Formado em 2012 no curso de jornalismo da FESP, o jornalista Maurício Rey juntamente com seu orientador, Prof. Me. Firmino Júnior, coordenador dos cursos de Comunicação Social – Jornalismo e Publicidade & Propaganda tiveram um artigo científico publicado na Revista Iniciacom – Revista Brasileira de Iniciação Científica em Comunicação Social. Principal publicação da área para alunos em fase de graduação e recém-graduados, a revista publicou artigo com o tema: Webjornalismo: Análise dos Portais Clic Folha e PassosNews.

Ao indagar o novo jornalista sobre o que o motivou a analisar os dois portais ele respondeu que teve uma identificação pessoal com a disciplina de jornalismo online e optou por pesquisar mais sobre webjornalismo para apresentar seu TCC - Trabalho de Conclusão de Curso.

Para facilitar a pesquisa, o jornalista conta que escolheu os dois portais mais populares da cidade, Clic Folha e PassosNews. “Eu escolhi os dois portais Clic Folha e PassosNews por eles serem populares e conhecidos em Passos e região. A escolha se deu também devido ao fato do portal Clic Folha derivar de um jornal impresso e o PassosNews ser nativo da web”, disse.

Dentro de sua pesquisa, o jornalista analisou como os dois portais exploram os recursos oferecidos pela web como multimidialidade, hipertexto, memória, interatividade, personalização e instantaneidade. 

Segundo Maurício Rey, o resultado de seus estudos mostrou que os dois portais diferem muito um do outro tanto na parte de estrutura, origem e principalmente na forma como exploram e utilizam os recursos oferecidos na web. “O portal Clic Folha explora mais os recursos de Multimidialidade, Interatividade e Instantaneidade, enquanto o PassosNews explora mais o Hipertexto e a Memória”, concluiu o jornalista afirmando ainda que ambos estão em fase de exploração destes recursos oferecidos pela web.

Maurício conta que não pensava em ter seu trabalho publicado por uma revista científica. “Eu pensava apenas em fazer um bom trabalho e tirar nota alta. Mas com o incentivo do meu orientador Firmino Júnior, acabei aproveitando meu TCC para escrever o artigo e encaminhar minha pesquisa para uma revista científica”, explicou Maurício que agora está cursando Letras e no futuro pretende buscar um mestrado ou doutorado e seguir na carreira acadêmica.  

Para o professor e orientador Me. Firmino Júnior, o trabalho do Maurício foi brilhante. “Apesar de ter sido um trabalho em parceria, sem o envolvimento do Maurício o TCC e o artigo jamais teriam sido realizados. Além disso, penso que ele é um exemplo para todos os alunos que queiram ingressar na academia, pois com este artigo ele abriu as portas do mestrado”, explicou o orientador. 

Falando sobre a importância para o recém formado em ter um artigo científico publicado, o professor foi enfático: “Como disse ele está abrindo as portas para ser um professor universitário, ou mesmo mostrando seus conhecimentos para o mundo, já que a revista tem reconhecimento nacional. Para mim, a publicação com ele de forma conjunta, é a realização e maior gratificação do nosso trabalho”, explicou o professor.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



O Secretário de Estado Ciência Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais Narcio Rodrigues inaugurou ontem o programa Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais (Uaitec) na FESP. A rede de ensino a distância gratuita vai integrar os municípios mineiros e faz parte da reestruturação dos Centros Vocacionais Tecnológicos. 

O projeto do Governo de Minas é coordenado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES). O objetivo é ampliar a capacitação local e regional; combater a exclusão digital e social; gerar emprego e contribuir para a melhoria de vida da população a partir da capacitação profissional.

Durante a inauguração o secretário destacou a participação do presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, no período em que esteve à frente da subsecretaria de Ensino Superior de Minas Gerais. “A Rede Uaitec surgiu dentro da sala do Fabio”, afirmou o secretário. 

