A Fundação de Ensino Superior de Passos – FESP informa aos docentes e discentes da instituição que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou no dia 02 de dezembro a nova Chamada Pública, que irá selecionar candidatos para concessão de bolsa de estudo de Mestrado Profissional em instituições de ensino superior nos Estados Unidos pelo programa Ciência sem Fronteiras. As inscrições vão até o dia 31 de janeiro de 2014.

Nesta chamada poderão ser concedidas até mil bolsas de estudos em cursos de Mestrado Profissional nos EUA, com duração de até dois anos acadêmicos. O início das atividades está previsto para o segundo semestre de 2014. A Capes arcará com os custos referentes às taxas escolares e à concessão da bolsa, no valor de US$ 1.150 mensais, pagos diretamente ao bolsista. Serão também concedidos auxílio instalação, auxílio seguro-saúde e auxílio deslocamento ou passagem aérea de ida e volta.

Para participar da seleção o candidato deve ter concluído a graduação, após 1998 ou com previsão de conclusão antes de agosto de 2014, em curso de nível superior reconhecido pelo MEC, em áreas de formação afins com as áreas do Programa CSF. Além disso, quem quiser concorrer a uma bolsa deve ter nacionalidade brasileira e apresentar um dos testes de proficiência de língua inglesa válido, conforme o edital. 

Conforme exigência das instituições americanas, o candidato deverá apresentar ainda o teste Graduate Record Examination (GRE). Os candidatos que não atingirem a proficiência mínima exigida ou que não obtiverem a nota mínima no GRE previstas no edital estarão automaticamente eliminados da seleção. O novo programa foi tema da edição do Café com a Presidenta Dilma Rousseff.

A Coordenadora do Programa Ciência sem Fronteiras da FESP Marisa da Silva Lemos comenta que o lançamento deste edital para realização de mestrado profissional pelo Programa Sem Fronteiras vem dar continuidade a proposta de capacitação de profissionais brasileiros nas melhores universidades dos Estados Unidos. Este tipo de mestrado tem foco na atuação profissional o que trará um diferencial de vivências práticas nas grades empresas no exterior. Portanto esta é uma oportunidade que deve ser aproveitada pelo profissional que esta planejando ter um diferencial em sua carreira.

A Fundação de Ensino Superior de Passos / FESP aderiu ao Programa Ciência sem Fronteiras em 2011 e já realizou 11 intercâmbios de estudantes de graduação. O processo está com um fluxo contínuo e os países em que a FESP marca presença são: Portugal, Estados Unidos, Canadá, França e Hungria. A instituição informa que temos 2 candidatos aprovados para março/2014 e acompanha mais de 30 candidaturas para graduação sanduiche em agosto de 2014.

Os interessados em se candidatar nos editais poderão entrar em contato com a coordenação para auxiliá-los no processo de candidatura. Local: Rua Três de Maio, nº33 – Centro / Passos Telefones para contato: CPEX: (35) 3529 – 8080\ (35) 9811 – 8085.

TEXTO ESCRITO POR: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP - CPEX



No dia 13 de novembro, quarta-feira, às 19h00, no Auditório da FESP / Bloco 01, foi realizada a palestra com o tema: Estudantes da FESP no Exterior; Depoimentos, Oportunidades e Experiências vividas em Universidades Estrangeiras. O encontro reuniu estudantes de diversos cursos da instituição. Os alunos discutiram assuntos relacionados ao intercâmbio e tiveram a oportunidade de ter o relato de duas alunas que retornaram do exterior neste semestre. Thaís Soares Elorde, estudante do curso de Enfermagem da FESP, morou na cidade de Faro / Portugal e cursou graduação na Universidade do Algarve e da aluna Marina Rejane de Lima aluna do Curso de Sistemas da Informação da FESP / UEMG cursou a graduação na Universidade de Coimbra / Portugal.  

Os alunos também participaram de uma vídeo conferência com a aluna Maria Luiza Zaghi, intercambista do programa, do Curso de Engenharia de Produção da FESP que atualmente reside nos Estados Unidos, na University of Indiana Institute of Technology. O encontro foi coordenado pela Prof.ª Marisa da Silva Lemos, Coordenadora do Programa Ciência sem Fronteiras e pelo assessor do programa no CPEX o jornalista Etory Zaghi.

