Flávio Joele, gerente de mídia da F3 Agência, localizada em São Paulo (SP), participou da realização e veiculação da primeira campanha com celebridade da marca Talharim, empresa Nissin-Ajinomoto. Ex-aluno do curso de Publicidade e Propaganda da FESP, Flávio desenvolveu o planejamento de mídia da “Talharim é diferente”, que mostra uma história envolvente e bem-humorada com Grazi Massafera.

No filme pra TV, que teve estreia no último domingo, durante o intervalo do Fantástico, Grazi vai às compras e, de repente, pessoas que já tiveram uma experiência positiva com Talharim dão dicas a ela, valorizando o produto e explicando por que Talharim é realmente diferente. 

“A Grazi provou e adorou! Com essa mensagem e o maior investimento do ano, a marca pretende alavancar ainda mais suas vendas. Esta foi minha primeira experiência envolvendo o trabalho com uma celebridade, por isso tanta repercussão. Aliás, a contratação de uma garota propaganda forte teve essa intenção: dar um maior apelo para a campanha, atingindo mais precisamente o nosso público-alvo”, disse o mídia da F3, justificando o formato de uma das maiores campanhas publicitárias da história da marca Talharim.

Além do vídeo, que está sendo veiculado em rede nacional de televisão, ações nos pontos de venda, publicação na Revista Caras, e presença significativa na internet, usando Redes Sociais, em especial o YouTube, também integram a campanha.

“Trabalhamos acerca da estratégia de comunicação com os mais adequados e eficientes meios e veículos. Como profissional de mídia, tendo um bom networking e poder de negociação, conseguimos melhores colocações para os anúncios e, principalmente, a otimização da verba do cliente, buscando um maior alcance da campanha para atingir o objetivo, que é bater a meta de vendas. Ter o meu trabalho como destaque em veículos de comunicação do mercado é importante - em um meio disputado como o da publicidade - porque valoriza nosso ‘passe’, nos dá mais credibilidade e força para a conquista de novos clientes, além, é claro, de enriquecer nosso portfólio”, defende.

Flávio diz ter paixão pela profissão e que, por questões de mercado, sempre teve o plano de desenvolver sua carreira na capital paulista. 

“As dificuldades de encontrar mercado no interior acabam desanimando muitos estudantes e por isso eu acredito que conseguindo um sucesso profissional como ex-aluno da FESP, posso mostrar que o curso é capaz de preparar profissionais competentes para o mercado. Além disso, também acredito que isso pode tirar o medo que vejo em ex-colegas de concorrer com alunos de faculdades conceituadas como ESPM, onde, inclusive, também trabalhei como assistente de marketing. O importante é aproveitar não só dentro de sala de aula, mas o que a faculdade proporciona fora de sala de aula”.

O mídia atribui seu progresso profissional às oportunidades que teve como aluno da FESP, à qualificação dos professores que teve, e sua dedicação no aprendizado.  “A FESP, com os eventos e ações na comunidade, apesar de não ter contado com estágio formal na época, proporcionava a chance de ter uma experiência, fazendo algo na prática, o que busquei pelo meu envolvimento com os professores. Hoje vejo que muitas das atividades que busquei, intrometendo até no departamento de comunicação da Fundação, tornaram-se atividades abertas aos alunos, que agora têm chances reais de terem experiências práticas durante o curso. As aulas me deram fundamentos de base para me desenvolver, mas, sem dúvida, esse envolvimento extraclasse, com os professores e o incentivo que tive deles, foi o mais importante para o meu desenvolvimento profissional”, avaliou.

Heliza Faria, designer e professora da FESP, contou que o sucesso do publicitário é resultado de muito esforço. “O Flávio foi um aluno que sempre esteve disponível e se empenhou em aprender aquilo que ia além da grade curricular, já buscando a atuação no mercado antes do final da graduação. Esse interesse é o que faz a diferença quando uma agência procura um profissional. Quando soube da campanha da Talharim eu fiquei muito satisfeita! Todos os materiais ficaram muito bacanas e o Flavio é um exemplo a ser seguido pelos nossos estudantes”.