O primeiro programa de capacitação implantado pelo UAITEC é o “Programa Idiomas para a Cidadania”, que vai oferecer cursos gratuitos de Inglês, Espanhol, Francês e Português, com o objetivo de preparar estudantes para o programa de intercâmbios Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal. A oferta dos cursos conta com a parceria das universidades: Federal de Minas Gerais (UFMG), Estadual de Montes Claros (Unimontes) e de São Paulo (USP) e o Instituto Cervantes.

“O secretário Narcio Rodrigues é tão compromissado com Minas Gerais e com o Brasil, que desde o seu primeiro dia junto à Secretaria ele não poupou esforços para que o Estado investisse fortemente em educação tecnológica, inclusão digital e capacitação profissional, com a visão empreendedora de que este investimento em educação refletirá diretamente no desenvolvimento do Estado e de todo o país”, afirmou o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, acrescentando que a UAITEC em Passos terá este mesmo foco.

Em entrevista exclusiva à equipe de reportagem da FESP, o secretário ressaltou a parceria com a Fundação. “Quando eu estou na FESP, eu me sinto em casa porque temos uma grande parceria com a fundação e o desempenho da FESP comprova o modelo de como o interior da conta de produzir um ensino superior de qualidade, uma educação universitária comprometida com a cidade, então a gente reconhece que a FESP faz diferente e, portanto, faz a diferença”, afirmou Narcio Rodrigues.

As duas salas da FESP do UAITEC são em formato de auditório, com 60 metros quadrados cada uma, ambas carpetadas, com lousa digital, som ambiente, data-show, antena de recepção, internet wireless e mesas de trabalho com capacidade para 25 pessoas.

O analista de rede da SECTES, Henrique de Carvalho Vieira, fez demonstração da lousa interativa, mostrando como a tecnologia disponível no UAITEC pode tornar a transmissão do conhecimento mais interessante e eficiente.

Em contrapartida, a FESP também apresentou projetos já desenvolvidos pela instituição, que podem ser integrados à proposta do UAITEC. O coordenador de Informática da FESP apresentou dois projetos de pesquisas desenvolvidos pelo departamento de Tecnologia da Informação da FESP,  relacionados a sistemas controlados por movimento do corpo, utilizando um dispositivo chamado Kinect e que envolve tratamento de crianças com hiperatividade, TDAH, robótica e jogos educativos. “Toda essa pesquisa é realizada em parceria entre os funcionários do departamento e alunos de Sistemas de Informação e vem atender a necessidade de nossos alunos, além de trazer para a FESP o que há de mais novo em pesquisa tecnológica”, explicou o coordenador do projeto Anderson Souza.

O secretário Narcio Rodrigues acompanhou com atenção e gostou da apresentação. “O que nós vimos aqui nos mostra com muita clareza que a FESP desdobra as iniciativas que a gente propõe com ganho pra todo mundo”, disse o secretário Narcio. 

A Superintentente de Inovação Social da SECTES, Lélia Ines, também participou da inauguração do UAITEC da FESP e elogiou o projeto “FESPem AÇÃO na Comunidade”, desenvolvido sob coordenação do professor José de Paula Silva, em parceria com o Departamento de Comunicação e Marketing da FESP, com realização de reportagens e videoconferências sobre temas de interesse público. “Ficou linda a unidade da UAITEC da FESP, o prédio é lindo, todas as instalações estão perfeitas e essa experiência inusitada é um programa inédito e que a gente quer acompanhar o resultado para que ele possa também fazer parte do UAITEC. As entrevistas estão enriquecendo a nossa sala e estamos entusiasmados e torcendo para dar certo”, afirmou a superintendente.

A solenidade contou com a presença de autoridades, prefeitos, lideranças de Passos e região, além de professores e funcionários da FESP que percorreram as salas da unidade UAITEC e conheceram os recursos tecnológicos oferecidos pela rede.