No ano de 2013 a Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP / UEMG) consolida com sucesso os resultados do  Programa Ciência sem Fronteiras na instituição. Contabiliza 09 alunos no exterior, 02 alunas que retornaram do intercâmbio, 02 alunos aprovados para os estudos no exterior a partir de março/2014 e mais 30 candidaturas estão sendo acompanhadas para início de intercâmbio em agosto / 2014. 

Os estudantes interessados no Programa deverão preencher os requisitos exigidos nos editais. Estar regularmente matriculado em curso de nível superior nas áreas e temas contemplados pelo CsF. Ter nacionalidade brasileira; Ter integralizado no mínimo 20% e, no máximo, 90% do currículo previsto para seu curso; Ter obtido nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) igual ou superior a 600 pontos, em exames realizados a partir de 2009; Comprovar proficiência conforme consta no texto das chamadas. 

A coordenadora do programa Marisa Lemos enfatiza que os alunos da FESP não podem perder esta oportunidade única na vida. Estudar no exterior com todo apoio acadêmico e financeiro que o programa oferece é realmente desperdiçar chance única que passa uma vez somente. 

Os editais abertos para 2014 são para 20 países: Reino Unido; Bélgica; Canadá; Holanda; Finlândia; Austrália; Nova Zelândia; Coréia do Sul; Espanha; EUA; Alemanha; França; Itália; Suécia; Noruega; Irlanda; China; Hungria; Japão; Áustria.

Os alunos interessados em se candidatar nos editais entrem em contato com a Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP - CPEX para que possamos auxiliá-los no processo de candidatura. 

Coordenação de Pesquisa e Extensão – CPEX \ FESP – Rua  Três de Maio, nº33 – Centro / Passos. Telefones para contato: CPEX: (35) 3529 – 8080\ (35) 9811 – 8085.  

ESCRITO POR: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP



O “FESP nas Ondas do Rádio” foi ao ar nesta quinta (05), pela Rádio Nossa Missão. Um dos projetos de extensão desenvolvidos por professores e estudantes da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP), o “FESP nas Ondas do Rádio” é um programa de rádio produzido pelas alunas de Publicidade e Propaganda Lívia Louise Ferreira Firmino e Rúbia Savioli Balla. 

Com duração aproximada de 10 minutos, ele vai ao ar toda quinta-feira, pela Rádio Nossa Missão FM. Proposto pelos professores Itamar Teodoro de Faria e Vanessa Braz Cassoli, docentes do curso de Publicidade, o projeto tem o objetivo de informar as ações da Coordenadoria de Pesquisa e Extensão da FESP (CPEX) para a população. 

"Temos mais de 70 projetos de pesquisa e extensão em andamento, nas áreas de Meio Ambiente, Saúde, Direito, Educação, Administração, entre outras. O rádio é um canal importantíssimo para que a comunidade conheça esses projetos e saiba como pode se beneficiar”, afirma a professora Marisa Lemos, coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP.

Após a fase de planejamento e formatação do programa “FESP nas Ondas do Rádio”, as estudantes e os professores orientadores procuraram a rádio comunitária Nossa Missão, que prontamente abriu as portas para a parceria. O programa será veiculado até dezembro deste  ano, mas a faculdade e a emissora estão abertos à possibilidade de continuidade em 2014.

A cada programa, o “FESP nas Ondas do Rádio” apresentará informações úteis à população, por meio de entrevistas com professores e alunos que participam dos projetos da FESP. Nos dois primeiros programas, os ouvintes saberão a importância da pesquisa científica para o desenvolvimento social e ouvirão sobre projetos como a mobilização de alunos para a preservação da água, a conversão da energia solar em energia elétrica, o aproveitamento de resíduos da indústria madeireira e os hábitos para uma vida saudável.

Além de prestar um serviço à comunidade, os projetos de pesquisa e extensão são a forma de proporcionar aos universitários o aprofundamento teórico e a prática das suas áreas profissionais. “O trabalho da universidade tem que estar sustentado em três pilares: o ensino, que se dá na sala de aula, a pesquisa que investiga fenômenos e suas causas, e a extensão, que promove projetos de interação com a comunidade na busca de soluções em diferentes áreas”, enfatiza a coordenadora Marisa Lemos. Segundo ela a participação dos estudantes em projetos desse tipo contribui para que cheguem à conclusão de seus cursos com mais maturidade e experiência, o que os favorecerá na conquista de postos de trabalho.