O vídeo da campanha “Talharim é diferente” pode ser conferido AQUI.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Estudantes e professores do curso de Publicidade e Propaganda da FESP participaram do evento “TOP de Publicidade Digital”, promovido pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, a ESPM, em São Paulo. O evento tem como objetivo difundir as novidades do mercado digital e é  realizado em parceria com a PS Carneiro, Associação Paulista dos Profissionais de Propaganda, agências de publicidade e publicações da área. 

Entre os vários temas abordados durante o “TOP de Publicidade Digital” destacaram-se o “casamento” entre On e Offline, para o sucesso do e-commerce; a propaganda na era da participação e os segredos do social media.

Profissionais, estudantes e professores de vários estados do país trocaram conhecimento e experiências com palestras e mesas de debates sobre as tendências, ações, inovações e novidades no marketing online. “Foi uma grande oportunidade para nossos alunos, de conhecer profissionais e dirigentes das maiores agências do país, como Publicis, WMccan, Young&Rubican, F/Nazca, Fábrica, VML, entre outras, que compartilharam o que há de mais moderno no setor digital da publicidade e o panorama do marketing online no Brasil e no mundo”, avalia a professora da FESP, Heliza Faria.  

Além de profissionais do setor, se destacaram também as apresentações de Marco Bebiano, coordenador de relacionamento com agências da empresa de tecnologia Google, além do empresário e ator João Vicente de Castro, sócio fundador do programa humorístico digital Porta dos Fundos.

Os alunos também tiveram a oportunidade de interagir com alguns palestrantes através de perguntas e o resultado foi considerado muito positivo pela organizadora da viagem, a professora e coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda da FESP, Juliana Furlan. “As visitas técnicas são fundamentais para a formação de repertório e reciclagem de conhecimento dos alunos e professores; e o apoio da FESP a esses eventos é essencial para que tudo isso aconteça”, afirma.

Para a estudante do primeiro período do curso, Natielli Paiva a experiência foi marcante: “achei as palestras muito interessantes, foi ótimo, deu para tirar muito conhecimento, eu pude ter uma visão mais ampla de comunicação digital. Todos os palestrantes foram muitos atenciosos e claros nas explicações e me surpreenderam especialmente o João Vicente, do ‘Porta dos Fundos’. Gostei tanto que pretendo participar no próximo ano e convencer os colegas que não puderam participar, de que vale a pena e nunca é demais buscar conhecimento”.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Agência A Limine e os proprietários da BrinquelarA FESP realizou na noite de ontem (19), o Grande Prêmio Publicitário (GPP), iniciativa da coordenação do curso de Publicidade e Propaganda. Os estudantes apresentaram suas propostas de planejamento de mídia para a empresa Brinquelar, e a agência A Limine, composta pelos alunos Wellington Whichiner Cruz Silva, Anderson Bueno, Marco Túlio Madeira, Claudia Menezes Fonseca, Eduardo Calazans Lima, Giulia Nestor de Lima, Jonathan Menezes da Silva, Kívia Oliveira Santos, Márcio José Oliveira Filho, Nádia Fernanda Bícego e Ruana Fernandes, venceu o concurso.

“Foi muito bom, o pessoal está de parabéns! Os sete grupos apresentaram trabalhos excelentes, com qualidade profissional. Vamos procurar a agência vencedora. Nós ficamos gratificados e honrados em poder participar deste prêmio. A FESP foi maravilhosa, como sempre”, comentou o proprietário da Brinquelar, Wagner Luiz Santos, que participou da banca de avaliação do GPP e ainda cedeu prêmios para as três agências melhores classificadas.

