O projeto UNABEM (Universidade Aberta para a Maturidade), da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), irá receber um prêmio no valor de R$ 15 mil do Programa Acolher, promovido pela marca de cosméticos Natura. A UNABEM foi selecionada na modalidade Projetos Crescentes. Foram  18 projetos  escolhidos em todo o Brasil, sendo nove na categoria Projetos Nascentes e nove na categoria Projetos Crescentes.

A gerente regional da Natura em Passos, Liana Maria Suhadolnik Carvalho Maia recebeu um comunicado da empresa com a notícia do prêmio, que além do benefício em dinheiro irá oferecer uma consultoria para identificar pontos positivos  e formas de avançar o projeto. “Estamos muito felizes e  acreditando que  a FESP, por meio da UNABEM,  atenderá cada vez mais os nossos idosos permitindo que tenham uma  velhice com qualidade de  vida, autoestima elevada, participação social e alegria”, disse uma das coordenadoras da UNABEM, professora Leila Maria Oliveira Pádua Andrade que também é consultora da Natura e foi a responsável por enviar o projeto para a participação nesse concurso.

Em março durante a comemoração de Carnaval realizada no Bloco 6 da FESP a UNABEM recebeu a visita da consultora Eliane de Almeida Vasconcelos para a avaliação in loco do Programa Acolher, que tem como objetivo principal premiar e reconhecer ações sociais desenvolvidas por consultoras da Natura.

O projeto da UNABEM é desenvolvido desde 2006 na FESP e tem o objetivo de promover atividades intelectuais e físicas para as pessoas da Terceira Idade, bem como o aprimoramento dos conhecimentos e o desenvolvimento de novas aptidões.

A Natura ainda não disponibilizou o resultado oficial no site do programa, mas no comunicado recebido a equipe do concurso confirmou a premiação e autorizou a divulgação. As coordenadoras da UNABEM, Leila e a também professora Sílvia Maria Oliveira Soares Maia estão ansiosas aguardando a divulgação da data da entrega do prêmio. Para Leila esse reconhecimento aumenta o valor  dos projetos de universidade para a maturidade, e valoriza a FESP  como  uma instituição que está ligada com a sociedade. “Valoriza as ações sociais voltadas para o idoso e é um reconhecimento do  trabalho realizado”, disse.

As coordenadoras lembram que o que mais chamou a atenção na avaliação do concurso foram os depoimentos dos alunos da UNABEM relatando a mudança que tiveram em suas vidas quando começaram a participar do projeto. “Fomos escolhidos na categoria Crescente, ou seja, um projeto consolidado  que existe há mais  de 5 anos e por isso o apoio da FESP incentivando  o crescimento do projeto foi fundamental para a sua solidificação”, destacou Sílvia.

A UNABEM tem hoje 155 alunos matriculados e as atividades desenvolvidas buscam fazer com que o ser humano tenha uma vida digna, que  se supere e que  seja feliz. “O que  fazemos é utilizar o potencial da FESP com seus professores e profissionais sem os quais não alcançaríamos nossas metas. Queremos agradecer a todos os professores e os funcionários que nos dão o suporte  para trabalharmos com alegria e convidar aqueles que se sentem empolgados com essa causa para trabalhar conosco”, completou Leila.

Integrantes da UNABEM participam de eventos e excursão

Os alunos da UNABEM (Universidade Aberta para a Maturidade), projeto da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), têm participado de eventos importantes e se destacado dentro das causas sociais. No dia 8 de abril os integrantes participaram do encerramento da Semana da Saúde promovida pelo Plano Santa Casa Saúde, da Santa Casa de Passos. Os alunos apresentaram-se cantando uma Entrevista Musical e terminaram com o Grito de Guerra do projeto: "Viver e não ter a vergonha de ser feliz!"

No dia 15 de abril, foi realizada uma excursão de lazer para Poços de Caldas onde visitaram pontos turísticos como o Jardim Japonês, a cachoeira Véu das Noivas, o Cristo Redentor e outras atrações da cidade como uma fábrica de sabonetes e outra de cristais.

