Setembro e Outubro serão meses de maior circulação de pessoas nos bares, restaurantes e lanchonetes de Passos. Movimentando a economia e o turismo na cidade, mais uma edição do Festival Cultural Gastronômico Sabor de Passos FESP, começou nesta segunda-feira, dia 1º, com realização da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP), Associação Comercial e Industrial de Passos (ACIP) e Jornal Folha da Manhã.

Considerado um dos maiores eventos gastronômicos do sul de Minas Gerais, o Sabor de Passos, desde 2008 contabiliza um histórico de aproximadamente 80 mil votos populares, mais de 100 diferentes petiscos, mais de 15 mil porções comercializadas e participação de dezenas de bares, restaurantes e lanchonetes. O objetivo é promover uma melhor qualidade dos serviços prestados nos estabelecimentos da cidade, bem como a geração de emprego e renda.

Nos próximos 61 dias, 23 estabelecimentos servem seus pratos para avaliação dos jurados. Os petiscos têm o preço fixo de R$45,00 e devem servir 4 pessoas. Os dias e horários em que estão disponíveis são definidos pelo estabelecimento e divulgados no site da FESP, na página oficial da FESP no facebook e na fanpage do próprio festival, também no facebook.

Um dos diferenciais do 7º Sabor de Passos é o foco na criatividade do prato, que, neste ano, tem o valor da nota dobrado, tanto nas cédulas do público, quanto na cédula dos jurados. Outra novidade é que o voto para Melhor Atendente será dado na cédula de votação. O público que aprecia os petiscos concorrentes pode votar através de cédulas entregues nos próprios estabelecimentos concorrentes, onde ficam as urnas de depósito dos votos. Na cédula, o público avalia os quesitos Sabor, Beleza, Criatividade, Higiene e Organização, Banheiro e Atendimento.

Além do júri popular, há um corpo de jurados - selecionado pela comissão organizadora - que frequenta incógnito o estabelecimento e tem cédulas e quesitos mais detalhados. O corpo de jurados avalia, além do prato, a postura e atitudes do competidor. 

A apuração dos votos será feita pelo Instituto de Pesquisas de Opinião da FESP (IPFESP) nas semanas seguintes ao término da votação. Os resultados só serão divulgados no evento de encerramento e premiação do festival, em novembro.

Segundo a coordenadora do evento, a professora da FESP Heliza Faria, o cardápio está surpreendente. “O foco em criatividade trouxe mais competitividade ao concurso. Foram criados pratos bonitos, detalhados e alguns muito inovadores, combinando nossa culinária tradicional com a gastronomia de diversas regiões do mundo: além da grande inspiração na comida mineira e brasileira, também com muitos elementos característicos das culinárias americana, francesa, tailandesa, indiana, havaiana, árabe, entre outras. Sem dúvida, é um amadurecimento dos competidores. O público tem que prestar atenção no quesito criatividade na hora de votar porque essa nota vale em dobro. Isso faz com que a disputa pelos prêmios seja ainda mais acirrada”. 

A organização e logística do evento fica a cargo da FESP, ACIP e FOLHA e a divulgação é feita em parceria com 7 empresas ligadas à comunicação.

Premiação

Receberão troféus especiais os estabelecimentos com melhor pontuação nas seguintes categorias: Tira-gosto, Melhor Bar/Restaurante, Prêmio Especial do Júri, Melhor Atendimento, Melhor Banheiro, Prato Mais Criativo, Melhor Prato Mineiro, Melhor Atendente e Melhor Cozinheiro/Cozinheira - automático para o vencedor do Melhor Tira-gosto de 2013. Além desses, os prêmios técnicos de Melhor Acessibilidade e Melhores Práticas Nutricionais, são auferidos pelo corpo docente e alunos dos cursos de Engenharia Civil e Nutrição da FESP. Caso haja empate entre dois ou mais estabelecimentos, eles receberão conjuntamente a premiação prevista. 

Confira abaixo a lista dos participantes do 7º Festival Sabor de Passos:

À Moda Antiga – Prato: Kibão que é Peixe!

Buteko do Edinho – Prato: Trem Bão do Buteko

Intervalo – Prato: Cadê o Hexa?

Avalanches – Prato: Chapei no AVA

Esquinão da Onze – Prato: Entre Tapas e Peixes

D’Luigi – Prato: Tá Enrolado!

