O cantor, compositor e multi-instrumentista Thalles Roberto, visitou a FESP nesta semana para conversar sobre os últimos preparativos para o 1º Festival Gospel Canta FESP Thalles Roberto, que teve mais de 60 inscritos de diversas regiões do país e também estrangeiros. Os 15 selecionados vão se apresentar no dia 04 de novembro, em São João Batista do Glória, onde o artista estará presente como membro especial do corpo de jurados. 

Thalles Roberto se mostrou empolgado com o projeto: “Nossa música brasileira de qualidade surgiu nos festivais. Os grandes nomes da MPB como Gilberto Gil, Gal Costa, Caetano Veloso, Osvaldo Montenegro e todos os nomes sólidos da nossa música vieram dos festivais, então, quando nós voltamos com os festivais, nós trazemos à tona as pessoas que sonham, que acreditam e que vão ser avaliadas por profissionais capacitados e, filtrando, vamos conseguir ter profissionais melhores, boa música no futuro. Eu sou um apaixonado por festivais, principalmente porque eu nasci num deles então sou muito feliz de poder participar e ceder meu nome para este festival e acredito que a gente possa se tornar uma referência nacional em festival de música gospel”, afirmou.

Thalles Roberto foi recebido no Conselho Curador da Fundação e falou sobre sua trajetória, as dificuldades do início da carreira e da importância do projeto para incentivar jovens artistas que enfrentam muitos desafios pela escolha profissional. “Não é como fazer uma faculdade, tirar um diploma, você tem que viver correndo atrás e provando que é bom porque ninguém apóia um jovem a ser músico, a não ser que o pai também tenha uma tendência muito grande para a música. É sempre assim – ‘Pai eu quero ser músico! – ‘Não meu filho, músico não é profissão!’ Então, quando alguém chega, dá uma premiação, dá um palco, um microfone e coloca um público na frente, o cara se sente motivado ao extremo. É uma oportunidade fantástica de mostrar o trabalho para as pessoas”, avalia o músico. 

Durante a visita à FESP, o artista conversou com o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, e conheceu os projetos culturais já executados na Fundação, como Festival Canta FESP, Festival Selton Mello, Festival de Hip Hop e teceu vários elogios. “Eu acho o Fabio um cara sensacional, um cara honesto, capaz, muito íntegro e humilde, é uma pessoa que se dá com as outras pessoas e esse é um dos motivos pelos quais eu estou aqui. Eu tenho muita coisa para fazer, minha vida é muito corrida, já cheguei a fazer 30, 35 shows por mês, não tenho tempo para nada. A família tem que viajar comigo, aeroporto, shows e é realmente muito corrido. Quando veio essa oportunidade eu pensei: ‘nossa, mais uma coisa pra fazer, na minha cidade, quando eu venho para descansar’. Mas um dos motivos pelos quais eu estou aqui é a pessoa do Fabio, é a admiração que eu tenho pelo trabalho dele e como ele leva isso aqui tudo. Ele leva isso aqui no coração, eu o vi falar dos projetos da FESP para daqui a 50 anos e fala com amor. Eu acho que ele ama isso aqui e é bom a gente ficar junto de pessoas que amam o que fazem”. 

Para o presidente da FESP, o festival é mais uma surpresa para o calendário anual de eventos. “Eu costumo dizer que toda vez que nós começamos o ano letivo e nós não temos a noção do que vai acontecer durante o ano porque as coisas vão surgindo, os projetos novos vão nascendo e as oportunidades vindo. O festival gospel, que por uma coisa de Deus, teve o aval do Thalles Roberto, o apoio de todos os pastores de Igrejas da cidade de São João Batista do Glória e da própria Prefeitura de lá vem fazer com que estejamos reafirmando cada vez mais a missão da FESP que é levar desenvolvimento, lazer, cultura e oportunidades para a população. O festival visa especialmente fazer com que aquele garoto tenha oportunidade de se apresentar.  Tenho certeza vai ser um sucesso, que a população toda vai estar conosco na cidade do Glória e o Thalles vai estar lá, recebendo a todos com muito carinho, com o carinho que ele nos recebe sempre, trazendo aquele espírito bom, aquela alma pura. É uma bênção mesmo este festival!”

O festival é coordenado pelas professoras Leila Maria Suhadolnik de Andrade e Sílvia Maria Oliveira Soares Maia, que já desenvolvem vários outros projetos culturais da FESP. O 1º Festival Gospel Canta FESP será voltado para canções originais e inéditas e acontece no dia 04 de Novembro, a partir das 19h no Parque de Exposições Abílio Soares, em São João Batista do Glória. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



O Deputado Federal Nilmário Miranda (PT/MG) esteve na FESP para conhecer as instalações do curso de Medicina e defendeu o programa “Mais Médicos”, do governo federal, ressaltando que a apresentação do Projeto do Curso de Medicina da FESP aconteceu em um momento excelente, em sintonia com as ações nacionais para aumentar o número de profissionais. “A FESP deu um show de competência porque aproveitou a oportunidade que o Brasil está querendo enfrentar essa carência de curso de Medicina, essa carência de médicos”, afirmou o deputado.

