Divulgação/SEE MG
Reunião aconteceu na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

O Governo de Minas trabalha para aliar educação e tecnologia. A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e as três instituições de ensino superior vinculadas a ela serão parceiras da Secretaria de Estado da Educação (SEE) na criação da Escola de Formação, que será destinada à capacitação de professores com o uso de novas tecnologias. Essa decisão conjunta foi tomada pelos secretários Narcio Rodrigues (Ciência, Tecnologia e Ensino Superior) e Ana Lúcia Gazzola (Educação) em reunião no inicio do mês, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves.

Na presença de integrantes das duas secretarias de Estado, e de representantes das universidades do Estado de Minas Gerais (Uemg) e da Estadual de Montes Claros (Unimontes), ficou acertada a criação de um grupo de trabalho que vai mapear todos os instrumentos utilizados pela Sectes que podem ser úteis para a formação continuada dos profissionais da educação. Uma das possibilidades estudadas na parceria é a utilização dos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs) para o ensino a distância. “O trabalho integrado com a Sectes é essencial, pois estamos em campos interrelacionados e complementares. A Sectes vai nos auxiliar com seus espaços e apoio tecnológicos na implantação da Escola de Formação”, explica Ana Lúcia Gazzola.

O secretário Narcio Rodrigues fez uma exposição da rede integrada por 84 Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs) prontos para serem utilizados pela Escola de Formação para o ensino presencial e a distância. Ao invés de uma sala de videoconferência, os CVTs teriam duas salas. Ele disse haver interesse do Governo de Minas em elevar o número de CVTs para 182, contemplando todos os municípios que têm mais de 20 mil habitantes. A Sectes mantém 487 telecentros, unidades menores que os CVTs, mas que também poderão ser adaptadas para utilização da Escola de Formação. Nárcio ressaltou ainda a importância da parceria entre as duas secretarias. “Nós temos tecnologias que têm importância à medida que ganham conteúdo. Atuando em parceria com a Educação nós vamos garantir que os nossos instrumentos sejam ferramentas de exercício da cidadania”.

A secretária Ana Lúcia Gazzola ainda fez um diagnóstico da situação do ensino público estadual e enumerou prioridades da sua gestão. Destacou avanços no ensino médio e reconheceu que a qualificação dos profissionais é fundamental para melhorar a qualidade. Ela argumentou que é preciso tecnologia para poder capacitar, por isso o projeto da Escola de Formação já tem como parceiros naturais a Sectes e as instituições estaduais de ensino superior.

Gazzola recebeu do secretário Narcio o projeto Centro de Qualificação dos Professores (Qualicentro), resultado de parceria da Sectes com o Instituto Federal de Educação do Triângulo Mineiro (IFTM). O Qualicentro terá uma grande estrutura em Uberaba e poderá também ser transformado em um polo regional que atenda também a Secretaria de Estado da Educação.  “Queremos também o Hidroex e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) – Recursos Minerais, Água e Biodiversidade na nossa proposta de educação ambiental”, disse Gazzola.

Além do grupo de trabalho já criado, será formado também um segundo grupo, que vai ficar responsável por estabelecer como os conteúdos pedagógicos vão dialogar com as novas tecnologias. Com representantes da SEE, Sectes e das universidades Uemg e Unimontes, o grupo pensar os conteúdos que serão utilizados nas capacitações da Escola. “Pensar em formação é pensar de maneira multi-direcionada. Temos o desafio do tamanho, da diversidade de temas e conteúdos e de encontrar as melhores metodologias para fazer o repasse do conhecimento. A Escola é, portanto, o centro de um grande desafio, e vamos avançar somente com a convergência de esforços”, destacou a coordenadora da Escola de Formação, Ângela Dalben.

Também esteve presente na reunião, o secretário-adjunto da Sectes, Evaldo Vilela; a secretária-adjunta da Educação,Maria Céres Pimenta Spínola Castro; os subsecretários da Sectes Vicente Gamarano (Ciência, Tecnologia e Inovação) e Fábio Kallas (Ensino Superior); o reitor da Uemg, Dijon Moraes; os superintendentes Lélia Inês Teixeira e Antonio Carlos Vassalo; a vice-reitora da Uemg, Santuza Abras;  pró-reitora da Uemg, Renata Vasconcelos; e os assessores da Sectes, Gilberto Caixeta, Itiro Iida e Eduardo Santa Cecília, da Uemg.

Fonte: Divulgação SECTES