Os alunos egressos do curso de Engenharia Civil da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) se encontraram no último fim de semana para o 2º Grande Encontro de Ex-alunos de Engenharia Civil da FESP, realizado no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE-FESP), nos últimos dias 15 e 16. “É impressionante como os engenheiros formados pela FESP se destacaram profissionalmente pelo país e até fora do Brasil. Todos estão bem colocados, em grandes cargos e nas maiores instituições do ramo da Construção Civil. Esta troca de experiências do encontro ajuda a valorizar e estimular ainda mais estes excelentes profissionais”, afirma o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas. 

O evento durou dois dias, para compensar o esforço da maioria que se encontra espalhada por todo o país e também no exterior, como é o caso do engenheiro Nicola Ferra Neto, que mora na Bolívia. “Teve colega que viajou mais de 1600 quilômetros para estar neste encontro. Não poderíamos fazer uma  confraternização como esta em apenas um dia”, afirma o engenheiro Valdir Alves Duarte, um dos organizadores do evento, que atua na Terrayama, empresa de Belo Horizonte (MG) na área de pavimentação de obras de grande porte, como barragens e rodovias.

A festa de encontro reuniu aproximadamente 150 engenheiros, além de familiares, professores e amigos, vindos de cidades de todas as regiões do país, como Palmas (TO), Goiânia (GO), Porto Velho (RO), Brasília (DF), Campo Grande (MT), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e além de cidades do estado de São Paulo, Minas Gerais, Maranhão e Espírito Santo. “Foi muito especial porque é uma forma de resgatar não só as memórias pessoais dos estudantes, mas também da própria FESP. Isso valoriza o curso e incentiva nossos alunos de hoje porque eles têm a oportunidade de conhecer as possibilidades promissoras da profissão”, avalia o engenheiro Ivan Francklin Junior, formado em 2006 e que hoje é coordenador do curso de Engenharia Civil da FESP. 

O vice-presidente do Conselho Curador e Diretor do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia, Manoel Reginaldo Ferreira falou sobre a importância de reforçar os laços de amizade e ressaltou a importância de valorizar os profissionais formados pela FESP através do encontro de ex-alunos. “Além da questão afetiva, o evento é importante porque é uma forma de reconhecer a carreira que cada um construiu. Isso valoriza a escola, a cidade e os profissionais brilhantes que se tornaram nossos alunos”, afirma o engenheiro que citou vários exemplos de sucesso como o engenheiro Petrônio Braz Junior, formado pela FESP em 1982, que hoje é presidente da Construtora Queiroz Galvão, uma das cinco maiores construtoras do país com mais de 60 anos de tradição no mercado, que prestigiou o evento. 

A primeira turma de Engenharia Civil da FESP se formou no ano de 1980. “Nesta época o curso funcionava no prédio principal e a turma reduzida perto do que é hoje, são mais de 30 anos de memórias”, recorda a professora Cibele Lemos Kallas, formada na primeira turma. Assim como ela, grande parte dos alunos e também dos professores da primeira turma participou do encontro. “Eu fui professor de todos os alunos que estavam no encontro, dou aula desde a primeira turma e sempre nos primeiros períodos de curso, é uma alegria muito grande ver estudantes de várias gerações reunidos”, afirma Wagner Bernardes Chagas, primeiro professor do curso de Engenharia Civil. “Ficamos muito emocionados, quem não fica? É muito gratificante saber que todos estão muito bem sucedidos. Isso nos deixa muito orgulhosos e nos dá força para continuar nosso trabalho como professor”, afirma.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Confira todas as fotos AQUI.



O curso de Sistemas de Informação da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) promoveu no último sábado (28) um encontro de ex-alunos que foi marcado por muita emoção numa tarde de reencontro no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE-FESP), no Jardim Eldorado. Nesta primeira edição estiveram presentes 26 alunos egressos vindos de várias regiões a grande maioria ainda mora em Passos ou estão em São Paulo. Mas, também vieram ex-alunos de Lavras, Ribeirão Preto, Campinas e São Carlos.

De acordo com o coordenador do curso de Sistemas de Informação da FESP, Prof. MSc. Kleber Marcelo da Silva Rezende o principal objetivo do encontro foi a confirmação do vínculo entre a instituição e o corpo discente. “O evento teve o intuito de mostrar que o vínculo firmado durante a graduação não foi rompido e que a FESP se preocupa com os egressos e no caso dos cursos de Sistemas de Informação criando relações mais humanas, que muitas vezes são minimizadas pelo uso excessivo das comunicações eletrônicas, tanto na esfera pessoal quanto profissional entre os ex-alunos”, destacou o coordenador.

