A FESP teve aceita mais uma proposta para participar do Projeto Rondon, coordenado pelo Ministério da Defesa com o objetivo promover ações de integração social, envolvendo a participação voluntária de estudantes universitários. A Operação Guararapes seguirá na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes. De 18 de julho a 2 de agosto os Estados do Pernambuco, Paraíba e Alagoas receberão as comitivas de estudantes de todo o Brasil, sendo a FESP, designada para o trabalho no município de Maraial (PE).

O autor da proposta de Ações da FESP, também coordenador Núcleo Rondon da Fundação, professor Itamar Teodoro de Faria, explicou que a equipe de Passos realizará as ações constantes do Conjunto B, divididas entre os 5 itens: Comunicação, Meio Ambiente, Trabalho, Tecnologia e Produção. Junto com a FESP, a Faculdade de Medicina de Marília terá representantes em Maraial.

As operações do Projeto terão duração média de 16 dias, contando aqueles que serão dedicados à concentração, cerimônia de abertura, ambientação dos rondonistas, deslocamento das equipes para os municípios e instalação. Os dois últimos dias serão reservados para o encerramento e retorno às cidades de origem.

Ainda de acordo com o coordenador do RondonFESP, a seleção dos alunos para compor a equipe de rondonistas levará em conta o caráter multidisciplinar, buscando incluir alunos dos mais diversos cursos da Fundação.

Até o dia 17 de fevereiro, os interessados devem fazer suas inscrições junto às secretarias de seus cursos, preenchendo formulário próprio. Entre os dias 19 e 21 de fevereiro os alunos inscritos serão submetidos à entrevista. Para efetuar a inscrição, o candidato deve estar cursando, necessariamente a segunda metade da graduação. 

Na FESP, os cursos afins às ações que serão realizadas são: Comunicação Social, Administração, Agronomia, Ciências Biológicas, Engenharia Civil, Engenharia Ambiental, Engenharia de Produção, Sistemas de Informação, História, Serviço Social, Ciências Contábeis, Gestão Comercial e Direito. Alunos de outros cursos também podem se inscrever, desde que já possuam formação ou capacitação em alguma das áreas em que serão desenvolvidas ações.

A professora designada para a coordenação da equipe de rondonistas da FESP é Ana Maria M. Campos, e o professor assistente, Rômulo Magri. As fichas de inscrições preenchidas poderão ser entregues nas secretarias dos relativos cursos, para o coordenador Itamar Faria, para a professora Ana Campos, na sede do EaD, para o professor Rômulo Magri, no CIRE, ou na Coordenadoria de Pesquisa e Extensão (CPEX), localizada no Bloco 02.

Confira abaixo mais informações sobre as ações a serem desenvolvidas na Operação Guararapes:

COMUNICAÇÃO:

- Capacitar agentes multiplicadores e servidores municipais na produção e difusão de material informativo para a população usando os meios de comunicação, em particular as rádios comunitárias; e

- Divulgar às lideranças e servidores municipais os benefícios, serviços e programas oferecidos na esfera federal.

MEIO AMBIENTE:

- Capacitar, mobilizar e realizar campanhas na área de saneamento ambiental, particularmente no que se refere a resíduo sólido, esgotamento sanitário e água.

TRABALHO:

- Capacitar produtores locais, com especial atenção a pequenos agricultores e pecuaristas; 

- Incentivar o cooperativismo, associativismo e empreendedorismo para a geração de renda e o desenvolvimento econômico sustentável;

- Promover ações que desenvolvam o potencial turístico local, incluindo a capacitação de mão-de-obra ligada ao comércio de bens e serviços; e

- Capacitar servidores municipais em gestão pública e de projetos.

TECNOLOGIA E PRODUÇÃO:

- Disseminar soluções autossustentáveis - tecnologias sociais - que melhorem a qualidade de vida das comunidades.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG