A FESP realiza nesta quinta-feira (27) as entrevistas com os alunos que se inscreveram para participar da Operação Guararapes do Projeto Rondon, que acontece em Julho de 2014. 

A segunda fase da seleção recebe os interessados dos cursos dos Núcleos de Humanas, Educação e Saúde no Bloco 06 da Fundação às 19h30. Já os inscritos dos cursos de Engenharia e Sistemas de Informação serão entrevistados no Centro Integrado de Recreação e Esporte (CIRE), a partir das 20h30.

De acordo com o coordenador do Núcleo RondonFESP, professor Itamar Teodoro de Faria, a entrevista é de caráter eliminatório. “Quem não comparecer será automaticamente excluído da seleção”, declarou. Ainda de acordo com o coordenador, a seleção dos alunos para compor a equipe de rondonistas levará em conta o caráter multidisciplinar, buscando incluir alunos dos mais diversos cursos da Fundação.

A Operação Guararapes seguirá na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes. De 18 de julho a 2 de agosto os Estados do Pernambuco, Paraíba e Alagoas receberão as comitivas de estudantes de todo o Brasil, sendo a FESP, designada para o trabalho no município de Maraial (PE).

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



O coordenador da UAITEC de Passos e professor da FESP, José de Paula Silva foi selecionado para disputar a primeira seletiva do concurso “Paisagens Mineiras”, realizado pelo Jornal Estado de Minas e pelo Grupo Diários Associados em parceria com a Petrobras. Nesta 4ª edição, os participantes devem inscreveram suas imagens usando como inspiração cinco diferentes categorias: cidades históricas, natureza, cultura e artesanato, paisagens urbanas e cozinha mineira. José de Paula retratou a Paróquia Nossa Senhora da Penha, em Passos, e se for o ganhador, uma instituição educacional ou assistencial da região fotografada receberá um kit multimídia.

“Com muita alegria recebi a notícia, pois é o segundo ano que sou finalista”, comenta entusiasmado o autor da foto. José de Paula concorreu na 3ª edição com a foto realizada em Ouro Preto (MG), na Igreja de Nossa Senhora das Merces e Perdões, mostrando ao fundo o Pico do Itacolomi.

Segundo José de Paula, para conseguir a imagem foram alguns dias de observação até que as condições ambientais e de iluminação fossem favoráveis. “A luz na Igreja e na Serra ocorrem de forma diferente em alguns instantes, e ao final do dia, dependendo da época do ano, a junção das luzes permite uma coloração especial, principalmente no segundo plano, onde a Serra se destaca. Neste ano, procurei retratar a paisagem da nossa região para valorizar o que a gente tem bem perto de nós, chamando a atenção para as nossas riquezas”.

José de Paula concorre com autores de imagens de Diamantina, Bonfim, Pirapora, Tiradentes, Alto Caparaó, Nova Lima e São Brás de Suaçuí. Para votar bastar entrar no site www.paisagensmineiras.com.br, o clique não exige cadastro.

O concurso de fotografias “Paisagens Mineiras” terá quatro seletivas e, de acordo com o regulamento, em cada seletiva, a comissão julgadora escolherá 8 fotos, sendo que haverá pelo menos 1 de cada categoria para disputar o voto popular pela internet. Duas fotos de cada seletiva serão eleitas para concorrer ao grande prêmio final, que será entregue em abril de 2014 num evento de premiação. 

Para os realizadores do concurso, Minas Gerais é um estado de belezas, cidades e paisagens singulares. As riquezas naturais e da terra somam-se à arte e à cultura do povo que merece ser registrado, eternizado e compartilhado. José de Paula defende a fotografia como uma forma não só registrar, mas dar visibilidade e reconhecimento à paisagem. “Passos merece esse prêmio. Gostaria que todos votassem para que este prêmio venha para a Paróquia, importante maravilha da nossa cidade”, complementa. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Os alunos do curso de Sistemas de Informação e funcionários da FESP Hugo Humberto Rodrigues Gonçalves e Mailson de Queiroz Proença, e o também aluno e estagiário Stanley Diones Moreira Lara, acompanhados do treinador e professor Gualberto Rabay Filho, foram até Itajubá participar da Seletiva Regional da Maratona de Programação 2013.

Segundo dados da organização da Maratona, participaram desta fase 586 times de 182 escolas, somando ao todo, 1800 competidores. A sede de Itajubá contou com 21 times e apenas 2 foram selecionados para a fase final brasileira que acontece em Uberlândia no começo de Novembro.

De acordo com o treinador Rabay, mesmo que a equipe da FESP não tenha conseguido a classificação para a etapa brasileira da Maratona, a participação dos alunos já garante um grande diferencial em seus currículos. “Participar de uma maratona tem aberto portas do mercado de trabalho empresarial e acadêmico. Os alunos sempre são procurados por grandes empresas até pelo fato de que na fase nacional estas empresas costumam ser as patrocinadoras do evento. Colocamos a FESP no mesmo patamar das melhores universidades e cursos da área da computação no Brasil, além contribuirmos com a oportunidade ímpar para que estes alunos sejam vistos e avaliados nacionalmente. Nossos estudantes têm obtido bons resultados mesmo sem haver uma preparação mais específica para a competição, o que acontece nas universidades maiores. Vamos planejar este treinamento para as próximas edições”, declarou o professor.

O objetivo da Maratona de Programação é desenvolver o trabalho de equipe na solução de problemas de computação relativamente complexos. As equipes em grupos de 3 competidores devem resolver os 

problemas propostos de forma correta e no menor tempo possível. Cada problema tem graus de dificuldade diferentes e cada acerto corresponde a um balão de uma cor diferente que a equipe recebe no momento de sua conclusão.  Neste ano apenas duas equipes da Universidade Federal de Pernambuco foram capazes de acertar os 10 problemas. 

Os representantes da FESP relataram que a prova tinha questões muito bem elaborados que englobavam, inclusive, a área da matemática, física e até geometria. Tiveram dificuldades com o sistema usado na maratona regional que era ligeiramente diferente do que foi utilizado na fase sediada na FESP. Os alunos ainda disseram que competiram em nível de igualdade com o restante de participantes das outras instituições e que isso se deve ao empenho dos professores do curso de Sistemas de Informação da FESP, sempre preocupados em aprofundar as técnicas de programação. 

O professor Rabay destacou que o ambiente da Maratona é propício para fazer contato com profissionais da área, o que é vantajoso. “A função do treinador é orientar os alunos nas dificuldades, aconselhar sobre documentação que podem usar, inscrever o time, etc. Esta é a quarta vez que sou o ‘coach’ das equipes da FESP. Participar de um evento como este favorece a troca de experiência entre as instituições participantes. A partir destes contatos que conseguimos que a FESP fosse a sede regional da Maratona em 2011.  A experiência é gratificante e muito enriquecedora”, finalizou.

Em julho deste ano aconteceu a fase final da Maratona de Programação em São Petersburgo (Russia), referente aos classificados de 2012. Foram seis times das universidades: USP, UFMG, UFPe, Unicamp e ITA.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2020  >>
seteququsedo
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678