A Fundação de Ensino Superior de Passos / FESP aprova mais um importante projeto na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, “MONOFILAMENTOS DE SEMMES-WEISTEIN: Uma Avaliação da Sensibilidade Protetora dos Pés na Prevenção da Úlcera Plantar e Indicação para o Uso de Palmilhas”. Este projeto foi aprovado pela FAPEMIG referente ao Edital 16/2012 - Programa Hiperdia - de atenção à saúde do portador de diabetes mellitus e a FESP foi classificada em 4º lugar dentre 15 projetos aprovados em Minas Gerais, os demais aprovados estão ligados às Universidades Federais. O Projeto de Pesquisa Científica é coordenado pela Profª Drª. Tânia Maria Delfraro Carmo, Diretora do Núcleo Acadêmico de Ciências Biomédicas e da Saúde da FESP e a equipe executora é constituídapelo fisioterapeuta mestre Prof. Djalma Reis do Carmo e duas alunas bolsistas: Danielle Souza da Silva e Milene de Sales Godoi dos Cursos de Biomedicina e Enfermagem da FESP.

O projeto tem como objetivo analisar os comportamentos de riscos associados à instalação de úlceras plantares dos portadores de diabetes dos 17 Programas de Saúde da Família de Passos/MG, realizar o teste de sensibilidade protetora dos pés através dos Monofilamentos de Semmes-Weistein; analisar as áreas de risco de instalação de úlcera plantar e deformidades dos pés através da Plantigrafia Eletrônica (baropodometria), para indicação de palmilhas adequadas; confeccionar e colocar palmilhas moldáveis de borracha, em EVA (Etil Vinil Acetato), de conformação individual, com propriedade mecânica de amortecimento, específicas para proteção dos pés e desenvolver ações educativas para prevenção de infecções.

De acordo com a professora Tânia Delfraro aproposta da pesquisa visa disseminar o uso dos Monofilamentos de Semmes-Weinstein no diagnóstico precoce do Diabetes Mellitus, atravésdo teste de sensibilidade plantar,  aplicado nos portadores de diabetes cadastrados  nas Unidades  Saúde da Família e realizara Plantigrafia Eletrônica, para indicação e confecção de palmilhas termo-moldáveis protetoras dos pés. Assim, os profissionais através deste projeto poderão realizar procedimentos preventivos que ajudam evitar a instalação de lesões plantares, que causam infecções e complicações neurovasculares, muitas vezes, podendo ocorrer àamputação dos pés ou do membro inferior. Complementa a professora que uma importante aquisição será realizada pela FESP através deste projeto, que será uma máquina de prensa pneumática a quente ou a frio, para a termomoldar as palmilhas de material sintético que será utilizada pelos pacientes.

CRIAÇÃO DO NÚCLEO DE ATENÇAO À SAÚDEDOS PÉS 

O Presidente da Fundação de Ensino Superior de Passos Prof. Fábio Pimenta Esper Kallas anuncia que irá criar o NÚCLEO DE ATENÇÃO Á SAÚDE DOS PÉS – NUSPÉS - no Ambulatório Escola. Serviço de Saúde dos Pés voltado para a redução da dor, perda da sensibilidade plantar, prevenção de complicações circulatórias e tratamento da úlcera plantar, evitando futuras amputações e incapacidades para uma marcha normal e independente.

O Núcleo prestará assistência aos portadores de Diabetes Mellitus, cuja população é de aproximadamente 2.300 pessoas na cidade de Passos – cadastradas nos PSFsde Passos, disponibilizando o exame de Plantigrafia Eletrônica e a Prensa Pneumática para a confecção de Palmilhas Termomoldáveis.

Segundo Marisa da Silva Lemos, Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, a aprovação deste projeto trará um diferencial em termos preventivos para os pacientes de diabetes de nossa cidade. Os mesmos poderão através do Núcleo de Atenção à Saúde dos Pés que será criado na FESP, ter um acompanhamento necessário e relevante das alterações que esta enfermidade traz aos membros inferiores destes pacientes.

