Banner do concurso

A Fundação de Ensino Superior de Passos e o jornal Folha da Manhã, com o apoio de dez empresas e instituições, estão organizando o concurso “Sete Maravilhas de Passos”, que vai eleger os sete patrimônios arquitetônicos mais importantes da cidade.  Com a finalidade de enaltecer a arte, a cultura e principalmente a história do município serão escolhidos 7 entre 20 bens arquitetônicos de mais relevância, previamente escolhidos por uma comissão de arquitetos, historiadores, pesquisadores e profissionais da área. O responsável geral por esse concurso é o fotógrafo e professor dos cursos de Comunicação Social e Moda, Diego Vasconcelos.

A votação acontece em duas etapas. A primeira será via internet, pelo portal da FESP no link (7 Maravilhas de Passos), do dia 25 de maio a 29 de julho. Para a segunda etapa serão colocadas urnas fixas no endereço das empresas apoiadoras e urnas itinerantes em locais a serem divulgados posteriormente pelos organizadores. Qualquer pessoa pode participar das votações. A tabulação dos dados finais ficará por conta do IPFESP (Instituto de Pesquisas de Opinião Pública da FESP).

Para selecionar os 20 bens participantes foram incluídos 100 na votação inicial a partir de um levantamento dos organizadores. Foram exclusos da votação os bens móveis e naturais da cidade e, portanto, as Sete Maravilhas de Passos se referem apenas a bens imóveis. Entre eles estão igrejas tradicionais de Passos como a Capelinha e o Santuário da Penha e outros ícones da arte e arquitetura de Passos como a Estação Cultura, a fachada da Santa Casa, Palácio da Cultura (antigo Fórum), Escola Municipal Francina de Andrade e a Praça da Matriz (confira abaixo a lista completa).

O projeto envolve diversos cursos da FESP, principalmente os cursos de Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade e Propaganda), Engenharia Civil e História. Apoiam o projeto as seguintes instituições e empresas: ACIP (Associação Comercial e Industrial de Passos), Alvorada Pneus, Auto Passos, CIC (Colégio Imaculada Conceição), Homeopassos, Maipú, Plano Bompasso, Ponto 10 Outdoor, Revista Foco e Sicoob Crediacip.

Para a votação foram produzidas fotos que são assinadas pelos professores Diego Vasconcelos e professora Heliza Faria Pereira, a qual também projetou as artes das peças publicitárias do concurso.

O organizador do evento lembra que a ideia surgiu há cerca de três anos quando refazendo as fotos do livro Álbum de Passos, de 1920, de Elpídio Lemos de Vasconcellos, observou que muitas das casas fotografadas naquela época não existem mais, ou deram lugar a terrenos vazios ou outras construções de arquitetura menos relevante. Diego também fazia parte do Conselho Municipal do Patrimônio Artístico e Histórico de Passos, o que facilitou o seu contato com esse assunto. “Percebia um grande descaso com a história do município, e através dessa percepção pensei em elaborar esse projeto com o objetivo principal de conscientizar a população para a importância dos bens materiais que temos em Passos”, descreve Diego Vasconcelos.

Para o bom andamento do projeto é esperada a contribuição de toda a comunidade. “A participação da comunidade é muito importante. Depois de escolhidos por votação os bens serão institucionalizados como as maravilhas da cidade através de um decreto municipal”, disse Diego.

Segundo o professor o resultado esperado, além da valorização do patrimônio artístico, histórico e cultural de Passos, é promover uma ampla divulgação da história destas construções ou bens. “Vemos muitas construções antigas e importantes sendo destruídas e ao mesmo tempo um pouco da nossa rica história dando lugar a terrenos vazios e estacionamentos para automotores”, avalia Diego lembrando que algumas obras de Passos, que não são do conhecimento da população são importantes até para a arquitetura mundial. “Muitos não sabem, mas existem em Passos obras importantes para a arquitetura mundial e de um dos mais importantes arquitetos brasileiros, o construtor do teatro municipal de São Paulo, o arquiteto e engenheiro Ramos de Azevedo, que é a fachada da Santa Casa. Felizmente, existem muitas pessoas que dão valor em nosso patrimônio e lutam para recuperá-lo ou preservá-lo”.

Depois de eleitas as sete maravilhas da cidade será feita uma ampla divulgação do resultado e um projeto de valorização e recuperação para os escolhidos. Os bens eleitos receberão uma placa em homenagem a sua importância para a cidade. Outro produto resultante do projeto serão cartões-postais com as fotos dos bens eleitos e um histórico de cada um deles.

Confira os 20 bens escolhidos para votação

Igreja Matriz Senhor Bom Jesus dos Passos (Igreja Matriz)
Santuário da Penha
Capelinha da Penha
Capelinha do CIC (Colégio Imaculada Conceição)
Igreja de São Benedito
Igreja de São Francisco
Educandário Senhor Bom Jesus dos Passos
Carmelo de São José
Estação Cultura
Santa Casa - Fachada
Edifício Abraão Jabur
Praça Monsenhor Messias Bragança (Praça da Matriz
FESP/UEMG (Bloco 01)
Palácio da Cultura
Escola Municipal Professora Francina de Andrade
Fachada Antiga do CIC
Subestação do SAAE
Prefeitura Municipal
Avenida Comendador Francisco Avelino Maia (Avenida da Moda)
Conjunto arquitetônico do Cemitério Municipa

Clique aqui e escolha suas 7 Maravilhas

Fonte: Agência Escola