Na manhã de hoje alguns cursos já deram início às atividades programadas para as semanas acadêmicas que integram o FESP Inova.

O curso de Enfermagem trouxe o presidente do Conselho Regional de Enfermagem (COREN-MG), Rubens Schröder Sobrinho e representantes de oito câmaras técnicas do conselho. “O FESP INOVA é um evento extraordinário, o próprio nome diz. É muito gratificante ser parceiro desta inovação para os enfrentamentos éticos e legais do exercício de cada profissão, seja ela a Engenharia, Enfermagem, Biomedicina ou qualquer outra área”, declarou Rubens que expôs as conquistas, perspectivas e avanços da gestão do COREN-MG 2012/2014.

O curso de Biomedicina também começou o evento com atividades relacionadas ao tema: Metodologia Ativa. Os alunos socializaram seus trabalho integradores apresentando painéis para professores avaliadores e outros alunos do curso. “Esta atividade vai proporcionar ao aluno vivenciar uma experiência científica, ponto importante do FESP Inova. O evento é de grande relevância para toda a comunidade acadêmica porque é uma forma de atualização em todas as áreas”, afirma a coordenadora do curso, professora Alessandra Cheraim.

Alunos de Direito tiveram a sua semana acadêmica iniciada com palestra do professor Rivo de Paula Assis sobre os desafios jurídicos do século XXI: caminhos e obstáculos.

A abertura oficial do III FESP Inova acontece hoje às 19h no Estação Eventos. Após a solenidade, o coordenador do Centro de Referência em Inteligência Empresarial da COPPE/UFRJ, doutor Marcos Cavalcanti, ministra a palestra “Inovação: e eu com isto?”, que vem instigar as pessoas a identificar a importância da informação, do conhecimento e da inovação, apontando soluções inovadoras para casos reais na região de Passos.

Marcos Cavalcanti é doutor em Informática pela Université de Paris XI; professor da COPPE/UFRJ, no Programa de Engenharia de Produção; coordenador do CRIE - Centro de Referência em Inteligência Empresarial da COPPE/UFRJ; membro do Board do New Club of Paris; editor da Revista “Inteligência Empresarial”; co-autor dos livros “O Conhecimento em Rede” e “Gestão de Empresas na Sociedade do Conhecimento” pela Editora Campus, e “Gestão Eletrônica de documentos” e “Que ferramenta devo usar”, pela Editora Qualitymark; coordenador do curso de Pós-Graduação em Gestão do Conhecimento e Inteligência Empresarial – MBKM (Master on Business and Knowledge Management); coordenador do projeto que revisão da metodologia de avaliação de empresas utilizado desde 2010 pelo BNDES, incorporando os ativos intangíveis nesta avaliação.

Consulte os detalhes da programação aqui.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



O curso de Biomedicina começou o evento inovando nas atividades com a aplicação da Metodologia Ativa. Os alunos socializaram o seu trabalho integrador apresentando painéis para professores avaliadores e para outros alunos do curso. “Dando importância ao FESP INOVA que é o evento científico da FESP, esta atividade vai proporcionar ao aluno vivenciar uma experiência científica. O evento é muito importante para toda a comunidade acadêmica porque é uma forma de atualização em todas as áreas”, afirma a coordenadora do curso de Biomedicina Alessandra Cheraim.

A estudante Lilian Rodrigues Pereira, do segundo período, apresentou uma pesquisa sobre diabetes concorda: “Com certeza foi uma experiência muito grande porque o que a gente sabe é o básico, sobre o que é o tratamento e a prevenção e a gente teve de procurar sobre a fisiologia do diabetes, como é a ação do diabetes e da insulina dentro do organismo e isso para a gente é uma coisa incrível pela área que a gente estuda”, diz.

“É uma oportunidade para os alunos se familiarizarem com a linguagem científica e o interessante é que os trabalhos saíram de dentro da sala de aula e a maioria das pesquisas foi feita por revisão bibliográfica”, ressalta o professor José de Paula Silva, um dos avaliadores dos trabalhos, que destacou a importância da atividade para incentivar o interesse pela pesquisa científica.  

“É trabalhoso, mas é interessante porque conforme a gente pesquisa, a gente aprende. Eu gostei, quero fazer mais trabalhos e mais pesquisas durante o curso”, afirma a estudante Marinila Buzanelo Machado, que apresentou um painel sobre a ética no descarte de embriões dentro da reprodução assistida.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Por meio do programa YOU2AFRICA - be the change, a aluna Marinila Buzanelo Machado passou 1 mês na Cidade do Cabo (África do Sul), trabalhando com crianças em recuperação no Sarah Fox Children's Convalescent Hospital. O intercâmbio voluntário veio agregar mais uma experiência às atividades extracurriculares da estudante do 4º período de Biomedicina da FESP.

A rotina da graduanda de 22 anos envolvia 8 horas diárias de serviços diversos na primeira semana e depois ficou exclusivamente dedicada aos cuidados com as crianças no hospital. “Foi uma experiência maravilhosa da qual nunca me esquecerei. A cidade é encantadora, as pessoas são calorosas e as crianças, então, nem tem o que falar! Me apaixonei por cada uma”, lembrou.

