A Fundação de Ensino Superior de Passos – FESP informa aos docentes e discentes da instituição que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou no dia 02 de dezembro a nova Chamada Pública, que irá selecionar candidatos para concessão de bolsa de estudo de Mestrado Profissional em instituições de ensino superior nos Estados Unidos pelo programa Ciência sem Fronteiras. As inscrições vão até o dia 31 de janeiro de 2014.

Nesta chamada poderão ser concedidas até mil bolsas de estudos em cursos de Mestrado Profissional nos EUA, com duração de até dois anos acadêmicos. O início das atividades está previsto para o segundo semestre de 2014. A Capes arcará com os custos referentes às taxas escolares e à concessão da bolsa, no valor de US$ 1.150 mensais, pagos diretamente ao bolsista. Serão também concedidos auxílio instalação, auxílio seguro-saúde e auxílio deslocamento ou passagem aérea de ida e volta.

Para participar da seleção o candidato deve ter concluído a graduação, após 1998 ou com previsão de conclusão antes de agosto de 2014, em curso de nível superior reconhecido pelo MEC, em áreas de formação afins com as áreas do Programa CSF. Além disso, quem quiser concorrer a uma bolsa deve ter nacionalidade brasileira e apresentar um dos testes de proficiência de língua inglesa válido, conforme o edital. 

Conforme exigência das instituições americanas, o candidato deverá apresentar ainda o teste Graduate Record Examination (GRE). Os candidatos que não atingirem a proficiência mínima exigida ou que não obtiverem a nota mínima no GRE previstas no edital estarão automaticamente eliminados da seleção. O novo programa foi tema da edição do Café com a Presidenta Dilma Rousseff.

A Coordenadora do Programa Ciência sem Fronteiras da FESP Marisa da Silva Lemos comenta que o lançamento deste edital para realização de mestrado profissional pelo Programa Sem Fronteiras vem dar continuidade a proposta de capacitação de profissionais brasileiros nas melhores universidades dos Estados Unidos. Este tipo de mestrado tem foco na atuação profissional o que trará um diferencial de vivências práticas nas grades empresas no exterior. Portanto esta é uma oportunidade que deve ser aproveitada pelo profissional que esta planejando ter um diferencial em sua carreira.

A Fundação de Ensino Superior de Passos / FESP aderiu ao Programa Ciência sem Fronteiras em 2011 e já realizou 11 intercâmbios de estudantes de graduação. O processo está com um fluxo contínuo e os países em que a FESP marca presença são: Portugal, Estados Unidos, Canadá, França e Hungria. A instituição informa que temos 2 candidatos aprovados para março/2014 e acompanha mais de 30 candidaturas para graduação sanduiche em agosto de 2014.

Os interessados em se candidatar nos editais poderão entrar em contato com a coordenação para auxiliá-los no processo de candidatura. Local: Rua Três de Maio, nº33 – Centro / Passos Telefones para contato: CPEX: (35) 3529 – 8080\ (35) 9811 – 8085.

TEXTO ESCRITO POR: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP - CPEX



A construção do campus unificado da FESP vai envolver uma grande ação social na cidade de Passos com a participação de presidiários condenados que serão capacitados com curso profissionalizante e vão trabalhar no canteiro de obras. O projeto “Educar e Construir” da FESP será lançado nesta segunda-feira à noite, durante a solenidade de lançamento oficial do Projeto de Construção do Campus da FESP. “Mais uma vez a FESP promove um projeto de reinserção social. Estamos otimistas com a parceria com a administração do Presídio de Passos. Ao mesmo tempo em que contribuímos para o problema da falta de mão de obra especializada na construção civil, daremos oportunidade para que esses jovens possam adquirir uma profissão para o futuro”, afirma o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas.

A participação do presídio de Passos vai contribuir para a redução da pena dos presos condenados que participarem do projeto. “A cada três dias trabalhados, um a menos na condenação. Esta é uma grande oportunidade porque envolve também a capacitação dos detentos que vão sair com uma profissão”, explica a psicóloga Nágila Medeiros Couto, diretora de Atendimento e Ressocialização do Presídio de Passos.

Para o Diretor Geral do Presídio de Passos, José Vicente de Souza, a ação vai atingir positivamente toda a comunidade. “Com esta proposta de ressocialização pela qualificação, o preso já sai com uma profissão, com um futuro melhor”, avalia.

“Através da Educação e do Trabalho conseguimos contribuir não só com o futuro dos presidiários, mas de toda a nossa sociedade que hoje passa por uma onda de violência e que vai receber este preso depois do cumprimento da pena”, reforça a coordenadora do Núcleo de Ensino e Profissionalização do Presídio de Passos, Kátia Pereira.

Segundo o coordenador do projeto, o engenheiro Ivan Francklin Júnior, a parceria entre FESP, o Governo do Estado, o CREA-MG (Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia de Minas Gerais), o setor industrial/empreendedor representado pela Construtora CMP e o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil resultou na elaboração de um projeto para formação e capacitação de mão de obra regional, para fomentar o desenvolvimento do setor no sudoeste mineiro. “O objetivo geral é contribuir para o desenvolvimento regional da indústria da construção civil através da formação e capacitação de profissionais de mão de obra para atuação nas diferentes áreas da construção civil  como: servente de obras, pedreiro, carpinteiro, armador de estruturas de concreto armado, ladrilheiro, pastilheiro, encanador, eletricista de instalação de edifícios de baixa tensão, pintor de obras”, explica.

O curso será dividido em 18 módulos e contempla aulas teóricas, práticas em laboratório da FEP (Faculdade de Engenharia de Passos) e práticas em canteiro de obra. Cada módulo contempla uma apostila que será entregue ao aluno. Além dos conteúdos específicos da construção civil, serão oferecidas também disciplinas de segurança do trabalho, meio ambiente, cidadania, inclusão social e inclusão digital.

Inicialmente o projeto será aplicado aos detentos condenados do presídio de Passos-MG em parceria com a SEDS – Secretaria de Estado de Defesa Social e a funcionários do setor de obras da FESP, posteriormente será aberto para funcionários do setor regional da construção civil, priorizando os funcionários da Construtora CMP. “Não haverá separação entre os presidiários e os funcionários, todos assistirão aulas práticas e teóricas em conjunto, usando, inclusive as mesmas roupas de prevenção a acidentes de trabalho quando já estiverem no canteiro de obras”, afirma o engenheiro Manoel Reginaldo Ferreira, diretor do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia da FESP, responsável pela construção do campus, ressaltando a importância social da integração da equipe.

Estarão envolvidos neste projeto 14 professores da FESP, além de técnicos e funcionários administrativos e pelo menos cinco estagiários de Engenharia Civil. “Para os alunos será uma grande oportunidade de participar de uma obra histórica para a FESP e para toda a região, eles poderão acompanhar todas as etapas e atividades da produção da edificação, desenvolvendo também o que nós chamamos de diário de obra, um relatório de aproveitamento de cada dia de trabalho. O trabalho no campo é muito importante para o aluno desenvolver a capacidade de interpretar o que é visto na teoria e aplicar na prática”, ressalta o engenheiro Leandro Mendes, professor e coordenador de estágio do curso de Engenharia Civil.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



A Fundação de Ensino Superior de Passos, FESP, lançará oficialmente nesta segunda-feira (19) o projeto de construção do Novo Campus Universitário que vai abrigar no futuro todas as unidades da FESP, hoje espalhadas por 14 blocos diferentes pela cidade. Inicialmente, a FESP construirá 3 prédios com 24 salas de aula cada um, totalizando 72 novas salas de aula para 2013. “A FESP tem uma necessidade urgente de salas de aula, visto que estamos com novos cursos e o número de alunos vem aumentando ano a ano devido à credibilidade que nossa instituição conseguiu com esforço de seus professores e  funcionários administrativos ao longo destes últimos anos. Também será lançada a Caixa da Pedra Fundamental do Novo Campus, onde serão depositados documentos que estabelecem os fatos atuais de nossa cidade e região, comentários e mensagens dos presentes no evento.

A solenidade comemorativa será nesta segunda-feira, dia 19 de dezembro de 2011, no Clube Passense de Natação, com a presença de diversas autoridades. Este é um marco na história da FESP e de todo o sul e sudoeste do Estado. Vamos atender a este grande anseio de toda comunidade em dar à FESP um Campus que nossa escola merece, onde possamos  concentrar nossos alunos em suas atividades de aprendizado, as salas de aula, a biblioteca, os laboratórios. Esta nova estrutura oferecerá aos nossos estudantes uma condição especial de aprendizado. É um momento de grande comemoração”, afirma o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas.

O campus universitário será construído onde hoje é o Centro Integrado de Recreação e Esporte, CIRE. A obra terá início em janeiro de 2012 sob coordenação do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia da FESP, sob responsabilidade do engenheiro Manoel Reginaldo Ferreira, vice-presidente do Conselho Curador.

O investimento inicial será de aproximadamente R$9 milhões para viabilizar os 3 prédios que começarão a ser construídos imediatamente. Possivelmente, através de linha de crédito automático do BNDES, “A operação já foi estudada no âmbito do  Banco do Brasil e foi protocolada junto ao BNDES. Provavelmente será liberada no mẽs de janeiro”, explica o Gerente de Governo do Banco do Brasil, Welington Morais Lima.

A FESP, por entender sua missão de educação e formação de pessoas na sua integralidade, optou por utilizar também mão de obra de presidiários que serão capacitados por seus professores, através do Projeto Educar e Construir, coordenado pelo professor Ivan Francklin Júnior, ganhando assim, além do aprendizado de uma profissão, salário e redução de pena a ser cumprida.

O Projeto

O Novo Campus tem projeto assinado pelo arquiteto Sérgio Loureiro também professor da escola de Engenharia da FESP. O entorno de cada prédio será destinado a pátios e estacionamentos e será preservado ao máximo o patrimônio verde do local.

“A forma do Edifício nasceu de uma avaliação do local, a situação geográfica especifica para o volume, o parque Dr Emilio Piantino com que faz divisa e a exuberância das árvores que formam a paisagem a ser ocupada pelas novas Edificações. A leve curvatura das fachadas imprime movimento que pretende adicionar um timbre diferenciado para uma solução modular simples”, explica o arquiteto.

Cada prédio consta de 3 pisos – Térreo, 1º pavimento e 2º pavimento com acesso através de rampa e entrada em 2 níveis.

A maquete eletrônica, com detalhes do projeto será apresentada para a comunidade na segunda-feira à noite, durante o lançamento oficial do Projeto do Novo Campus.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  fevereiro 2020  >>
seteququsedo
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728291
2345678