Roça do Chiquinho – Prato: Caipirão da Roça

Globo Choperia – Prato: A Copa foi pro Brejo

Passatempo Happy Hour – Prato: Fish, Maria!

Spaghetti & Grill – Prato: Simples Assim:

Tô no Trabalho - Prato: Hora Extra

Capella Deck e Venda - Prato: Tilápia da Gerais

Peixe e Cia – Prato: Manda Ver!

Brasão Gastronomia – Prato: Trem Diferente

Restaurante e Pastelaria Estação – Prato: 5 Estações

Petisco e Cia – Prato: Tá no Jeito!

Tarcísio Lanches – Prato: Rolezinho do Tarcísio

Pilão – Prato: Petiscos do Rio Grande

Primus – Prato: Primavera da Primus

Prosa Mineira – Prato: Prosa Cabloca

Canoa Quebrada – Prato: Tilápia à Timoneiro

Puro Sabor – Prato: Tutupikanha

Sushi Lounge & Grill – Prato: Brasileiríssimo

Veja o livreto com as fotos e descrições dos pratos clicando AQUI.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Por pouca diferença percentual o “Volta ao Mundo”, prato do Sushi Lounge & Grill, foi Melhor Tira Gosto do 6º Festival Gastronômico e Cultural Sabor de Passos, promovido pela FESP. A competição movimentou a cidade no circuito dos 18 participantes, que em 63 dias, venderam cerca de 6 mil pratos, estimando o consumo de mais de 7 toneladas de alimentos. Ao todo foram entregues 11 troféus durante a premiação que aconteceu na segunda-feira (18) no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE-FESP), com a banda Saudade da Zona como atração musical.

Para o presidente do Conselho Curador da FESP, a cidade se firma cada vez mais como polo regional responsável por projetos inovadores e tem na Fundação como promotora desses eventos culturais, esportivos, e especialmente o Sabor de Passos.  “A FESP está em sua sexta edição do Festival com uma participação enorme da população, que contou com um trabalho primoroso desenvolvido pelos restaurantes e bares da cidade. Foi uma procura muito grande pela qualidade, pela inovação, por propor algo diferente. Nós sentimos que todos estão felizes e o mais importante é isso: participar e fazer com que a nossa cidade atraia esse público, esse turista que vem pra cá pra poder aproveitar desse serviço gastronômico que nós temos de melhor”, defendeu o professor Fabio Kallas, acompanhado pela esposa Cibele Lemos Kallas, que contou fazer questão de experimentar o maior número de pratos. “É um Festival que enobrece essa classe culinária que muitas vezes é esquecida porque a cidade desponta em vários setores. Então cada vez mais o Festival valoriza os estabelecimentos. Isso só vem engrandecer os profissionais da cidade”, complementa a professora de Educação Física.

Depois das 2 semanas de apuração dos mais de 14 mil votos válidos no IPFESP, a sexta edição do Festival foi consagrada como a mais expressiva, fato que a coordenadora do evento comemora. “Tivemos mais prêmios, um número maior de votações, de venda de pratos e de quantidade de comida utilizada. Eu acredito que o crescimento não foi só no tamanho do Festival. Todos os participantes tiveram um amadurecimento na parte gastronômica, o que ocasionou esse destaque significativo. Valeu todo o esforço e dedicação! A logística é muito complicada, mas o pessoal que entra, vem com vontade e isso compensa tudo”, disse satisfeita a professora e designer Heliza Faria.

O proprietário do Sushi Lounge & Grill, agradeceu o prêmio de Melhor Tira Gosto, um dos mais disputados. “Eu acredito que melhor que participar é poder apresentar a qualidade dos restaurantes da cidade. Muito obrigada a quem participou e experimentou. Muito obrigada à FESP. Esse é um evento que eu vou participar sempre. O prato foi feito realmente pensando em servir a nossa comunidade de Passos, uma cidade que abriga pessoas de todos os cantos. O nome dele é ‘Volta ao Mundo’, sendo escolhido para ter a oportunidade de apresentar diferentes sabores como o brasileiro, que teve como base a mandioca e a carne seca; do Chile que é o salmão; o da Índia que é o camarão; o bolinho de bacalhau de Portugal, da Holanda veio a batata; e do Japão o hot roll. Foi um sucesso e ele vai continuar no nosso cardápio”, declarou Wesley Andrade que ainda recebeu o troféu de Melhor Cozinheira, representando Geni de Souza, também do Sushi Lounge & Grill.