Homenagem a Ezequias Marques

Cada unidade da rede Uaitec faz uma homenagem a uma personalidade ligada à educação, cultura ou produção de conhecimento, o Uaitec da FESP recebeu o nome do ator passense Ezequias Marques, que participou da solenidade juntamente com sua família. “Estamos todos muito felizes e honrados, foi uma iniciativa maravilhosa. Estou encantada também com o crescimento da FESP, eu assisti à inauguração desta faculdade e estou vendo como ela cresceu em espaço físico e em cultura, é importante isso no Brasil, Educação é fundamental”, declarou a esposa do artista, Valéria Marques.

Ezequias Marques foi técnico de contabilidade, especialista em recursos audiovisuais, mas sua maior atuação foi nas artes cênicas, por cuja paixão começou com o circo, onde se apresentou pela primeira vez. Até os 11 anos de idade teve participação em vários espetáculos teatrais declamando, cantando, sapateando e fazendo esquetes na região de Passos. Aos 14 anos foi para Belo Horizonte e desenvolveu uma intensa atividade cultural com espetáculos de  canto, declamação de poemas e programas de rádio. Também participou de operetas, dramas, comédias, peças radiofônicas, programas de tevê, filmes e escreveu muitos artigos. 

Ao longo de sua carreira, Ezequias ganhou vários prêmios e foi homenageado na comemoração dos 50 anos do teatro Francisco Nunes. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja mais na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI



 

Instalado pela FESP em janeiro de 2012, o primeiro ponto de acesso gratuito à internet de Passos comemorou um ano de funcionamento. Localizado na Praça da FESP, em frente ao prédio principal da instituição na Avenida Juca Stockler, usuários de celulares, tablets e notebooks podem acessar a rede mundial de computadores a uma velocidade de 2mb sem dependência de senha ou qualquer tipo de cobrança.

“A FESP orgulha-se de ser a primeira instituição de Passos a oferecer este serviço gratuito à comunidade. Com o avanço da tecnologia e a necessidade de troca de informações constantes, a Praça Tecnológica da FESP tem com objetivo facilitar a comunicação das pessoas”, disse o Professor Fábio Kallas, Presidente do Conselho Curador da FESP.

Segundo o Coordenador do Departamento de Informática da FESP, professor Anderson Souza, através da FESP Passos se tornou a segunda cidade do Sul de Minas a oferecer gratuitamente à população o serviço Wi-FI. “Antes de implantar a ideia em Passos estivemos na cidade de Alterosa que iniciou em 2007 o programa Alterosa Digital. Utilizando recursos do próprio município três praças da cidade oferecem pontos de acesso à internet”, comentou o professor.

A reportagem do FESPemAÇÃO acompanhou o movimento da praça durante uma semana em horários alternados e comprovou o uso da internet por alunos, comunidade, turistas e clientes dos estabelecimentos vizinhos. Ainda nos finais de semana o controle técnico do departamento de informática da FESP registra dezenas de acesso durante todo o dia. Para viabilizar a Praça Tecnológica da FESP foi destinado parte da capacidade de navegação da instituição para a população. 

Atualmente a FESP possui 14 blocos espalhados na cidade onde os mais de 4 mil alunos e 700 funcionários tem acesso a internet sem fio para pesquisas na internet e atividades internas da faculdade pela Intranet. “Para este pessoal a FESP possui uma rede estruturada de internet com 30mb de velocidade que pode ser acessada por todos os alunos e funcionários gratuitamente fornecendo apenas seu e-mail e senha para entrar na rede”, explicou Anderson Souza.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Após a participação de mais uma equipe da FESP no Projeto Rondon do Ministério da Defesa realizada entre os dias 11 e 27 de fevereiro na cidade de Cabrobó-PE, os oito alunos participantes do projeto foram convidados a compartilhar com os colegas de curso as experiências vividas.

