Agência A Limine e os proprietários da BrinquelarA FESP realizou na noite de ontem (19), o Grande Prêmio Publicitário (GPP), iniciativa da coordenação do curso de Publicidade e Propaganda. Os estudantes apresentaram suas propostas de planejamento de mídia para a empresa Brinquelar, e a agência A Limine, composta pelos alunos Wellington Whichiner Cruz Silva, Anderson Bueno, Marco Túlio Madeira, Claudia Menezes Fonseca, Eduardo Calazans Lima, Giulia Nestor de Lima, Jonathan Menezes da Silva, Kívia Oliveira Santos, Márcio José Oliveira Filho, Nádia Fernanda Bícego e Ruana Fernandes, venceu o concurso.

“Foi muito bom, o pessoal está de parabéns! Os sete grupos apresentaram trabalhos excelentes, com qualidade profissional. Vamos procurar a agência vencedora. Nós ficamos gratificados e honrados em poder participar deste prêmio. A FESP foi maravilhosa, como sempre”, comentou o proprietário da Brinquelar, Wagner Luiz Santos, que participou da banca de avaliação do GPP e ainda cedeu prêmios para as três agências melhores classificadas.

A jurada Lívia Portugal, proprietária da Creato, também elogiou a realização do Grande Prêmio. Para ela, o projeto muito interessante por reunir alunos de todos os períodos para trabalharem juntos. “Os alunos que estão no final do curso tiveram a experiência de orientar um grupo e os que estão começando puderam ter o primeiro contato com a realidade da profissão. Esta é uma experiência muito importante porque o que eu percebo é que a realidade do mercado é um pouco diferente da realidade dentro da faculdade e por isso é muito proveitosos que estes alunos coloquem a mão na massa para ter esse contato mais próximo do que eles vão encontrar. Os trabalhos tiveram conceitos bacanas, o pessoal soube direcionar as ideias. Alguns tiverem a preocupação de ir além daquilo que foi solicitado e isso é um diferencial. Essa também foi uma oportunidade para conhecer alunos e o trabalho que eles podem desenvolver. Futuramente se algum desses alunos vier a procurar um estágio, um emprego na minha agência, pelo fato de ter apresentado este trabalho, com certeza ele vai ter pontos para contribuir a favor dele”, avaliou a publicitária.

A designer e professora da FESP, Heliza Faria, também presente no corpo de jurados, considerou fundamental a produção extra-sala. “Só acrescenta na formação dos alunos. O mercado está cada vez mais exigente, a entrega e seriedade na criação e execução dos trabalhos é mais que indispensável. Como designer eu me surpreendi com qualidade e acabamento das peças. Acredito que vás delas já poderiam ser veiculadas. Foi muito válido!”

Ainda na banca de avaliação dos trabalhos estavam: Dalton Filho, Antônio Donizeti de Carvalho, Nara Guimarães Porto, Jean Carllo de Souza Silva, Cleiton Hipolito Alves, Heliza Faria Pereira, Itamar Teodoro de Faria e Danilo Henrique Rezende Porto.

O GPP foi idealizado para incentivar a criatividade dos alunos do curso além de trabalhar com eles a capacidade de planejamento. Mais de 70 estudantes estiveram envolvidos em uma semana de atividades exclusivamente voltadas para a elaboração das propostas para a Binquelar. Segundo a coordenadora de Publicidade e Propaganda da FESP, o GPP foi um sucesso e continua em 2015. “Eu fiquei orgulhosa pelos trabalhos. Superaram as expectativas! Os alunos abraçaram a ideia do GPP e fizeram ótimas propostas. Vamos trabalhar para manter este prêmio sendo ainda melhor a cada ano”, considerou a professora, também responsável pelo projeto.

Palavra de vencedor

Em depoimento, Anderson Bueno, integrante da A Limine, contou que o trabalho foi intenso e que toda a equipe se esforçou em oferecer o planejamento mais adequado e eficaz para o cliente. O aluno também frisou o aprendizado e suas percepções em relação ao trabalho em equipe.  

