Fabiana Dias de Lima – Estudante de Jornalismo

“Empreendedorismo na área de Alimentação e Nutrição”, este foi o tema do debate de encerramento da Jornada de Nutrição de Passos (JONUPA), a responsável pela mediação do debate foi Camila Suelen Fernandes, Gerente do Restaurante Comunitário da UEMG Passos.   

Uma das participantes do debate, Lyvia Mendes, Nutricionista e Publicitária, comentou sobre a importância do marketing para vendas e do empreendedorismo em consultórios de nutrição. "É muito bom empreender, mas a gente tem que ter muita cautela." disse a nutricionista em relação a criar uma marca de produtos alimentícios.

Bruno Moreti, proprietário das Empresas Bendito Casarão e UP Consultoria e Marketing, abordou temas sobre como exercer a atividade de empreendedor, criar conexão com o produto e eco-sustentabilidade em gêneros alimentícios.

Talyane Rodrigues Bueno, proprietária da Empresa Doces São Francisco, comentou sobre gerenciamento e abordou a questão de trabalhar no ramo alimentício, onde existe grande variedades de produtos disponíveis para a venda, sem perder pontos tradicionais da culinária. Já Carolina do Nascimento Alves, Nutricionista Clínica e Esportiva Funcional, contou o papel de destaque que o empreendedorismo tem em sua carreira profissional, proporcionando uma reinvenção em sua atuação.

Os estudantes tiveram a oportunidade de realizar perguntas aos participantes do debate. Ayani Santos Castro, aluna do 1° período de Nutrição, comenta, "São assuntos que não vemos na sala de aula, porque não dá tempo e tem que priorizar a matéria. É um conhecimento a mais e são coisas que vamos levar e ver depois na área profissional”. O evento aconteceu no dia 25 de maio, no Auditório 01 do Bloco 01.

 



 

Julia Moraes – Estagiária da Assessoria de Comunicação UEMG Passos

O Diretor Acadêmico, Itamar Faria, da UEMG Unidade Passos ministrou uma palestra para os estudantes do 3° ano do Ensino Médio do Colégio Militar Tiradentes, explicando detalhes sobre a carreira acadêmica. “É muito importante levar aos estudantes informações sobre a Universidade, detalhes do cotidiano dos acadêmicos, como eles podem fazer a diferença no espaço social a partir de projetos, atividades acadêmicas”, comenta o Diretor sobre a palestra que aconteceu dia 16 de maio.

Itamar aproveitou o encontro para apresentar a Unidade Passos, comentando sobre os 27 cursos de graduação disponíveis na Instituição, além do Mestrado Profissional em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente. Os estudantes do Colégio realizaram perguntas, muitas delas com foco na escolha da profissão. “Temos 27 cursos de graduação, em várias áreas do conhecimento, nossa Instituição é ampla. Neste encontro não aconteceu apenas uma apresentação dos cursos, mas também discutimos a área de atuação de cada um deles e como é o cotidiano universitário”.

Tamires Aparecida do Amaral, professora do Colégio Militar Tiradentes e docente da UEMG Unidade Passos, acompanhou os estudantes na palestra. “Nós ainda temos alunos que não têm essa percepção de que a UEMG é uma Universidade gratuita, de qualidade, Estadual e do leque de cursos de graduação que temos aqui em Passos”.



 

Julia Moraes – Estagiária da Assessoria de Comunicação UEMG Passos

O Centro Acadêmico Márcio Nalini, do Curso de Serviço Social promoveu em parceria com o Núcleo de Assistentes Sociais (NAS) do Município de Passos, a palestra “Regressão de direitos tem classe e cor: Assistentes Sociais no debate ao racismo”. O palestrante responsável pelo conteúdo foi o Assistente Social e Professor Tales Willyan Fornazier Moreira.

“O tema que foi discutido é super pertinente ao momento que estamos vivendo de desmonte sociais, de regressão de direitos principalmente com a população negra. É necessário dialogar com a sociedade sobre o que o Serviço Social pode oferecer como profissao em defesa da população. Reafirmando o compromisso do assistente social no combate ao racismo”, comenta a Assistente Social e Coordenadora do NAS, Priscila Andrade Caetano.

O Núcleo de Assistentes Sociais é constituído de espaços de articulação e organização dos profissionais do Serviço Social, com a finalidade de valorizar e fortalecer a profissão, na defesa do projeto ético-político que deve ser respeitado.

O palestrante Talles Willyan Fornazier Moreira dá ênfase à necessidade de abordar o tema da palestra, “O racismo é elemento que estrutura nossa formação social brasileira. O Brasil vivenciou quase 400 anos de escravidão, foi o país que mais trouxe negros africanos para serem escravizados e o último a abolir, formalmente, a escravidão. Nossa história é uma história de sangue e barbárie. Esse passado recente, infelizmente, contribuiu para a construção de uma ideologia escravista que, até hoje, coloca a população negra em condição de abismo social comparada à população não negra. A população negra lidera o ranking de desigualdade social no país, seja por questões de renda, não acesso à educação e ao mundo do trabalho, ou por receberem os menores salários e estarem na base da pirâmide social. Esta população também é a que mais sofre as multifacetadas formas de violência”, explica.

 “Foi incrível! Acho que foi o melhor evento que já fizemos. Não sei se foi pelo tema, que tínhamos grande necessidade de abordar, ou pelo palestrante, que fez uma fala que prendeu a atenção de todos os estudantes que estavam presentes”, conclui a presidente do C.A., Amabile Maria de Moura Passos. O evento aconteceu no dia 17 de maio, no Auditório do Prédio 02 do Bloco 05.