Renato Moreira ficou surpreso ao ser chamado para receber o prêmio de Melhor Bar para seu estabelecimento. “Ganhar um prêmio desses é muito importante. Muitas pessoas que não conheciam, passaram a conhecer o bar por causa do Festival. Foi ótimo e eu adorei participar”, falou o proprietário do Estação Cerveja.

A Roça do Chiquinho conquistou o prêmio Especial do Júri, votado somente pelos jurados, e o de Melhores Práticas Nutricionais, auferidos pelos professores e alunos do curso de Nutrição da FESP. Segundo o responsável pelo restaurante, receber os troféus foi uma forma de reconhecimento do trabalho realizado. “Foi muito bom! Primeiro ano de estabelecimento, estamos começando agora e trabalhando para melhor cada dia mais. O movimento aumentou, o pessoal veio procurar e eu nem tenho palavras para descrever a minha satisfação”, reforçou Leonardo Moraes.

O Sabor de Passos é uma realização da FESP, com apoio cultural da Folha da Manhã, Ponto 10 Outdoor, SignMaker Comunicação Visual, Rádio IND FM, Portal Virou Notícias, Guia Paparazzo, Sênior Uniformes e Polícia Militar.

Confira a classificação completa abaixo e as fotos do evento AQUI.

Melhor Tira Gosto de 2013: Volta ao Mundo - Sushi Lounge & Grill

Prêmio do Júri: Uai, Chiquinho! – Roça do Chiquinho

Prato mais Criativo: Chique de Doê – Passatempo Happy Hour

Melhor Bar: Estação da Cerveja

Melhor Prato Mineiro: Festança Mineira – Prosa Mineira

Melhor Atendimento: Petiscaria e Esfiharia Puro Sabor

Melhor Banheiro: Avalanches

Atendente do Ano: Carlos Barbosa - Carlinho do Puro Sabor

Cozinheira do Ano: Geni de Souza – Sushi Lounge & Grill

Melhores Práticas Nutricionais: Roça do Chiquinho

Melhor Acessibilidade: Prosa Mineira

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Depois de duas semanas de apuração dos cerca de 14 mil votos válidos, hoje será realizada a premiação do Festival Sabor de Passos, encerrado com aproximadamente de 6 mil pratos vendidos, com consumo de mais de 7 toneladas de alimentos, entre carnes, queijos, legumes e outros. A festa será realizada no CIRE/FESP, a partir das 20h, com apresentação da Banda Saudade da Zona. A entrada é gratuita.

A competição gastronômica movimentou a cidade de Passos no circuito dos 18 bares, restaurantes e lanchonetes participantes e estima-se que mais de 25 mil pessoas experimentaram os petiscos. “Foi o maior festival de todos os tempos com recorde de venda de pratos. A impressão dos participantes é de que o evento realmente aquece as vendas. Os comerciantes também citam que nesta época eles ganham muitos clientes novos e que o bom serviço e a boa qualidade da comida ajudam a fidelizar a clientela. Foi uma edição muito disputada. Os pratos foram inspirados na culinária de vários países, mas também muitos elementos da tradicional cozinha mineira foram utilizados. Essa mistura ficou muito interessante e valorizou os petiscos”, defendeu a professora Heliza Faria, organizadora do evento.

Serão distribuídos prêmios para os melhores nas categorias: tira-gosto, atendimento, banheiro, bar ou restaurante, prato mineiro, acessibilidade, práticas nutricionais, além do prato mais criativo, prêmio do júri, e dos especiais para atendente do ano e melhor cozinheiro ou cozinheira, automático para o estabelecimento que for premiado com o melhor tira-gosto, sorteado para um dos cozinheiros da casa.

Aproximadamente 50 pessoas de diversos segmentos fizeram parte do corpo de jurados. A apuração foi feita pela equipe do IPFESP (Instituto de Pesquisas da FESP), sob a coordenação de Bianca Righetto, utilizando o sistema desenvolvido pelo professor de Sistemas de Informação da Fundação, Gualberto Rabay.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Depois de 63 dias foi encerrado o Festival Sabor de Passos com cerca de 6 mil pratos vendidos, estimando o consumo de mais de 7 toneladas de alimentos, entre carnes, queijos, legumes e outros. A competição gastronômica movimentou a cidade no circuito dos 18 bares, restaurantes e lanchonetes participantes.