“A experiência de vivenciar o GPP não pode ser dita em palavras, é algo que só podemos sentir durante a correria atrás de fazer o melhor possível num tempo curto. Foi quase uma maratona; uma maratona da publicidade. Cada dia era uma meta nova que precisávamos cumprir para que tudo se encaixasse perfeitamente dentro do tempo estipulado. Tudo isso se amplifica ainda mais por ter sido o primeiro, algo que ninguém ainda havia experienciado. Tive a oportunidade de conhecer melhor, inclusive, alguém com quem sempre esbarrava nos corredores.  Por sorte meu grupo foi pró-ativo e pude contar com a colaboração de diversas pessoas, que se dobravam e desdobravam para fazer dar certo. E deu, muito, por sinal! Toda experiência é válida, e só de ter tido esta oportunidade eu já me senti vitorioso. Conquistar o primeiro lugar provou que a conquista e o esforço estão diretamente relacionados, e isso foi algo que não só eu, mas todo o meu grupo aprendeu da melhor forma possível. E é isso que levaremos conosco a partir de então”, disse emocionado o futuro publicitário mais conhecido como Andy Roosevelt.

Confira abaixo a classificação do 1º GPP da FESP:

1° Lugar 

A Limine

Wellington Whichiner Cruz Silva

Marco Túlio Madeira

Anderson Bueno

Eduardo Calazans Lima

Claudia Menezes Fonseca

Giulia Nestor de Lima

Jonathan Menezes da Silva

Márcio José Oliveira Filho

Nádia Fernanda Bícego

Ruanda Fernanda Honório Santana

Kívia Oliveira Santos

2° Lugar

Brado Agência

Everton Augusto Marques

Lívia Louise Ferreira Firmino

Henrique Ferreira de Andrade

Bárbara Isadora Silva de Melo

Aricia de Oliveira Faria

Lohaina Silva Fernandes

Natielli de Paiva Ribeiro

Vanessa Rita Duarte

Marina Lopes Bonfim

3° Lugar

Estratégia Dinâmica

Rúbia Savioli Balla

Marco Aurélio dos Santos

Israel Antônio de Oliveira Santos

Nicolas Martins Fagundes

Franciele Nogueira Lacerda

Lorena Patti Sanches Pereira

Stephanypower Galgane de Assis

Vanildo Donizete Gomes

Elysani Caroline de Lima

 

Veja todas as fotos do evento CLICANDO AQUI.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP) dá as boas-vindas aos estudantes e apresenta parte de sua estrutura e serviços. Saiba como aproveitar todas as vantagens oferecidas aos alunos pela Fundação, os procedimentos necessários para cadastro na biblioteca, uso dos laboratórios, requisição de documentos, oportunidades e muito mais. Confira a seguir.

SAE e NAE

O Serviço de Atendimento ao Estudante (SAE) e o Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE) são departamentos responsáveis pelo suporte ao aluno. 

No SAE são efetuadas, por exemplo, as matrículas e as solicitações de documentos acadêmicos (histórico escolar, declaração de matrícula, posição de curso, declaração de adimplência, atestado de frequência, 2ª via de boleto, carteirinha de biblioteca, entre outros). Inscrições para as semanas universitárias e eventos também são realizadas no SAE. 

O NAE é responsável pela avaliação socioeconômica realizada para a concessão de bolsas de estudos, descontos, financiamento (FIES), estágios e convênios. Profissionais de Assistência Social estão à disposição dos estudantes para atendimento. 

Biblioteca “Oto Lopes Figueiredo”

A Biblioteca da FESP tem em seu acervo geral mais de 59.000 itens, somando livros, CD’s, DVD’s, periódicos, monografias, dissertações e teses. Dentre os serviços prestados, os estudantes contam com: empréstimo domiciliar, renovação e reserva; pelo site oficial da FESP, pode-se realizar consultas ao acervo bibliográfico, periódicos on line e novas aquisições por curso; sala de leitura comunitária com um título novo da lista dos mais lidos a cada mês; além dos computadores com acesso à Internet e Office, Biblioteca Virtual Pearson, e dos equipamentos especiais com F123, programa para deficiente visual. Para ter uso permitido, o aluno precisa da carteira de estudante viabilizada pelo Centro Acadêmico (CA) de cada curso. 