Repleta de atividades, a programação do mês de abril teve ainda no dia 16 o encerramento do II Simpósio de Geriatria e Gerontologia do Sudoeste Mineiro, realizado na Câmara Municipal de Passos. Nesta oportunidade,  os alunos fizeram duas apresentações: exercícios de Chi kung – uma técnica oriental de respiração e movimentos lentos sob a coordenação da professora Luciana Lopes Cançado e uma apresentação do Coral UNABEM sob a  direção da professora musicoterapeuta Talita Abreu Rodrigues.

“Em todas as atividades tivemos a participação  alegre e entusiasmada dos alunos. Essas participações concretizam o nosso projeto”, disse Leila Maria Oliveira Pádua Andrade, uma das coordenadoras da UNABEM.

Fonte: Agência Escola

Excursão



                                                    Foto: Osana Cristina
Prof. Fábio Pimenta Esper Kallas


O presidente do Conselho Curador da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) e subsecretário de Estado de Ensino Superior, professor Fábio Pimenta Esper Kallas, recebeu na última quinta-feira (21) a Medalha de Honra da Inconfidência, comenda concedida pelo Governo de Minas a personalidades que contribuíram para o desenvolvimento do país. Neste ano, a solenidade teve como oradora oficial a presidenta Dilma Roussef, que foi agraciada com o Grande Colar, grau máximo da Medalha da Inconfidência. Duzentas e trinta e nove pessoas foram condecoradas entre elas o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas Carlos Melles e o prefeito de Muzambinho Sérgio Arlindo Cerávolo Paoliello.

A Medalha da Inconfidência foi criada em 1952, durante o governo de Juscelino Kubitschek e apresenta quatro designações: Medalha da Inconfidência, Medalha de Honra, Grande Medalha e Grande Colar. São homenageados ministros de Estado, parlamentares, artistas, professores e profissionais liberais. A solenidade é tradicionalmente realizada no dia 21 de abril, na Praça Tiradentes, no centro histórico de Ouro Preto, quando o governador assina o ato de transferência simbólica da capital de Minas para Ouro Preto.

Entre os agraciados deste ano, os ministros Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), Alexandre Padilha (Saúde), Miriam Belchior (Planejamento), José Eduardo Cardozo (Justiça), Ana de Hollanda (Cultura) e Fernando Bezerra (Integração Nacional). Também receberam a medalha o governador da Bahia, Jaques Wagner; o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande e a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia.

Sete secretários de Estado de Minas Gerais também foram condecorados: Lafayette Andrada, da Defesa Social; Leonardo Colombini, da Fazenda; Eliane Parreiras, da Cultura; Carlos Melles; de Transportes e Obras Públicas; Bilac Pinto, de Desenvolvimento Regional e Política Urbana; Maria Coeli, da Casa Civil e Relações Institucionais; e Gustavo Magalhães, secretário-geral do governador.

A indicação do professor Fábio Kallas foi feita pelo professor e Reitor da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Dijon Moraes Junior, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido junto à FESP pela estadualização das unidades associadas à UEMG. “É um gesto simbólico, com a comenda que nós outorgamos ao professor Fábio Kallas é para dizer que realmente somos aliados, nesta luta que será para o bem das fundações e para todos de Minas Gerais”, afirmou o reitor da UEMG, que também foi homenageado e recebeu a Grande Medalha (mesma condecoração concedida ao Secretário Carlos Melles).

O trabalho pela encampação das seis unidades associadas à UEMG vem ganhando força desde 2008, quando o professor Fábio Kallas encabeçou um trabalho de intensa articulação política para manter os vínculos com a universidade. Graças a esta articulação, foi aprovado em 2009 o Projeto de Lei 3.367/2009 que consolidou o vínculo entre as associadas e a UEMG, mantendo programas de cooperação mútua. Com a nomeação do deputado federal Narcio Rodrigues como secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e do professor Fábio Kallas como subsecretário de Ensino Superior da mesma pasta, o trabalho se intensificou. 

