A Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais (UAITEC), programa do Governo de Minas desenvolvido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, oferece gratuitamente 50 vagas para cursos de formação em Tecnologia de Informação na sede da UAITEC/FESP em Passos. As inscrições podem ser feitas até dia 18, sexta-feira. 

Os interessados devem estar cursando o último ano do Ensino Médio ou Técnico, e também devem ter tido acesso à formação em algoritmos e outras ferramentas necessárias para desenvolvimento de programas.

De acordo com o coordenador da UAITEC de Passos, José de Paula Silva, o curso é uma boa oportunidade. “O profissional em TI vai preparar e capacitar o mercado de trabalho nas linguagens de programação em Jva, Cobol e Dot Net em cursos de 120 horas/aula cada. Pela crescente demanda por esta mão de obra especializada, o ingresso no mercado é quase imediato”, defende.

O ProfissionalemTIpontocom intera o programa MG TI 2022, organizado pelo governo estadual e entidades que representam o setor de TI, com ações alinhadas ao programa nacional, voltadas para contribuir com o desenvolvimento dessa cadeia produtiva. Em Dezembro de 2012, o Governo de Minas e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) assinaram acordo de cooperação técnica para desenvolvimento do programa TI Maior, que prevê investimentos de R$ 480 milhões em todo o Brasil. 

A UAITEC de Passos está localizada a Av Juca Stockler, 1040, no Bloco 02 da FESP. Para mais detalhes, contato pelo telefone 3529 6031.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



João Paulo, Hugo Humberto, Alisson Ribeiro, Stanley Diones, Diego Vanderlei, funcionários da FESP, participaram da última edição da The Developer’s Conference (TDC), realizada em São Paulo pela empresa Globalcode, especializada em soluções educacionais na área de Tecnologia de Informação (TI).

A conferência, que promove diversos eventos durante o ano, consiste em uma série de palestras e cursos práticos que visam apresentar as mais variadas tendências tecnológicas do mercado de trabalho nos vários segmentos de TI, bem como orientar os participantes quanto às boas práticas de estudo e aperfeiçoamento no desenvolvimento de soluções de software e hardware. 

Da comitiva da FESP, Stanley e Diego fizeram parte do que foi chamado Raspberry PI Hackathon, que é uma oportunidade de especialização em um novo dispositivo chamado Raspberry PI - um computador de baixo custo e muito compacto que está sendo utilizado para a criação de sistemas de automação e projetos de pesquisa em diversas áreas. 

De acordo com o chefe de TI da FESP, Anderson Ferreira Souza, é um ganho considerável o contato com as novas tecnologias da área. “Esta participação traz uma inovação importante. São novas tecnologias sendo inseridas na FESP e que demonstram a tendência do setor de TI da faculdade em estar sempre à frente, buscando o que há de mais novo dentro das nossas competências. Sem dúvida é um grande investimento em educação que com certeza volta com vários benefícios para a instituição. Para empresas que querem se manter sempre a frente é fundamental a criação ou o aperfeiçoamento de suas ferramentas e recursos técnicos bem como a capacitação de seus funcionários e é isto que estamos fazendo”, declarou.

Ainda segundo Souza, a necessidade que o profissional de TI tem em estar sempre atualizado é um dos motivos pelo qual eventos como a TDC são interessantes. Em suas palavras: além de apresentarem uma série de novidades e tendências, também viabiliza o networking, ou seja, os participantes podem estabelecer contatos com outros profissionais e assim enriquecer a experiência de todos. Dessa forma, esta relação proporcionada pelo evento permite a proximidade com as tecnologias de ponta e com profissionais da mesma área, seja do mesmo segmento ou outros similares, sendo algo imprescindível e incomparável para a experiência e o currículo de qualquer profissional ou aluno. 

Os participantes voltaram com bagagem maior em conhecimento e fizeram balanço positivo. A próxima TDC está agendada para Outubro na capital do Rio Grande do Sul. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


O curso de Sistemas de Informação da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) promoveu no último sábado (28) um encontro de ex-alunos que foi marcado por muita emoção numa tarde de reencontro no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE-FESP), no Jardim Eldorado. Nesta primeira edição estiveram presentes 26 alunos egressos vindos de várias regiões a grande maioria ainda mora em Passos ou estão em São Paulo. Mas, também vieram ex-alunos de Lavras, Ribeirão Preto, Campinas e São Carlos.

De acordo com o coordenador do curso de Sistemas de Informação da FESP, Prof. MSc. Kleber Marcelo da Silva Rezende o principal objetivo do encontro foi a confirmação do vínculo entre a instituição e o corpo discente. “O evento teve o intuito de mostrar que o vínculo firmado durante a graduação não foi rompido e que a FESP se preocupa com os egressos e no caso dos cursos de Sistemas de Informação criando relações mais humanas, que muitas vezes são minimizadas pelo uso excessivo das comunicações eletrônicas, tanto na esfera pessoal quanto profissional entre os ex-alunos”, destacou o coordenador.

A ideia é antiga e pôde ser concretizada neste ano. Kleber contou que há muito tempo participa de reuniões de ex-alunos das Instituições de Ensino Superior (IES) onde ele se formou e que esses encontros possibilitam também uma visão da realidade de mercados de trabalhos diferentes e muitas oportunidades surgem nesses encontros. “Acredito que eles permitem aos egressos uma atualização do que está acontecendo na FESP no momento, bem como de conhecerem cursos de extensão e pós-graduação oferecidos pela fundação. Além disso, eles trazem muita informação a respeito da realidade do mercado em que atuam, o que nos permite uma modernização e melhor adequação dos conteúdos curriculares trabalhados no curso”, completa Kléber.