A população poderá ouvir o “FESP nas Ondas do Rádio” toda quinta-feira, às 14 horas, sintonizando a frequência de 87,9 Mhz da Rádio Nossa Missão FM. 

Para sugerir temas e até novos projetos, os ouvintes podem fazer contato com a Coordenadoria de Pesquisa e Extensão da FESP - CPEX, pelo telefone 3529-8080 ou pessoalmente na Rua Três de Maio, 33.

Fonte: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO - CPEX



A FESP acaba de conquistar o intercâmbio universitário para dois estudantes do curso de Engenharia Ambiental por meio do programa do governo federal “Ciência sem Fronteiras”. Jéssica Karyane da Silva irá para a Universidade de Fraser Valley, no Canadá e Eridano Valim dos Santos Maia irá para a Universidade Bowling Green State (BGSU), nos Estados Unidos. O Programa Ciência sem Fronteiras promove o intercâmbio de alunos das universidades brasileiras com as melhores universidades do mundo. A FESP está fazendo parte dessa iniciativa que fará com que o Brasil, num futuro próximo, se torne uma das nações mais importantes no âmbito do desenvolvimento tecnológico e da pesquisa científica.

A FESP acredita que a internacionalização do ensino superior possibilita a formação de profissionais mais abertos à inovação, a qual tem sido uma frente de trabalho do CNPq (Conselho Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico), CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior) e MEC (Ministério da Educação).

“A FESP tem procurado formar um aluno diferenciado, investigativo e tecnicamente capaz. Estamos no caminho certo, construindo uma grande universidade regional. A aprovação de alunos da FESP no programa Ciência sem Fronteiras é uma certificação de qualidade, comprovando que nossos alunos têm condições de concorrer às bolsas com alunos do Brasil todo e vencer. Além disso, nossos alunos estão percebendo a importância da internacionalização e da pós-graduação Stricto Sensu (Mestrados e Doutorados), como forma de crescimento profissional e também como forma de contribuir para o desenvolvimento de nosso Estado e país e a melhoria da vida de nossa população”, ressalta o Presidente do Conselho Curador da FESP, Professor Fabio Pimenta Esper Kallas.

Além de Jéssica e Eridano que já estão com todo o processo de seleção concluído e devem embarcar nos próximos dias, mais duas alunas da FESP estão em fase de análise de documentação, já obtiveram o aceite de duas universidades europeias e aguardam apenas o aval final do CNPq (Conselho Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico). De acordo com a Coordenadoria de Pesquisa e Extensão (CPEX) da FESP, Jéssica e Eridano, apesar de terem sido selecionados internamente para a cota de bolsas que a FESP tem no Programa, por ser uma instituição credenciada ao CNPq, também participaram do edital nacional e foram aprovados. Assim foi possível utilizar a cota para outros alunos. A aluna Thais Soares Elorde Costa, aluna do curso de Enfermagem e estagiária do PSF-Escola, está inscrita para a Universidade de Algarve na cidade de Faro, em Portugal e a aluna Marina Rejane de Lima, do curso de Sistema de Informação e estagiária do Setor de Informática da FESP, está inscrita na Universidade de Coimbra, em Portugal. O resultado sai nas próximas semanas.

“Nossos alunos concorreram e estão concorrendo em situação de igualdade com alunos das universidades renomadas brasileiras. Temos que parabenizar a Jéssica e o Eridano. É importante ressaltar o apoio institucional na preparação dos alunos em todo momento, principalmente da Coordenadora de Pesquisa e Extensão, Profa. Dra. Marisa Lemos e o suporte da professora Mara Correa Sena nas aulas de preparação para o idioma inglês”, frisou o Diretor do Núcleo Acadêmico de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, Prof. Dr. Eduardo Goulart Collares.

Para participar do Programa é preciso ter um bom desempenho no curso e participar de projetos de pesquisa. O domínio da língua do país onde fará o intercâmbio também é fundamental.