A Biblioteca fica localizada na Av. Juca Stockler, 1001 A, e funciona de segunda a sexta-feira, de 07h às 23h, e aos sábados, de 08h às 12h.

Laboratórios

A FESP possui laboratórios de informática com computadores modernos conectados à internet, que funcionam nos Blocos 06 e 02, na Biblioteca e no Novo Campus (CIRE). Para ter autorizada e utilização dos laboratórios, os alunos precisam estar regularmente matriculados e cadastrados com email institucional. 

Secretaria

A Secretaria Geral Acadêmica é responsável pelo registro das atividades acadêmicas do aluno. A efetivação da matrícula se dá neste departamento, assim como o registro do diploma, diários, histórico escolar, declaração de matrícula e outros. Para ter acesso aos dados da Secretaria, o aluno deve encaminhar suas solicitações ao SAE. 

Vestibular

O estudante da FESP também pode ter descontos na mensalidade atuando como promoter nos processos seletivos da instituição. Basta se cadastrar no setor de vestibular na Av. Juca Stockler, 1130. Mais informações pelo email vestibular@fespmg.edu.br ou pelo número 0800 283 0336.

CIRE

O Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE), onde está localizado o Novo Campus da FESP, é um espaço disponibilizado aos alunos para a prática de esportes e lazer. O CIRE tem piscinas, diversas quadras poliesportivas, parque, quiosque e grande área verde. Os estudantes podem utilizar as dependências no período que vai de terça a domingo das 09h às 18h, com a obrigatoriedade de apresentar a carteirinha estudantil para entrada.

CPEX

A Coordenação de Pesquisa e Extensão (CPEX) tem o objetivo de agregar, assistir e expandir as atividades de pesquisa e extensão realizadas pelo corpo docente e discente da FESP. A instituição participa de vários programas de fomento de bolsas para alunos, como UEMG, FAPEMIG e CNPq. É de sua responsabilidade lançar editais, organizar o sistema de avaliação de projetos e divulgar os resultados. Participa da organização do FESP INOVA, onde se responsabiliza pelos eventos do Congresso Sul Mineiro de Iniciação Científica e o Seminário de Pesquisa e Extensão da FESP. 

A CPEX é também responsável pelo Programa sem Fronteiras na FESP, onde os alunos podem obter informações para participação de intercâmbio no exterior. Para contato ligue: 3529 – 6033.

UAITEC

A Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais (UAITEC), Projeto da Secretária de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, disponibiliza aos estudantes diversos cursos de qualificação profissional à distância em diversas áreas do conhecimento. Universitários interessados em disputar uma bolsa no Programa Ciências Sem Fronteiras têm prioridade nas vagas para os cursos de Inglês, Francês, Espanhol e Português. Todos os cursos são gratuitos e com horários flexíveis. A UAITEC funciona no bloco 02 da FESP das 8h às 21h, de segunda à sexta-feira.

Escritório Escola Jurídico-Social

O Curso de Direito possui um espaço muito especial que é o Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) onde funciona o Escritório Escola FESP, localizado no Bloco 02. O NPJ coordena as atividades de estágio curricular obrigatório que se inicia a partir do 6º Período do curso e vai até o 10º Período. O aluno faz a integração entre a teoria e a prática, desenvolvendo inúmeras atividades de prática real e simulada, participa de audiências, elabora peças processuais, participa do júri simulado, dentre outros.

Centro de Ciências

Com uma didática diferente, o Centro de Ciências enfatiza o aprendizado lúdico e dinâmico com atrações variadas para chamar a atenção das crianças, jovens e dos professores. Módulos temáticos como o Planetário Asterdomus, onde é possível fazer uma viagem astral sem sair do lugar e conhecer o sistema solar e diversas galáxias do Universo, fortalecem o trabalho de Ciências. Outra atração, que é muito requisitada e que desperta a curiosidade dos visitantes, é a Casa Maluca, onde é possível experimentar na prática, as leis da Física. O Centro de Ciências fica no Bloco 13, na Av. dos Expedicionários, 333. As visitas acontecem por meio de agendamento pelo telefone 3526-9598.