“Foi o maior festival de todos os tempos com recorde de venda de pratos. A impressão dos participantes é de que o evento realmente aquece as vendas e de que ano a ano fica mais conhecido espontaneamente pela população porque os clientes já chegam ao estabelecimento pedindo pelo prato do Festival, mesmo se não oferecido. Os comerciantes também citam que nesta época eles ganham muitos clientes novos e que o bom serviço e a boa qualidade da comida ajudam a fidelizar a clientela”, conta a professora Heliza Faria, organizadora do evento.

Aproximadamente 50 pessoas de diversos segmentos fizeram parte do corpo de jurados. A apuração será feita pela equipe do IPFESP (Instituto de Pesquisas da FESP), sob o coordenação de Bianca Righetto, utilizando o sistema desenvolvido pelo professor de Sistemas de Informação da Fundação, Gualberto Rabay. Estima-se que mais de 25 mil pessoas experimentaram os pratos, e a quantidade de votos válidos deve superar o número de 14 mil. 

Serão distribuídos prêmios para os melhores nas categorias: tira-gosto, atendimento, banheiro, bar ou restaurante, prato mineiro, acessibilidade, práticas nutricionais, além do prato mais criativo, prêmio do júri, e dos especiais para atendente do ano e melhor cozinheiro ou cozinheira, automático para o estabelecimento que for premiado com o melhor tira-gosto, sorteado para um dos cozinheiros da casa. “Será uma edição muito disputada, pois vários estabelecimentos elaboraram bastante em suas criações. Os pratos foram inspirados na culinária de vários países, mas também muitos elementos da tradicional cozinha mineira foram utilizados. Essa mistura ficou muito interessante e valorizou os petiscos. Vários participantes já resolveram incorporar os pratos ao cardápio da casa e sem dúvida esta foi uma deliciosa edição que conquistou o público”, defende a professora.

O Festival Gastronômico movimenta o turismo e a economia. Segundo a organizadora, é cada vez maior a participação de pessoas das cidades vizinhas, de outras regiões, estados e até países. “Como é um evento de grande duração, dá oportunidade para que mais pessoas visitem Passos no período, atraídos pelos petiscos diferenciados e pelo próprio movimento, que agita a cidade. Já está no calendário cultural e a tendência é atrair cada vez mais visitantes à procura de boa comida e diversão”, afirma.

A premiação acontece no dia 18 de Novembro, à partir de 20h CIRE FESP. Haverá show com uma banda ou artista passense que frequentemente se apresenta em bares da cidade durante todo o ano.

 

Confira a lista de participantes oficiais desta edição:

Puro Sabor

Roça do Chiquinho

Estação Cerveja

Esfiha e Cia

Urbanu´s

Passatempo Happy Hour

Casa de Caldos Bem Feitinho

Pilão

Parmegiana e Cia

Spaghetti & Grill

Prosa Mineira

Globo Choperia

Petisco da Moda

D´Luigi Pizza Bar

Avalanches

Capella do Chopp

Império Costelaria

Sushi Lounge

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Empresários do Estado de Minas Gerais participaram de uma rodada de negócios promovida pela parceria entre SEBRAE e a FESP. A Agenda de Relacionamento aconteceu dentro da programação do III FESP Inova e contou com empresários de 15 cidades mineiras que vieram conhecer e fazer negócios com os lojistas do pólo de confecção da cidade. 

A responsável pelo SEBRAE para a microrregião de Passos, Fabiana Rodrigues Rocha, contou que essa é a primeira edição da agenda na cidade e que o resultado deve superar a expectativa de vendas. “Recebemos as empresas da indústria de confecção, que são as ofertantes, mostrando seus produtos para 15 empresas do estado. Tivemos moda feminina, masculina, infantil e lingerie já disponíveis para vendas de Natal. Recebemos empresários de Belo Horizonte, Varginha, Piumhi, Medeiros, Bambuí e diversas outras”, comenta a analista que justificou a importância do evento como sendo uma abertura de novas pontes de comércio. “É um momento de gerar negócios e trocar experiências. As empresas convidadas não conheciam o pólo de confecção de Passos, então, é uma oportunidade de expor a cidade e seus produtos e, também é a chance dos lojistas do estado aproveitarem o contato. O que estou percebendo é que eles estão gostando porque são produtos diferenciados e com preços competitivos. Tiramos as impressões de que os produtos das confecções da cidade têm altos preços.”, defendeu a analista.

