A abertura oficial da II Feira Tecnológica da Construção Civil - ConstruFESP, na noite desta quarta-feira (23), foi um grande sucesso. Já no primeiro dia mais de mil alunos, professores e profissionais da construção civil participaram da palestra sobre a “Tecnologia da Engenharia Civil”, e ainda puderam conhecer as muitas novidades do setor, expostas nos estandes da Feira.

O professor e presidente do Conselho Curador da FESP, Fábio Esper Kallas, fez a abertura oficial, enaltecendo a importância do evento para Passos e região, e falou também do FESP Inova 2013, evento do qual a ConstruFESP faz parte. “Estamos felizes, pois os alunos da FESP estão tendo uma semana rica. Esta é uma maneira diferente de aprender e uma grande oportunidade de conhecer soluções e projetos novos”, disse.

Na palestra de abertura, o professor mestre e especialista em química e física do Centro Tecnológico de Engenharia da empresa Furnas Centrais Elétricas, em Aparecida de Goiânia (GO), Eduardo Aquino Gamballe, despertou o interesse do público presente. Ele mostrou as diversas áreas da engenharia e apresentou as tecnologias usadas na construção de obras em barragens, bem como os estudos das rochas, solos e pesquisas de jazidas.

O superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Constantino Dias Neto, que participa da Feira pelo segundo ano consecutivo, elogiou o evento e disse que vê grandes oportunidades para o setor da construção civil. 

“Para se ter um dado concreto, até outubro desse ano a CEF emprestou mais em habitação do que em todo o ano de 2012. Isto significa que o mercado continua aquecido e a demanda é grande. A inovação nesse segmento com os recursos disponibilizados vão fazer com que a economia continue crescendo” afirma.

Quem também elogiou foi o gerente de produção da Mineração Olivina Azul, de Pratápolis, André Paiva. Para ele, a ConstruFESP está cumprindo seu papel de colocar as empresas em contato com os profissionais da área. “Nesse primeiro dia já fizemos bons contatos, inclusive um produtor de concreto interessou bastante pelo nosso material e vemos boa possibilidade de parceria” diz.

Fábio Kallas reafirmou o convite a toda população, ressaltando que é muito importante a participação da comunidade, pois todos podem aproveitar as palestras como uma forma de reciclagem. “Convidamos toda a população para vir ao FESP Inova participar das palestras, sem custo algum, e no caso da ConstruFESP, conhecer as novidades apresentadas pelos expositores”, finalizou.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Nesta segunda-feira a FESP faz a abertura da terceira edição do maior evento acadêmico e científico da região do sudoeste mineiro. Realizado pela Fundação, o FESP Inova acontece até sexta-feira e é direcionado aos alunos, professores, funcionários e à toda comunidade regional com o propósito de apresentar temáticas inovadoras em todas as áreas do conhecimento.

O Presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, ressalta que o evento proporciona reciclagem de conhecimento e dá ao público a oportunidade de interagir com profissionais renomados de todo país e este ano com destaque para palestrantes internacionais. “O evento está riquíssimo com palestras e minicursos em todas as áreas do conhecimento. Um exemplo é o Seminário Internacional falando sobre Ecologia e Meio Ambiente no pensamento de Jacques Ellul, recebendo palestrantes internacionais da Universidade de Monstesquieu Boudeaux (França) e outro palestrante da Universidade de Lisboa (Portugal)”, observou Fabio Kallas acrescentando que a expectativa para o III FESP INOVA é enorme. “No ano passado foi surpreendente a participação de alunos, professores, e comunidade em geral. O FESP Inova começou grande e já se destaca entre as maiores feiras de tecnologia de Minas Gerais”, diz o professor.

O evento que faz parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - instituída pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – e tem na programação palestras, minicursos, feiras, seminários e semanas acadêmicas de todos os cursos da FESP, reunindo profissionais e pesquisadores renomados para contribuir com o avanço do país em termos de inovação e novas tecnologias.