AMBES

O Ambulatório Escola FESP (AMBES) é um centro de referência regional em Prevenção e Tratamento das DST/AIDS e Hepatites Virais, atendendo Passos e 18 municípios da região dentro dos princípios éticos do sigilo e anonimato. O atendimento oferecido é especializado e feito por uma equipe multiprofissional compromissada com a qualidade, rapidez e eficiência no serviço prestado. O AMBES é um excelente campo de estágio para os alunos dos cursos de Enfermagem, Biomedicina, Serviço Social e Nutrição, o que agrega  valores ao conhecimento prático dos alunos e possibilita um atendimento humano e completo. O Ambulatório está aberto de segunda a sexta-feira, das 07h às 11h30 e das 13h às 17h, na Rua Sabará, 164. Telefone: 3529-8030.

CAN

O curso de Nutrição oferece atendimento nutricional gratuito aos alunos e funcionários da FESP e à comunidade em geral atendendo casos relacionados a alimentação e nutrição como, obesidade, diabetes, hipertensão, dislipidemias, magreza, anorexia, dentre outros.

O Centro de Atendimento Nutricional (CAN) está localizado no Bloco 13, Avenida dos Expedicionários, 333. O horário de funcionamento é das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h. Para ser atendido, basta agendar seu horário pelo telefone (3522-8826) e no dia da consulta apresentar sua carteirinha. 

 

Para mais detalhes e informações, consulte a secretaria do seu curso. A FESP tem prazer em recebê-los e em atendê-los. Tenham um excelente ano letivo!

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A nutricionista Ana Carolina Brasil e Bernardes foi recebida na FESP durante a semana acadêmica do curso de Nutrição. A delegada titular do Conselho Regional da 9ª região, situado em Pouso Alegre veio expor o posicionamento do CRN9 em relação aos alimentos transgênicos e agrotóxicos.

Para a nutricionista o convite para participar do FESP Inova foi aceito com entusiasmo. “Achei interessantíssima o tema que me ofereceram. Somos convidados para falar dos mesmos assuntos sempre e aqui foi diferente porque transgênico e agrotóxico são coisas muito novas e que as pessoas não discutem muito, então eu achei a iniciativa fantástica. Tem muita coisa pra falar e colocar isso na cabeça desse pessoal que está se formando agora é ótimo. Quero que eles saiam daqui sabendo que ser nutricionista vai além de ensinar a comer”, declarou.

Segundo a nutricionista, alimentos transgênicos são todos aqueles que foram geneticamente modificados e, recentemente, estão sendo produzidos em larga escala. “O transgênico surgiu em 1970 com a insulina humana, porém, a alimentação com transgênicos no Brasil chegou em meados de 98, então tudo é muito novo. O que a gente tem muito aqui é a soja e o milho. Grandes marcas de mercado se utilizam destes transgênicos em bolos, cereais açucarados e sucos, por exemplo”, explica.

A delegada do Conselho expôs conceitos, discutiu estudos recentes que envolvem o assunto e tirou diversas dúvidas dos alunos e professores que estiveram presentes na palestra. “Atenção para o rótulo! Produtos importados costumam ter grande quantidade de alimentos transgênicos. Todo alimento que é transgênico tem que ter sinalização. No seu rótulo, por obrigatoriedade, tem que ter um T informando que ele é transgênico. Podemos evitar o consumo. O problema é está muito discriminado o uso dos transgênicos e às vezes a gente não sabe que aquele alimento é um deles”, alertou Ana Carolina.

A exposição também envolveu o debate sobre agrotóxicos e as questões que envolvem o consumo de alimentos produzidos com seu uso. A delegada defendeu que a alternativa é o consumo dos alimentos orgânicos que são muito mais saudáveis. “O número de vitaminas que você vai encontrar no orgânico é maior do que no alimento com agrotóxico e ainda tem a vantagem de você comer um alimento com agrotóxico e correr o risco de isso virar contra você como uma doença no futuro”.