Jéssica e Eridano estão entusiasmados com o intercâmbio e contaram que a dedicação foi intensa, desde o aperfeiçoamento no idioma até a organização da documentação, passaporte e visto. “Minhas expectativas são as melhores possíveis. Vejo como propósito principal do programa a internacionalização da educação brasileira tendo como consequência o aprendizado de uma língua a qual vem se tornando indispensável frente aos efeitos da globalização mundial”, comentou o estudante Eridano que irá passar um ano nos Estados Unidos, sendo que após o término dos estudos os participantes do Programa têm o prazo de 30 dias para retornar ao Brasil, e ao retornar devem permanecer no país durante pelo menos o dobro do tempo que ficaram para aplicarem aqui os conhecimentos que adquiriram e contribuírem para o desenvolvimento da Ciência brasileira.
A bolsa oferece para os estudantes diversos auxílios como moradia, transporte e outros. Eridano conta ainda que a seleção aconteceu graças a todas as atividades desenvolvidas durante o ciclo acadêmico na FESP. “Todos os requisitos exigidos pelo programa só foram atingidos devido a todo apoio oferecido pela FESP, sendo o principal deles minha participação em projeto de pesquisa no qual desenvolvi um estudo de reaproveitamento de rejeitos de quartzito (pedra mineira) do sudoeste mineiro, em conjunto com o professor Collares e professor Ivan Fracklin e demais alunos envolvidos no projeto”, destacou Eridano que parte para os Estados Unidos no dia 11 de agosto.

A outra estudante aprovada, Jéssica Karyane da Silva inicia suas atividades no Canadá no dia 28 de agosto. Tanto Eridano quanto Jéssica destacaram o suporte oferecido pela CPEX que é coordenada pela Profa. Dra. Marisa Lemos e que o apoio da professora Mara no aperfeiçoamento do idioma inglês foi imprescindível. “Fizemos um ‘intensivão’, a Mara nos ajudou muito e assim partimos mais seguros com relação a língua do país para o qual estamos indo”, disse Jéssica.

Os alunos pesquisaram muito sobre as universidades para onde irão, sendo que ambas estão no ranking de melhores universidades do mundo. “Quero aprender muito nesta nova jornada, seja na área dos estudos, no crescimento pessoal, profissional e no amadurecimento de ideias e planos. Viver o novo, encarar novos desafios e vivenciar novas possibilidades farão parte de minha trajetória a partir deste momento”, conta Jéssica que foi uma das integrantes do Projeto Grande Minas – União pelas Águas, que é desenvolvido pela FESP em parceria com a ADEBRAS, Comitê CBH-GD7 e Governo de Minas, que promove um estudo dos recursos hídricos na Bacia do Médio Rio Grande.  “Sinto-me honrada por carregar o nome da faculdade para outro país, e espero contribuir no que for necessário para o crescimento desta universidade. A FESP abriu o portão para esse longo caminho que estamos começando a trilhar. Somos gratos a toda equipe da FESP”, disse Jéssica.

A bolsa de estudos do Ciência sem Fronteiras é na modalidade “Sanduíche”. Os alunos passam um tempo fora, mas têm que terminar o curso no Brasil. Nos próximos dias no site da FESP já estarão disponíveis informações sobre os próximos editais do programa Ciência sem Fronteiras. Os alunos interessados devem ficar atentos às normas e exigências e aos prazos.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Depois de participarem das gravações do programa Altas Horas da Rede Globo no ano passado, um grupo de alunos da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) voltou aos estúdios da TV Globo em São Paulo essa semana para participar das gravações do Programa do Jô. Com muita animação e com o objetivo de vivenciar experiências dentro de uma grande emissora de televisão, os alunos dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda participaram da gravação de 3 programas na última terça-feira (24).

Ao todo participaram da excursão 45 pessoas. Os alunos acompanharam as entrevistas realizadas por um dos maiores e mais conhecidos apresentadores do Brasil, famoso não só pelo programa, mas pelas diversas obras literárias já escritas e pelo seu espírito criativo durante as entrevistas. Entre os convidados dos programas estavam o escritor Zuenir Ventura, o cineasta Rui Guerra, a atriz Angela Dip, que fez uma participação recentemente na novela Avenida Brasil, e as apresentações musicais do cantor Michael Sullivan e da cantora Graça Cunha, sendo esta integrante da banda do Programa Altas Horas.

O contato com a produção do programa que possibilitou a participação foi realizado pelo estudante Allan Thalles, formando do curso de Jornalismo. “Ter contato com um apresentador como Jô Soares propicia um momento não só de entretenimento, mas também um laboratório de observação de táticas de apresentação, uso da voz e expressão corporal. O programa nos ajuda a ter noções de produção de um programa televisivo. Como estamos na etapa final do curso, foi um momento que marcou nossa trajetória como universitários”, comentou Allan.

Fonte: Departamento Comunicação e Marketing



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2020  >>
seteququsedo
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678