Na próxima segunda-feira (01), a FESP apresenta mais uma Mostra de Ginástica e Dança, trazendo ao palco o do trabalho dos alunos do curso de Educação Física. O evento acontece na Sala de Práticas Corporais, Bloco 6, a partir das 20h.

Segundo a coordenadora do curso, Cláudia Arouca Queiroz, os estudantes do 5º período estão encerrando as avaliações da disciplina de Ginástica e Dança, e por isso, “é importante que eles possam vivenciar a experiência de ser o ator principal na apresentação das coreografias trabalhadas. Além disso, é interessante que eles participem da organização de eventos como este”.

Ainda segundo a professora Cláudia Arouca, a Mostra será de Ginástica Geral, de “estilo livre”, cuja principal característica é a ausência de competitividade, tendo a interação social como principal função. Em adição, este estilo também é vantajoso por oferecer a formação integral dos participantes nos aspectos: motor, cognitivo e afetivo. 

“A ginástica e a dança são manifestações da cultura corporal, que tem como características comuns a intenção de se expressar e a comunicação mediante gestos. Outro fator é a presença dos estímulos sonoros, referenciais para o movimento corporal. Enfim, são muitos benefícios! Por isso é fundamental que tenhamos eventos deste segmento para divulgar e incentivar a prática de dança e ginástica”, finalizou a coordenadora.

A Mostra é aberta e a entrada é gratuita. Todos os acadêmicos e comunidade estão convidados.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Mais de 300 pessoas, entre profissionais e estudantes das Faculdades de Educação Física de Passos, São Sebastião do Paraíso, Muzambinho, Guaxupé, Varginha, Formiga, Três Corações e Divinópolis, participaram do seminário “O Trabalho Docente em Educação Física face as atuais Políticas Públicas na Educação Básica das Regiões Centro Oeste, Sul e Sudoeste de Minas Gerais: Repercussões nas Instituições Formadoras”, realizado no dia 08 de junho no Auditório professor Dr. Armando Righetto, na FESP.

Durante o encontro foram discutidos: a caracterização do trabalho do professor de educação física nas atuais políticas públicas de educação no Estado; os aspectos que envolvem o desenvolvimento de estágios; a prática docente e a percepção de formadores de estagiários no campo; o processo de trabalho do professor de educação física; e a polêmica Resolução SEE 2253 que trata da atuação do profissional de educação física no ensino fundamental.

Para o presidente do Conselho Curador da FESP, professos Fabio Pimenta Esper Kallas, “não basta o trabalho em sala de aula, é preciso abrir a universidade para a comunidade, os profissionais e alunos de outras escolas para que se possa discutir temas importantes e relevantes sobre o futuro de suas profissões”, defendeu o presidente, sobre a importância de seminários como este.

Aproveitando então o espaço fecundo para exposições da categoria, o presidente do Conselho de Dirigentes das Instituições Superiores em Educação Física do Estado de Minas Gerais (CONDIESEF-MG), Eber Eustáquio de Paula chamou a atenção para o ponto base das temáticas discutidas. “Antes de sair em defesa da categoria e do profissional de educação física temos que nos certificar da qualidade dos serviços que estão sendo prestados à população mineira pelos profissionais de educação física”, destacou.

Profissional da área por formação e subsecretário de Estado de Esportes e Juventude do Estado de Minas Gerais, Adenilson Idalino Souza participou do seminário e frisou a relevância da realização do evento pela FESP em Passos. “A FESP está promovendo um encontro muito importante porque quando discutimos a atuação profissional de alguma classe precisamos saber se este profissional esta habilitado a exercer tais funções”, disse.

Ao falar sobre a grande preocupação dos profissionais da educação física com a aplicação da matéria com as crianças dos ensinos fundamentais ele comentou: “Precisamos estudar os impactos destas mudanças para que o aluno não saia perdendo com relação a este ensino que o profissional de educação física está habilitado para trabalhar”, explicou o subsecretário, lembrando que a sua participação no evento como profissional de educação física e como representante do governo já demonstrava o interesse do governo mineiro em ouvir a demanda dos profissionais e estudar a melhor forma para resolver o impasse criado após a resolução 2253.