A ideia é antiga e pôde ser concretizada neste ano. Kleber contou que há muito tempo participa de reuniões de ex-alunos das Instituições de Ensino Superior (IES) onde ele se formou e que esses encontros possibilitam também uma visão da realidade de mercados de trabalhos diferentes e muitas oportunidades surgem nesses encontros. “Acredito que eles permitem aos egressos uma atualização do que está acontecendo na FESP no momento, bem como de conhecerem cursos de extensão e pós-graduação oferecidos pela fundação. Além disso, eles trazem muita informação a respeito da realidade do mercado em que atuam, o que nos permite uma modernização e melhor adequação dos conteúdos curriculares trabalhados no curso”, completa Kléber.

O egresso Marcos Paulo Anard Botrel Sarno, que é funcionário do Núcleo de Ensino a Distância e Moderador do Portal FESP na Internet, concorda com o coordenador. “Foi muito bom participar desse momento. Reencontrar os amigos e ex-alunos da faculdade é muito legal, pois há uma interação para saber o que o outro está fazendo tanto no âmbito pessoal quanto profissional, como está a carreira de cada um, qual a linguagem de programação está sendo usada pelos analistas de sistemas formados pela FESP e ainda relembrar os vários momentos da época de universitário”, contou Marcos Paulo lembrando que o brinde do encontro, uma caneca personalizada do curso, irá ficar guardado já esperando a próxima edição do evento.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



O Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE) da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) foi palco no último fim de semana do 1º Grande Encontro de Ex-alunos da Faculdade de Engenharia de Passos (FEP) num clima de amizade, volta ao passado com lembranças diversas e a troca de experiências entre os participantes.

Entre os engenheiros formados na década de 1980 pela FESP estavam profissionais vindos de diversas partes do país e até do exterior. Relembrando as vivências dos tempos de turma de faculdade, as repúblicas e até arriscando músicas com bandas que eram formadas na época, engenheiros de cidades da região como Piumhi, Alpinópolis, Formiga, da capital Belo Horizonte, da cidade de São José do Rio Preto (SP) e tantas outras localidades, totalizaram 116 ex-alunos do curso de Engenharia Civil da FESP. Somando com os familiares mais de 300 pessoas prestigiaram a festa durante todo o sábado e domingo.

Organizado pelos engenheiros Valdir Alves Duarte e Cláudio Braga da Silveira, o evento teve o apoio da FESP por meio do presidente do Conselho Curador, professor Fabio Pimenta Esper Kallas e do diretor do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia, Manoel Reginaldo Ferreira que estiveram presente na festa prestigiando os ex-alunos.  “Esse encontro é a demonstração do que é a FESP hoje. Nós conseguimos fazer com que professores, alunos e funcionários administrativos se tornassem uma família única. Ex-alunos se encontram num momento extraordinário de confraternização. Estamos muito orgulhosos, pois quando você assume uma instituição como uma família você não a abandona jamais. O Valdir que foi um dos responsáveis, ou o responsável maior por esse encontro, traz todo esse espírito de confraternização, de solidariedade e de amizade”, disse Fabio.

Para Valdir que hoje é engenheiro em uma empresa de Belo Horizonte na área de pavimentação de obras de grande porte como barragens e rodovias, o encontro é uma confirmação da consolidação da carreira e do reencontro de pessoas que têm ideais em comum. “O encontro era um desejo de todos nós. A FESP marcou nossas vidas. Foi aqui que começamos tudo. A interação era muito forte na Faculdade de Engenharia, muitas repúblicas, os Diretórios Acadêmicos, as festas no D.A. A confraternização propiciou o reencontro com professores, com fatos daquela época e estamos muito contentes”, contou.

Histórias

Entre os participantes Nicola Ferra Neto, que é de Corumbá (MS) e mora há 28 anos na Bolívia relembrou os amigos e as histórias da República Casarão. Ele conta que achava que nunca mais iria rever os companheiros de turma de faculdade, mas que esse ano chegou uma carta por meio do consulado pelo qual os organizadores fizeram o contato, pois sabiam que ele estava na Bolívia. “Ano passado fizemos uma reunião da República Casarão e este ano o Grande Encontro dos Ex-alunos de Engenharia vem firmar a amizade que a gente fez naquela época, o que é muito aconchegante e que fica guardado pro resto da vida. As brincadeiras da época de república, tudo nos marca e a gente guardou para contar para os filhos. Tenho duas indústrias de cerâmica na Bolívia e a profissão de engenheiro civil me ajudou muito, me sinto realizado”.

O conselheiro do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura de São Paulo (CREA-SP), Décio do Amaral é um dos ex-alunos que participou da FESP e elogiou a iniciativa e a organização. “Fico muito feliz pela realização. Sou da turma de 1981. Uma oportunidade de rever colegas que há 30 anos não víamos. Lembranças boas da FESP, cujo curso proporcionou que eu conquistasse o que queria que é ser um profissional com experiência”, comentou Décio.

