Três estudantes da FESP - hoje UEMG Unidade de Passos - foram aprovados para o programa “Ciência sem Fronteiras” e vão passar um ano estudando nos Estados Unidos. Maria Gabriela Gonçalves Reis, Bruno Reis Silveira e Yasmin Polez Rocha são estudantes de Engenharia Civil e agora fazem parte do grupo da instituição - cada vez maior - de alunos aprovados no programa de intercambio internacional. Até hoje, 17 alunos dos cursos da FESP já foram selecionados.

Os nomes das universidades onde cada um deles irá estudar serão definidos em 2015, com o início das aulas previsto para o segundo semestre.

Para a Coordenadora do Programa Ciência sem Fronteiras, professora Marisa da Silva Lemos, o sonho de estudar no exterior pode ser uma realidade bem próxima, basta observar as oportunidades e a abertura dos editais divulgados pela instituição e pela página do Programa do governo federal. Marisa ressalta as oportunidades que o “Ciência sem Fronteiras” oferece aos alunos. “Poder cursar a graduação nas melhores universidades do mundo, agrega valor a vida profissional e pessoal de nossos alunos. Eles terão em mãos, a grande oportunidade de conhecer o mundo e ampliar os horizontes na sua formação acadêmica. Desejo toda sorte para mais estes três alunos que tiveram a coragem de sair da sua zona de conforto e enfrentar o mundo”, disse.

A Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP – CPEX é responsável pelo Programa Ciência sem Fronteiras na instituição e acompanha os alunos neste processo. “Nossa expectativa é conquistar o maior número de aprovação e acompanhar os estudantes é emocionante. Nossos alunos são comprometidos e determinados. Ao fazerem a inscrição persistem nos processos, mesmo quando estes são complexos e o resultado chega com muita precisão e alegria. Parabenizamos a todos os participantes do programa pelas conquistas alcançadas”, completa Étory Zaghi funcionário que acompanha os alunos durante os processos.

Os alunos interessados em se candidatar nos editais poderão entrar em contato com a coordenação para auxiliá-los no processo de candidatura. Local: Rua Doutor carvalho, nº 1147 / Passos. Telefones para contato: CPEX: (35) 3529 – 6033\ (35) 9811 – 8085.

Para participar do programa é necessário que o aluno preencha os requisitos exigidos pelo programa. É obrigatório para todas as chamadas que os participantes tenham nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) igual ou superior a 600 pontos, em provas realizadas no período de 2009 a 2014, apresentar teste de proficiência no idioma aceito pela instituição de destino e ter integralizado no mínimo 20% e, no máximo, 90% do currículo previsto para seu curso, no momento do início previsto da viagem de estudos. É necessário também cursar uma das áreas contempladas pelo programa e ficar atento as demais obrigatoriedades do edital.

FONTE: Núcleo de Comunicação e Marketing Unidade Passos



O aluno do Curso de Engenharia Civil, Guilherme Bispo, retornou à Fundação de Ensino Superior de Passos FESP neste mês de julho após ter participado do intercâmbio do Programa Ciência sem Fronteiras nos Estados Unidos. O estudante teve a oportunidade de cursar a graduação no Curso de Engenharia Civil na Universidade do Colorado Boulder, na cidade de Boulder, no estado do Colorado por 1 ano e 2 meses.

Como parte do programa o aluno participa de atividades teóricas como as disciplinas e práticas como os estágios na área de conhecimento do aluno. Além de cursar a graduação, Guilherme Bispo fez estágio por 2 meses na empresa de arquitetura F9 Productions e declara ter aperfeiçoado seus conhecimentos no programa REVIT, hoje muito utilizado pelos profissionais da área e ao que tudo indica irá substituir o programa AutoCad.

Referente a sua adaptação o estudante descreve que chegou nos EUA com grande expectativa, pois não sabia ao certo o que encontraria nessa nova etapa de sua vida. Com o passar do tempo, fez amigos e se sentiu mais familiarizado com tudo. O que mais chamou a atenção neste intercâmbio foi o comprometimento dos americanos com a educação dos filhos; "São comprometidos com a educação dos jovens e desde cedo os mesmos são incentivados aos estudos".

Em relação ao conteúdo acadêmico, as aulas na área de engenharia são de pequena duração e complexas. Em contrapartida, é oferecido muito trabalho para ser realizado em casa (homework), como leitura e pesquisa que no caso é bem difícil de ser feito. Ampliei minha visão de mundo, adquiri uma nova cultura, melhor dizendo várias culturas, pois tive a oportunidade de conhecer estudantes do mundo inteiro. Agradeço a FESP pela oportunidade única que me deu de ampliar meus conhecimentos na área de engenharia através deste intercâmbio.

