Egressos do curso de Engenharia Civil da FESP foram aprovados em cursos de Mestrado e Pós-graduação.

A engenheira Joice Maria foi aprovada na Universidade Tecnológica Federal do Paraná UTFPR e os egressos André Luiz de Queiróz e Renam Carvalho Quadros, foram aprovados em curso de residência técnica (pós-graduação) na UEPG – Universidade Estadual de Ponta Grossa, também no Paraná.

“É um sonho de infância, que se tornou realidade. Assim que terminei o curso de Engenharia Civil na FESP consegui uma vaga para fazer residência técnica e pós-graduação através da Secretaria de Estado de Educação do Paraná”, explica, chamando a atenção para a importância da qualificação para os desafios do competitivo mercado de trabalho.

O coordenador do curso de Engenharia Civil da FESP, professor Ivan Francklin Júnior comemora: “Quando recebemos a notícia de colegas de profissão formados na FESP avançando em suas carreiras profissionais é motivo de grande alegria. Sempre digo aos meus alunos que o mercado tem espaço para todos e que hoje não podemos pensar enxergar um diploma superior como o fim da vida de estudante e sim como apenas mais um de muitos desafios a enfrentar no caminho”, segundo ele, outros três egressos também foram aprovados para o mestrado: Renata Ferreira Álvaro, Júnior Carnaval e Danilo Rezende.

FONTE: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP



Na última quinta-feira, 23, um grupo de 16 estudantes do Colégio Imaculada Conceição (CIC) de Passos foram recebidos pelo presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, em visita às obras do Novo Campus da Fundação de Ensino Superior de Passos, localizado no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE).

Os alunos do 2º ano do Ensino Médio se surpreenderam com a estrutura inovadora que está sendo aplicada na construção e enquanto caminhavam pelos prédios, os visitantes tiveram explicações não só de como será o Novo Campus da FESP concluído, mas também de como são utilizados os blocos de isopor que dão leveza à obra, sobre a escolha das paredes de gesso, e sobre os pisogramas de resíduos de concreto para pavimentos. 

De acordo com Juliana Castro Torres, administrativa da FESP que acompanhou a visita, os estudantes acharam interessante o fato de que muito do que é usado na obra é produzido pela própria FESP, como os pilares e os trilhos, por exemplo. Ainda segundo ela, “conhecer e entender uma obra grande, como a do Novo Campus, é fator relevante na escolha da profissão de engenheiro, dessa forma, o aluno que deseja se profissionalizar na área da engenharia tem a oportunidade de ver de perto como funcionam seus futuros encargos e analisar se esse é realmente seu desejo”, afirmou.

Assim como fizeram o grupo de alunos do CIC, toda comunidade está convidada a conhecer a Fundação de Ensino Superior de Passos. A visita institucional é coordenada pela relações públicas Paula Monteiro e procura apresentar a excelência de ensino e o trabalho desenvolvido pela FESP, além de sua estrutura e projetos. Os interessados podem agendar uma data entrando em contato pelo telefone (3529-6015) ou pelo e-mail: paula.monteiro@fespmg.edu.br

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja as fotos na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI.



Aconteceu no último dia 10 de maio a videoconferência "Fiscalização de Obras pelos Municípios", realizada pelo professor Sidney Ramos Borges da Faculdade de Engenharia de Passos. No ano de 2013 foi lançado o projeto UAITEC/CVT e a Engenharia, cujo objetivo é discutir a Engenharia Civil e sua atuação em especial nas demandas que surgem nos municípios sob área de influência da rede CVT/UAITEC do Estado de Minas Gerais.

As videoconferências tem sido realizadas às sextas feiras e nesta semana o tema foi a Fiscalização de Obras particulares e públicas. Com o ingresso de novas equipes de secretários municipais e a mudança de fiscais de obras nos municípios, pode-se criar uma indefinição quanto  a fiscalização das obras particulares e públicas. A Videoconferência propôs uma discussão sobre as formas de condução das fiscalizações, aprovação de projetos e verificação de obras de risco.

Para o coordenador da UAITEC de Passos, Prof. José de Paula Silva, a realização das videoconferências vem de encontro com um dos objetivos dos CVT/Uaitec que é permitir a capacitação profissional e discutir os problemas que envolvem os municípios de Minas Gerais.

Aproveitando-se da capilaridade do CVT/Uaitec, muita das quais providas por prefeituras de Minas Gerais, o projeto busca a cooperação entre universidade e empresas e prefeituras revelando o envolvimento e o compromisso em contribuir ativamente na busca de soluções para problemas ambientais e de infra-estrutura.

Por outro lado o aluno pode vivenciar todo o seu conhecimento na busca de soluções reais e aplicadas, podendo contribuir, com o seu conhecimento, de forma definitiva com a sociedade. 

 

Participação

Diversos municípios participaram de forma ativa da videoconferência e em muitos deles compareceram os secretários municipais de Obras e diversos questionamentos surgiram provenientes de cidades como Nanuque, Pedra Azul, Pouso Alegre, Montalvãnia, Monte Carmelo, Salinas, Curvelo, Caeté entre outros.

A unidade do CVT de Passos está em funcionamento há 4 anos e possui uma estrutura importante de Videoconferência, hoje dotada de 2 equipamentos de videoconferência High Definition conectados a rede por fibra ótica, com duas salas de videoconferência e 50 lugares disponíveis

A experiência do CVT de Passos em coordenar projetos que envolvam a realização de videoconferências já foi demonstrada em 2011 com a realização de um projeto que levou a rede uma série de videoconferências na área de saúde.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG e CVT/UAITEC de Passos.