A semana acadêmica do curso de Nutrição também teve palestras acerca de quebra de paradigmas, higiene profissional em restaurantes, controle de qualidade na indústria de alimentos, entre outros.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A Semana Acadêmica do curso de Direito da FESP trouxe para os estudantes da Fundação a exposição do tema “Tráfico de pessoas para fins de prostituição”, ministrada pelo professor Doutor Paulo César Correa Borges, Promotor de Justiça de Franca e coordenador do curso de Mestrado da UNESP. 

O professor apresentou o panorama mundial sobre os crimes de tráfico de pessoas, segundo o qual pelo menos dois milhões e meio de pessoas, originárias de 127 países, são vítimas de tráfico. O número que pode ser tímido perto da realidade, uma vez que as estatísticas são baseadas apenas nos registros de vítimas que conseguiram denunciar os crimes.

De acordo com as pesquisas apresentadas pelo professor, o tráfico humano tem se caracterizado por ser a 3ª atividade criminosa do mundo - tendo antes apenas o tráfico de drogas e o tráfico de armas - e envolve várias finalidades, como exploração sexual, trabalho escravo, matrimônio forçado, mendicância infantil e até trafico de órgãos. 

Durante a palestra o professor explicou a importância da união de esforços para o combate ao crime de tráfico de pessoas e alertou sobre a escravidão moderna. “A grande questão é essa nova consciência de que a escravidão não é só aquela que a gente imagina da época da nossa escravidão: dos negros sendo acorrentados, recebendo chibatadas. A escravidão hoje inclui em seu conceito inclusive a exploração sexual”, esclarece o professor. 

O sonho de sair do país, as promessas de empregos diferenciados e as carreiras bem sucedidas são as principais formas de atrair possíveis vítimas de tráfico humano. “As pessoas precisam ficar atentas porque muitas vezes a sedução e a forma de induzir uma pessoa a ir para o exterior acontecem por mecanismos normais, de agenciamento de pessoas para trabalhar em locais não tão certos, inseguros, como garçonetes em boates, babysitter. Tem que se tomar muito cuidado porque isso pode induzir a vítima a cair na malha das organizações criminosas especializadas no tráfico de pessoas, que é a terceira maior fonte de renda ilícita do mundo”, alerta. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG


O curso de Biomedicina começou o evento inovando nas atividades com a aplicação da Metodologia Ativa. Os alunos socializaram o seu trabalho integrador apresentando painéis para professores avaliadores e para outros alunos do curso. “Dando importância ao FESP INOVA que é o evento científico da FESP, esta atividade vai proporcionar ao aluno vivenciar uma experiência científica. O evento é muito importante para toda a comunidade acadêmica porque é uma forma de atualização em todas as áreas”, afirma a coordenadora do curso de Biomedicina Alessandra Cheraim.

A estudante Lilian Rodrigues Pereira, do segundo período, apresentou uma pesquisa sobre diabetes concorda: “Com certeza foi uma experiência muito grande porque o que a gente sabe é o básico, sobre o que é o tratamento e a prevenção e a gente teve de procurar sobre a fisiologia do diabetes, como é a ação do diabetes e da insulina dentro do organismo e isso para a gente é uma coisa incrível pela área que a gente estuda”, diz.

“É uma oportunidade para os alunos se familiarizarem com a linguagem científica e o interessante é que os trabalhos saíram de dentro da sala de aula e a maioria das pesquisas foi feita por revisão bibliográfica”, ressalta o professor José de Paula Silva, um dos avaliadores dos trabalhos, que destacou a importância da atividade para incentivar o interesse pela pesquisa científica.  

“É trabalhoso, mas é interessante porque conforme a gente pesquisa, a gente aprende. Eu gostei, quero fazer mais trabalhos e mais pesquisas durante o curso”, afirma a estudante Marinila Buzanelo Machado, que apresentou um painel sobre a ética no descarte de embriões dentro da reprodução assistida.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  outubro 2020  >>
seteququsedo
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678