A jurada Lívia Portugal, proprietária da Creato, também elogiou a realização do Grande Prêmio. Para ela, o projeto muito interessante por reunir alunos de todos os períodos para trabalharem juntos. “Os alunos que estão no final do curso tiveram a experiência de orientar um grupo e os que estão começando puderam ter o primeiro contato com a realidade da profissão. Esta é uma experiência muito importante porque o que eu percebo é que a realidade do mercado é um pouco diferente da realidade dentro da faculdade e por isso é muito proveitosos que estes alunos coloquem a mão na massa para ter esse contato mais próximo do que eles vão encontrar. Os trabalhos tiveram conceitos bacanas, o pessoal soube direcionar as ideias. Alguns tiverem a preocupação de ir além daquilo que foi solicitado e isso é um diferencial. Essa também foi uma oportunidade para conhecer alunos e o trabalho que eles podem desenvolver. Futuramente se algum desses alunos vier a procurar um estágio, um emprego na minha agência, pelo fato de ter apresentado este trabalho, com certeza ele vai ter pontos para contribuir a favor dele”, avaliou a publicitária.

A designer e professora da FESP, Heliza Faria, também presente no corpo de jurados, considerou fundamental a produção extra-sala. “Só acrescenta na formação dos alunos. O mercado está cada vez mais exigente, a entrega e seriedade na criação e execução dos trabalhos é mais que indispensável. Como designer eu me surpreendi com qualidade e acabamento das peças. Acredito que vás delas já poderiam ser veiculadas. Foi muito válido!”

Ainda na banca de avaliação dos trabalhos estavam: Dalton Filho, Antônio Donizeti de Carvalho, Nara Guimarães Porto, Jean Carllo de Souza Silva, Cleiton Hipolito Alves, Heliza Faria Pereira, Itamar Teodoro de Faria e Danilo Henrique Rezende Porto.

O GPP foi idealizado para incentivar a criatividade dos alunos do curso além de trabalhar com eles a capacidade de planejamento. Mais de 70 estudantes estiveram envolvidos em uma semana de atividades exclusivamente voltadas para a elaboração das propostas para a Binquelar. Segundo a coordenadora de Publicidade e Propaganda da FESP, o GPP foi um sucesso e continua em 2015. “Eu fiquei orgulhosa pelos trabalhos. Superaram as expectativas! Os alunos abraçaram a ideia do GPP e fizeram ótimas propostas. Vamos trabalhar para manter este prêmio sendo ainda melhor a cada ano”, considerou a professora, também responsável pelo projeto.

Palavra de vencedor

Em depoimento, Anderson Bueno, integrante da A Limine, contou que o trabalho foi intenso e que toda a equipe se esforçou em oferecer o planejamento mais adequado e eficaz para o cliente. O aluno também frisou o aprendizado e suas percepções em relação ao trabalho em equipe.  

“A experiência de vivenciar o GPP não pode ser dita em palavras, é algo que só podemos sentir durante a correria atrás de fazer o melhor possível num tempo curto. Foi quase uma maratona; uma maratona da publicidade. Cada dia era uma meta nova que precisávamos cumprir para que tudo se encaixasse perfeitamente dentro do tempo estipulado. Tudo isso se amplifica ainda mais por ter sido o primeiro, algo que ninguém ainda havia experienciado. Tive a oportunidade de conhecer melhor, inclusive, alguém com quem sempre esbarrava nos corredores.  Por sorte meu grupo foi pró-ativo e pude contar com a colaboração de diversas pessoas, que se dobravam e desdobravam para fazer dar certo. E deu, muito, por sinal! Toda experiência é válida, e só de ter tido esta oportunidade eu já me senti vitorioso. Conquistar o primeiro lugar provou que a conquista e o esforço estão diretamente relacionados, e isso foi algo que não só eu, mas todo o meu grupo aprendeu da melhor forma possível. E é isso que levaremos conosco a partir de então”, disse emocionado o futuro publicitário mais conhecido como Andy Roosevelt.