O egresso Marcos Paulo Anard Botrel Sarno, que é funcionário do Núcleo de Ensino a Distância e Moderador do Portal FESP na Internet, concorda com o coordenador. “Foi muito bom participar desse momento. Reencontrar os amigos e ex-alunos da faculdade é muito legal, pois há uma interação para saber o que o outro está fazendo tanto no âmbito pessoal quanto profissional, como está a carreira de cada um, qual a linguagem de programação está sendo usada pelos analistas de sistemas formados pela FESP e ainda relembrar os vários momentos da época de universitário”, contou Marcos Paulo lembrando que o brinde do encontro, uma caneca personalizada do curso, irá ficar guardado já esperando a próxima edição do evento.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Um grupo de alunos do curso Técnico em Informática do Instituto Educacional Máris Célis visitou na última quinta-feira (28) a Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) com o intuito de conhecerem o curso de Sistemas de Informação e o Departamento de Informática da FESP bem como toda a estrutura da instituição.

Os alunos foram recebidos pelo professor Alessandro de Castro Borges, na Sala de Multimídia da Biblioteca, onde foram apresentadas informações gerais a respeito dos cursos de computação no Brasil e, especificamente, o curso de Sistemas de Informação da FESP.

Em seguida, o grupo conheceu a Biblioteca Engenheiro Oto Lopes de Figueiredo. Ainda foram apresentadas instalações específicas do curso: salas de aula, ambiente de convivência, laboratórios. O coordenador do curso de Sistemas de Informação da FESP, professor Kleber Marcelo da Silva Rezende também acompanhou o grupo até o Departamento de Informática da FESP onde puderam conhecer a estrutura e organização no desenvolvimento de softwares, a sala de servidores de rede e o Departamento de Manutenção de Informática.

“O objetivo principal desta visita foi mostrar a FESP, permitindo aos alunos uma ampliação daquilo que eles presenciam durante suas aulas regulares no curso técnico e mostrar que eles têm em Passos uma Instituição de Ensino Superior de excelência que pode prepará-los para encarar o mercado de trabalho com muita competência”, disse o coordenador Kleber.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Prof. MsC. Gualberto Rabay com o aluno João Vitor Alonso dos Santos

Pelo quarto ano consecutivo a Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) é a única sede da segunda fase da Olimpíada Brasileira de Informática (OBI) em Passos neste sábado (26). As provas irão acontecer no período da manhã para as categorias de Iniciação e Programação Júnior, das 9h às 11h e na parte da tarde das 13h às 17h para os alunos da categoria Programação 1.

A FESP vem sendo sede regional da Fase 2 da Olimpíada Brasileira de Informática desde 2008. A FESP irá receber os alunos da cidade de Passos e Guaxupé. No estado de Minas Gerais serão sedes as cidades de Belo Horizonte, Araxá, Montes Claros, Passos e Varginha. No Estado de Minas Gerais apenas 14 cidades participaram da OBI 2012, embora isso represente um crescimento importante, pois no ano passado foram menos de 10 cidades.

Para receber os alunos da Fase 2, a FESP vai dispor de duas salas de aula no Bloco 1 e de um Laboratório de Informática para os alunos que vão fazer as provas de programação. Estarão trabalhando na organização 8 alunos do curso de Sistemas de Informação que ficarão responsáveis por distribuir e aplicar as provas nas salas e nos laboratórios.

Na Fase 2, farão provas em Passos um total de 52 alunos divididos entre as modalidades Iniciação 1 (25), Iniciação 2 (20), Programação Júnior (1) e Programação 1 (6).

A grande expectativa deste ano é a participação do aluno João Vitor Alonso dos Santos, que foi medalha de ouro na modalidade Iniciação 1, no ano passado, e ficou entre os 30 melhores do Brasil ganhando um curso de Programação na USP de São Carlos. Por haver recebido esse treinamento, João Vitor teve que fazer a prova de Programação Júnior embora tenha escolaridade para participar das provas de iniciação. Na Fase 1, o estudante resolveu todas as questões propostas e obteve 200 pontos de um total de 300 passando para a Fase 2.  "Acredito que o João Vitor tem um potencial enorme e os resultados que obteve até agora são surpreendentes e certamente melhorará ainda mais nas próximas competições", afirma o professor Rabay.

As provas de segunda fase são similares às provas da Fase 1 com um aumento da quantidade de questões e o grau de dificuldade dos problemas propostos. “Os pontos obtidos na Fase 2 são somados aos pontos da Fase 1 de cada um destes competidores e feita uma ponderação estabelecida nas regras do concurso determinando a classificação nacional do aluno”, explica Rabay. Serão distribuídas medalhas de ouro, prata e bronze e certificados de honra ao mérito para os quarto lugares. Os melhores de cada categoria irão ganhar cursos de computação na USP ou na UNICAMP.

As provas dos alunos devem ser enviadas à UNICAMP até próxima terça e os resultados podem demorar cerca de 30 dias. "A FESP mais uma vez foi imediatamente confirmada pela UNICAMP como sendo a sede regional da Fase 2 o que apenas confirma o trabalho sério que estamos fazendo ao longo destes anos levando a OBI até o aluno na sua escola. Comprometimento com a educação em todos os níveis tem sido  o que nos faz uma instituição respeitada", afirma o professor Rabay.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  agosto 2020  >>
seteququsedo
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456