Márcia Elen Lopes, empresária de Janaúba, comprovou a qualidade dos produtos e se surpreendeu com o potencial da região. A comerciante e saía da primeira parte do encontro com planos de compras. A empresária Elisabeth de Faria Namitala, da cidade de Medeiros (MG) também aproveitou a ocasião para conhecer os produtos passenses. “Abri meu próprio negócio e o SEBRAE foi a ponte para que eu chegasse aqui. Conheci os produtos mais cedo e estou visitando as lojas. Achei tudo muito bonito, as peças são bem acabadas e é barato. Vou voltar para comprar mais”.

A presidente da CDL São Francisco de Minas Gerais veio negociar a compra que vai dar início ao seu novo investimento. “Estou aqui como lojista hoje, procurando novidades porque eu tenho experiência com calçados, mas estou entrando no setor de confecção agora. Gostei da qualidade, da variedade e do preço. Já fechei alguns negócios e até o fim do dia ainda pretendo fazer mais uns 3 ou 4. O que eu acho mais interessante é a idéia de promover a cidade por parte dos comerciantes. Achei a iniciativa muito bonita e é um exemplo a ser seguido: vender a própria cidade”, disse Elaine Rodrigues Oliveira Santos.

A empresária, Daniana Silva Andrade Chacon, gerente da loja Dhamas, aprovou a iniciativa como uma forma de fomentar o comercio atacadista de Passos. “Eu achei ótima a iniciativa do SEBRAE de trazer novos clientes para gente. Fazemos preços especiais de atacado, fazemos cadastro para mandar os materiais da loja e esperamos manter este relacionamento”, avalia. 

A comerciante Andrea Simão Rocha, proprietária da Azarrara Lingerie, renovou a lista de contatos e definiu a Agenda de Relacionamento como um meio de conquistar um mercado variado. “Esta é uma oportunidade brilhante para fazer novos contatos, conseguir clientes e parceiros. Senti no olhar das pessoas uma recepção muito positiva e interesse, por exemplo, daqueles que não trabalham com lingerie e passaram a se interessar e fazer uma compra. Foi formidável e espero fechar bons negócios não só hoje, mas manter vínculo”, relata.

Ainda segundo Fabiana Rodrigues Rocha, o SEBRAE participa da jornada do III FESP Inova com o objetivo e reafirmar a relevância da postura inovadora das empresas para alcançar sucesso pleno. “Hoje, para que as empresas se tornem competitivas, elas precisam inovar o tempo todo. Esse evento grande que a FESP está realizando não é proveitoso só para os alunos, é também vantajoso porque dá essa abertura para o comércio local. Trouxemos empresários da região para expor suas trajetórias justamente para motivar o seguimento”.

Na terça-feira aconteceu o “Inovar para Crescer”, realizado pelo SEBRAE dentro do cronograma do III FESP Inova. O seminário discutiu com os empresários de Passos e região os mais avançados modelos de gestão, propondo novas estratégias de negócio no sentido de potencializar bons resultados.

Segundo a coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, esta é também uma oportunidade que os acadêmicos da FESP receberam para participarem de uma vivência real do mundo dos negócios. “Foram apresentados casos de sucesso de empresas que se sobressaíram no cenário comercial, como o Clube da Casa, RAPEH e Mazé Doces. Entendemos que esta exposição foi o primeiro contato com a realidade que muitos deles terão quando se formarem profissionais”, ressaltou a professora Marisa da Silva Lemos, mediadora da parceria com o SEBRAE.

O Seminário teve o seu painel de abertura moderado por Inocêncio Magela e a palestra “Endeavor”, seguido então pela exposição “Cultura de Inovação” feita por Charles Bezerra, um dos maiores cientistas da inovação do Brasil, Ph.D. pelo Illinois Institute of Technology, conhecido como “The New Bauhaus”. Bezerra trabalhou como executivo em empresas multinacionais, como Steelcase e Motorola, e representa uma nova onda de pensadores capazes de articular o conhecimento de várias disciplinas, sintetizar tudo de uma forma simples e lógica que nos ajuda a avançar com conforto em meio a tanta incerteza. Já lecionou sobre inovação e design em universidades no Brasil, Estados Unidos e Nova Zelândia. Charles é representante da America Latina no DMI Advisory Council e é autor dos livros “O Designer Humilde” lançado em 2008; e “A Máquina de Inovação: mentes e organizações na luta por diferenciação” – lançado em 2010 pela editora Bookman.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  março 2020  >>
seteququsedo
2425262728291
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
303112345