Confira abaixo a classificação do 1º GPP da FESP:

1° Lugar 

A Limine

Wellington Whichiner Cruz Silva

Marco Túlio Madeira

Anderson Bueno

Eduardo Calazans Lima

Claudia Menezes Fonseca

Giulia Nestor de Lima

Jonathan Menezes da Silva

Márcio José Oliveira Filho

Nádia Fernanda Bícego

Ruanda Fernanda Honório Santana

Kívia Oliveira Santos

2° Lugar

Brado Agência

Everton Augusto Marques

Lívia Louise Ferreira Firmino

Henrique Ferreira de Andrade

Bárbara Isadora Silva de Melo

Aricia de Oliveira Faria

Lohaina Silva Fernandes

Natielli de Paiva Ribeiro

Vanessa Rita Duarte

Marina Lopes Bonfim

3° Lugar

Estratégia Dinâmica

Rúbia Savioli Balla

Marco Aurélio dos Santos

Israel Antônio de Oliveira Santos

Nicolas Martins Fagundes

Franciele Nogueira Lacerda

Lorena Patti Sanches Pereira

Stephanypower Galgane de Assis

Vanildo Donizete Gomes

Elysani Caroline de Lima

 

Veja todas as fotos do evento CLICANDO AQUI.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


As professoras Lourdes Amaral, de Língua Portuguesa, e Eleta Bernardes, de Matemática, junto com 45 alunos do 3º ano do Ensino Médio da Estadual Nazle Jabur participaram da “Oficina de Comunicação na Escola”, atividade que integra o projeto extensão “Comunicação na Escola: práticas midiáticas na interface profissão e recepção de conteúdos”, do curso de Publicidade e Propaganda da FESP, que produz mídia com estudantes de Passos.

O grupo assistiu duas oficinas, uma sobre “Gêneros jornalísticos e produção midiática impressa”, ministrada pelo professor Danilo Vizibeli, e outra com o tema “O gênero propaganda e a produção publicitária”, com Marina Lopes Bonfim - aluna do 4º período de Publicidade e Propaganda da FESP. Além disso, os alunos e professoras conheceram os laboratórios do Bloco 06 da FESP e ouviram a coordenadora do curso, professora Juliana Forlan.

Danilo Vizibeli, responsável pelo projeto com as escolas, contou que os alunos manifestaram grande interesse pelos assuntos discutidos. “Falamos sobre a profissão de Jornalista e Publicitário, tiramos as dúvidas deles sobre os meios de comunicação e também falamos sobre os cursos da FESP, mostrando as atividades desenvolvidas. Inclusive, apresentamos o estúdio de TV e falamos que lá é produzido o programa ‘FespemAção’ pelo Departamento de Comunicação, o qual é aberto como campo de estágio para os alunos de Comunicação Social”, comentou.

Para o professor, é vantajosa essa parceria com as escolas em projetos de extensão por diversos motivos. “Vejo que é cada vez mais frequente a procura das escolas por trabalhos com meios de comunicação na sala de aula até porque os Parâmetros Curriculares Nacionais da Educação Básica no Brasil, os famosos PCN’s preconizados pelo MEC, destacam a importância de se trabalhar os diversos gêneros textuais da esfera de comunicação entre eles o jornal e a propaganda. Os alunos conhecem como é o trabalho da instituição, assim como diversos outros projetos já realizados que aproximam a FESP da comunidade escolar e propiciam o desenvolvimento da extensão universitária, que é voltada em atender à comunidade no entorno da qual a universidade está inserida”, justificou.

Do outro lado, Vizibeli também destaca os ganhos para os graduandos que desenvolvem o projeto. De acordo com ele, “é uma forma de realizarem atividades complementares e ainda praticarem a arte final, confecção de layouts, diagramação e outros. Sem contar a possibilidade da prática de pesquisa científica, a qual já está sendo estruturada”.

