O aluno do Curso de Engenharia Civil, Guilherme Bispo, retornou à Fundação de Ensino Superior de Passos FESP neste mês de julho após ter participado do intercâmbio do Programa Ciência sem Fronteiras nos Estados Unidos. O estudante teve a oportunidade de cursar a graduação no Curso de Engenharia Civil na Universidade do Colorado Boulder, na cidade de Boulder, no estado do Colorado por 1 ano e 2 meses.

Como parte do programa o aluno participa de atividades teóricas como as disciplinas e práticas como os estágios na área de conhecimento do aluno. Além de cursar a graduação, Guilherme Bispo fez estágio por 2 meses na empresa de arquitetura F9 Productions e declara ter aperfeiçoado seus conhecimentos no programa REVIT, hoje muito utilizado pelos profissionais da área e ao que tudo indica irá substituir o programa AutoCad.

Referente a sua adaptação o estudante descreve que chegou nos EUA com grande expectativa, pois não sabia ao certo o que encontraria nessa nova etapa de sua vida. Com o passar do tempo, fez amigos e se sentiu mais familiarizado com tudo. O que mais chamou a atenção neste intercâmbio foi o comprometimento dos americanos com a educação dos filhos; "São comprometidos com a educação dos jovens e desde cedo os mesmos são incentivados aos estudos".

Em relação ao conteúdo acadêmico, as aulas na área de engenharia são de pequena duração e complexas. Em contrapartida, é oferecido muito trabalho para ser realizado em casa (homework), como leitura e pesquisa que no caso é bem difícil de ser feito. Ampliei minha visão de mundo, adquiri uma nova cultura, melhor dizendo várias culturas, pois tive a oportunidade de conhecer estudantes do mundo inteiro. Agradeço a FESP pela oportunidade única que me deu de ampliar meus conhecimentos na área de engenharia através deste intercâmbio.

Segundo a Coordenadora do Programa Ciência sem Fronteiras da FESP, Marisa da Silva Lemos, a possibilidade de participação na graduação em uma universidade de alto nível tecnológico trará para o aluno Guilherme um diferencial na sua carreira profissional e na sua vida pessoal. A realização de estágio em empresa americana na área de engenharia já o capacita a revindicar emprego nas melhores empresas de engenharia no Brasil.

A Fundação de Ensino Superior de Passos – FESP realizou até o momento através do Programa Ciência sem Fronteiras 14 intercâmbios de estudantes de graduação. Neste segundo semestre a FESP envia mais uma aluna aprovada para o intercâmbio previsto para agosto de 2014, Lilian Oliveira do curso de Engenharia de Produção da FESP.

Informamos que o Programa Ciência sem Fronteiras está para lançar nos próximos dias de agosto/2014 as inscrições de participação para saída programada para setembro de 2015.

Os alunos interessados em se candidatar nos editais abertos devem entrar em contato com a CPEX para auxiliá-los no processo de candidatura. Local: Rua Doutor Carvalho, nº 1147 - Bloco 2 – Bairro: Belo Horizonte / Passos - Telefones para contato: CPEX: (35) 3529 – 6033 \ (35) 9811 – 8085.

FONTE: Texto escrito pela COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP (CPEX)



Os alunos egressos do curso de Engenharia Civil da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) se encontraram no último fim de semana para o 2º Grande Encontro de Ex-alunos de Engenharia Civil da FESP, realizado no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE-FESP), nos últimos dias 15 e 16. “É impressionante como os engenheiros formados pela FESP se destacaram profissionalmente pelo país e até fora do Brasil. Todos estão bem colocados, em grandes cargos e nas maiores instituições do ramo da Construção Civil. Esta troca de experiências do encontro ajuda a valorizar e estimular ainda mais estes excelentes profissionais”, afirma o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas. 

O evento durou dois dias, para compensar o esforço da maioria que se encontra espalhada por todo o país e também no exterior, como é o caso do engenheiro Nicola Ferra Neto, que mora na Bolívia. “Teve colega que viajou mais de 1600 quilômetros para estar neste encontro. Não poderíamos fazer uma  confraternização como esta em apenas um dia”, afirma o engenheiro Valdir Alves Duarte, um dos organizadores do evento, que atua na Terrayama, empresa de Belo Horizonte (MG) na área de pavimentação de obras de grande porte, como barragens e rodovias.

A festa de encontro reuniu aproximadamente 150 engenheiros, além de familiares, professores e amigos, vindos de cidades de todas as regiões do país, como Palmas (TO), Goiânia (GO), Porto Velho (RO), Brasília (DF), Campo Grande (MT), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e além de cidades do estado de São Paulo, Minas Gerais, Maranhão e Espírito Santo. “Foi muito especial porque é uma forma de resgatar não só as memórias pessoais dos estudantes, mas também da própria FESP. Isso valoriza o curso e incentiva nossos alunos de hoje porque eles têm a oportunidade de conhecer as possibilidades promissoras da profissão”, avalia o engenheiro Ivan Francklin Junior, formado em 2006 e que hoje é coordenador do curso de Engenharia Civil da FESP. 

