  

A professora Dra. Maria Clara Guimarães é parceira da FESP no desenvolvendo projetos desde que recebeu o convite para ministrar um curso no FESP INOVA-2012. De acordo com a professora Rita de Cássia, o trabalho tem rendido bons frutos. “Recentemente foi aprovado, pela FAPEMIG, um projeto da professora Maria Clara e ela nos convidou a participar, isso é muito importante para nós, pois a cada parceria, a FESP cresce e isso representa o interesse do nosso corpo docente em contribuir para cada vez mais elevar nossa IES”, avalia a docente.

A professora Rita de Cássia explica que a preocupação, por parte da população, em relação ao bem-estar animal é cada vez maior e, por esta razão, esta característica tornou-se de extrema importância na agropecuária. Além disso, vários resultados de pesquisas têm demonstrado que manter os animais em conforto aumenta os níveis produtivos.

A pesquisa também viabiliza a confecção de artigos científicos, participação em eventos, publicação e divulgação de trabalhos inovadores, além de trazer promover o compartilhamento de conhecimento e troca de experiências entre os professores e alunos das duas instituições. 

Participam diretamente do projeto os estudantes Rúbia Mara Tomé, do 7º período de Engenharia Civil da FESP, cuidando das instalações; Gabriel Machado Dallago, graduando de Zootecnia da UFVJM e Paloma Lila Brito de Moura Godinho, do 3º período do curso de Agronomia da FESP.

O trabalho também conta com a participação do zootecnista Ricardo Ferreira Godinho, mestre em produção animal e também docente do curso de Agronomia da FESP, que participou na definição da metodologia e supervisiona o trabalho dos alunos. Segundo ele, a oportunidade de trabalhar com professores de outras instituições agrega o compartilhamento de experiências diferentes para os dois lados, além do envolvimento e ganho de alunos tanto da UFVJM quanto da FESP. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A CPEX, Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP, informa que no ano de 2013 foram inscritos 164 alunos para concorrer aos programas que disponibilizam bolsas de iniciação científica. Este ano já foram 99 bolsas com incentivo financeiro disponibilizado aos alunos. A FESP em cinco anos alcançou um novo recorde em submissão de trabalhos de pesquisa e extensão. Os órgãos financiadores associados à instituição que incentivam a promoção ao desenvolvimento científico e tecnológico com projetos em diversas áreas são a FAPEMIG, UEMG, FESP e CNPq. 

De acordo com o Diretor do Núcleo Acadêmico de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da FESP, Eduardo Goulart Collares, o aluno da FESP amadureceu muito no decorrer destes últimos anos com relação à importância dos trabalhos de pesquisa e extensão na sua formação profissional e no seu currículo. Este número recorde de inscrições é um reflexo disso.

A FESP distribui 30 bolsas através do Programa PIBIC / FAPEMIG, 15 bolsas para o Programa BIC Júnior / FAPEMIG, 19 bolsas para o Programa PAPq / UEMG em pesquisa, 20 bolsas  para o Programa PAEx / UEMG voltado para projetos de extensão, 7 bolsas para o Programa PIBIC / FESP em pesquisa, 5 bolsas para o programa PAEx / FESP para o desenvolvimento em projetos de extensão e 3 bolsas para o programa do CNPq. 

O programa da FAPEMIG visa selecionar candidatos para o preenchimento de bolsas de Iniciação Científica, seu objetivo é induzir e promover a pesquisa e a inovação científica e tecnológica para o desenvolvimento do Estado de Minas Gerais. No ano de 2013, 45 alunos bolsistas se inscreveram.

O programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica da Universidade do Estado de Minas Gerais – PAPq / UEMG e PAEX/UEMG aconteceu entre os dias 15 à 18 de março de 2013 na FESP, com submissão de trabalhos científicos voltados a pesquisa e extensão. Foram disponibilizados 20 Bolsas de Pesquisa e 19 de Bolsas para Extensão. O objetivo do programa é promover a pesquisa e a extensão de modo a contribuir para a formação de cidadãos comprometidos com o desenvolvimento e a integração dos setores da sociedade e das regiões do estado. Este ano foram 99 inscritos para os programas.

O Programa PIBIC / CPNq tem como missão Fomentar a Ciência, Tecnologia e Inovação e atuar na formulação de suas políticas, contribuindo para o avanço das fronteiras do conhecimento, o desenvolvimento sustentável e a soberania nacional. O edital para submissão de projetos para o CNPq, está previsto para o mês de julho de 2013 e somente professores doutores podem concorrer.

A Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, Marisa da Silva Lemos acredita que o aumento do número de submissão dos projetos este ano é resultado de uma conscientização que esta Coordenação vem realizando realizada através de palestras nos cursos de graduação sobre a importância da participação em projetos de pesquisa e extensão na vida acadêmica de nossos alunos.

Outro dado importante destes programas é que foram disponibilizados um total de 9 bolsas para pesquisadores e extensionistas, sendo 3 para professores extensionistas e 6 para professores pesquisadores.

Em 2013, a Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP, o CPEX, selecionou alunos do ensino médio para participarem do Programa de Bolsa de Iniciação Científica BIC Júnior / FAPEMIG / FESP. Foram 20 alunos do ensino público do Colégio Tiradentes inscritos para concorrer a 15 bolsas de Iniciação Científica. O objetivo do Programa é favorecer estudantes do ensino médio de escolas públicas federais, estaduais e municipais mediante processo de seleção no desenvolvimento da vocação científica, ampliando sua formação em ambientes de pesquisa. 

 

Alunos inscritos nos editais da UEMG e FAPEMIG

ANO           UEMG PESQUISA UEMG EXTENSÃO  FAPEMIG       TOTAL

2009                  62                         67                      -                129

2010                  41                         34                     27               102

2011                  34                         53                     40               127

2012                  32                         26                     37                95

2013                  60                         39                     45               164

 

FONTE: Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP - CPEX



O presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, apresentou as obras do Novo Campus da Fundação de Ensino Superior de Passos a um grupo de alunos do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Imaculada Conceição (CIC) de Passos.

Durante a visita institucional, que aconteceu na última terça-feira (23), os estudantes puderam conhecer as futuras instalações da FESP, localizadas no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE), e se surpreenderam com a grandeza do projeto e com a estrutura inovadora no que tange à sua construção.

Enquanto caminharam pela obra, guiados pelo professor Fabio Kallas, os futuros graduandos tiveram explicações não só de como será o Novo Campus da FESP concluído, mas também de como os três prédios estão sendo erguidos diariamente por 125 funcionários, sendo 22 deles encaminhados pela Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC).

Gilson Henrique Martins, encarregado da obra do Novo Campus, explicou aos visitantes que as salas de aula terão a lateral cercada de vidros espelhados permitindo aos alunos a visibilidade da área social do CIRE de um lado e, de outro, a paisagem verde do Parque Dr. Emílio Piantino, área cuidada pela FESP. “A intenção do professor Fabio Kallas é dar ao aluno a visibilidade da natureza sem que ele tenha sua atenção desviada”, disse o encarregado.

“A ideia que o professor Fabio teve fazendo as salas de vidro espelhado, com a vista para fora, é bem interessante. Essa obra é bastante surpreendente! Eu não imaginava que esta estrutura fosse tão grande!” Foi o que declarou o estudante Rubens Vasconcelos que ainda destacou a importância da visita como uma forma de colaborar na decisão que vai tomar em relação a sua futura profissão. “Eu estou quase certo de que vou fazer Engenharia Civil e vir aqui me deu uma boa noção pra continuar nesse rumo”, contou Rubens.

Sílvia Marina Figueira, que também está considerando a Engenharia como sua opção para graduação, concorda com o colega de que a visita ajuda a tomar a decisão final. “É impressionante. Achei bem legal porque eu não esperava ver tudo isso. Eu quero engenharia, por isso eu vim aqui conhecer, pra saber se é isso mesmo”, reforçou a aspirante Sílvia.

Assim como fizeram o grupo de alunos do CIC, toda comunidade está convidada a conhecer de perto a Fundação de Ensino Superior de Passos. A visita institucional é coordenada pela relações públicas Paula Monteiro e procura apresentar a excelência de ensino e o trabalho desenvolvido pela FESP. Os interessados podem agendar uma data entrando em contato pelo telefone (3529-6015) ou pelo e-mail: paula.monteiro@fespmg.edu.br

 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja as fotos na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI.



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2020  >>
seteququsedo
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678