Novos livros adquiridos

O acervo da Biblioteca Engenheiro Oto Lopes de Figueiredo, da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) passou por uma expansão no mês de março. Foram adquiridos 450 novos títulos, num total de 1.160 exemplares. Com essas novas aquisições o acervo da biblioteca sobe para 52.100 livros.

As obras adquiridas contemplam 16 cursos da fundação. A bibliotecária-chefe da FESP, Gesiane Patrícia de Souza informa, entretanto, que os livros ainda não estão disponíveis para empréstimo. A equipe da biblioteca está trabalhando com toda agilidade para que em breve alunos e professores tenham acesso aos novos títulos. Por ser uma biblioteca moderna que segue os padrões de catalogação mundial, o procedimento na aquisição de novos livros é minucioso.

Primeiramente há o recebimento das novas aquisições e todas elas passam por um processo administrativo de conferir lista de compras com nota fiscal. Depois disso há o carimbo (de registro, compra e inventário) e a colocação do código de barras. Há ainda os trabalhos como a colagem de ficha de devolução, registro no alarme da biblioteca e etiquetagem. O passo mais importante é a catalogação da obra, classificação e indexação dos assuntos na base de dados da biblioteca. Um trabalho padronizado e muito rigoroso.

De acordo com Gesiane, o acervo da biblioteca da FESP é bem diversificado, com livros de várias áreas, com disponibilização de obras que ultrapassam os cursos que a FESP oferece. “Atendemos também o ensino infantil, fundamental e médio. A biblioteca está sendo cada vez mais procurada pelos alunos das escolas de Passos e da comunidade passense em geral. Isso é muito positivo, pois a FESP disponibiliza um acervo rico e com acessibilidade”, destaca a bibliotecária.

A biblioteca fica aberta de segunda à sexta das 7h às 22h e aos sábados das 8h às 12h. O espaço oferece uma Sala da Leitura Comunitária com um acervo diversificado dos livros mais lidos e divulgados pelos meios de comunicação, contendo 86 títulos e 178 exemplares. O endereço é Avenida Juca Stockler, 1001.



Estão abertas as inscrições para o I Salão de Fotografia da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), organizado pelos cursos de Comunicação da FESP, com o tema “Um olhar sobre a FESP”. As inscrições se encerram amanhã, dia 30.

Com a finalidade de incentivar as manifestações artísticas e culturais, o concurso é realizado em categoria única, podendo participar alunos de todos os cursos da FESP e funcionários. Cada inscrito pode participar com no máximo duas fotografias, mas somente uma será escolhida para concorrer.

As fotografias não podem ter nenhum tipo de identificação ou descrição, as quais são feitas na ficha de inscrição que está à disposição na secretaria do bloco 06, no Departamento de Comunicação da FESP e no site www.fespmg.edu.br, onde está disponível também o regulamento completo. Uma das exigências é que as fotos não tenham logotipo ou marca de outras empresas.

A comissão julgadora é composta pelos professores da Facomp, Diego Vasconcelos, Heliza Faria e Nara Guimarães; pelo diretor da Folha da Manhã, Carlos Parreira; pelo publicitário e ex-aluno da Facomp, Geraldo Magela Oliveira e pelo fotógrafo de São Sebastião do Paraíso Waldemar Francisco de Paula.

De acordo com a diretora da Facomp, professora Selma Tomé, o objetivo é promover a integração com os alunos e incentivar a percepção nos estudantes. “A fotografia é uma linguagem universal e este concurso é uma forma de estimular a percepção nos alunos, para que entendam que, mesmo com tantos recursos técnicos disponíveis, a boa fotografia depende do olhar, da sensibilidade do fotógrafo”, avalia.

Os três primeiros colocados serão premiados e serão selecionadas 20 fotografias que vão ficar expostas em todos os blocos da FESP.

Fonte: Agência Escola



A Fundação de Ensino Superior de Passos através do curso de Direito criou um núcleo de atendimento jurídico para ajudar pessoas que tiveram seus direitos violados durante o tratamento da Hanseníase no passado. Muitos pacientes já estão recebendo o benefício em Passos.

Em 2007, o Governo Federal aprovou uma lei que garante pagamento de indenização e pensão vitalícia mensal de R$ 750,00 aos ex-pacientes de hanseníase que foram isolados à força em colônias até 1986.

Em Passos, muitos pacientes já estão recebendo o beneficio, como o aposentado Geraldo Luiz de Almeida, conseguiu receber a pensão por ter sido obrigado a ficar internado no Sanatório Santa Isabel, na cidade de Betim. “Eu entrei no sanatório e ao ver todas aquelas pessoas aleijadas, mutiladas, fiquei apavorado e cheguei a achar que era o tratamento que fazia as pessoas ficarem daquela forma. Então fugi”, relata o paciente que perdeu os dedos das mãos.

Segundo ele, o tratamento adequado só aconteceu após o atendimento feito pelo dermatologista Carlos Alberto Faria Rodrigues. “Antigamente eu tinha dinheiro mas não podia gastar porque as pessoas tinham medo de pegar as notas. Hoje as pessoas conhecem e entendem melhor e isso só aconteceu porque ele (Carlos Alberto) veio atrás de nós, para trazer informação e mostrar a importância do tratamento. Hoje estou completamente curado graças a ele”, relata.

