A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP) inaugurou na última quarta-feira (26) o Prédio 01 do seu Campus Universitário. A cerimônia histórica marcou a realização de uma grande conquista para a cidade de Passos e região. Funcionários, professores, alunos, autoridades e convidados prestigiaram o evento que começou com o discurso caloroso do presidente do Conselho Curador da FESP, Fabio Pimenta Esper Kallas, que comemorou o lançamento com o reconhecimento a todos os funcionários e parceiros da instituição que contribuíram para a realização deste sonho.

“Todos nós da FESP sabemos os desafios que temos enfrentado para concluir esta estrutura que está sendo inaugurada hoje e oferecida aos nossos alunos e a toda comunidade. Foram vários anos de planejamento, depois a construção, muitos funcionários envolvidos, que se dedicaram dia a dia com rigor e amor para que chegássemos a esta inauguração hoje. Então, ver este prédio pronto é um orgulho! É um prazer participar deste momento engrandecedor para a educação em nossa cidade e região. Eu tenho certeza que o futuro reserva para nosso povo tempos melhores porque a educação constrói cidadãos mais sérios, mais dignos e mais justos. Obrigada por partilharem esta vitória”, sob forte aplauso, disse o professor Fabio Kallas.

Depois das palavras emocionadas do anfitrião da noite, foi descerrada a placa de inauguração - que carrega os nomes da gestão 2012/2016 da FESP. Também foi cortada a fita colocada na entrada do prédio, recebendo a bênção do Padre Robson Inácio de Souza Santos, da Paróquia São Benedito.

O engenheiro professor Manoel Reginaldo Ferreira, vice-presidente do Conselho Curador e Diretor do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia da FESP, foi o responsável por coordenar a construção deu nome ao Prédio 01 do Campus. “Foi uma emoção muito grande. Tenho ao meu lado a minha esposa, meus pais, irmãos também estão presentes e toda a equipe do Departamento de Obras. Agradeço a cada um que participou desta grande conquista. A FESP está de parabéns! Este mérito, esta homenagem é de todos nós”, agradeceu o professor, que se graduou pela Fundação em 1998.

Todos os professores, administrativos e funcionários da obra tiveram seus nomes gravados em placas fixadas no hall do Prédio 01. Os quatro pisos foram nominados em homenagem aos professores: Antônio Rogério Daniel, Eduardo Goulart Collares, Wagner Bernardes Chagas e Alessandro de Castro Borges. Outros docentes também deram seus nomes para cada uma das 40 salas de aula da edificação.

Os convidados fizeram um tour e conhecer o ambiente do primeiro prédio do Campus e aprovaram a funcionalidade, sofisticação e beleza da construção que ainda recebeu uma decoração especial nas escadas, cujos degraus foram adesivados com as obras de arte: “Mestiço”, de Cândido Portinari; “Abaporu”, de Tarsila do Amaral; “Encontro”, de Lasar Segall; “Gato Azul”, de Ademir Martins; Mulato, de Di Cavalcanti; e “O Engenheiro”, um presente do artista plástico Wagner de Castro ao presidente da FESP, Fabio Kallas, em uma homenagem aos cursos de Engenharia da FESP.

A solenidade ainda contou com a participação da Banda de Música do 12º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais, sob a regência do Maestro Tenente Adriano Lopes, e com a exibição de um vídeo institucional elaborado pelo Departamento de Comunicação e Marketing da Fundação.

Confira abaixo alguns depoimentos:

“A inauguração deste primeiro módulo do Campus Universitário da FESP representa a concretização de um velho sonho de todos os gerenciadores que passaram pelo Conselho. É uma realização que veio do trabalho dinâmico e sem medida daqueles que visam o crescimento da FESP, especialmente pelo trabalho do Professor Fabio. A construção é uma grande vitória de todos que labutam a serviço da educação.” Paulo Felipe Pereira, ex-presidente do Conselho Curador da FESP. 

“Como eu disse, esta inauguração é um divisor de águas. Venho acompanhando a FESP há 30 anos e até então o que se via era uma modesta evolução na parte educacional ou na estrutura física da Escola. Agora, nos últimos tempos percebemos um crescimento paralelo dessas duas coisas e de forma muito considerável. É um motivo de comemoração regional.” Carlos Antônio Alonso Parreira, editor do Jornal Folha da Manhã.

“Estou muito feliz por ver que uma ideia brotada na cabeça do meu pai há tanto tempo, quando nasceu a FAFIPA (Faculdade de Filosofia de Passos), tenha chegado agora a esta magnitude. A FESP está na mão de um excelente administrador, uma pessoa que soube fazer da Fundação essa grande Universidade. A FESP é excelente e possivelmente cresceu muito mais do que era o sonho do meu pai. Tive a honra de cursar alguns anos de Direito na FESP e eu adorei, foi uma coisa muito gostosa que aconteceu na minha vida. Sou vizinho aqui do Campus. Em nome do meu pai eu vim trazer um abraço ao Fabio Kallas e a toda equipe da FESP. Tenho certeza que se meu pai pudesse estar aqui ele estaria aplaudindo de pé esta conquista.” Dr. José Armando Maia Righetto, filho do professor Armando Righetto.

“É uma honra, uma alegria muito grande participar da história da FESP. Eu fui professor na Fundação quando eu cheguei em Passos, em 2002. Eu fui trabalhar na FESP e vi a pujança desta Instituição. Eu vim participar da construção do Campus porque os presos vieram trabalhar aqui. Então eu vi essa construção nas suas bases e agora ela está pronta e é um ambiente de transmissão de conhecimento, riqueza e sabedoria. É uma alegria enorme! O projeto Educar e Construir é uma experiência sensacional tanto do ponto de vista legal, como do ponto de vista da família do preso, que recebia pelo trabalho dele aqui, e também para o próprio condenado que sai da pena tendo uma profissão. Além disso, o fato de trabalhar numa Escola proporciona para eles uma riqueza que não tem comparação.” Promotor de Justiça e Curador das Fundações, Dr. Antônio José de Oliveira.

“O Manoel é um exemplo de humildade, de simplicidade, e, principalmente, de muita determinação, compromisso e responsabilidade. Eu sei quantas vezes ele teve que parar tudo porque a FESP precisava dele e ele sempre fez tudo com muita dedicação. Graças a Deus o Manoel tem saúde, competência e inteligência para concluir junto com a equipe e colegas esta obra magnífica. Estamos muito contentes e satisfeitos. Eu estou muito orgulhosa do meu marido! Ele merece essa homenagem porque ele se dedicou bastante.” Simone Pimenta do Nascimento Ferreira, esposa do Engenheiro e professor Manoel Reginaldo Ferreira.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja todas as fotos do evento. CLIQUE AQUI.

Assista o vídeo institucional feito pelo FESPemAção. CLIQUE AQUI.