Segundo a Coordenadora do Programa Ciência sem Fronteiras da FESP, Marisa da Silva Lemos, a possibilidade de participação na graduação em uma universidade de alto nível tecnológico trará para o aluno Guilherme um diferencial na sua carreira profissional e na sua vida pessoal. A realização de estágio em empresa americana na área de engenharia já o capacita a revindicar emprego nas melhores empresas de engenharia no Brasil.

A Fundação de Ensino Superior de Passos – FESP realizou até o momento através do Programa Ciência sem Fronteiras 14 intercâmbios de estudantes de graduação. Neste segundo semestre a FESP envia mais uma aluna aprovada para o intercâmbio previsto para agosto de 2014, Lilian Oliveira do curso de Engenharia de Produção da FESP.

Informamos que o Programa Ciência sem Fronteiras está para lançar nos próximos dias de agosto/2014 as inscrições de participação para saída programada para setembro de 2015.

Os alunos interessados em se candidatar nos editais abertos devem entrar em contato com a CPEX para auxiliá-los no processo de candidatura. Local: Rua Doutor Carvalho, nº 1147 - Bloco 2 – Bairro: Belo Horizonte / Passos - Telefones para contato: CPEX: (35) 3529 – 6033 \ (35) 9811 – 8085.

FONTE: Texto escrito pela COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP (CPEX)



A aluna bolsista do Programa Ciência sem Fronteiras da FESP, Letícia Ferreira de Souza, do curso de Engenharia de Produção foi destaque na Universidade Americana de Ohio. No final do mês de junho saiu uma publicação no Boletim de Mensal do IIE, Institute of International Education e no site oficial da Universidade sobre a aluna. A notícia contém depoimento e foto da estudante concedendo entrevista referente à sua adaptação na comunidade acadêmica americana. A aluna participa do Programa Federal de intercâmbio e estuda graduação na Universidade americana de Ohio University, no estado de OHIO, na cidade de Columbus.

Na publicação concedida aos institutos a estudante declara, em entrevista, "que o acolhimento recebido através da comunidade acadêmica americana foi fundamental para sua adaptação, se sente em casa". Letícia embarcou nessa viagem no dia 08 de março de 2014 e tem previsão de retorno em agosto de 2015.

De acordo com a Coordenadora do Programa Ciência sem Fronteiras, Marisa da Silva Lemos, "os alunos da FESP são orientados e recebem muitas informações antes do embarque, assim os mesmos não sofrem nenhum problema durante a adaptação em uma nova cultura. A expectativa dos bolsistas de chegar ao país de destino é enorme, eles objetivam  conquistar o conhecimento, a cultura e novos aprendizados, com isso o resultado não poderia ser outro: o sucesso!".

O Programa Ciência sem Fronteiras da FESP concedeu mais uma bolsa para participação deste intercâmbio no exterior. O início das atividades está programado para o segundo semestre de 2014. A aluna aprovada é do Curso de Engenharia de Produção do 7° período, Lilian Oliveira. Há um ano a aluna trava uma batalha para conquistar a vaga e depois de muito esforço e dedicação ao idioma inglês foi recompensada com o sucesso e garantiu o seu lugar. O destino é a universidade Wayne State University, na cidade de Detroit, estado Michigan, nos Estados Unidos. A FESP agora contabiliza 13 alunos participantes de graduação em universidades no exterior.

Lilian agradece a todos pela colaboração e comenta que "os sonhos são nossos, mas o veredito da realização quem dá é Deus. Realmente cada etapa representou uma dificuldade, um desafio diferente, mas para conseguir vencer e alcançar a concretização de mais essa vitória a fé e as bênçãos de Deus foram fundamentais para a conquista acontecer. Agradeço a Fundação de Ensino Superior de Passos - FESP e ao Programa Ciência sem Fronteiras por conceder este momento tão realizador em minha vida, obrigada.

A Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP – CPEX é responsável pelo Programa Ciência sem Fronteiras tendo coordenadora a professora Marisa da Silva Lemos que também conta com a assessoria do funcionário da CPEX, Étory Zaghi, para acompanhar os alunos neste processo. Os interessados em se candidatar nos editais deverão entrar em contato com a CPEX. Local: Rua Doutor Carvalho, nº1147 – Bairro: Belo Horizonte / Passos - Telefones para contato: CPEX: (35) 3529 – 6033\(35) 9811 – 8085. 

