O professor e médico Carlos Alberto Faria Rodrigues, coordenador do Núcleo de Assistência, Ensino e Pesquisa em Hanseníase (NAEPH) da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) recebeu no final de outubro uma homenagem da Academia Brasileira de Dermatologia (ABD) pelo trabalhado diferenciando que vem realizando dentro da FESP na prevenção e combate da Hanseníase.  O prêmio foi entregue durante o VII Congresso da Academia Brasileira de Dermatologia, realizado em Belo Horizonte, nos dias 25, 26 e 27 de outubro.

“Esse prêmio não teria sido possível sem toda a colaboração que tenho recebido da FESP que acreditou e investiu no NAEPH. A FESP hoje é referência no Ensino e Pesquisa da Hanseníase porque temos uma equipe que trabalha com a temática revertendo nosso trabalho em benefício para a comunidade de Passos, região e de todo o Brasil, por meio da divulgação do Portal da Hanseníase”, disse o professor Carlos Alberto.

O Congresso foi realizado conjuntamente com os eventos científicos: VIII Fórum Internacional sobre Envelhecimento Cutâneo; V Jornada da Liga Mineira de Dermatologia; I Simpósio em Hanseníase; I Seminário em Laser. O professor Carlos Alberto proferiu duas palestras. A apresentação intitulada “A doença hanseníase” foi realizada dentro de um painel temático com o mesmo título no dia 26 de outubro. Já a apresentação “Impacto das ações de prevenção, vigilância e controle”, aconteceu dentro do painel “Vigilância Epidemiológica”, no dia 27 de outubro.

O Núcleo de Hanseníase da FESP fica no Bloco 7 com entrada pela Rua Santo Aníbal. Os estudos, atividades e pesquisas podem ser acompanhados pelo Portal da Hanseníase no endereço: http://www.hanseniase.fespmg.edu.br/

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) acaba de conquistar a participação em mais uma edição do Projeto Rondon, desenvolvido pelo Ministério da Defesa e que envolve universidades de todo o Brasil.

A FESP, que já tem tradição por ter participado de diversas edições do Projeto, foi aprovada na Operação Canudos que será realizada em janeiro de 2013. A proposta de trabalho contempla o Conjunto A que possui quatro eixos temáticos: Cultura; Direitos Humanos e Justiça; Educação e Saúde. A FESP possui cursos relacionados a todos os eixos do conjunto e, portanto, poderá participar nas quatro temáticas.

O município em que a equipe desenvolverá a proposta de ações é Simões, no Estado do Piauí. A proposta tem a autoria do professor mestre Itamar Teodoro de Faria e a coordenação geral da equipe ficou a cargo da professora doutora Marisa da Silva Lemos, que é coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP.

A FESP acredita que a participação em projetos que promovem o desenvolvimento da cidadania por meio do voluntariado estimula e capacita os alunos para uma vivência fora de sala de aula que terá repercussão em suas vidas depois de formados. “Mais uma vez a FESP teve sua proposta aprovada e isso demonstra a capacidade de nossa instituição em competir em projetos sérios desenvolvidos a nível nacional. A equipe que irá para o Piauí levará o nome da FESP e temos a certeza de que o trabalho terá resultados importantes naquela região”, destacou o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas.

Segundo o professor Itamar, o Edital Convite exigia que a proposta de trabalho abordasse pelo menos um dos eixos temáticos. “Entretanto, por entender que dispomos de recursos humanos suficientes e competentes, na proposta que enviamos foram previstas ações para todos os eixos do Conjunto A”, disse Itamar.

Dessa forma poderão participar alunos dos cursos de História, Letras e Comunicação Social (Eixo Cultura); Direito e Serviço Social (Eixo Direitos Humanos e Justiça); Pedagogia, Matemática, Ciências Biológicas e Sistemas de Informação (Eixo Educação) e Biomedicina, Enfermagem e Nutrição (Eixo Saúde).
Serão selecionados 8 alunos titulares mais três alunos suplentes. Além da professora coordenadora da equipe, Marisa Lemos, será selecionado um professor assistente.

“Todo o trabalho realizado pela equipe será feito em regime de voluntariado. A Operação “Canudos” será desenvolvida entre os dias 11 e 27 de janeiro de 2013, tendo como Centro Regional a cidade de Petrolina (PE)”, informou a professora Marisa.

De 4 a 10 de novembro de 2012, a coordenadora da equipe faz uma viagem precursora, para conhecimento da realidade do município de trabalho e adequação da Proposta de Trabalho às necessidades e realidade locais.