Foi realizada no último dia três de maio a videoconferência "Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos". O convidado foi o professor Willian Paulo Graciano que trabalha em planos integrados de gerenciamento. A videoconferência levada para a rede é uma iniciativa que tem como eixo a diversidade do campo de atuação da Engenharia Civil, aliado a necessidade de se discutir o papel da Universidade na geração do conhecimento, e a aproximação com a sociedade foi o ponto de partida deste projeto.

Aproveitando-se da capilaridade do CVT/Uaitec, muita das quais providas por prefeituras de Minas Gerais o projeto busca a cooperação entre universidade e empresas e prefeituras revelando-se o envolvimento e o compromisso em contribuir ativamente na busca de soluções para problemas ambientais e de infra-estrutura. Por outro lado o aluno pode vivenciar e aplicar todo o seu conhecimento na busca de soluções reais e aplicadas, podendo contribuir, com o seu conhecimento, de forma definitiva com a sociedade

Segundo o Prof. Willian o desenvolvimento do Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos incorpora as diretrizes do artigo 19 da Lei Nacional de Saneamento Básico, abordando os conteúdos indicados em seus cinco incisos, relativos à necessidade de preparo de diagnóstico, objetivos e metas, programas e projetos, ações para emergências, mecanismos e procedimentos para a avaliação das ações.

De acordo com as diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos, por outro lado, e para atender as necessidades de um plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos, o Plano cumpre o conteúdo mínimo especificado no artigo 19 da Política Nacional. Nos diversos itens do Plano os dezenove incisos da Lei 12.305 foram abordados, servindo de guia para o processo coletivo de discussão instaurado.

Houve, além disso, uma preocupação clara com o respeito à ordem de prioridade na gestão e gerenciamento de resíduos definida no artigo 9º da Política Nacional. As ações planejadas buscam prioritariamente a não geração e redução, priorizando após a reutilização, reciclagem, tratamento e, por final, a disposição ambientalmente adequada dos rejeitos.

Participaram diversas cidades da videoconferência, inclusive secretários municipais que discutiram sobre a proposta.

 

Videoconferências reconhecidas

Com várias videoconferências realizadas, a FESP foi premiada recentemente pela realização de uma série especial com o tema “CVT e a Saúde” onde professores da FESP dividiram um pouco de seu conhecimento com internautas de todo o Estado de Minas Gerais.

Intermediado e apresentado pela jornalista Luciana Grilo Ricardino, integrante do Departamento de Comunicação e Marketing da FESP, o projeto recebeu Menção Honrosa no Festival de Projetos da SECTES - Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais.

Participantes: Coordenador do CVT/UAITEC de Passos José de Paula Silva e da professor Wilian Paulo Graciano.



Foi realizada no último dia três de maio a videoconferência "Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos". O convidado foi o professor Willian Paulo Graciano que trabalha em planos integrados de gerenciamento. A videoconferência levada para a rede é uma iniciativa que tem como eixo a diversidade do campo de atuação da Engenharia Civil, aliado a necessidade de se discutir o papel da Universidade na geração do conhecimento, e a aproximação com a sociedade foi o ponto de partida deste projeto.

Aproveitando-se da capilaridade do CVT/Uaitec, muita das quais providas por prefeituras de Minas Gerais o projeto busca a cooperação entre universidade e empresas e prefeituras revelando-se o envolvimento e o compromisso em contribuir ativamente na busca de soluções para problemas ambientais e de infra-estrutura. Por outro lado o aluno pode vivenciar e aplicar todo o seu conhecimento na busca de soluções reais e aplicadas, podendo contribuir, com o seu conhecimento, de forma definitiva com a sociedade

Segundo o Prof. Willian o desenvolvimento do Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos incorpora as diretrizes do artigo 19 da Lei Nacional de Saneamento Básico, abordando os conteúdos indicados em seus cinco incisos, relativos à necessidade de preparo de diagnóstico, objetivos e metas, programas e projetos, ações para emergências, mecanismos e procedimentos para a avaliação das ações.

De acordo com as diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos, por outro lado, e para atender as necessidades de um plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos, o Plano cumpre o conteúdo mínimo especificado no artigo 19 da Política Nacional. Nos diversos itens do Plano os dezenove incisos da Lei 12.305 foram abordados, servindo de guia para o processo coletivo de discussão instaurado.

Houve, além disso, uma preocupação clara com o respeito à ordem de prioridade na gestão e gerenciamento de resíduos definida no artigo 9º da Política Nacional. As ações planejadas buscam prioritariamente a não geração e redução, priorizando após a reutilização, reciclagem, tratamento e, por final, a disposição ambientalmente adequada dos rejeitos.

Participaram diversas cidades da videoconferência, inclusive secretários municipais que discutiram sobre a proposta.

 

Videoconferências reconhecidas

Com várias videoconferências realizadas, a FESP foi premiada recentemente pela realização de uma série especial com o tema “CVT e a Saúde” onde professores da FESP dividiram um pouco de seu conhecimento com internautas de todo o Estado de Minas Gerais.

Intermediado e apresentado pela jornalista Luciana Grilo Ricardino, integrante do Departamento de Comunicação e Marketing da FESP, o projeto recebeu Menção Honrosa no Festival de Projetos da SECTES - Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais.

Participantes: Coordenador do CVT/UAITEC de Passos José de Paula Silva e da professor Wilian Paulo Graciano.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG e CVT/UAITEC de Passos.



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2019  >>
seteququsedo
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910