Para o presidente do Conselho Curador da FESP, a condecoração reforça ainda mais o elo da instituição com o Estado. “É um momento ímpar. Essas oportunidades que nós temos para trazer o nome da FESP para ser homenageado em um governo mineiro que é de excelência é de uma emoção enorme. A cada momento dessa cerimônia nós sentimos a força do povo mineiro na luta pela liberdade, pelos seus direitos, principalmente pela educação. Este prêmio não é meu, ele é de toda a nossa escola, de toda a nossa comunidade que tem lutado nesses últimos anos com muita vontade, com muita seriedade para que a nossa escola realmente leve educação para toda nossa cidade e nossa região”, afirma Fábio Kallas.

Anastasia homenageia as mulheres mineiras

O governador Antônio Anastasia dedicou a solenidade da Medalha da Inconfidência às mulheres mineiras. Em seu discurso, citou Bárbara Heliodora e Maria Dorotéia Joaquina de Seixas (Marília de Dirceu) (que viveram na Vila Rica de 1789 e testemunharam a Conjuração Mineira) e também os nomes de Hipólita Jacinta Teixeira de Mello, Maria da Cruz, Tiburtina Alves, Dona Joaquina do Pompeu e Ana Jacinta de São José (Dona Beija). “São estas mulheres e milhões de outras que fizeram e fazem a história de Minas e do Brasil. Temos, assim, orgulho de ser mineira a primeira mandatária suprema de nossa República”.

A presidenta Dilma Rousseff agradeceu: “Eu, como cidadã mineira e como presidente da República, queria agradecer a honra da medalha que aqui recebi, neste dia. Também é com emoção e com orgulho que esta medalha agora cobre meu peito, o Grande Colar da Inconfidência. Agradeço ao povo de Minas e ao governador Antonio Anastasia por esse gesto que tem, para mim, a mais alta relevância simbólica. O Brasil todo sabe que foi aqui em Minas, e mais especificamente aqui em Ouro Preto, que nasceu e se firmou o conceito de um país grande e soberano e que não se submeteria”, afirmou.

Fonte: Agência Escola



A Escola Estadual Nazle Jabur,  no bairro Santa Luzia, em Passos, foi a primeira escola a receber o Projeto Banca da Honestidade da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG). O projeto que teve início dentro da FESP disponibiliza uma banca com frutas vendidas a preço de custo.  Uma caixinha é disposta ao lado da banca onde quem “compra” as frutas deposita as moedas sem nenhum tipo de fiscalização. O objetivo é trabalhar o valor da honestidade entre os alunos, professores e toda a comunidade escolar.

A ideia partiu do presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas. O projeto foi implantado pela primeira vez no final do ano passado no Bloco 1 (Prédio Principal) da instituição. Outros blocos também receberam a banca e a meta é que todos os prédios onde acontecem as aulas dos cursos da FESP disponibilizem uma banca permanente da Honestidade.

Depois do grande sucesso dentro da instituição a iniciativa está sendo expandida para as escolas de Passos, tanto estaduais quanto municipais e particulares de uma forma itinerante. A banca vai ficar em cada escola num período de 2 a 3 semanas.

As frutas são vendidas no valor de R$ 0,35 para uma maçã e R$ 0,25 para duas bananas. Um quadro fica exposto na banca informando o valor arrecadado, o valor esperado e o percentual de honestidade de cada dia.

A coordenadora do projeto, a relações públicas da FESP, Paula Costa Monteiro promoveu um bate-papo com os alunos da escola Nasle Jabur, para explicar o funcionamento da banca. Ela destaca que trabalhar a honestidade é uma questão muito importante, pois muitas vezes o ser humano comete atos desonestos em pequenas circunstâncias, muitas vezes sem perceber. “O objetivo da banca é trabalhar a honestidade em cada um de nós. A pessoa é desonesta quando tira algo de outra pessoa ou de algum lugar que não é dela. A Banca da Honestidade não vai apontar quem são as pessoas desonestas, mas sim conscientizar individualmente cada estudante”, pontuou.