O vice-presidente do Conselho Curador e Diretor do Núcleo Acadêmico de Tecnologia e Engenharia, Manoel Reginaldo Ferreira falou sobre a importância de reforçar os laços de amizade e ressaltou a importância de valorizar os profissionais formados pela FESP através do encontro de ex-alunos. “Além da questão afetiva, o evento é importante porque é uma forma de reconhecer a carreira que cada um construiu. Isso valoriza a escola, a cidade e os profissionais brilhantes que se tornaram nossos alunos”, afirma o engenheiro que citou vários exemplos de sucesso como o engenheiro Petrônio Braz Junior, formado pela FESP em 1982, que hoje é presidente da Construtora Queiroz Galvão, uma das cinco maiores construtoras do país com mais de 60 anos de tradição no mercado, que prestigiou o evento. 

A primeira turma de Engenharia Civil da FESP se formou no ano de 1980. “Nesta época o curso funcionava no prédio principal e a turma reduzida perto do que é hoje, são mais de 30 anos de memórias”, recorda a professora Cibele Lemos Kallas, formada na primeira turma. Assim como ela, grande parte dos alunos e também dos professores da primeira turma participou do encontro. “Eu fui professor de todos os alunos que estavam no encontro, dou aula desde a primeira turma e sempre nos primeiros períodos de curso, é uma alegria muito grande ver estudantes de várias gerações reunidos”, afirma Wagner Bernardes Chagas, primeiro professor do curso de Engenharia Civil. “Ficamos muito emocionados, quem não fica? É muito gratificante saber que todos estão muito bem sucedidos. Isso nos deixa muito orgulhosos e nos dá força para continuar nosso trabalho como professor”, afirma.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Confira todas as fotos AQUI.



Mais de 3 mil pessoas, entre alunos de engenharia civil, professores e profissionais dos mais variados ramos da construção civil participaram da II Feira Tecnológica da Construção Civil de Passos e região, a ConstruFESP 2013. Além de sucesso de público, o evento foi bastante elogiado pelos participantes, que puderam conhecer as novidades do seguimento e ainda tiveram a oportunidade de trocar experiências e também promover novos negócios.

Para a aluna do 3º período do curso de Engenharia Civil, Débora Lopes Silva que participou dos três dias do evento, além de ter um contato direto com os profissionais da área e conhecer de perto os novos produtos que irão fazer parte do seu dia-a-dia profissional, o conteúdo das palestras ministradas serão muito importantes para sua formação.

“Foi tudo muito interessante. É difícil dizer o que mais chamou a atenção na feira, pois além das palestras, todos os estandes apresentaram muitas novidades utilizadas no dia-a-dia da construção civil. Enfim gostei de tudo”, diz as estudante.

A mesma opinião teve o mestre de obras, Washington Frank. Para ele, a ConstruFESP foi uma excelente oportunidade para conhecer os novos produtos e equipamentos e ficar por dentro do que existe de novo no mercado da construção civil.

“Foi muito bom. Gostei do sistema apresentado por Furnas, que detecta defeitos nas estruturas das obras, uma tecnologia inovadora para o mercado, e achei muito interessante a massa de cimento que já vem pronta pra uso”, disse.

O operador de vendas da Biomassa Brasil, Felipe Rodrigues Takehashi, que participou pela primeira vez da ConstruFESP, também elogiou a organização do evento e disse que ficou muito satisfeito com o resultado. 

“A principio pensávamos que a feira fosse voltada para o público universitário, mas ao chegar aqui tivemos a surpresa de consumidores finais, construtores e mestres de obras também estarem presentes. Um público bem maior e diferenciado do que esperávamos”, ressalta o operador, que apresentou na Feira a bisnaga que substitui a massa de cimento convencional para construção de paredes e muros. Um produto já pronto para a aplicação e que promete facilitar o trabalho do pedreiro, uma vez que não usa areia, cimento ou qualquer outro produto. 

O gerente do centro técnico de ensaios e suporte à manutenção, da empresa Furnas Centrais Elétricas, Jorge Eduardo Teles Azevedo, fala da importância da feira para a interação entre empresas, profissionais e alunos. Ele ressalta que a estatal tem uma bagagem extensa de conhecimento e a ConstruFESP possibilitou disseminar este conhecimento e as novas tecnologias nas mais diferentes áreas da construção civil. 

“É importantíssimo a oportunidade que está sendo dada aqui neste evento, para a divulgação do conhecimento e das novas tecnologias. Importante também é a interação que a faculdade faz em relação a produção, a questão da prestação de serviços e conhecimento de novos produtos”.

O integrante da comissão organizadora do evento, Anselmo Figueiredo e o Coordenador do curso de Engenharia Civil da FESP, Ivan Francklin Júnior, concordam ao falar que a feira cumpriu o seu papel na divulgação de novas tecnologias, na reciclagem e conhecimento para os profissionais da área e comunidade em geral.