O deputado visitou os laboratórios de Medicina, conheceu o Novo Campus da FESP e conversou com funcionários e professores sobre a importância da FESP e do curso de Medicina para a região e reafirmou o seu compromisso com a FESP. “Eu já recebi o professor Fabio Kallas em meu gabinete em Brasília e já disse que ele e a FESP podem contar comigo. Eu tenho uma história com Passos, sou um cidadão honorário passense, sou um passense, portanto sou obrigado a contribuir com o progresso econômico, social, político e cultural de Passos e da região”, afirmou o deputado. 

“Receber o Deputado Nilmário Miranda que já tem uma história com a cidade de Passos e toda a nossa região é sempre uma alegria muito grande e ter o seu apoio em Brasília só nos fortalece cada vez mais em continuar trilhando este caminho de contribuir com o desenvolvimento regional através da Educação”, afirma o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas. 

Durante o encontro, o coordenador do Departamento Pessoal da FESP e ex-presidente do Conselho Curador da FESP, Antônio José Lemos entregou ao deputado o projeto da Cidade do Saber e da Saúde, que tem como objetivo reunir em apenas um local, uma ampla área próxima à MG-050, o curso de Medicina, Santa Casa de Misericórdia de Passos e todos os núcleos de atendimento na área da saúde. “Este projeto é um projeto a logo prazo e ter o apoio do deputado, que faz parte da base do Governo Federal, é muito importante porque fortalece a base de trabalho da FESP”, avalia o ex-presidente da FESP. 

A diretora do Núcleo Acadêmico de Ciências Biomédicas e da Saúde, Profª Tânia Maria Delfraro Carmo, entregou ao deputado o pedido de apoio para viabilizar recursos para incrementar os laboratórios de Medicina e o acervo bibliográfico. “É uma alegria muito grande receber o Nilmário e ter o apoio dele é de extrema importância. Nós entregamos a ele um pedido de recursos de R$100mil para os laboratórios e mais R$100mil em acervo bibliográfico”, ressalta a diretora.

O deputado também chamou a atenção para a importância de levar o conhecimento acadêmico ao interior dos estados. “O ministro Alexandre Padilha, que por sinal é daqui da região, da cidade de São Pedro da União, costuma dizer que só vamos conseguir levar médicos para a periferia e para o interior quando levarmos a Faculdade de Medicina para o interior, tem que interiorizar, não tem outro caminho”, disse o deputado que também lembrou a importância da atuação política do colega Odair Cunha, principal articulador político em defesa do curso de Medicina da FESP. “O Odair Cunha é talvez o grande político do Sul e Sudoeste de Minas e ele tem grande sensibilidade social, ele tem, é claro, preocupação com o café, com várias entidades econômicas, mas, sobretudo essa preocupação com os mais pobres, e para pensar na promoção dos Direitos Humanos de todos você tem de vincular com a Educação e esse apoio ao curso de Medicina da FESP é totalmente coerente à trajetória que ele percorreu até hoje”, disse. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Na manhã de hoje alguns cursos já deram início às atividades programadas para as semanas acadêmicas que integram o FESP Inova.

O curso de Enfermagem trouxe o presidente do Conselho Regional de Enfermagem (COREN-MG), Rubens Schröder Sobrinho e representantes de oito câmaras técnicas do conselho. “O FESP INOVA é um evento extraordinário, o próprio nome diz. É muito gratificante ser parceiro desta inovação para os enfrentamentos éticos e legais do exercício de cada profissão, seja ela a Engenharia, Enfermagem, Biomedicina ou qualquer outra área”, declarou Rubens que expôs as conquistas, perspectivas e avanços da gestão do COREN-MG 2012/2014.

O curso de Biomedicina também começou o evento com atividades relacionadas ao tema: Metodologia Ativa. Os alunos socializaram seus trabalho integradores apresentando painéis para professores avaliadores e outros alunos do curso. “Esta atividade vai proporcionar ao aluno vivenciar uma experiência científica, ponto importante do FESP Inova. O evento é de grande relevância para toda a comunidade acadêmica porque é uma forma de atualização em todas as áreas”, afirma a coordenadora do curso, professora Alessandra Cheraim.

Alunos de Direito tiveram a sua semana acadêmica iniciada com palestra do professor Rivo de Paula Assis sobre os desafios jurídicos do século XXI: caminhos e obstáculos.

A abertura oficial do III FESP Inova acontece hoje às 19h no Estação Eventos. Após a solenidade, o coordenador do Centro de Referência em Inteligência Empresarial da COPPE/UFRJ, doutor Marcos Cavalcanti, ministra a palestra “Inovação: e eu com isto?”, que vem instigar as pessoas a identificar a importância da informação, do conhecimento e da inovação, apontando soluções inovadoras para casos reais na região de Passos.