FONTE: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP (CPEX)



A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP) lança no dia 22 de fevereiro de 2014 o curso de inglês: “Treinamento para a prova de proficiência em inglês (TOEFL), direcionado ao Programa Ciência sem Fronteiras - (CsF)”. Esta atividade está voltada para os estudantes da instituição que se inscreveram no programa ou tem a intenção de fazê-lo. Este treinamento está vinculado ao projeto de extensão ‘Na ponta da Língua’, coordenado pelas professoras Mara Correa Senna e Heloisa Mônica Ajeje Gonçalves. 

Este curso é exclusivo para alunos que já possuem uma base no idioma inglês e que o mesmo tenha interesse em participar do Programa Ciência sem Fronteiras. Esta iniciativa parte da Coordenação do Programa Ciência sem Fronteiras da FESP que evidenciou a dificuldade dos alunos da instituição no  alcance da pontuação necessária na prova de proficiência em inglês – TOEFL para  a participação no programa.

De acordo com Marisa da Silva Lemos, Coordenadora do Programa Ciência sem Fronteiras, a participação dos nossos alunos neste treinamento específico para o teste, trará maior chance de conseguir a pontuação necessária para aprovação no programa, que é talvez a maior barreira para cursar a graduação no exterior. “Estamos convictos da participação de nossos alunos neste treinamento”.

As inscrições estarão abertas a partir do dia 22 de fevereiro. As aulas serão realizadas aos sábados nos horários das 07h30 às 09h30 e das 9h30 às 11h30, oferecidas no prédio principal da FESP, nas salas 211 e 205. A previsão inicial é atender 40 alunos da instituição. Acesse o link para preenchimento do Formulário de Inscrição aqui.

A professora Mara Correa Senna comenta que aprimorar as habilidades linguísticas considerando a necessidade de um aperfeiçoamento em uma segunda língua, especialmente o Inglês, leva ao bom desempenho profissional, contribui para o ingresso em cursos de mestrado, além de capacitar o aluno para o aproveitamento das oportunidades que a faculdade oferece, tais como o Programa “Ciência sem Fronteiras”. O Projeto de Extensão na Ponta da Língua recebe cerca de 50 alunos por semestre e estes são provenientes de diferentes cursos da FESP e com diferentes objetivos, o que contribui para que as aulas sejam interessantes e ativas. 

Eridano Valim Maia que recentemente retornou do intercâmbio do Programa Ciência sem Fronteiras relata "Durante meu ciclo acadêmico tive a satisfação de fazer aulas com as professoras Mara Correa e Heloisa Mônica Ajeje Gonçalves. Com a professora Mara tive a oportunidade de realizar o curso de Inglês o qual considero de extrema importância para minha aprovação no programa "Ciência sem Fronteiras" e assim poder ter tido a oportunidade de estudar em uma universidade americana por 16 meses. As aulas do curso foram sempre descontraídas e em um ambiente que instiga os alunos a se interessarem pelo aprendizado e aprimoramento de outro idioma". Realizei também o curso de português com professora Heloisa Mônica Ajeje Gonçalves oferecido pelo "Na Ponta da Língua", onde tive a oportunidade de aprofundar meus conhecimentos na língua Portuguesa e assim me preparar para o mercado de trabalho, cada vez mais exigente. 

Os interessados em se candidatar nos editais do programa deverão entrar em contato com a Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP – CPEX, que é responsável pelo Programa Ciência sem Fronteiras e conta com a assessoria institucional do funcionário o Jornalista, Étory Zaghi. Local: Rua Doutor Carvalho, nº1147 – Bairro: Belo Horizonte / Passos - Telefones para contato: CPEX: (35) 3529 – 6033 \ (35) 9811 – 8085.

TEXTO ESCRITO POR: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO



O aluno do Curso de Engenharia Ambiental, Eridano Valim dos Santos Maia, retornou à FESP no dia 10 de fevereiro de 2014, após intercâmbio do Programa Ciência sem Fronteiras nos Estados Unidos. O estudante esteve participando do programa no exterior durante 1 ano e 6 meses desenvolvendo graduação, na Universidade americana, Bowling Green State University, na cidade de Bowling Green - Ohio. O período de estudo acadêmico foi de agosto - 2012 a fevereiro - 2014. 