Para o diretor de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da FESP, professor Eduardo Goulart Collares, o FESP Inova é a oportunidade de aprimorar conhecimentos, conhecer novos pensamentos e novas idéias. “Traremos muitos profissionais de renome nacional e internacional. Fizemos grandes parcerias com a FAPEMIG, UNESP e SEBRAE para o Seminário Brasileiro sobre o Pensamento de Jacques Ellul, Seminário Inovar para Crescer e os já tradicionais Congresso de Ecologia, Seminário de Pesquisa e Extensão, ConstruFESP, Semana de Ciência e Tecnologia do Centro de Ciências”, explica o professor.

O FESP Inova envolve toda a comunidade acadêmica sob o comando do diretor Eduardo Collares e da coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, professora Marisa da Silva Lemos. “Um evento deste porte exige uma grande estrutura que vem sendo preparada desde o início do ano para reforçar a atuação da FESP na sua missão de formar cidadãos competentes. A nossa equipe trabalhou no sentido de oferecer o melhor para todos que vão participar e por isso a expectativa é a melhor possível”, destaca Marisa.

Na segunda-feira (21) acontece a solenidade de abertura no Estação Eventos, às 19h, seguida pela palestra “Inovação: e eu com isto?”, ministrada pelo coordenador do Centro de Referência em Inteligência Empresarial da COPPE/UFRJ, doutor Marcos Cavalcanti. Até sexta-feira (25), serão mais de 100 eventos distribuídos pelas dependências da Fundação e auditórios da cidade como Espaço Capela, San Sevilla e Quadra do D.E.R.

Serão 6 grandes eventos dentro do FESP Inova: III Seminário de Pesquisa e Extensão da FESP, com mais de 100 artigos apresentando projetos de iniciação científica e atividades de extensão; ConstruFESP, feira que trará novidades e negócios na área da construção Civil; Semana da Ciência e Tecnologia de Passos, realizada pelo Centro de Ciências da FESP para apresentação dos melhores trabalhos de Feiras de Ciências das escolas públicas e particulares da cidade; VI Seminário Brasileiro sobre Pensamento de Jacques Ellul, que vai refletir sobre os desafios ecológicos do Brasil e do mundo; Seminário Inovar para Crescer do SEBRAE que vai apresentar casos empresariais de sucesso com Charles Bezerra, um dos maiores cientistas da inovação do Brasil; e o III Congresso de Ecologia do Sudoeste Mineiro, que terá a participação do Biólogo especialista em comportamento animal Sérgio Rangel.

Além do já citado e do cronograma das semanas acadêmicas dos cursos da FESP, serão lançados dois livros, sendo um pertencente à área ambiental, com 18 capítulos de estudos sobre a Bacia Hidrográfica da nossa região; e o outro, de autoria do diretor Collares, o qual apresenta os resultados do Zoneamento Ambiental do Médio Rio Grande.

As Semanas Acadêmicas dos cursos serão divididas por áreas de conhecimento, sendo Tecnologia e Engenharia; Biomédicas e da Saúde; Educação; Humanas e Sociais Aplicadas. Os detalhes da programação podem ser encontrados no site da FESP, podem ser realizadas as inscrições para todo o FESP Inova, requisito para a emissão do certificado de participação.

A FESP divulgará diariamente aqui e na fanpage as atualizações dos eventos, novidades e entrevistas com palestrantes e participantes. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Foi dada a largada para a segunda edição da feira de produtos, serviços e tecnologias na área da construção civil realizada pela Fundação de Ensino Superior de Passos. A ConstruFESP, que pretende divulgar inovações dentro do segmento, acontece em Outubro e integra o FESP INOVA, considerado o maior evento de ciência e tecnologia da região.

De acordo com o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, a feira já é bem conhecida pelos empresários do setor e este ano vem com mais força pelo maior tempo destinado ao seu planejamento. “Começamos agora e até Outubro vamos conseguir acertar tudo para que a ConstruFESP seja grandiosa. No passado as empresas trouxeram seus produtos e serviços e foram muito bem recebidas, e, claro, queremos que isto se repita e o sucesso seja mantido”, declarou.

Ao primeiro passo, o coordenador da feira, professor Ivan Francklin Junior, junto do presidente Fabio Kallas, recebeu representantes de empresas da região para apresentar a proposta desta segunda edição. “O nosso intuito é agregar empresários de diversos segmentos da construção civil na sua totalidade. Nós realizamos este evento contando com a participação deles, que são os nossos expositores e, por isso, este primeiro encontro é fundamental”, declarou o professor que é também o coordenador do curso de Engenharia Civil.