“A feira este ano veio mais atraente, pois havia mais expositores e com isso muitas novidades para o setor foi apresentado. Mais uma vez conseguimos atingir os nossos objetivos nesses três dias da feira; com relação ao público participante, às atrações e a participação das empresas,” finaliza Francklin.

A ConstruFESP é evento integrante do FESP Inova 2013, organizado pela Fundação de Ensino Superior de Passos. O FESP Inova é um evento em inovação tecnológica, com difusão de conhecimento nas mais diversas áreas, com eventos paralelos que mobilizaram todos os cursos da fundação durante toda a semana passada. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Várias empresas ligadas ao ramo da construção civil já se preparam para a II Feira Tecnológica de Construção Civil – ConstruFESP, que acontece nos dias 23, 24 e 25 deste mês. Mais de 25 empresas estarão divulgando seus produtos e serviços, trazendo as novidades do setor e gerando novas oportunidades de negócios. O evento, que ainda terá palestras e minicursos aos participantes, também visa a troca de experiências entre profissionais, alunos e pesquisadores da área.

“A ConstruFESP vai deixar as empresas em contato direto com seu público alvo, sendo a ponte entre produto, serviço e consumidor. Uma forma de oportunizar novos negócios”, destacou o professor, Fábio Esper Kallas, presidente do conselho curador da FESP, que é a provedora da feira. O evento faz parte do FESP Inova 2013 e será realizado no galpão da Estação Eventos.

Segundo Anselmo Figueiredo, um dos organizadores da feira, durante todos os dias diversas atrações serão apresentadas nos estandes das empresas participantes. A Associação dos Arquitetos de Passos, por exemplo, trará uma apresentação de maquetes em terceira dimensão (3D), além de Soluções em Mobilidade Urbana e Gestão Pública. 

Os profissionais e alunos ainda poderão assistir às demonstrações, na prática, da construção de paredes com blocos cerâmicos ou ecológicos, utilizando a argamassa polimérica (que substitui a convencional) e ainda o uso de tinta reflexiva que simula temperatura na residência.

O coordenador do curso de Engenharia Civil da FESP, Ivan Francklin Júnior, ressalta que os estudantes também vão participar da exposição, mostrando os serviços em controle tecnológico dos materiais de construção, bem como outros projetos como o ‘Educar e Construir’ e ‘Laboratório Mecânica dos Solos’. 

“Os projetos desenvolvidos pelos alunos e professores, são de extrema importância, pois através de estudos verificamos os comportamentos físicos, químicos e mecânicos dos materiais, viabilidade e economia para a construção civil” diz o engenheiro Matheus Teixeira de Carvalho, responsável pelo Laboratório de Materiais de Construção Civil da FESP.

Ainda conforme Figueiredo, a integração e informação de uma instituição acadêmica como a FESP, em parceria com o segmento empresarial, torna o evento mais atrativo, aliando conhecimento e oportunidades empreendedoras para expositores e visitantes. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


Acontece entre os dias 23 e 25 de outubro a 2ª Feira Tecnológica de Construção Civil, a ConstruFESP. O evento realizado pela Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP) e que integra o FESP INOVA 2013 – maior evento de ciência e tecnologia da região – visa divulgar as inovações e integrar profissionais, empresas e estudantes de engenharia e arquitetura, além oportunizar negócios entre as empresas parceiras do evento.

Este ano cerca de 25 empresas participantes estarão levando ao público as mais variadas inovações tecnológicas na área da construção civil, além de palestras, minicursos, maquetes e outras atrações em seus stands. A entrada é gratuita. Os segmentos expositores variam entre laboratórios de engenharia, serviços de construção, pré-fabricados de concreto, equipamentos topográficos, bancos e diversos outros.

Para o professor Fábio Esper Kallas, presidente do conselho curador da FESP, a realização de eventos desta natureza e os projetos de pesquisa ou extensão já fazem parte da instituição e faz com que a FESP se coloque frente à comunidade e ao mercado, como responsável por trazer novas tecnologias e experiências. 

“É necessário fazer com que a própria cidade e a região percebam cada uma dessas propostas. Especificamente na ConstruFESP, ela tem uma série de inovações que as pessoas precisam perceber para facilitar o dia-a-dia do processo construtivo como todo”, informou.

O coordenador de Engenharia Civil da FESP, Ivan Francklin Júnior, lembra que o evento têm se estabelecido como marca na divulgação do pólo da construção civil. “O objetivo da Feira é promover esta relação direta com o produto ou serviço, possibilitando o acesso aos profissionais, educadores, empresários, compradores e fornecedores, entre outros”. 

Para mais informações, programação completa e adesão, acesse o site oficial da Feira (www.fespmg.edu.br/construfesp) ou entre em contato com a comissão organizadora do evento através do telefone (35) 3526-4344 ou (35) 9199-8050 (Anselmo Figueiredo).



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  novembro 2020  >>
seteququsedo
2627282930311
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30123456