Marinila já planejava um intercâmbio voluntário desde o ano passado e sua decisão de ir para a África só se deu depois de consultar a coordenadora do seu curso, a professora Alessandra Cheraim Silva. “Minha irmã me apresentou o programa dizendo que o intercâmbio voluntário era a minha cara! No começo eu pensei em ir para a Namíbia e trabalhar com leões brancos porque eu sou apaixonada por animais. Eu fiquei com aquela viagem na cabeça, sempre insistindo com os meus pais. Quando eu fui avisar a Cheraim da minha viagem ela me sugeriu fazer algum trabalho com crianças ou em hospital, porque seria um diferencial no meu currículo. Então foi a minha opção” justificou a estudante.

Onde ficou instalada, a intercambista conviveu com outros seis brasileiros - dois que trabalhavam no hospital com ela, três que participavam de atividades em um orfanato e que ensinava futebol em uma escola – além de quatro franceses, uma sul africana, uma alemã, uma norte-americana, uma inglesa e uma dinamarquesa. Segundo Marinila a experiência foi um grande aprendizado. “Eu aprendi muito a respeitar o próximo, a doar sem esperar receber algo em troca e eu tenho certeza que essa experiência me fez uma pessoa melhor. Eu aprendi a conviver com diferentes problemas, diferentes pessoas, que mesmo passando pelo pior estavam ali com um sorriso no rosto pedindo amor e carinho. É algo que eu levarei pra vida toda e que eu irei lembrar quando estiver com um paciente, quando eu estiver realizando exames. Eu indico o intercâmbio para os colegas do meu curso e para qualquer pessoa disposta a fazer o bem e ajudar o próximo”.

A aluna da FESP pretende voltar à África e acredita que, além do prazer em trabalhar com crianças, ser voluntária é uma grande experiência que contribui sobremaneira para o enriquecimento de seu currículo. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A FESP investiu cerca de 200 mil reais na compra de manequins simuladores para o Laboratório de Habilidades, centro que irá funcionar no Prédio Principal da Fundação, atendendo diversas atividades dos cursos da área de Saúde. Professores receberam treinamento específico com profissional enviado pela empresa ANATOMIC, que fabrica e comercializa os manequins, a fim de capacitar os docentes e potencializar o uso dos modernos simuladores.

“A mais avançada tecnologia e a qualidade reconhecida foram os fatores decisivos no momento da escolha dos melhores modelos anatômicos, microscópios e da ampla linha de simuladores ginecológicos/obstetrícios e de emergências que vão proporcionar aos nossos estudantes o contato clínico mais próximo da realidade. Como é tudo muito moderno e de alta precisão a gente teve um curso ministrado pelo técnico André Alvez Costa e a professora responsável foi a Dra. Evânia Nascimento. Participaram também as professoras, Camila Piantino, Raquel Dully, Odila Rigolin, Tânia Delfraro e Maria José Goulart, além do professor Luiz Camilo Teodoro. Estamos todos aprendendo e nos dedicando para conseguirmos explorar ao máximo o novo material que temos para trabalhar e podermos oferecer um diferencial de alto nível nas nossas aulas”, declarou a professora e coordenadora do curso de Biomedicina, Alessandra Cheraim.

Dentre as aquisições incluem cinco manequins capazes de responder a estímulos químicos, biológicos e radiológicos, permitindo simular situações clínicas, tais como: sangramento, pulso para aferição de pressão, ataques cardíacos, politraumatismos, descompensações respiratórias e o processo de gestação, desde o início até o parto normal. 

Segundo o técnico da ANATOMIC, André Alvez Costa, os programas que controlam os bonecos simulam as mais diversas situações clínicas e emergenciais em diferentes níveis de dificuldade, funcionando em módulos de treino ou de prática, este sendo extremamente rigoroso em relação à avaliação dos procedimentos aplicados. “Estes manequins permitem uma grande preparação porque o programa simula as funções reais, assim, acaba sendo a melhor forma mecânica de aprender protocolos, como, por exemplo, o treinamento de RCP, manipulação de medicações, o uso do desfibrilador, entre outros”, explicou o representante da empresa, que além de cursos, disponibiliza vídeos online com demonstrações, instruções de uso, e manutenção dos manequins simuladores.

Sobre as vantagens de se ter a disposição uma fonte de ensino e aprendizagem tão moderna a professora Alessandra Cheraim ainda ressalta que “a prática nestes simuladores permite que os estudantes se familiarizem com as patologias de urgência e tenham ciência das medidas a serem tomadas em uma situação emergencial ao se deparar com um paciente fora do ambiente hospitalar, aumentando sua capacidade de ter eficiência e sucesso em socorro a vítimas de acidades, por exemplo”.

O Laboratório de Habilidades, onde serão ministradas as aulas com uso dos novos manequins está sendo finalizado no Prédio Principal da FESP e será dividido em vários ambientes de aprendizado. A diretora do Núcleo Acadêmico de Ciências Biomédicas e da Saúde, Tânia Delfraro, disse que “o espaço é uma das estruturas mais importantes do curso de Medicina, para o desenvolvimento de habilidades específicas, de modo que os estudantes possam se aperfeiçoar na prática hospitalar”, finalizou a professora.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

Veja as fotos na Galeria de Imagens da FESP. CLIQUE AQUI.



