Um grupo de 13 alunos dos cursos de Letras e Matemática da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), acompanhados pelo professor Júlio César Machado visitaram o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. A viagem teve o objetivo de propiciar aos visitantes outros “olhares” para a Língua Portuguesa, além dos livros didáticos.

Para o professor Júlio o museu é uma das poucas iniciativas que permitem vislumbrar o português de forma interdisciplinar, cultural, mais interacional que gramatical ou cheia de regras. “O Museu da Língua Portuguesa consegue por em relevo o que todo professor desta disciplina quer e, às vezes, não consegue que é evidenciar que o português é "além-letras", cheio de vida, útil para tudo e não um conjunto de regras antigas guardadas em um livro, que a gente vê na escola e depois esquece tudo. Não conseguimos viver em nenhum âmbito no Brasil sem o português”, disse.

“A participação dos alunos da FESP em passeios, visitas e eventos fora de Passos é uma tradição, o que evidencia o papel da instituição em promover a aprendizagem global do aluno, integrando-o junto à vida e aos aspectos da sociedade”, afirma o presidente do Conselho Curador, professor Fábio Pimenta Esper Kallas.

“A FESP é uma instituição com uma filosofia moderna e ousada que põe crédito em eventos extra-classes promovendo o enriquecimento dos alunos para serem bons profissionais no futuro”, comentou Júlio.

O passeio ao Museu da Língua Portuguesa é mais uma forma dos cursos da Faculdade de Filosofia de Passos (Fafipa) de proporcionar experiências inter-regionais e aulas não convencionais. Os alunos que participaram da excursão ficaram satisfeitos com o conhecimento adquirido.

Fonte: Agência Escola