Para o representante do Conselho Regional de Educação Física – 6ª. Região - CREF 6 -, Prof. Carlos Alberto dos Santos – o encontro serviu para discutir vários pontos da educação física atual em Minas Gerais e até o Brasil. “O conselho é o órgão fiscalizador e necessita de uma boa qualidade de mão-de-obra  para que possa executar bem  o trabalho do profissional de educação física para a nossa sociedade ele é um grande parceiro deste seminário. Precisamos conscientizar os coordenadores dos cursos de educação física para sensibilizá-los da necessidade constante de melhora dos cursos e da formação dos profissionais de educação física”, observou.

A coordenadora do Seminário e coordenadora da Faculdade de Educação Física de Passos, Claudia Arouca Queiroz, avaliou que o seminário realizado na FESP foi de extrema importância para discutir os rumos do profissional de educação física no Estado. “O evento nos deu a oportunidade de discutir pela primeira vez as políticas públicas da educação básica aqui na região sudoeste, centro-oeste e sul de Minas Gerais e isso é um grande passo”, declarou.

 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja as fotos na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI.



A sétima edição do FESP Mountain Bike teve como grandes vencedores na categoria elite os competidores da Equipe FESP: Wellington Gonçalves de Jesus, em primeiro lugar, e Carlos Alberto Ribeiro, na segunda colocação, ambos completando as cinco voltas do circuito em menos de uma hora e meia.

A competição realizada no último domingo teve grande número de atletas participantes e de público, em sua maioria composto por famílias, torcedores e amantes do esporte. De acordo com o presidente do conselho curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, são estas pessoas que estiveram presentes, que ao conhecerem a seriedade e a competência com que é feito o torneio, acabam repercutindo o FESP Montain Bike em todo o país. “Eu digo que todo evento tem seu tempo de maturação e o FESP Mountain Bike já alcançou um patamar extraordinário de amadurecimento. Temos um público fiel e numeroso e os atletas são de alto nível. Assim, esperamos e torcemos para que o nosso torneio passe a integrar obrigatoriamente o calendário oficial de competições nacionais”, defendeu o presidente.

Segundo os organizadores do evento, o administrativo Sergio Henrique Machado e o professor Cláudio Augusto Dias, o Guto, a prova foi um sucesso, fruto de muita dedicação e compromisso. Selvio Silva Teixeira, competidor que veio de Capetinga para participar do FESP Mountain Bike pela primeira vez, disse que se surpreendeu com a estrutura que encontrou. “É a primeira vez que venho aqui. Estive parado por muito tempo e estou voltando agora e fiquei feliz de pedalar um circuito tão bem elaborado. Meus amigos vieram pra me assistir e já querem começar a praticar. Com certeza no ano que vem eu volto e eles também participarão”, declarou o atleta.

Esta abertura para nossos adeptos do esporte foi uma das motivações que trouxeram até Passos o campeão olímpico Rubens Donizete Valeriano, popularmente conhecido como Rubinho. O atleta disse que a maior dificuldade que os iniciantes têm é encontrar boas provas para começarem a praticar. “Circuitos como o da FESP são de ótimo nível e incentivam que novas pessoas comecem a pedalar profissionalmente. A pista exige bastante do atleta, mas não é tão pesada, por isso é uma ótima prova pra quem está começando e trazer gente pro esporte é muito bom. Um dia eu sonhei em representar o Brasil num campeonato mundial e foi com o Mountain Bike que eu consegui alcançar esse sonho. Então eu sempre digo pras pessoas acreditarem e se esforçarem porque o esporte é um caminho que proporciona muitas possibilidades de sucesso. Trace uma meta, faça o que gosta e persista”, foi o recado dado pelo Rubinho.

