A equipe técnica do projeto Corredor Verde participou do III Circuito de Arborização Urbana, realizado pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). O evento, que aconteceu no último dia 18 no Salão Nobre Eunézimo Lima, no Centro Universitário de Formiga (UNIFOR-MG), abriu espaço para discutir a importância do planejamento e a manutenção da arborização para o convívio adequado em ambiente urbano.

O encontro contou com a participação de palestrantes do setor de arborização que abordaram temas como: coleta, produção de sementes e viveiros, manutenção e implantação da arborização urbana, cenário mundial da arborização urbana, georreferenciamento de árvores, florestas urbanas e outros. Além disso, os participantes tiveram a oportunidade de conhecerem técnicas de plantio e podas de árvores urbanas. Em Formiga, houve demonstração prática nas proximidades do campus do UNIFOR-MG.

Segundo a professora Tania Teles, coordenadora do Corredor Verde, o evento traz a oportunidade de conhecer as boas práticas e procedimentos de planejamento das árvores no meio urbano. Para ela, o Circuito funciona ainda como uma troca de experiências. “A Cemig discute seus programas de manejo de vegetação com as administrações municipais e comunidade estudantil. Além disso, constitui espaço para a apresentação de trabalhos científicos voltados para o desenvolvimento de técnicas adequadas ao plantio e a convivência urbana”, comentou.

Junto à professora, participaram os alunos estagiários do projeto: Jéssica Bueno, André Phelipe Rodrigues da Silva, João Luis de Souza Ferreira, do 3º período do curso de Engenharia Ambiental e Juliano Santos Soares, do 1º período, e também Letícia Aparecida da Cruz, estudante do 1º período de Pedagogia, estagiária no Centro de Ciências da FESP.

Desde o primeiro encontro a FESP está presente no circuito que, entre outros aspectos, traz técnicas de cuidados com a arborização urbana para promover o bem-estar e a qualidade ambiental, no objetivo de ter harmonia no meio urbano. De acordo com o engenheiro de meio ambiente da Cemig, Pedro Mendes, as árvores precisam ser cultivadas de uma maneira que tenha atenção no seu planejamento, implantação e na sua manutenção. “A implantação de uma árvore deve ser precedida de um planejamento que contemple o levantamento de espaços arborizáveis. É necessário que se atente para a escolha das espécies que melhor se adequem a esses espaços, a qualidade das mudas, covas e outros procedimentos de plantio que garantam o estabelecimento e longevidade da muda plantada. Portanto, o debate e a troca de experiências entre os profissionais envolvidos, em relação à arboricultura, são fundamentais”, justificou. 

O Circuito de Arborização Urbana envolve profissionais da Cemig, prefeituras municipais, estudantes universitários, organizações não governamentais e órgãos públicos ligados à gestão ambiental. Ao longo de todo o ano, o Circuito percorre cidades do interior de Minas Gerais com a proposta de discutir as boas práticas de arboricultura, buscando aprimorar os trabalhos dos profissionais envolvidos no planejamento urbano, distribuição de energia elétrica e arborização.  

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) realizou no último domingo (27) o VI FESP Moutain Bike. O torneio atraiu atletas amadores e profissionais de Minas Gerais e São Paulo nas dependências do Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE) e do Parque Municipal Dr. Emílio Piantino.

Um grande público compareceu até o CIRE para prestigiar a competição. O FESP Moutain Bike foi dividido em três baterias e 13 categorias. Entre os competidores, atletas de renome nacional e internacional estiverem em Passos para disputar a prova. Entre os atletas de destaque, Érika Gramiscelli, que é a atual Campeã Brasileira na Equipe Elite elogiou o torneio que é organizado pelo curso de Educação Física da FESP. Érika é a 27ª colocada no ranking mundial e representou o país nos jogos Pan-americanos do ano passado. “A pista do FESP Moutain Bike teve uma qualidade excelente e posso considerá-la uma das melhores de todo o país. O grau de dificuldade das provas também foi muito bom e mostrou que a competição uniu técnica e resistência, fatores imprescindíveis no Moutain Bike”, disse Érika.

Os vencedores das categorias principais foram Nicolas Sessler, de Ribeirão Preto (Elite Masculina); Érika Gramiuscelli, de Belo Horizonte (Elite Feminina), Diego Manicardi, de Passos (Júnior); Mateus Antônio Bueno Delgado, de Mogi Guaçu (Sub 23); Lázaro Tadeu Lara, de São Sebastião do Paraíso (Expert); Júlio César da Silva (Sub 35) e Valdecir Pereira, de Mogi Guaçu (Sub 40). (Confira abaixo classificação geral)

Os organizadores do evento, o atleta Sérgio Machado e o professor do curso de Educação Física e atleta patrocinado pela FESP, Cláudio Augusto Dias, o Guto, ficaram satisfeitos com a repercussão da sexta edição do evento. Eles destacaram que cada detalhe foi pensado para que a prova possa ser comparada a grandes torneios nacionais da modalidade. A trilha teve 5 quilômetros e meio de traçado entre mata aberta e fechada intercalado com subidas, descidas e curvas técnicas. 

“Recebemos diversos elogios e o fato de atrairmos competidores de renome nacional e internacional coloca a FESP dentro do cenário da prática esportiva brasileira. O incentivo que a FESP oferece ao esporte coloca a cidade Passos numa posição de destaque no Brasil, o que vem acontecendo não só com o Moutain Bike, mas com diversos outros eventos esportivos que a FESP promove como a Minimaratona”, destacou Sérgio Machado.

