Um grupo de alunos do curso de Ciências Biológicas/Licenciatura da FESP visitou a Unsina Santo Antônio, em Sertãozinho, São Paulo. Os estudantes conheceram os processos de produção de açúcar e álcool acompanhados do professor da disciplina Biologia Celular, Norival França.

A comitiva acompanhou explicações sobre o processo produtivo da Usina com foco no papel do biólogo em todas as fases abordadas. De acordo com o professor da FESP, conhecer o processo fermentativo anaeróbico para a produção de álcool foi o mais interessante da visita que possibilitou a visão prática do que foi estudado em aula. “Nossos alunos puderam identificar as diversas áreas em que são utilizados os conhecimentos da Biologia Celular da Química e Bioquímica, que são disciplinas trabalhadas no primeiro período. É importante esse tipo de atividade para conciliar os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula à sua aplicabilidade na prática”, justifica.

Ainda segundo Norival, a grande vantagem da visita técnica é interagir os conhecimentos e dar direcionamento aos alunos sobre as diversas oportunidades de carreira após a conclusão do curso. “Os alunos aprendem que os conteúdos estudados em sala de aula não são isolados e que na prática estes conhecimentos se interligam de alguma forma. Uma vista técnica em uma empresa que desenvolve atividades ligadas às diversas áreas de atuação do biólogo, proporciona maior conhecimento ao aluno, contribuindo para que ele tenha mais interesse pelo curso e que no decorrer da sua vida acadêmica ele possa desenvolver suas habilidades. Outro ponto é o contato com os profissionais da biologia que estão atuando naquela atividade e, desta forma, passam uma visão bem real da profissão do biólogo”, completa.

Alunos do curso de Ciências Biológicas também visitaram o Parque Ecológico Municipal de São Carlos (SP), que abriga cerca de 800 animais nativos de regiões do Brasil e do mundo.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Confira as fotos abaixo:

Usina Usina Santo Antônio em Setãozinho (SP)

Parque Ecológico Municipal de São Carlos (SP)



Os cursos de Administração, Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Nutrição, Pedagogia, Serviço Social e Direito da FESP ganharam o selo de qualificação do Guia do Estudante (GE), que integra a publicação “GE Profissões Vestibular 2014” - circulando nas bancas a partir do dia 11 de outubro. O resultado da avaliação foi enviado pelo diretor de publicação do GE, Fábio Volpe, e recebida pelo Presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas.

O curso de Direito recebeu maior destaque com o selo 4 estrelas.  Tomando como cenário as Faculdades privadas de Minas Gerais, somente outras 6 conseguiram a mesma classificação pelo curso, dentre elas a Pontifícia Universidade Católica (PUCMG) do Barreiro, em Belo Horizonte, e de Poços de Caldas.

De acordo com o presidente Fabio Kallas, receber os selos é mais uma alegria para a família FESP. “Mais uma vez estamos sendo reconhecidos pelo trabalho sério e comprometido que fazemos aqui. A cada dia provamos a qualidade do nosso ensino e continuamos para melhorar ainda mais, consolidando nossa excelência educacional. Esta notícia é para comemorar”, declarou com entusiasmo.

O Guia do Estudante é uma produção da Editora Abril, que indica os melhores cursos superiores do Brasil, considerando vários critérios de avaliação como: titulação do corpo docente, aspectos didático-pedagógicos, atuação dos professores na prática docente, em extensão e em pesquisa, entre outros parâmetros. O Guia atribui conceitos de zero a cinco estrelas e é uma publicação tradicional, considerada uma referência para os estudantes em relação à qualidade do ensino superior de instituições públicas e privadas de todo o Brasil. 

Os diretores dos Núcleos Acadêmicos de Educação, professor Anderson Jacob Rocha, de Ciências Biomédicas e da Saúde, professora Tânia Maria Delfraro Carmo, alegaram que a notícia foi recebida com honrar e veio para agraciar o grande emprenho de coordenadores dos cursos, professores e alunos. Vivaldo Silvério de Souza Filho parabenizou, especialmente, o conceito alcançado pelo curso de Direito. “As quatro estrelas no guia do estudante conquistado pelo Direito demonstra que estamos no caminho certo buscando ensino de qualidade. Parabéns à coordenadora Profa. Dra. Ana Paula, aos professores envolvidos com o curso e toda equipe FESP”, disse o diretor do Núcleo Acadêmico de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