O recado foi recebido então pelo grande vencedor da categoria elite. Wellington Gonçalves de Jesus disse que se espelha em Rubinho e tê-lo por perto é uma grande inspiração. “Eu sempre assisto aos vídeos dele antes das minhas provas. Ele é um conselheiro, um amigo nosso, então, a presença dele aqui hoje foi um super incentivo. Este é meu segundo ano competindo na categoria elite, a pista mudou e ficou mais técnica. Sem dúvida foi uma ótima experiência! O prêmio em dinheiro vai ser investido na bike e no próximo torneio estarei de volta”, disse o campeão da equipe FESP.

Na categoria feminina Maria de Lourdes Rodrigues foi a representante de Passos no podium.  A atleta que começou a praticar o Mountain Bike há um ano não esperava a conquista do segundo lugar e ficou emocionada ao receber o prêmio. “Minha motivação foi sempre o bem-estar e a saúde. O percurso foi difícil, mas bem gostoso e nós somos privilegiados por poder correr uma prova tão boa. Eu fico muito feliz de poder representar as mulheres da nossa cidade e subir no podium. Foi ótimo e meu troféu vai pro topo da estante”, afirmou Lurdinha, emocionada.

Outro emocionado foi Gleison Silva de Paula, de Franca (SP), que veio trazer o filho pra prestigiar o VII FESP Mountain Bike. “Há mais de 20 anos eu pedalo, já competi muitas vezes e hoje meu maior prazer é trazer meu filho, incentivar a prática de atividade física e mostrar pra ele que o esporte é o melhor caminho pra ter uma vida saudável e tranquila”, explicou Gleison. O pequeno Heros Henrique Mendes de Paula disputou a categoria Kids e já avisou o papai: “eu quero uma bicicleta nova porque eu sou da elite!”.

Confiram os resultados com a classificação e tempo de todos os competidores no site da Speedtime Cronometragem Eletrônica.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja as fotos na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI.



Rubens Donizete Valeriano, popularmente conhecido como Rubinho, estará presente na sétima edição do FESP Mountain Bike. O atleta olímpico que representou o Brasil em Pequim e em Londres é o principal candidato a ser o defensor do nosso país nos jogos do Rio, em 2016. Atualmente correndo pela equipe Merida Fox Racing – TMP, Rubinho estará em Passos neste domingo (16) para participar da competição realizada anualmente pela FESP.

“Vai ser a primeira vez nesta pista e a expectativa é grande! Eu conheço a cidade e as pessoas que organizam e participam deste torneio e por isso eu estou ansioso pra conhecer o trajeto. Com certeza vai ser preciso muita técnica e esforço pra fechar o percurso”, declarou Rubinho, que vem de vitória na 2º Etapa da Copa Brasil de MTB XCO que aconteceu em Campo Largo (PR) no último final de semana.

Em 2012 o FESP Mountain Bike teve a participação da atleta Érica Gramiscelle, detentora de vários títulos nacionais e internacionais, e de Nicolas Sesller, corredor em franca ascensão que este ano não estará participando da competição em Passos por estar na Europa, disputando etapas da Copa do Mundo na categoria. Para um dos coordenadores do evento, Sergio Henrique Machado, receber um atleta olímpico, no caso o Rubinho, é um privilégio que mostra a seriedade com que é planejada e realizada a corrida e faz crescer o nome do FESP Mountain Bike. “Os atletas que conhecem nossa prova voltam todos os anos e desta vez já recebemos ligações de pessoas de cidades que nunca competiram aqui e que estão interessados em vir, por isso esperamos um número maior de atletas. Dessa forma acreditamos que conseguiremos continuar divulgando e promovendo o esporte na nossa cidade e região”, ressaltou o administrativo da Fundação.