Fernando Queiroz, representante da Furnas Centrais Elétricas, disse que a iniciativa é uma grande oportunidade. “A gente mostra e desenvolve a nossa marca e ainda consegue levar o conhecimento de novas técnicas aos estudantes e isso é muito bom. Não temos certeza do que vamos trazer este ano, mas posso afirmar que virá alguma boa surpresa”, contou.

Em nome da Associação Comercial e Industrial de Passos (ACIP), Renatinho Ourives elogiou e justificou a importância da participação na feira. “Este é mais um dos brilhantes projetos da FESP. A Associação, que estou aqui representando, é sempre parceira em todos os eventos que somos convidados pela Fundação, e esta feira é de grande relevância. A ConstruFESP se firma no cenário da construção civil que está em constante ascendência no país todo e por isso precisamos expor e mostrar o que nós, o que as empresas do nosso município têm de melhor”, defendeu.

Segundo dito pelo professor Ivan Francklin, o principal alvo da ConstruFESP é a exposição de inovação tecnológica e a interação com do público com os profissionais e empresários da área. O presidente Fabio Kallas lembrou que, além disso, as vantagens chegam aos alunos de Engenharia. “Eles começam a ter contato com as práticas empresariais e também desfrutam do espaço das palestras. Então podemos dizer que é um elo da academia com a prática de mercado, contribuindo sobremaneira para a formação deles”, finalizou.

A ConstruFESP vai oferecer demonstrações de produtos tecnológicos e serviços, palestras sobre as tendências na Construção Civil e minicursos. Para mais informações e adesão acesse o site oficial da feira ou entre em contato pelo número (35) 3526-4344. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


A FESP acaba de conquistar o intercâmbio universitário para dois estudantes do curso de Engenharia Ambiental por meio do programa do governo federal “Ciência sem Fronteiras”. Jéssica Karyane da Silva irá para a Universidade de Fraser Valley, no Canadá e Eridano Valim dos Santos Maia irá para a Universidade Bowling Green State (BGSU), nos Estados Unidos. O Programa Ciência sem Fronteiras promove o intercâmbio de alunos das universidades brasileiras com as melhores universidades do mundo. A FESP está fazendo parte dessa iniciativa que fará com que o Brasil, num futuro próximo, se torne uma das nações mais importantes no âmbito do desenvolvimento tecnológico e da pesquisa científica.

A FESP acredita que a internacionalização do ensino superior possibilita a formação de profissionais mais abertos à inovação, a qual tem sido uma frente de trabalho do CNPq (Conselho Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico), CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior) e MEC (Ministério da Educação).

“A FESP tem procurado formar um aluno diferenciado, investigativo e tecnicamente capaz. Estamos no caminho certo, construindo uma grande universidade regional. A aprovação de alunos da FESP no programa Ciência sem Fronteiras é uma certificação de qualidade, comprovando que nossos alunos têm condições de concorrer às bolsas com alunos do Brasil todo e vencer. Além disso, nossos alunos estão percebendo a importância da internacionalização e da pós-graduação Stricto Sensu (Mestrados e Doutorados), como forma de crescimento profissional e também como forma de contribuir para o desenvolvimento de nosso Estado e país e a melhoria da vida de nossa população”, ressalta o Presidente do Conselho Curador da FESP, Professor Fabio Pimenta Esper Kallas.

Além de Jéssica e Eridano que já estão com todo o processo de seleção concluído e devem embarcar nos próximos dias, mais duas alunas da FESP estão em fase de análise de documentação, já obtiveram o aceite de duas universidades europeias e aguardam apenas o aval final do CNPq (Conselho Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico). De acordo com a Coordenadoria de Pesquisa e Extensão (CPEX) da FESP, Jéssica e Eridano, apesar de terem sido selecionados internamente para a cota de bolsas que a FESP tem no Programa, por ser uma instituição credenciada ao CNPq, também participaram do edital nacional e foram aprovados. Assim foi possível utilizar a cota para outros alunos. A aluna Thais Soares Elorde Costa, aluna do curso de Enfermagem e estagiária do PSF-Escola, está inscrita para a Universidade de Algarve na cidade de Faro, em Portugal e a aluna Marina Rejane de Lima, do curso de Sistema de Informação e estagiária do Setor de Informática da FESP, está inscrita na Universidade de Coimbra, em Portugal. O resultado sai nas próximas semanas.