REPORTAGEM ESCRITA PELA COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP - CPEX



A FESP investiu cerca de 200 mil reais na compra de manequins simuladores para o Laboratório de Habilidades, centro que irá funcionar no Prédio Principal da Fundação, atendendo diversas atividades dos cursos da área de Saúde. Professores receberam treinamento específico com profissional enviado pela empresa ANATOMIC, que fabrica e comercializa os manequins, a fim de capacitar os docentes e potencializar o uso dos modernos simuladores.

“A mais avançada tecnologia e a qualidade reconhecida foram os fatores decisivos no momento da escolha dos melhores modelos anatômicos, microscópios e da ampla linha de simuladores ginecológicos/obstetrícios e de emergências que vão proporcionar aos nossos estudantes o contato clínico mais próximo da realidade. Como é tudo muito moderno e de alta precisão a gente teve um curso ministrado pelo técnico André Alvez Costa e a professora responsável foi a Dra. Evânia Nascimento. Participaram também as professoras, Camila Piantino, Raquel Dully, Odila Rigolin, Tânia Delfraro e Maria José Goulart, além do professor Luiz Camilo Teodoro. Estamos todos aprendendo e nos dedicando para conseguirmos explorar ao máximo o novo material que temos para trabalhar e podermos oferecer um diferencial de alto nível nas nossas aulas”, declarou a professora e coordenadora do curso de Biomedicina, Alessandra Cheraim.

Dentre as aquisições incluem cinco manequins capazes de responder a estímulos químicos, biológicos e radiológicos, permitindo simular situações clínicas, tais como: sangramento, pulso para aferição de pressão, ataques cardíacos, politraumatismos, descompensações respiratórias e o processo de gestação, desde o início até o parto normal. 

Segundo o técnico da ANATOMIC, André Alvez Costa, os programas que controlam os bonecos simulam as mais diversas situações clínicas e emergenciais em diferentes níveis de dificuldade, funcionando em módulos de treino ou de prática, este sendo extremamente rigoroso em relação à avaliação dos procedimentos aplicados. “Estes manequins permitem uma grande preparação porque o programa simula as funções reais, assim, acaba sendo a melhor forma mecânica de aprender protocolos, como, por exemplo, o treinamento de RCP, manipulação de medicações, o uso do desfibrilador, entre outros”, explicou o representante da empresa, que além de cursos, disponibiliza vídeos online com demonstrações, instruções de uso, e manutenção dos manequins simuladores.

Sobre as vantagens de se ter a disposição uma fonte de ensino e aprendizagem tão moderna a professora Alessandra Cheraim ainda ressalta que “a prática nestes simuladores permite que os estudantes se familiarizem com as patologias de urgência e tenham ciência das medidas a serem tomadas em uma situação emergencial ao se deparar com um paciente fora do ambiente hospitalar, aumentando sua capacidade de ter eficiência e sucesso em socorro a vítimas de acidades, por exemplo”.

O Laboratório de Habilidades, onde serão ministradas as aulas com uso dos novos manequins está sendo finalizado no Prédio Principal da FESP e será dividido em vários ambientes de aprendizado. A diretora do Núcleo Acadêmico de Ciências Biomédicas e da Saúde, Tânia Delfraro, disse que “o espaço é uma das estruturas mais importantes do curso de Medicina, para o desenvolvimento de habilidades específicas, de modo que os estudantes possam se aperfeiçoar na prática hospitalar”, finalizou a professora.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja as fotos na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI.



A coordenadora do Ambulatório Escola da FESP (AMBES), a enfermeira Cleide Augusta de Queiroz, começou seu trabalho de Mestrado intitulado “Desenvolvimento e avaliação de atividades educativas sobre HIV/AIDS junto às Equipes de Saúde da Família utilizando a pesquisa ação”, com a orientação de Cinira Magali Fortuna, na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – EERP/USP.

O estudo tem como foco a educação em saúde sobre HIV/AIDS, direcionada às Equipes de Saúde da Família, buscando trazer subsídios para inovar o olhar e o cuidado ao portador de HIV/AIDS. 