Antônio Sérgio Florido, que é de São José do Rio Preto (SP) e Voltaire Macedo Soares, de Passos foram alunos da primeira turma que se formou em 1980. Antônio Sérgio, mais conhecido como Serjão também fazia parte da República Casarão. “Sou da primeira turma da Faculdade de Engenharia. Iniciamos o curso em 1976 e formamos em 1980. A amizade é a melhor recordação que temos da República Casarão. Éramos em treze e até hoje a gente se encontra”, disse. E Voltaire que não seguiu a engenharia com profissão – hoje é comerciante do ramo atacadista de hortaliças – concorda com Serjão e mesmo não atuando na profissão tem os conhecimentos guardados e as experiências solidificadas em sua lembrança. “Somos privilegiados de sermos da primeira turma de Engenharia da FESP. A República Casarão é hoje uma grande família”, disse Voltaire.

Diversas repúblicas marcaram presença como o pessoal da República do Predinho e da República dos Corujas com histórias interessantes para contar. Na dos Corujas, por exemplo, o nome surgiu porque como todos trabalhavam durante o dia, no período da  noite ou madrugadas sempre havia alguém estudando, ou seja era o coruja do dia. O então estudante de Jornalismo da FESP, Daniel Polcaro Pereira, acompanhou o pai José Daniel Pereira.  Passado e presente se cruzaram. “É uma prova de que a escola está sempre ensinando e crescendo”, disse José Daniel.

E os amigos das turmas de Engenharia Civil da FESP da década de 1980 gostaram tanto do evento que já pediram bis. Agora, a equipe de organização irá trabalhar para que o evento seja uma promoção periódica com o prazo de execução ainda a definir.

Confira AQUI as fotos do encontro

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Um grupo de ex-alunos do curso de Engenharia Civil da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) vão promover no próximo final de semana o 1º Grande Encontro de Ex-alunos da Faculdade de Engenharia de Passos (FEP). Ao todo foram localizados e convidados 247 egressos e 18 professores da década de 1980. Deste total 117 pessoas já confirmaram presença, sendo 9 delas professores.

O evento que irá acontecer no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE-FESP) está sendo liderado pelos engenheiros Valdir Alves Duarte e Cláudio Braga da Silveira. Segundo eles, somando familiares, provavelmente cerca de 130 pessoas devem participar da festividade que acontece no sábado (12) e domingo (13), o dia inteiro.

A FESP está apoiando o encontro e cedeu o espaço do CIRE para a confraternização. O vice-presidente do Conselho Curador e Diretor do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia, Manoel Reginaldo Ferreira ficou satisfeito com a iniciativa e ofereceu o suporte necessário, já que a é a primeira vez que um evento deste tipo em grande porte é realizado pelos ex-alunos.

Para Valdir, o fato de o encontro ser realizado em uma dependência da FESP favorece o clima de resgate da memória e reencontro dos amigos com troca de experiências. “Ficamos muito honrados, pois depois de quase 30 anos estamos fazendo o nosso primeiro grande encontro e em local que podemos considerar como se fosse nossa casa, pois pertence à instituição que nos formou”, disse o engenheiro.

A localização dos egressos contou com a ajuda dos mecanismos da internet e foram convidados todos aqueles com quem o contato foi possível, mas com ênfase no pessoal da década de 1980, que são as turmas com as quais os organizadores tiveram contato. “O nosso grande objetivo é rever os amigos e relembrar os acontecimentos daquela época que ficou marcada para sempre em nossas vidas. Também queremos rever a faculdade, a cidade e os nossos mestres e brindar com eles nossa realização, pois foi na FEP e na cidade de Passos que nossa história de vida profissional se iniciou”, completa Valdir.

A ideia surgiu a partir de um encontro de Valdir com um colega da época em agosto deste ano. A comemoração contará com músicas, serviço de bufê e os participantes poderão desfrutar das belezas que o CIRE oferece. A FESP acredita que fortalecer os laços entre alunos e também entre ex-alunos faz parte da caminhada educacional e por isso apóia esta iniciativa.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



O Centro Vocacional Tecnológico de Passos (CVT) que tem como gestora a Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) implementou no início do segundo semestre o controle on-line de egressos. Anteriormente, o controle era realizado por fichas de papel, porém existia a dificuldade de elaboração de relatórios e seleção de ex-alunos.

A partir de agora o sistema é online, sendo feito através de busca ativa e via o próprio Blog do CVT de Passos (http://cvtpassos.blogspot.com). Foi elaborado um formulário que pode ser preenchido pelo próprio aluno contendo informações sobre sua situação no CVT e o grau de satisfação.

O objetivo é determinar a percepção do ex-aluno sobre as atividades da rede CVT, visando a melhoria do serviço prestado e também acompanhar o ingresso do ex-aluno no mercado de trabalho. Com o sistema é possível elaborar escalas de concordância bem como a criação de um extenso banco de dados.

Numa primeira fase está sendo realizada a busca ativa dos ex-alunos e com esta implementação espera-se que o registro de egressos possa ser constante por meio dos concluintes dos cursos do CVT Passos.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  agosto 2020  >>
seteququsedo
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456