Marcos Cavalcanti é doutor em Informática pela Université de Paris XI; professor da COPPE/UFRJ, no Programa de Engenharia de Produção; coordenador do CRIE - Centro de Referência em Inteligência Empresarial da COPPE/UFRJ; membro do Board do New Club of Paris; editor da Revista “Inteligência Empresarial”; co-autor dos livros “O Conhecimento em Rede” e “Gestão de Empresas na Sociedade do Conhecimento” pela Editora Campus, e “Gestão Eletrônica de documentos” e “Que ferramenta devo usar”, pela Editora Qualitymark; coordenador do curso de Pós-Graduação em Gestão do Conhecimento e Inteligência Empresarial – MBKM (Master on Business and Knowledge Management); coordenador do projeto que revisão da metodologia de avaliação de empresas utilizado desde 2010 pelo BNDES, incorporando os ativos intangíveis nesta avaliação.

Consulte os detalhes da programação aqui.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Durante a manhã desta terça-feira (08), a FESP recebeu integrantes do Grupo Itaiquara em visita institucional. O tour pelos Blocos Principal, 13, 07, 02 e Novo Campus foi guiado pelo funcionário Carlos Rodrigues que explicou cada projeto que a FESP tem e seu funcionamento. 

Após o passeio os visitantes foram recepcionados pelo presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, acompanhado pelos diretores dos Núcleos Acadêmicos de Educação, professor Anderson Jacob Rocha, e de Tecnologia e Engenharia, Manoel Reginaldo Ferreira. No gabinete o grupo teve um momento de troca de experiências e conversa descontraída.

Ao final, os visitantes manifestaram surpresa com o grande desenvolvimento que a FESP tem alcançado nos últimos anos. Arnaldo Alexandre contou que não esperava que a FESP tivesse tamanha dimensão. “Gostei demais do Novo Campus e dos novos Laboratórios da Medicina, que foi aprovada com nota 4 pelo MEC. É tudo maravilhoso”, declara o gerente industrial.

O colega Pedro Júnior, supervisor de operações concordou e foi complementado pelo gerente de processos Marcos Antônio Cavaliere “fiquei surpreso principalmente com os serviços sociais que a FESP oferece. O Fábio é uma pessoa muito cabeça aberta e jovem. É o que precisa para alavancar ainda mais a FESP”, comenta.

A visita institucional é aberta para apresentar a excelência de ensino e o trabalho desenvolvido pela FESP. Para agendamento o contato deve ser realizado através do telefone 3529-6015.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Alunos do curso de Sistemas de Informação e estudantes da Engenharia Ambiental da FESP foram até a Universidade de São Paulo (USP), na capital paulista, em visita técnica. A comitiva foi coordenada pelo professor Alessandro de Castro Borges, que idealizou a visita, e contou também com o acompanhamento das professoras Vânia Borges, de Sistemas de Informação, e Tereza Pereira, da Engenharia Civil, além do diretor do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia, professor Manoel Ferreira.

O grupo percorreu o Centro de Reuso e Descarte de Resíduos de Informática (CEDIR) da Universidade, onde foi recebido pela responsável técnica, Neuci Bicov Frade. Dando continuidade à visita, os alunos e professores também conheceram a estrutura e a operacionalização do excelente Centro de Computação Eletrônica (CCE) da USP, sendo recepcionados pelo seu diretor, prof. Dr. Mauro César Bernardes.

Segundo o coordenador do curso de Sistemas de Informação da FESP, Alessandro de Castro Borges, no CEDIR foi interessante que os alunos viram o depósito dos materiais recebidos com grande quantidade e variedade de resíduos eletrônicos - o projeto recebe 12 toneladas mensais de materiais dessa natureza - e o local de separação de componentes e remontagem de máquinas para reuso. Já no CCE, o que chamou mais a atenção foi o Data Center da USP, o centro de redes de comunicação com equipamentos da USP e de parceiros, como a RNP (Rede Nacional de Pesquisa), setor de manutenção eletrônica com equipamentos especiais para as operações e a estrutura de redundância para garantia do fornecimento de energia a todo o sistema.

Ainda segundo o professor, a visita técnica é muito colaborativa na formação dos alunos. “As vantagens são enormes e inúmeras, pois nosso estudantes podem conhecer nessas visitas o que de mais avançado há na sua área de atuação profissional, ou em áreas de pesquisa que possam lhe abrir novos horizontes de atuação científica ou de extensão. Por meio destas atividades eles conhecem o estado da arte em equipamentos e serviços, aumentam seu campo de visão sobre possibilidades de trabalho após a formatura. Além disso, podem dar ao aluno, principalmente àqueles em períodos mais iniciais, uma nova perspectiva sobre o curso, ou sobre um caminho a trilhar, inclusive ajudando-o a escolher uma área em que queira aprofundar mais a sua formação”, justifica Alessandro.

Outras visitas como esta serão agendadas para os próximos períodos e cursos. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  janeiro 2021  >>
seteququsedo
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
1234567