O núcleo jurídico do Morhan em Passos vai promover o apoio aos ex-pacientes que foram isolados do convívio social e que sofreram diversos danos morais e às famílias que foram desestruturadas. “Para nós é uma honra e um orgulho iniciar o atendimento jurídico aos pacientes de hanseníase de nossa cidade e região, e servir de exemplo e experiência para os atendimentos jurídicos em todo o País, concretizando o Direito nos casos práticos e nas necessidades das pessoas da sociedade acometidos por esse problema de saúde de modo a estabelecer a igualdade de tratamento e a concretização da dignidade da pessoa humana. Enaltecemos que tanto aos nossos alunos, como aos professores, o projeto, essa nova experiência que ele acarretará, enriquecerá seus conhecimentos e ampliara suas atuações, assim como possibilitará a extensão desses novos conhecimentos adquiridos à população da cidade de Passos e da região concretizando a missão do nosso Curso de Direito de se estender a aqueles que delem necessitam em nossa comunidade”, afirma a diretora da FADIPA, Ana Paula Coelho.

A vinda da carreta à Passos só foi possível graças ao trabalho realizado pela FESP na prevenção, tratamento e combate da hanseníase através do Portal da Hanseníase e do NAEPH.

Fonte: Agência Escola




Carreta 

Começou nesta segunda-feira em Passos o atendimento de prevenção à Hanseníase na carreta-consultório do Morhan (Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase). A carreta veio a Passos através do Núcleo de Assistência, Ensino e Pesquisa da Hanseníase (NAEPH) da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) e permanecerá em atendimento até a próxima sexta-feira. Hoje pela manhã, logo no primeiro atendimento, foi detectado um caso da doença.

A carreta disponibiliza cinco consultórios, um laboratório e um banheiro equipados com ar-condicionado, elevador hidráulico, além de um palco para apresentações artísticas com recursos multimídia. O atendimento é feito por estudantes da Faculdade de Enfermagem sob coordenação do dermatologista Carlos Alberto Faria Rodrigues, coordenador do Núcleo de Hanseníase da FESP. Depois de serem atendidos, os pacientes que tiverem casos de hanseníase detectados serão imediatamente encaminhados ao tratamento.

Além das consultas realizadas dentro da unidade móvel, que conta com o apoio dos estagiários de Medicina de Alfenas, a FESP disponibilizou tendas do lado externo para oferecer orientações à população.

A carreta ficará até o dia 1º de abril em frente ao Palácio da Cultura (antigo Fórum). Durante o período da noite, estão programados diversos números artísticos com os participantes da edição do ano passado do Festival Canta Fesp de Interpretação de MPB, com estudantes de escolas de Passos e região.

O encerramento acontecerá na noite do dia 1º na Câmara Municipal com a participação do presidente da FESP, presidente do Morhan e a presença da Banda de Música do 12º Batalhão de Polícia Militar de Minas Gerais (12º BPM-MG).

Fonte: Agência Escola

Continue lendo...



A primeira noite de lançamento do livro “Wagner de Castro: Ensaio para uma pintura espírita”, realizada na Biblioteca da FESP, na noite de quinta-feira (24) foi marcada por muita emoção. O presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas e toda a equipe da FESP receberam o pintor e professor Wagner de Castro, e os organizadores do projeto os irmãos Lubélia Alves Pereira, Afrânio e José Ascânio Andrade e o responsável pela editoração do livro Sylvio Coutinho.

Em seu pronunciamento Fábio reforçou o orgulho de toda a instituição pelas três obras doadas por Wagner à FESP. As telas ficaram expostas em painéis durante o evento. A maior e mais antiga tela data de 1970, pintada em apenas 15 dias e uma homenagem à então recém criada Faculdade de Filosofia de Passos (FAFIPA). A tela é uma alusão à evolução humana, conforme a definição de Wagner. O artista expressou formas de vida mineral, vegetal, animal e humana que se misturam e se sucedem até o plano espiritual.

A obra “Constrastes: olhos, ouvidos e línguas” representa o embate de forças antagônicas nos olhos bons e olhos maus, ouvidos bons e ouvidos maus, línguas boas e línguas maledicentes, segundo a descrição do pintor. Hoje o quadro está na Sala dos Professores do Bloco 1 (Prédio Principal).

A terceira obra foi doada para a Faculdade de Moda de Passos (FAMOPA). A gravura Adão e Eva: vestir-se não é só uma necessidade, é também uma arte, explica o professor.

Durante o evento foram premiados os três primeiros colocados no concurso de redação sobre a tela Metamorfose, que fica exposta na Biblioteca Oto Lopes de Figueiredo.

A redação campeã foi da estudante Daniela Luz Melo, do Colégio Del Rey que ganhou uma máquina digital. Em segundo lugar classificou-se a estudante Heliza Andrade, do Colégio São Francisco. O terceiro lugar ficou para Betina Rabelo, do Colégio Imaculada Conceição. Ambas as estudantes cursam o 3º ano do Ensino Médio.

“A arte do professor Wagner me chama a atenção para o comportamento. Todas as vezes que olho uma obra dele, penso na minha maneira de ser e agir. A obra de Wagner nos dá lições para que nos tornemos homens e mulheres melhores”, disse o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas.

Sob forte emoção, Lubélia contou para o público a importância da concretização do projeto e pediu que a obra seja divulgada para que o trabalho de Wagner ultrapasse as fronteiras de Passos chegando ao mundo todo. “Somos abençoados nós que hoje nos reunimos em torno desse objetivo. Abençoadas as mãos de Wagner que por meio dos seus pinceis descortinam nossa visão em busca de uma vida melhor. Tudo deu certo, porque o Wagner atrai. O filho está pronto. Colaborem conosco para colocá-lo no mundo”, disse Lubélia.

Durante o lançamento do livro foi exibido o documentário “Wagner de Castro, cores da alma”, produzido pelo Departamento de Comunicação da FESP.

Fonte: Agência Escola



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  fevereiro 2020  >>
seteququsedo
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728291
2345678