“Nossos alunos concorreram e estão concorrendo em situação de igualdade com alunos das universidades renomadas brasileiras. Temos que parabenizar a Jéssica e o Eridano. É importante ressaltar o apoio institucional na preparação dos alunos em todo momento, principalmente da Coordenadora de Pesquisa e Extensão, Profa. Dra. Marisa Lemos e o suporte da professora Mara Correa Sena nas aulas de preparação para o idioma inglês”, frisou o Diretor do Núcleo Acadêmico de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, Prof. Dr. Eduardo Goulart Collares.

Para participar do Programa é preciso ter um bom desempenho no curso e participar de projetos de pesquisa. O domínio da língua do país onde fará o intercâmbio também é fundamental.

Jéssica e Eridano estão entusiasmados com o intercâmbio e contaram que a dedicação foi intensa, desde o aperfeiçoamento no idioma até a organização da documentação, passaporte e visto. “Minhas expectativas são as melhores possíveis. Vejo como propósito principal do programa a internacionalização da educação brasileira tendo como consequência o aprendizado de uma língua a qual vem se tornando indispensável frente aos efeitos da globalização mundial”, comentou o estudante Eridano que irá passar um ano nos Estados Unidos, sendo que após o término dos estudos os participantes do Programa têm o prazo de 30 dias para retornar ao Brasil, e ao retornar devem permanecer no país durante pelo menos o dobro do tempo que ficaram para aplicarem aqui os conhecimentos que adquiriram e contribuírem para o desenvolvimento da Ciência brasileira.
A bolsa oferece para os estudantes diversos auxílios como moradia, transporte e outros. Eridano conta ainda que a seleção aconteceu graças a todas as atividades desenvolvidas durante o ciclo acadêmico na FESP. “Todos os requisitos exigidos pelo programa só foram atingidos devido a todo apoio oferecido pela FESP, sendo o principal deles minha participação em projeto de pesquisa no qual desenvolvi um estudo de reaproveitamento de rejeitos de quartzito (pedra mineira) do sudoeste mineiro, em conjunto com o professor Collares e professor Ivan Fracklin e demais alunos envolvidos no projeto”, destacou Eridano que parte para os Estados Unidos no dia 11 de agosto.

A outra estudante aprovada, Jéssica Karyane da Silva inicia suas atividades no Canadá no dia 28 de agosto. Tanto Eridano quanto Jéssica destacaram o suporte oferecido pela CPEX que é coordenada pela Profa. Dra. Marisa Lemos e que o apoio da professora Mara no aperfeiçoamento do idioma inglês foi imprescindível. “Fizemos um ‘intensivão’, a Mara nos ajudou muito e assim partimos mais seguros com relação a língua do país para o qual estamos indo”, disse Jéssica.

Os alunos pesquisaram muito sobre as universidades para onde irão, sendo que ambas estão no ranking de melhores universidades do mundo. “Quero aprender muito nesta nova jornada, seja na área dos estudos, no crescimento pessoal, profissional e no amadurecimento de ideias e planos. Viver o novo, encarar novos desafios e vivenciar novas possibilidades farão parte de minha trajetória a partir deste momento”, conta Jéssica que foi uma das integrantes do Projeto Grande Minas – União pelas Águas, que é desenvolvido pela FESP em parceria com a ADEBRAS, Comitê CBH-GD7 e Governo de Minas, que promove um estudo dos recursos hídricos na Bacia do Médio Rio Grande.  “Sinto-me honrada por carregar o nome da faculdade para outro país, e espero contribuir no que for necessário para o crescimento desta universidade. A FESP abriu o portão para esse longo caminho que estamos começando a trilhar. Somos gratos a toda equipe da FESP”, disse Jéssica.