O valor arrecadado com a venda das frutas é utilizado para a reposição das mesmas, já que o valor pelo qual são oferecidas é um valor de custo e não há nenhum objetivo de lucro com o projeto. No final do dia os responsáveis da escola pelo projeto fazem um balanço e disponibilizam os dados mostrando o grau de honestidade de cada dia.

A ideia foi bem recebida pela comunidade da escola. A diretora Maria de Lourdes Martins disse que a expectativa de sucesso com a banca é grande porque a escola sempre se preocupou em disseminar valores como a honestidade e o respeito ao próximo. “Uma escola não tem sucesso se não se envolver com a comunidade ao seu redor. Em setembro iremos realizar um desfile na comunidade e iremos divulgar os resultados com a Banca da Honestidade”.

A vice-diretora Edna Luzia Neves também se mostrou entusiasmada com o projeto. “Na simplicidade do ato, ao adquirir uma fruta, você trabalha esse valor tão essencial que é a honestidade”, avalia.

Já no primeiro dia a banca foi procurada pelos alunos da escola. Segundo os professores, além de trabalhar a honestidade o projeto estimula o consumo de frutas que são alimentos saudáveis. O aluno Ari Carlos Nascimento que comprou a primeira fruta da banca na escola disse que ficou satisfeito com a banca. “No próprio nome já diz: honestidade. Achei muito legal essa ideia”.

A aluna Rosimeire Aparecida Santos que está no 7º ano do Ensino Fundamental disse que será uma oportunidade para confirmar a honestidade na escola. “Eu acho que as pessoas são honestas sim. Eu “boto fé” nelas. Acho que a participação vai ser boa, que os alunos dessa escola são honestos”, aposta.

Fonte: Agência Escola




Evento na Praça Tirandentes - Reprodução

O presidente do Conselho Curador da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), professor Fábio Pimenta Esper Kallas, subsecretário de Estado de Ensino Superior, receberá na próxima quinta-feira (21) a Medalha de Honra da Inconfidência. A solenidade de entrega desta homenagem faz parte das comemorações do Dia de Tiradentes e será realizada na praça que leva o nome do mártir da Inconfidência, em Ouro Preto, a partir das 10h. A Medalha da Inconfidência é a mais alta comenda concedida pelo governo de Minas, atribuída a personalidades que contribuíram para o prestígio e a projeção mineira.

A solenidade é realizada anualmente, no dia da Inconfidência Mineira, em Ouro Preto. Foi criada em 1952, durante o governo de Juscelino Kubitschek e apresenta quatro designações: Grande Colar (Comenda Extraordinária), Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência. Esse ano o Grande Colar será recebido pela presidente Dilma Roussef.

O governador Antonio Anastasia assinou a nomeação dos condecorados com a Medalha no início da semana, com a publicação no Diário Oficial do Estado na última quarta-feira. A indicação do professor Fábio Kallas foi feita pelo também professor e Reitor da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Dijon Moraes Junior.

Para o presidente do Conselho Curador, o reconhecimento é para todos da instituição. “Vejo nessa medalha uma valorização de toda a nossa FESP. Sempre tive grandes amigos e excelentes companheiros de trabalho que foram fundamentais para o bom andamento de nossas ações. Sem esses amigos e colegas não teríamos a FESP tão bem dirigida, não teríamos esta ligação junto à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES) tão eficiente”.

O presidente destacou também a importância do trabalho desenvolvido ao lado do professor Dijon Moraes. “Tenho absoluta certeza de que tempos gloriosos se iniciaram na UEMG a partir do momento que o Dijon assumiu a reitoria da universidade. É conhecedor dos problemas que a UEMG vive hoje, é professor de carreira da UEMG, tem desenvoltura enorme para trabalhar e sabe articular com os diversos interesses. Tenho pelo professor Dijon um carinho especial e a certeza que conseguiremos juntos transformar os projetos do Governador Anastasia e do Secretário Narcio Rodrigues acrescidos da vontade de diversas regiões do Estado em realidade”, comentou Fábio.