Segundo a mestranda, por meio de estratégia pedagógica – baseada na troca de conhecimentos e vivências entre profissionais de saúde – pretende-se quebrar barreiras originadas pelo desconhecimento, anseios, estigma e preconceito no atendimento ao portador do vírus, bem como rever/favorecer olhar ético e profissional direcionado a este usuário e sua família. “O objetivo é caminhar em direção a uma assistência integral, proporcionando o direito à saúde e à cidadania, incluindo o acesso universal aos serviços de todos os níveis de atenção à saúde conforme sua necessidade, sendo que o cuidado deve ser pautado em conhecimentos técnicos e científicos, bem como o acolhimento, humanização e ética, para o bom desempenho do processo de cuidar, fortalecendo o vínculo e a confiança em relação à Equipe de Saúde da Família”, definiu a coordenadora do AMBES, já experiente quanto à assistência especializada aos portadores de HIV/AIDS de Passos (MG) e região.

“O mestrado é a oportunidade de aprimorar minha habilidade em fazer pesquisas e de viabilizar um serviço de saúde competente e eficaz, de acordo com as necessidades da demanda. Considero que estudo, aliado a minha experiência diária, vem contribuir muito para meu desenvolvimento profissional. O título é o começo de um sonho que me faz realizar a cada dia um serviço de excelência, que é a cara da FESP”, contou a enfermeira Cleide Augusta de Queiroz, comemorando a aprovação para o início de seu trabalho.

A pesquisa já está em andamento e é desenvolvida junto à Estratégia de Saúde da Família (ESF) da cidade, sendo conduzida por meio do método de pesquisa ação – processo de coleta de dados em etapas – e tem a previsão de ser finalizada e defendida em julho de 2015.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Ex-alunos do curso de Sistemas de Informação da FESP participaram da confraternização organizada pelo coordenador Kleber Marcelo da Silva Resende e pelo egresso Samuel Freitas, durante o último sábado, no Centro Integrado de Recreação e Esporte (CIRE). Depois do sucesso do primeiro encontro, este ano a segunda edição contou com a presença de 36 egressos na reunião.

“Ano passado o número foi modesto, mas desta vez tivemos maior adesão. Foram 52 pessoas e, dos acompanhantes, vale ressaltar a presença de um profissional indiano, da área de Tecnologia de Informação", comentou o professor Kleber, ressaltando a desenvoltura dos ex-alunos em intercâmbios profissionais. 

Segundo o organizador, o principal objetivo da reunião é fazer com que os egressos mantenham vínculo com a instituição. “Queremos que estes ex-alunos percebam o crescimento da FESP e que também tragam suas experiências de mercado de trabalho e de visão do mundo para nós. Além disto, é uma oportunidade de confraternização”.

A formação para a "foto oficial" emocionou os colegas que aproveitaram para relembrar os momentos de curso.  “A sensação é a de que todos gostaram, pois a maioria deixou o recinto já querendo saber sobre o terceiro encontro". Sobre este o professor afirmou entusiasmado de que ainda não tem data definida, porém é certo de que será evento anual no calendário da FESP.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG




Um grupo de alunos da UNABEM participou de um tour guiado pela FESP emvisita institucional. O passeio foi realizado pela relações públicas Paula Monteiro e teve como objetivo mostrar as instalações e projetos de extensão, além de apresentar o corpo administrativo da Fundação.

O roteiro levou os visitantes à Biblioteca, ao Bloco 01, ao Restaurante Comunitário - Bloco 07 - onde está situado o Ambulatório Escola (AMBES) - Bloco 13, Bloco 09, e ao novo campus da FESP no CIRE, já em fase de acabamento da Unidade 01.

A visita teve fim na recepção do presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas, em sua sala, onde puderam conversar sobre assuntos pertinentes à educação e comunidade.

A aluna Diana Miola comentou que cada vez mais se encanta com a estrutura da FESP. “Eu já sou tão bem acolhida na UNABEM e ainda consigo me surpreender com cada outro projeto que eu conheço. Todos os trabalhos são feitos com muita dedicação e isto é lindo! Sem contar aquele Campus que é grandioso! Agradeço e dou parabéns por tudo que a FESP tem e constrói continuamente”, declarou.

Para quem tem o interesse de ver de perto o que este grupo viu, a visita institucional é aberta para apresentar a excelência de ensino e o trabalho desenvolvido pela FESP. Agende uma data entrando em contato pelo telefone (3529-6015) ou pelo e-mail: paula.monteiro@fespmg.edu.br

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  novembro 2020  >>
seteququsedo
2627282930311
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30123456