 

Fabiana Dias de Lima e Felipe Misuraca Meirelles – Estudantes de Jornalismo

Na última sexta-feira, 24, aconteceu no auditório do Bloco 01 da UEMG Unidade Passos, a palestra “Vegetarianismo e Veganismo”, que abordou temas como a importância da substituição da proteína animal. O responsável por apresentar o conteúdo foi o Nutricionista e Educador Físico, Alexandre Bretas, a atividade fez parte do cronograma da Jornada de Nutrição,

O palestrante considera o Veganismo uma prática de vida que exige esforço, sendo considerado um desafio para os nutricionistas. Além disso, Bretas ainda identificou questões éticas no âmbito da saúde e ambiental como motivação para o indivíduo optar por retirar a carne do cardápio.

Outros assuntos tratados na palestra foram os tipos de vegetarianismo, a importância da suplementação em dietas vegetarianas ou veganas e condições de consumo de proteína vegetal, vitamina B12 e ferro baseadas em pesquisas científicas.

Letícia Asselli, estudante do 3° período de Nutrição e Diretora de Comunicação do Sanutri (Centro Acadêmico de Nutrição), comentou sobre a escolha do tema da palestra: "Muita gente do curso perguntou se iria ter algo sobre vegetarianismo, porque o tema está muito em alta. Então, falamos com o Alexandre Bretas que já palestrou outras vezes aqui e resolvemos realizar esta palestra”, explica.

 



Texto : Julia Moraes – Estagiária da Assessoria de Comunicação de Passos

Colaboração: Fabiana Lima e Felipe Meirelles (Estudantes de Jornalismo)

Na tarde desta segunda-feira, 27, às 14h, foi inaugurado Laboratório de Tanatopraxia da Universidade do Estado de Minas Gerais - Unidade Passos. Na cerimônia estavam presentes, a Reitora da UEMG, Lavínia Rosa Rodrigues, o Vice-Reitor, Thiago Torres Costa Pereira, o Diretor da Unidade Passos, Itamar Teodoro de Faria, o Vice-Diretor, Willian Paulo Graciano, o coordenador do curso de Medicina, Leonardo de Oliveira Consolim, o Pró-Reitor de Planejamento, Gestão e Finanças da UEMG, Fernando Sette Júnior e representando o Prefeito de Passos, Renatinho Ourives, Clarissa Carneiro Leão Batista, apoiadora de Gestão da Secretaria Municipal de Saúde.

Aproximadamente 230 pessoas compareceram ao evento, para assistir à abertura oficial do Laboratório, que vai atender a todos os cursos da área de saúde da Unidade Passos. O primeiro a discursar sobre a inauguração foi o presidente do Centro Acadêmico Barão de Passos (CA do curso de Medicina), Cristopher Mateus Carvalho. “No curso de Medicina há grande importância nessa vivência com o verdadeiro corpo humano, sentindo o aspecto e como é essa situação na vida real”, comenta o discente.

 “É sempre muito bom inaugurar novos laboratórios, novas estruturas. Trabalhamos, dentro da reitoria, a política do atendimento ao estudante, ao professor, aos servidores técnicos administrativos. Existem melhorias e podemos dar mais suporte aos cursos de graduação, já fomentando cursos de pós-graduação, às vezes no âmbito do lacto sensu, às vezes no âmbito do strictu sensu, que é o ideal, no oferecimento de um mestrado e de um doutorado”, destaca o Vice-Reitor Thiago Torres.

O Laboratório tem papel importante na formação dos estudantes, proporcionando um ambiente próprio para a realização de atividades práticas dos cursos da área de saúde. “Não dá para pensarmos nos maiores avanços tecnológicos se não tivermos uma base extremamente fundamentada. O passo que estamos dando com a inauguração desse laboratório é de que nós tenhamos alunos preparados para qualquer desafio que o futuro lhes traga”, afirma o Coordenador do Curso de Medicina, Leonardo de Oliveira Consolim.

“Esse laboratório está previsto no projeto pedagógico do curso desde o início. Desde 2016, estamos na luta para consegui-lo, mas não é somente a questão dele, em si, pois existe um processo, que é a aquisição de corpos para estudo. Este processo deu-se início em 2016, em um contato que tivemos com a UFMG, esses corpos que os alunos irão estudar são de um termo de parceria entre a UFMG e a UEMG, onde acontece a cessão dos cadáveres, complementa a subcoordenadora do curso de Medicina, Maria Ambrosina Cardoso Maia.

“A construção deste Laboratório representa um passo importante para toda nossa Universidade, vários professores da área de saúde podem utilizar o espaço para promoverem aulas práticas, levando aos discentes conhecimentos técnicos, que são de extrema importância para um bom desempenho profissional”, afirma o Diretor Itamar Faria.

Durante a cerimônia, a Reitora Lavínia Rodrigues comentou sobre a incorporação do patrimônio da FESP pela UEMG. “Em 2018, nós conseguimos aprovar na Assembleia Legislativa uma legislação que nos permite neste momento fazer esse processo de transferência dos bens patrimoniais, da FESP para a UEMG. Os passivos e as dívidas que existem, serão transferidas para o Estado. Nós estamos com uma expectativa muito positiva, com um diálogo com o Ministério Público, o processo de acelerar o tabelião da cidade já está pré-agendado, nós deveremos, brevemente, estar aqui, para fazer essa transferência em cartório”, explica.

Fernando Sette, Thiago Torres, Lavínia Rodrigues, Itamar Faria, Leonardo Consolim



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  julho 2019  >>
seteququsedo
24252627282930
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930311234