A FESP patrocina três atletas do Moutain Bike que aproveitaram a prova para competir e treinar com esportistas de peso, como o atleta que é a grande promessa brasileira no Moutain Bike, Nicolas Sesller.

O curso de Nutrição da FESP também participou do evento. Após o desgaste da prova, atletas recebiam na chegada uma barra de cereal para reposição das calorias, que foi elaborada pelos alunos de Nutrição. Além de ser um momento de lazer e diversão para toda a comunidade o evento tem ajudado a disseminar o esporte na região. Há cada vez mais adeptos ao Moutain Bike no sudoeste mineiro. A FESP investe no esporte como uma possibilidade para a prática da responsabilidade social e a construção da cidadania.

 Classificação geral das principais categorias:

ELITE MASCULINA
1º lugar – Nicolas Mariotto Sessler – Ribeirão Preto (SP)
2º lugar – Welington Gonçalves de Jesus Rezende – S.S. do Paraíso (MG) – FESP
3º lugar – Gustavo Ricardo Santos – Lagoa da Prata (MG)
4º lugar – Ivan Gomes Ferrari – Mogi Guaçu (SP)
5º lugar – Moisés Lourenço Silva Santos – Uberaba (MG)

ELITE FEMININA
1º lugar – Érika Fernanda Gramiscelli – Belo Horizonte (MG)

JÚNIOR
1º lugar – Diego Manicardi – Passos (MG) – FESP
2º lugar – Bruno Kennedy Firmino – Altinópolis (SP)
3º lugar – Otávio Augusto Silva – Cássia (MG)

SUB 23
1º lugar – Mateus Antônio Bueno Delgado – Mogi Guaçu (SP)
2º lugar – Guilherme Resende de Sousa – S.S. do Paraíso (MG)
3º lugar – Jonas Narciso – Lagoa da Prata (MG)

EXPERT
1º lugar – Lázaro Tadeu Lara – S. S. do Paraíso (MG)
2º lugar – Túlio de Morais Borges – Cássia (MG)
3º lugar – César Augusto Oliveira Souza – Uberaba (MG)

SUB 35
1º lugar – Júlio César da Silva – Uberaba (MG)
2º lugar – Aldemir B. Rocha – Sertãozinho (SP)
3º lugar – Attilio Meloni Neto – Passos (MG)

SUB 40
1º lugar – Valdecir Pereira – Mogi Guaçi (SP)
2º lugar – Wagno Antônio da Silva – Arcos (MG)
3º lugar – Emerson Rogério Rosa – Passos (MG)

- Confira mais fotos do evento na galeria de imagens do Portal FESP AQUI

- Confira o video

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing




O karateca patrocinado pela FESP Márcio Monteiro Magalhães, ao centro, com o presidente da FMK João Carlos de Godói e o presidente da Delegacia Regional SSMK (Sul-Sudoeste Mineiro de Karatê) Rovilson José do Nascimento com o documento que regulamenta o circuito.

O karateca e educador físico patrocinado pela Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), Márcio Monteiro Magalhães está coordenando a organização da Primeira Etapa do Circuito Regional de Karatê que acontece neste domingo (15) no Ginásio de Esportes do Clube Passense de Natação (CPN).

O circuito é promovido pela Federação Mineira de Karatê (FMK) e contará com um grande número de participantes de toda a região. O incentivo ao esporte promovido pela FESP procura atender à comunidade regional com a promoção da qualidade de vida e saúde.

Márcio Monteiro Magalhães, organizador do evento e esportista da FESP, é técnico da seleção mineira de karatê. A competição está marcada para iniciar as 9h30 mas a partir das 8h30 haverá a concentração de atletas e a conferência das chaves. A abertura oficial acontece às 9h.

Todos os clubes e atletas que vão participar são filiados à FMK e as classificações somam pontos no ranking geral. Cada clube ou escola vai participar da abertura com um banner ou bandeira da entidade que representa.

São esperados cerca de 300 atletas e como afirma Márcio as regiões do sul e sudoeste mineiro estão envolvidas e amigos karatecas sanseis (descendentes de japoneses) já confirmaram presença. “A organização foi bem executada e iremos recepcionar os participantes com grande motivação. O apoio da FESP é muito importante e a parceria com o CPN devido à boa estrutura que o clube oferece como ginásio, tatame de excelente qualidade e o painel eletrônico, que é um sistema inédito na cidade de Passos, vai contribuir para a boa realização da competição. Os atletas ficarão alojados no clube”, informou Márcio.

O torneio será realizado nas categorias kata e kumite. Nas categorias até faixa verde serão disputados katas básicos do estilo e um livre nas disputas por medalhas. Nas categorias faixa roxa a preta serão seguidas as regras da WKF (World Karate Federation), CBK (Confederação Brasileira de Karatê) e FMK (Federação Mineira de Karatê). Nas categorias de kumite também serão seguidas as regras dessas entidades.

Um dia antes do torneio, no sábado (14), acontecerá um curso de arbitragem ministrado pelo presidente da FMK João Carlos de Godói e pelo diretor técnico da FMK José Benedito Bressani. Márcio destacou que como é um curso importante todos que trabalham com o esporte estão convidados. “É muito importante para os mestres e professores participarem do curso para um conhecimento maior das regras e para os atletas também ficarem por dentro e executar melhor seus combates”, destacou Márcio.

Fonte: Agência Escola



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  maio 2020  >>
seteququsedo
27282930123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
1234567