Como idealizador da prova, juntamente com o professor Cláudio Augusto Dias, o Guto, Sergio Henrique Machado trouxe para esta sétima edição uma grande novidade. “Criamos uma categoria especial só para os alunos, administrativo e professores da FESP. Um dos nossos objetivos sempre foi inserir os estudantes do curso de Educação Física em toda a organização do evento, desde a elaboração de regulamento até a divulgação do resultado final da prova, e agora, no esforço de fomentar a prática do ciclismo em nossa cidade, promover saúde e bem-estar, resolvemos tentar uma forma mais direta de incentivas os nossos colegas a participarem da prova”, contou o também atleta.

O 7º FESP Mountain Bike terá 3 baterias: a primeira com largada às 8h30, sendo os competidores da categoria kids, que tem o circuito reduzido; a segunda com início às 9h para os inscritos nas categorias Sub 15, Sub 17, Sub 50, Sub 60, Veterano, Feminino e FESP; e, na última bateria, a mais competitiva, com largada marcada para as 10h30, serão disputadas as categorias Elite, Sub 23, Júnior, Sub 30, Sub 40. A pista é considerada uma das melhores do Brasil, tendo um trecho de aproximadamente 5,5km composto por mata fechada e single tracks.

Todos os participantes da competição receberão medalhas e os melhores colocados em cada categoria serão premiados em dinheiro e com troféus. As inscrições poderão ser feitas no CIRE, cuidando para que se antecipem ao tempo previsto para as largadas. O Valor cobrado é de R$ 50,00.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Na última quarta-feira (05), o professor Vicente de Paulo Campeiz e seus graduandos do curso de Educação Física da FESP foram conhecer as dependências do Centro de Treinamento (CT) do São Paulo Futebol Clube (SPFC) na cidade de Cotia (SP), durante visita técnica. O grupo ainda foi ao Museu do Futebol no Estádio do Pacaembu e depois assistiram à partida válida pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol entre as equipes do São Paulo F. C  x Goiás A.C.

O CT do tricolor paulista é considerado o maior e mais moderno complexo de treinamento da América Latina e lá os integrantes da comitiva passense tiveram palestras sobre os trabalhos dirigidos no clube e sobre o planejamento de treinos de futebol para os atletas da categoria de base do SPFC. 

De acordo com o professor Vicente de Paulo Campeiz, responsável pela visita, o principal objetivo da viagem foi conhecer as dependências do CT, poder saber mais em relação à metodologia aplicada junto aos jogadores e suas novas técnicas de treinamento esportivo. “É importante que, além de vivenciar as aulas aqui realizadas, os nossos estudantes também tenham contato com a realidade lá fora, onde as coisas acontecem. Aprender futebol através da visita ao museu, ver uma partida profissional, o que muitos só têm a oportunidade de assistir pela TV, e conhecer o estádio do Morumbi é mais que interessante. O grupo conheceu os jogadores da equipe do São Paulo e três dos nosso alunos puderam entrar nos vestiários após o jogo, e isso é ver de perto o que é o mundo profissional do futebol”, justificou Vicente.

Alexandre Rodrigues, estudante do curso de Educação Física, disse que o fato de ver os profissionais como preparadores físicos, técnicos e fisiologistas atuando foi o que mais valeu. “Este contato próximo nos dá uma visão de quão amplo é o nosso curso e das diversas possibilidades que ele nos proporciona, então, a visita foi fantástica! O CT de Cotia é sensacional! Lá os jovens futuros talentos do SPFC têm todo respaldo e condições plenas de desenvolverem um ótimo trabalho. Tudo é de primeira qualidade! Os campos são perfeitos, materiais, estudos, alojamento, refeição, local de recuperação, enfim, tudo que um atleta precisa, e do melhor! Claro, pra mim também conta mais porque sou torcedor fanático do São Paulo”, explicou o graduando.

Ainda segundo o professor Vicente Campeiz, “a visita contribui no sentido de abrir novos horizontes e despertar o gosto pelo futebol. Agradeço ao nosso presidente, professor Fabio Kallas, por mais uma vez nos apoiar nesta iniciativa, bem como agradeço à nossa coordenadora Cláudia Arouca, pelo mesmo amparo”, finalizou.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2020  >>
seteququsedo
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678