Alunos da FESP marcam presença no X Encontro Mineiro de Biomedicina, na Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). O evento ocorreu durante os dias 23 a 26 de maio de 2013 em Uberaba. Sob a orientação da professora doutora Camila Belfort Piantino e da coordenadora do curso de Biomedicina da FESP, professora mestre Alessandra Bonacini Cheraim Silva, os alunos dos 1º, 5º e 7º períodos do curso de Biomedicina apresentaram 8 trabalhos científicos neste encontro. 

O evento é considerado o maior na área de Biomedicina de Minas Gerais. De acordo com Alessandra Bonacini Cheraim Silva, a participação dos alunos em eventos como este permite ao aluno adquirir novos conhecimentos e este pode ser um diferencial na formação acadêmica e futuramente na formação profissional dos mesmos. A coordenadora salienta também que este espaço científico é importante para a construção “networking” do aluno. 

A Professora Camila Belfort Piantino declara que os alunos tiveram a oportunidade de aprender neste evento o que há de mais moderno em termos de pesquisas biomédicas. A oportunidade em estabelecer contato com os palestrantes, trocar experiências e informações com alunos de biomedicina de outras instituições é verdadeiramente positivo. A professora informa que os o número de trabalhos apresentados pelos alunos da Biomedicina da FESP foi expressivo quando comparado às outras instituições participantes do evento, demonstrando que na FESP a pesquisa é uma prática inerente aos cursos de graduação.

Os projetos apresentados no encontro foram:

1. Paracoccidioides Brasiliensis: Descrição Fúngica E Aspectos Gerais Da Paracoccidioidomicose. Autores: Ruan César Aparecido Pimenta; Thalita Aparecida Silva; Alessandra Bonacini Cheraim Silva; Camila Belfort Piantino.

2. Coombs Indireto: Suas Aplicações Em Gestantes Rh Negativo. Autores: Francismara Cristina De Melo, Mirian Aparecida Proença, Camila Belfort Piantino.

3. Rastreamento Da Hiperplasia Prostática Benigna. Autores: Ruan César Aparecido Pimenta; Thalita Aparecida Silva; Nilzemar Ribeiro De Souza; Evânia Nascimento; Alessandra Bonacini Cheraim Silva; Camila Belfort Piantino.

4. Pênfigo e suas variantes. Autores: Ruan César Aparecido Pimenta, Patrícia Rodrigues Candido, Alessandra Bonacini Cheraim Silva, Camila Belfort Piantino.

5. Características raciais de pacientes acometidos pelo câncer de próstata. Autores: Maria Cristina Ribeiro Souza, Josely Pinto de Moura, Alessandra Bonacini Cheraim Silva, Camila Belfort Piantino.

6. Estadiamento clínico de tumores de câncer de próstata. Autores: Paula Daniela Garcia Morais, Alessandra Bonacini Cheraim Silva, Camila Belfort Piantino. 

7. Incidência de toxoplasmose entre gestantes. Autores: Bruna Guilherme, Larissa Michele Martins, Camila Belfort Piantino.

8. Nível de instrução dos pacientes acometidos pelo câncer de próstata tratado na Santa Casa de Misericórdia de Passos. Autores: Nayara de Fátima Rabelo, Isabela Pereira Beluomini, Alessandra Bonacini Cheraim Silva, Camila Belfort Piantino.

Para o aluno do Curso de Biomedicina Ruan Pimenta (5º período do curso de Biomedicin) ir ao X Encontro Mineiro de Biomedicina proporcionou uma experiência nova, tanto da atuação do Biomédico frente ao mercado de trabalho quanto à exposição de nossos trabalhos em forma de pôsteres, o que nos auxiliou na troca de ideias com os avaliadores e também com outros docentes enriquecendo mais nosso conhecimento, agradeço a FESP e a FAPEMIG pelo apoio ao desenvolvimento do meu projeto.

A aluna do Curso de Biomedicina, Nayara de Fátima Rabelo comenta que o encontro foi maravilhoso e superou todas as minhas expectativas. Nos deu a oportunidade de não somente atualizar ou envolver com assuntos novos, mas também a oportunidade de fazer contato com pessoas envolvidas em novas áreas. Apresentar um trabalho científico em um evento como este é oportuno para divulgar nossos projetos e discutir os temas apresentados, recebendo novas ideias e críticas construtivas que nos abre novas janelas do mundo científico.

A Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, Marisa da Silva Lemos parabeniza as professoras orientadoras pelo excelente nível dos trabalhos apresentados e pela iniciativa do envio dos trabalhos a este renomado evento na área de Biomedicina e acrescenta que experiências acadêmica-científicas enriquecem o currículo e trazem amadurecimento profissional e pessoal de nossos alunos.

FONTE: COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FESP – CPEX



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  janeiro 2021  >>
seteququsedo
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
1234567