Antes de retornar ao país, no dia 01 de fevereiro de 2013, Eridano participou de uma reunião com o embaixador brasileiro, Mauro Vieira, na cidade de Columbus, capital de Ohio, em Ohio State University, representando os alunos brasileiros do programa Ciência sem Fronteiras.  Durante a reunião argumentaram o quanto seria importante à participação do embaixador brasileiro em Bowling Green State University para que através de palestras e workshop pudesse despertar o interesse dos alunos americanos em conhecerem melhor a cultura brasileira, e assim aumentar o fluxo de jovens americanos vindo estudar nas universidades brasileiras. 

Estiveram presentes na embaixada Mauro Vieira, embaixador do Brasil na cidade de Columbus - Ohio, a Dra. Marcia Salazar-Valentine, Diretora executiva do Departamento de Alunos Internacionais em Bowling Green State University (Executive Director at Bowling Green State University's Continuing & Extended Education da Bowling Green State University), o aluno do Programa Ciência sem Fronteiras, Eridano Valim dos Santos Maia, a aluna de mestrado, Ana Clara Martins e Rafael Tosti, Segundo Secretário do Setor Cultural e Educacional.

A embaixada brasileira, Embassy of Brazil in Washington, DC, em Washington publicou em sua rede social (fanpage) o encontro - confira a publicação na íntegra: link (http://migre.me/hPtKs).

A coordenadora do Programa Ciências sem Fronteiras na FESP, Marisa da Silva Lemos pode avaliar o perfil do aluno que saiu da FESP a quase dois anos atrás e o aluno que voltou. “São duas pessoas. A pessoa que voltou está mais consciente de sua posição no mundo que vive. Seus estudos foram na área ambiental e ele traz na sua bagagem não só conhecimentos específicos, mas, também para sua formação geral no que se refere a comportamento e maneira de atuar diante de problemas e tomadas de decisão. O que ele adquiriu é realmente o que o mercado procura em um profissional de alto nível; conhecimento técnico aliado a competências de um líder. A FESP deseja ao Eridano muito sucesso na sua vida profissional e acredita que seu esforço de passar por esta experiência no exterior vai ser reconhecido na sua vida futura.”

A Fundação de Ensino Superior de Passos informa que já retornaram do exterior 4 alunos que participaram do Programa Ciência sem Fronteiras, 7 estão realizando o intercâmbio de graduação e em 2014 a instituição enviará  2 alunos no primeiro semestre (maio/2014) e outros 2 já estão aprovados e homologados para intercâmbio previsto para o segundo semestre em agosto de 2014.

Eridano afirma que “participar do programa ‘Ciência sem Fronteiras’ foi além da realização de um sonho, um grande aprendizado com resultados que fogem muito da expectativa de aprender uma segunda língua. Através do intercâmbio em uma universidade americana, eu pude vivenciar e conhecer um pouco da cultura de diversos países. Aprendi a lidar com as diferenças que encontramos no dia a dia e aumentei a minha percepção para com os diferentes problemas globais que enfrentamos hoje no mundo. Aprendi que um bom dia, com licença ou obrigado nunca são demais mesmo que tenham que ser ditas diversas vezes ao dia. Abrir a porta para quem está vindo atrás nunca foi tão comum, e a cada sorriso ou palavra de agradecimento as forças são renovadas para uma próxima porta que irá se abrir”.

“Tendo em vista que o programa “Ciência sem Fronteiras” visa o engrandecimento pessoal, acadêmico e profissional do aluno participante, posso garantir sem sombra de dúvidas que minha missão no programa foi cumprida. A participação em um programa de intercâmbio fez com que eu exercitasse algumas das qualidades mais buscadas em um profissional nos dias de hoje sendo uma boa comunicação, trabalho em equipe, resolução de problemas e liderança. Fui para os Estados Unidos com a expectativa de aprender uma segunda língua, porém após 16 meses vejo que a transformação foi muito maior. Uma experiência imensurável e inigualável, uma viagem sem fim, com lembranças e aprendizados que me faz hoje um homem, amigo, filho e profissional muito melhor do que antes”.

A Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP – CPEX é responsável pelo Programa Ciência sem Fronteiras na instituição e conta com a assessoria institucional do funcionário da CPEX o Jornalista, Étory Zaghi, para acompanhar os alunos neste processo.  

Os interessados em se candidatar nos editais do programa deverão entrar em contato com a CPEX para auxiliá-los no processo de candidatura. Local: Rua Doutor Carvalho, nº1147 – Bairro: Belo Horizonte / Passos - Telefones para contato: CPEX: (35) 3529 – 6033 \ (35) 9811 – 8085.

TEXTO ESCRITO POR: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP – CPEX




Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2020  >>
seteququsedo
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678