A bolsa de estudos do Ciência sem Fronteiras é na modalidade “Sanduíche”. Os alunos passam um tempo fora, mas têm que terminar o curso no Brasil. Nos próximos dias no site da FESP já estarão disponíveis informações sobre os próximos editais do programa Ciência sem Fronteiras. Os alunos interessados devem ficar atentos às normas e exigências e aos prazos.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Terminou nesta sexta-feira o I FESP INOVA, o maior evento científico da região com mais de sessenta palestras em diversas áreas, cerca de cinquenta mini-cursos, apresentações de trabalhos e projetos de Pesquisa e Extensão, além de exposições, concurso de fotografias e rodas de discussão. O evento teve a participação de mais de 10 mil pessoas entre professores, estudantes, pesquisadores e comunidade de Passos e região e contou com o apoio do Jornal Folha da Manhã, Revista FOCO e Sindicato dos Produtores Rurais de Passos.

O I FESP INOVA marcou a participação da FESP na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Durante os cinco dias de evento, praticamente todos os auditórios da cidade ficaram lotados de estudantes, professores e comunidade que dividiram conhecimento e trocaram experiências em cursos, palestras, exposições e semanas universitárias em vários eventos paralelos. "O I FESP Nova foi uma das ações mais importantes da FESP neste ano de 2011.

Conseguimos concentrar as semanas universitárias de vários cursos em um único momento, de tal forma que pudemos oferecer aos nossos alunos, professores e à toda comunidade de Passos e região momentos de aprendizado e de reciclagem. Tivemos diversos temas durante a semana toda, em todas as áreas do conhecimento, com palestrantes renomados e que trouxeram experiências de suas universidades e empresas engrandecendo nosso evento. Com certeza, o FESP Nova será melhor ainda em 2012, tornando-se o maior evento de educação, ciência e inovação do sul e sudoeste mineiro", afirma o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas. O 1º Seminário de Pesquisa e Extensão da FESP foi uma grande mostra dos trabalhos desenvolvidos na FESP com a mobilização de alunos de várias áreas. A 3ª Semana de Ciência e Tecnologia de Passos, entre outras atividades promoveu uma grande feira de ciências que contou com a participação de 14 escolas do Ensino Médio de Passos, públicas e particulares. Os estudantes apresentaram cinqüenta trabalhos nesta feira que está sendo preparada desde abril deste ano, quando foram promovidos cursos de capacitação para professores realizados no Centro Vocacional Tecnológico (CVT) e Centro de Ciências.

A coordenadora da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de Minas Gerais em 2011, Maria da Graça Rodrigues Brant, da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (SECTES) esteve presente no I FESP INOVA para conhecer a unidade do Centro Vocacional Tecnológico – CVT da FESP e inaugurar três novos polos da rede em Passos.

O 2º Congresso de Ecologia do Sudoeste Mineiro também atraiu estudantes e profissionais da área ambiental de toda a região. Exposição e concurso de fotografia, palestras, cursos e até um Cineclube com vídeos educativos foram promovidos.

Uma das propostas do FESP INOVA foi promover a interação entre os estudantes de vários cursos e, para isso, foram promovidas as semanas universitárias: 10ª Semana do Serviço Social; 9ª Semana Universitária de Administração de Empresas e Ciências Contábeis; 7ª Semana da Comunicação, 34ª Semana da Engenharia e 17ª Semana Jurídica que chamou a atenção dos estudantes com um Júri Simulado.

O FESP INOVA contou com a presença de autoridades nas mais variadas áreas do conhecimento como o professor Doutor Arquimedes Diógenes Ciloni, subsecretário de Coordenação das Unidades de Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Arquimedes que fez a palestra de abertura e falou sobre tecnologia e gestão. Para o diretor do Núcleo Acadêmico de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, professor Eduardo Goulart Collares, coordenador do evento, “a FESP pôde mostrar, de forma conjunta, os projetos que aqui estão sendo desenvolvidos e, ainda, envolver toda a comunidade FESP em um grande momento de disseminação do conhecimento. Na abertura tivemos mais de 2000 pessoas e durante a semana mais de 10 mil participaram em algum momento dos eventos paralelos”, avalia.

O evento será integrado ao calendário acadêmico da FESP e já na segunda edição terá um numero ainda maior de atividades. “Todos os cursos participarão de forma mais articulada, ou seja, as "Semanas de Estudo" de todos os cursos passarão a fazer parte do FESP INOVA”, adianta.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  janeiro 2021  >>
seteququsedo
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
1234567