A professora Ana Paula Coelho, que se despede da coordenação do Direito da FESP, conta que este conceito vem coroar um ciclo de muito trabalho maduro e esforço conjunto. Segundo ela, durante esses quase 20 anos de existência o curso tem evoluído notoriamente. “Passamos muito bem nas avaliações, temos o conceito A do Conselho Estadual, esperamos a visita do MEC e por isso estamos ansiosos porque temos muito a mostrar. Externamente o sucesso continua. Temos juízes, promotores, delegados, defensores que são egressos nossos, além daqueles que seguiram a área acadêmica e nos enchem de orgulho! Isso tudo é fruto de amadurecimento. Nós temos um corpo docente com grande parte de titulados, mestres, doutores e doutorandos. Não posso deixar também de pontuar nossa estrutura de estágio, que já foi destacada pelo próprio Conselho e pelo MEC nos colocando entre os melhores núcleos de prática jurídica do Estado. É um momento muito feliz pra gente! O Direito da FESP é um dos melhores cursos do país. Estamos em festa, mesmo sabendo que muito ainda precisa ser feito porque queremos as 5 estrelas, mas esta já é uma conquista muito importante”, finalizou.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Juliano Fiorelini Nunes professor pesquisador doutor da Fundação de Ensino Superior de Passos/FESP, do Curso de Ciências Biológicas, foi homenageado por colegas cientistas com seu nome em nova espécie catalogadade inseto. Esta se deu pelo professor ter realizado a coletado espécime que foi coletada por ele na Serra da Canastra-MG. O nome da espécie em que o professor da FESP, Juliano Fiorelini Nunes, foi homenageado é: “Hecabolusjulianoi”. Esta coleta faz parte do projeto de pesquisa que o professor desenvolve em parceria com os professores doutores da FESP Sônia Zampieron e João Zampieron, Clóvis Sormus de Castro e Angélica Maria Penteado-Dias da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); Rosa Briceño da Universidad Centrooccidental Lisandro Alvarado na Venezuela e Alejandro Zaldívar-Riverón da Universidad Nacional Autónoma de México na cidade do México. 

Este projeto de pesquisa produziu um artigo científico na Revista Científica Internacional Zookeysque foi publicado em maio de 2013 intitulado “The genus Hecabolus Curtis (Braconidae: Doryctinae) in South America, withdescription of six new species”. Trata-se da descrição de 6 novas espécies de vespas do gênero Hecabolus, que ocorrem cinco delas no Brasil e uma delas na Venezuela. Este artigo publicado tem por objetivo contribuir para um conhecimento maior da biodiversidade brasileira e sul-americana. As descrições de novas espécies são obras das coletas realizadas pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Hymenoptera Parasitoides do Sudeste do Brasil (INCT Hympar Sudeste) ao qual a FESP é instituição integrante através do trabalho desenvolvido no laboratório de entomologia do Curso de Ciêncais Biológicas tendo recebido deste instituto vários recursos para desenvolvimento de pesquisas nesta área na FESP.

O professor Doutor Juliano Fiorelini diz que esta parceria reafirma a participação dos professores da FESP em um dos INCT´s e ganha visibilidade internacional por ter sido a instituição que promoveu as coletas que resultaram na descrição de uma das espécies do artigo. “Pessoalmente, me sinto lisonjeado pela homenagem dos autores que são meus amigos pessoais e parceiros de pesquisa, institucionalmente fico feliz por ter a oportunidade de estar participando do INCT Hympar Sudeste e poder levar o nome da FESP em artigos internacionais seja como autor ou como pesquisador homenageado.”

De acordo com Marisa da Silva Lemos, Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP ter o nome incluído em uma nova espécie no meio científico demostra seriedade e compromisso com a pesquisa e o mais relevante ter merecimento de recebê-lo. A FESP através desta coordenadoria parabeniza o professor pela homenagem recebida.

REPORTAGEM ESCRITA PELA COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP - CPEX



O curso de Ciências Biológicas da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) abriu na segunda-feira (9) as inscrições para a participação e divulgação de trabalhos no II Congresso de Ecologia do Sudoeste Mineiro, que acontecerá no período de 8 a 10 de junho. O prazo de inscrição encerra-se no dia 31 de maio.

Em sua segunda edição o evento é organizado pelos professores e alunos das modalidades Bacharelado e Licenciatura do curso. O tema é de grande interesse também para alunos e profissionais da Engenharia Ambiental e profissionais da Saúde que, por exemplo, trabalhem com Saúde Ambiental, conforme informou um dos organizadores do evento o professor Marcelo Santos.

Nos dias 8 e 10 as palestras serão no auditório da Câmara Municipal de Passos e no dia 9 será no auditório do Bloco 8 da FESP, sempre no período da noite, a partir de 19h30. Os mini-cursos acontecerão no período da manhã e da tarde e a publicação de trabalhos será ao termino das palestras somente na modalidade de painel. Todos os trabalhos apresentados serão publicados nos Anais do congresso.

O evento é aberto a toda comunidade. As inscrições são on-line no site da FESP com taxa no valor de R$20,00.

De acordo com o professor Marcelo Santos, coordenador da editora Edifesp, a região do sudoeste de Minas Gerais apresenta uma flora e fauna bem característica e regiões de grande interesse ecológico e de preservação como exemplo a Serra da Canastra, além de um sistema hidrológico importante para todo o país. “Vários estudos são realizados pela FESP e também por outras universidades do Brasil. Pela FESP são estudados a fauna de insetos parasitoides da Serra da Canastra que é um trabalho desenvolvido com a orientação da professora Sônia Zampieron; a recomposição de matas – em especial da mata ciliar dos rios da região e a ecologia dos rios que fazem parte da Bacia de Furnas e a própria represa de Furnas”, enumerou o professor.

Marcelo lembra que as questões ecológicas ocupam um espaço cada vez maior na mídia e que o congresso vem dar continuidade a essas reflexões e aprofundá-las respaldadas no conhecimento científico desenvolvido dentro da FESP. “Atualmente, não é possível falar em desenvolvimento que não seja sustentável. As questões que, provavelmente, serão debatidas são aquelas relacionadas à conservação, diversidade e uso dos ambientes naturais”, frisou.

Para se inscrever e obter informações basta acessar o site da FESP (www.fespmg.edu.br) que disponibiliza um banner eletrônico específico do congresso.

Fonte: Agência Escola



Os cursos de Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado) e Serviço Social da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) tiveram a renovação do reconhecimento pelo MEC publicada no Diário Oficial da União (D.O.U) neste mês. A renovação do curso de Ciências Biológicas foi publicada no dia 7 de fevereiro e a do curso de Serviço Social no dia 16 de fevereiro.

A renovação do reconhecimento faz parte de um ciclo de avaliação exigido pela Lei de Regulação de Curso. Todo curso de Ensino Superior necessita de regulação.

O processo começa com a autorização de funcionamento por um órgão, no caso da FESP, o MEC. Depois de autorizado, o curso precisa ser reconhecido e só pode passar por essa etapa depois de ter cumprido pelo menos 75% do seu tempo total de duração.

Depois do reconhecimento existe a renovação que é uma forma do MEC verificar a qualidade dos cursos. A renovação varia de curso para curso, geralmente girando em torno de um período 3 a 5 anos.

No último processo avaliativo pelo qual passaram os cursos da FESP, tanto Ciências Biológicas quanto Serviço Social foram dispensados da avaliação in loco, pelos representantes do MEC.

Isso se deve ao fato das excelentes notas obtidas no ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes). O curso de Ciências Biológicas, tanto na modalidade Licenciatura quanto em Bacharelado, obteve a nota 3. O curso de Serviço Social obteve a nota 4.

Toda a comunidade acadêmica da FESP ficou satisfeita com a publicação no D.O.U. O Presidente do Conselho Curador, Professor Fábio Pimenta Esper Kallas disse que toda a equipe da FESP tem trabalhado com muita determinação para que todos os cursos cumpram as exigências do MEC e principalmente que obtenham notas altas, mostrando a qualidade dos cursos e a capacitação dos professores envolvidos. "Estamos obstinados buscando a excelência no Ensino Superior, assumindo a responsabilidade de alavanca de desenvolvimento de todo o Sudoeste Mineiro", comentou o presidente.

São muitos os fatores que contribuíram para essa conquista. Para o coordenador do Curso de Ciências Biológicas o professor Marcelo dos Santos, os principais são: a qualificação do corpo docente e o grande número de pesquisas científicas realizadas. "O curso de Ciências Biológicas sempre buscou aliar o ensino, com a pesquisa e extensão. Para tanto, os professores sempre buscaram se qualificar, isso reflete na oferta de serviços à população de Passos e região, na produção de trabalhos científicos publicados e na aprovação de projetos pela FAPEMIG, CNPq e outras agências de fomento à pesquisa. Dessa maneira, o reconhecimento do curso é também o reconhecimento de todo esforço e investimento feito pela FESP na criação e manutenção de cursos superiores diferenciados", ressaltou Marcelo.

Ele lembrou que o objetivo do ENADE é aferir o rendimento dos alunos dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos, suas habilidades e competências. "Dessa forma, nossos alunos provaram que dominam os conteúdos ministrados no curso e estão prontos para disputar as vagas de Pós-Graduação nas melhores instituições nacionais públicas e privadas ou enfrentar o mercado de trabalho e fazer a diferença", destacou.

A diretora da Faculdade de Serviço Social (FASESP), Carla Pimentel Caixeta de Melo também comemorou a conquista do curso. Para ela a renovação do reconhecimento vem somar como mais uma conquista de um trabalho sério realizado ao longo destes anos. "Essa conquista é o resultado da soma de esforços de toda a FESP, direção da FASESP, professores, alunos e funcionários que se uniram em prol de um objetivo maior que é a busca da excelência na qualidade do ensino superior", frisou.

Fonte: Agência Escola



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  janeiro 2021  >>
seteququsedo
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
1234567