O programa com as escolas já existe desde que Vizibeli cursava sua graduação em Jornalismo na FESP. “Ele se chamava de início ‘Folhas Avulsas - experiências, significados e participação nas páginas de um jornal-laboratório’ quando eu e mais um grupo de 4 alunos éramos bolsistas do PIBIC UEMG, na modalidade projetos de extensão. Nele desenvolvíamos oficinas semelhantes na E.E. São José com turmas do ensino médio e o resultado foi a publicação de uma coluna também intitulada ‘Folhas Avulsas’ no então jornal laboratório – ‘Primeira Linha’ - do curso de Jornalismo da FESP. Depois disso, a mesma escola nos procurou através da professora de Língua Portuguesa Gilza Mendes, em 2009, e pediu uma parceria para produzir um jornal próprio da escola. Surgiu assim o ‘Fala José’ que teve a participação de alunos de Jornalismo na orientação de textos, entrevistas, reportagens e fotografias e dos alunos de Publicidade que fizeram o projeto gráfico e diagramação sob a orientação da professora Heliza Faria Pereira. Desde então foram lançadas 4 edições (2009, 2010, 2011 e 2013), sempre com o apoio do Departamento de Comunicação da FESP”, lembrou o professor.

As atividades se estenderam também à Escola Estadual Abraão Lincoln em 2011, onde foi feito um jornal artesanal e no ano seguinte foi estabelecida a parceria com a Escola Estadual Nazle Jabur para elaboração de jornal da escola, produtos anualmente na Feira Literária. Segundo Vizibeli, agora iniciativa se repete e continuará rendendo bons frutos. “Como docente da disciplina de Mídia e Sociedade propus continuarmos essa parceria, que foi de pronto aceita pelo presidente do Conselho Curador, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, e pelas professoras Lourdes Amaral e Eleta Bernardes, sob a solicitação da diretora da Escola Nazle Jabur, Lourdes Martins”, disse.

Durante esta semana estará finalizado o jornal produzido pelos alunos da Escola Nazle Jabur que participaram da oficina, atividade que deve ser oferecida a outras escolas de Passos.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


A professora de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da FESP, Heliza Faria, e os funcionários Aline Gonsalvez e Lucas Toledo participaram do evento anual Serigrafia SIGN Future TEXTIL 2013, realizado no Expo Center Norte, localizado na capital paulista, durante o último final de semana.

A 23ª Feira Internacional de Máquinas, Equipamentos, Produtos e Serviços para Serigrafia, Comunicação Visual, Sinalização, Impressão Digital, Impressão Têxtil, Material Promocional, Brindes e Personalização é o maior palco de negócios da América Latina e recebeu cerca de 40 mil compradores nesta edição.

Para a professora Heliza Faria a viagem foi uma oportunidade incrível de atualização em relação ao mercado gráfico. “A feira é uma chance única de ver o que há de mais novo na nossa área de atuação. São 650 marcas expositoras em 40 mil metros quadrados de espaço e sem dúvida é uma vitrine internacional de produtos, serviços e profissionais. Obviamente que nós da FESP não poderíamos deixar de conferir as tendências e levar o que há de melhor para o nosso trabalho”, declarou.

A publicitária Aline Gonsalvez frisou que a visita serviu de fonte de contato e experiência. “Lá nós conversamos com empresários, vimos negócios sendo fechados, produtos sendo lançados e fizemos nosso networking. É importante ficar sempre de olho na atualização do mercado para podermos estar à frente da concorrência”, defendeu a funcionária do Departamento de Comunicação da FESP.

A Feira deste ano promoveu um Simpósio com objetivo de abrir discussões sobre as temáticas que envolvem a comunicação visual com o tema “Impressão em Grandes Formatos”, além de falar por meio dos workshops sobre os caminhos para o mercado latino americano de sign e serigrafia. 

“O que ficou foi um grande aprendizado que vamos absorver e colocar em prática aqui no nosso cotidiano profissional”, finalizou Heliza Faria.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  abril 2020  >>
seteququsedo
303112345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930123
45678910