O primeiro rondonista da FESP a contar suas experiências foi o estudante do 7º período do curso de Sistemas de Informação Alisson Ribeiro de Oliveira. Segundo ele o bate-papo com os colegas das quatro turmas serviu para incentivá-los e dar uma noção maior do projeto. “A experiência de vida adquirida neste programa é muito grande. Poder estar do outro lado do Brasil conhecendo a realidade de pessoas menos favorecidas e dando uma pequena parcela de contribuição por meio dos meus conhecimentos foi incrível”, contou Alisson.

O Coordenador do curso de Sistemas de Informação, professor Kleber Marcelo da Silva Rezende, comentou que durante as palestras o silêncio dos colegas de sala era absoluto. “Foi emocionante. Mesmo sem ter participado do projeto, ao ouvir as palavras do Alisson todos ficaram hipnotizados e alguns chegaram as lágrimas no final da conversa”, comentou o professor Kleber lembrando que o próprio Alisson chorou em alguns momentos ao lembrar a experiência vivida. Segundo Kleber pelo menos quatro alunos do curso já manifestaram interesse em participar da próxima edição do programa.

Durante a palestra, Alisson explicou a dificuldade que as pessoas do sertão nordestino do Brasil enfrentam com coisas simples como o acesso a água, saneamento básico, higiene pessoal e o próprio conhecimento que parece distante daquelas pessoas. “Eles conhecem pouco de informática, os professores não tem apoio e nem estrutura para ensinar e senti nitidamente que os governantes não tem interesse em mudar esta realidade”, disse o estudante que respondeu de pronto ter a intenção de participar novamente do projeto.

Para o calouro Michel Nespoli Pelegrini a oportunidade que a FESP dá para seus estudantes ao participarem deste projeto de extensão, deve ser incentivada cada vez mais. “É muito bacana este apoio que a FESP dá para seus alunos. Acho que a faculdade deve incentivá-los sempre a participarem do Rondon”, comentou. 

Participante pela segunda vez do projeto Rondon, a professora Heliza Faria disse que ficou impressionada ao ver a dependência do sertanejo pela água. “A água é tudo e sem ela não dá pra viver. Nestes dias pudemos perceber de perto a dificuldade do sertanejo com a escassez de água”, contou a professora que conheceu as obras de transposição do Rio São Francisco, que mesmo no nordeste gera polêmica e está desacreditada por muitos sertanejos. 

Para a professora Marisa da Silva Lemos, coordenadora de pesquisa e extensão da FESP e coordenadora desta expedição do Projeto Rondon, a experiência de vida adquirida por cada integrante da equipe será levada para o resto de suas vidas. “É uma vivência única, já viajei por vários lugares até fora do país, mas não conhecia o sertão do Brasil. Pra mim foi o coroamento profissional e a reafirmação dos meus valores”, explicou a professora que foi a campo pelo projeto Rondon pela primeira vez embora já tenha coordenado várias equipes quando trabalhava em outra instituição de ensino superior. 

Outra professora da FESP que guarda boas lembranças do projeto é a jornalista Luciana Grilo Ricardino participante como professora-assistente da equipe da FESP na Operação Carajás, que em 2011, foi para a cidade de Brejo Grande do Araguaia,  no Pará.  

"É inexplicável, uma experiência única, transformadora. Muito mais que levar conhecimento a gente adquire conhecimento, principalmente de vida, de saber como nosso trabalho, independente da profissão, pode mudar a vida das pessoas quando o exercemos com responsabilidade e respeito ao próximo. Isso sem contar nas amizades que se constrói com a experiência", contou.

Responsável por enviar os projetos da FESP para integrar o projeto Rondon desde 2005, o professor Itamar Teodoro de Faria disse que até hoje mais de 300 alunos da FESP participaram das expedições. “Quem participa nunca mais esquece esta experiência”, comentou observando que entre 31 de agosto a 2 de setembro será realizado em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, o I Congresso Nacional do Projeto Rondon. “Rondonistas do Brasil inteiro vão participar deste encontro inclusive os alunos e ex-alunos da FESP que um dia participaram do evento”, disse Itamar. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja mais na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2020  >>
seteququsedo
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678