Fonte: Agência Escola




Monalisa, Prof. César Aquino e Mariana

As ex-alunas do curso de Administração da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) Mariana Ribeiro de Almeida Prado e Monalisa Andrade Ferreira apresentarão um artigo científico sobre o consumidor feminino em Passos durante o 6º Congresso do Instituto Franco-Brasileiro de Administração de Empresas (IFBAE), nos dias 23 e 24 de maio na Uni-FACEF, na cidade de Franca (SP). Intitulado “O consumo de roupas femininas: um estudo do processo de compra do consumidor feminino em Passos – MG”, o trabalho traça um perfil do consumidor feminino bem como sua relevância para o comércio da cidade pelo fato de Passos ser um polo de moda.

O trabalho, orientado pelo professor César Vilela de Aquino, identificou os fatores que mais influenciam uma mulher na hora da compra, que de acordo com os resultados é o atendimento, seguido de comodidade e preço. De acordo com as administradoras o comportamento das consumidoras pode influenciar nas tomadas de decisões estratégicas das empresas e de seus negócios. A pesquisa foi realizada com consumidoras de Passos, principalmente da Avenida da Moda, por ser o local um ícone da moda passense.

A pesquisa foi elaborada como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), requisito para a colação de grau, que aconteceu em julho de 2010 e nasceu da vontade de avaliar o quanto o público feminino é cliente potencial na atualidade. “Pesquisamos como as mulheres podem gerar negócios e com isso conseguimos contribuir para a cidade de Passos e para os empresários da Avenida da Moda identificando os fatores que as passenses julgam que são influenciadores em suas decisões”, descreveu Mariana.

Os dados foram coletados por meio de questionários investigativos que foram respondidos por consumidoras do Centro (Avenida da Moda, Rua Presidente Antônio Carlos e Avenida dos Expedicionários), Penha (Avenida Poços de Caldas) e São Benedito (Rua São Paulo). Ao todo foram entrevistadas 270 mulheres. A conclusão mostra o perfil do consumidor feminino composto de 82% por mulheres que trabalham e são independentes e 46% estão no trabalho há 7 anos. Também foram observadas diferenças quanto às exigências das mulheres na hora da compra sendo que mulheres casadas e acima de 40 anos são mais exigentes quanto aos quesitos da pesquisa e as mulheres solteiras entre 18 e 23 anos são mais flexíveis.

O artigo que será apresentado no congresso em Franca, foi aprovado por uma comissão avaliadora internacional, com o foco nos temas sugeridos para o evento que são: inovação, cooperação internacional e desenvolvimento regional. A comissão julgou o trabalho de grande relevância, pois contribui principalmente com a temática do desenvolvimento regional. “As ex-alunas terão a oportunidade de ver seu trabalho acadêmico tendo reconhecimento internacional. Para a FESP a importância se deve ao fato de ter o nome da instituição sendo veiculado entre os melhores congressos internacionais acadêmicos, mostrando um reconhecimento do trabalho do corpo docente e discente”, lembrou o professor-orientador do trabalho César Aquino.

O professor destaca ainda que os trabalhos desenvolvidos não só no curso de Administração, mas em toda a FESP têm o perfil de contribuir com o desenvolvimento regional. “Temos aos poucos conseguido que nossos alunos acreditem nessa idéia e produzam bons trabalhos científicos, que possam trazer novas fronteiras para o curso de Administração e contribuir assim com o desenvolvimento empresarial”, disse César citando a área com a qual trabalha.

Para as alunas ter um trabalho publicado é um impulso para a carreira profissional e acadêmica. “Fico feliz em ver que o nosso trabalho poderá ser fonte de consulta ou pesquisa por outras pessoas, acredito que já estamos colhendo frutos com essa publicação. Tenho certeza que está sendo um grande começo para minha carreira profissional. Pretendo prosseguir com novos projetos e parcerias na Avenida da Moda onde se concentram consumidoras femininas e lojas de grande potencial”, afirma Mariana.

Fonte: Agência Escola



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  janeiro 2020  >>
seteququsedo
303112345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
3456789