Inscrições para os alunos e professores-assistentes interessados já estão abertas

O período de inscrições para os alunos interessados em participar da Equipe de Rondonistas da FESP teve início no dia 29 de outubro, nas secretarias dos cursos acima citados ou na CPEX, (Bloco 9, Rua Três de Maio, 33) onde preencherão um formulário de inscrição.  O período encerra-se no dia 14 de novembro. Na seleção, da qual também constará entrevista com os candidatos, serão priorizados os alunos matriculados nos semestres finais dos cursos (no mínimo, o aluno deve estar matriculado na segunda metade do curso). 

Além dos alunos dos cursos citados podem-se inscrever ainda alunos de outros cursos que já tenham formação nas áreas citadas. Encerradas as inscrições, os alunos candidatos serão submetidos à entrevista com os professores coordenadores da equipe, em data a ser agendada.

Os professores interessados em participar da equipe como Professor Assistente podem indicar seus nomes, encaminhando e-mail para o endereço :itamartfaria@yahoo.com.br, com breve currículo, descrevendo formação, qualificação e enfatizando a experiência na área de extensão.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Sessenta alunos, trinta e um professores, dezesseis trabalhos, quase mil visitantes. Esse é o saldo da Mostra de Ciências do Centro de Ciências da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), realizada durante o II FESP INOVA com o tema “Economia Verde, Sustentabilidade e Erradicação da Pobreza”. A Mostra marcou a participação do Centro de Ciências na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Conforme comentou o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia transforma os paradigmas da educação, colocando os professores e alunos com uma forma de aquisição de conhecimento mais dinâmica, inovadora e atraente tão necessária no mundo moderno. “O estudante da atualidade precisa criar gosto naquilo que está aprendendo e assim poder caminhar para o ensino superior. É preciso instigar o espírito investigativo. O Centro de Ciências é isso: uma maneira diferente de ensinar na qual os alunos se apaixonam para que possam se tornar pesquisadores e produtores de Ciência, Tecnologia e Inovação no futuro”, frisou o presidente.

De acordo com a coordenadora do Centro de Ciências da FESP, professora doutora Sônia Lúcia Modesto Zampieron, o número de visitantes superou as expectativas, as escolas enviaram grandes caravanas de alunos e a comunidade participou ativamente. “Essa semana é uma semana nacional que acontece há alguns anos sempre na mesma data no Brasil inteiro. Convidamos as escolas a fazerem a Semana de Ciência e Tecnologia em cima deste tema. Esse ano o tema foi Economia Verde, Sustentabilidade e Erradicação da Pobreza. Estamos no quarto ano de atividades com o Centro de Ciências e estamos também na quarta-feira de Ciência e Tecnologia e assim todos esses anos que tivemos a feira sempre tivemos muitos trabalhos inscritos. Estamos satisfeitos com o resultado e temos a certeza de que essa ideia só irá crescer”, disse a professora Sônia.

Os trabalhos foram apresentados no dia 25 de outubro (quinta-feira) e foram divididos nas categorias em Ensino Fundamental e Médio. No Ensino Fundamental foram apresentados os temas: Alimentação saudável a custo zero, Aproveitamento da Energia Solar a Baixo Custo, Aproveitamento e Reaproveitamento de Alimentos, Aquecedor Natural, Computação Sustentável, Horta Escolar, O sabão como recurso eficiente na vida sócio-comunitária, Óleo Legal, Pesticida Natural, Reciclagem de Papel, Sustenta coco e Terra Boa é da Composteira.

Já os trabalhos do Ensino Médio foram: Forno Solar: conhecimento e criatividade, protagonismo e lucratividade; Móveis Alternativos; Reboco e Pintura Natural e Vivendo “no lixo ou do lixo”.

O Centro de Ciências Professora Sônia Zampieron nasceu junto com o Centro Vocacional Tecnológico (CVT) da FESP que são parceiros na realização de eventos para disseminar o conhecimento promovendo a inclusão social e digital. “O intuito tanto do Centro de Ciências quanto do CVT é alavancar e levar a Ciência e Tecnologia às escolas da rede pública de Passos e região. A Mostra de Ciências comprova que nosso objetivo está sendo cumprido”, destaca o coordenador do CVT-FESP, professor mestre José de Paula Silva.

Temáticas diversificadas

A criatividade de busca de soluções foi a tônica da Feira. A Escola Estadual Prof Jair Santos, que participa do programa Intel Aprender e a professora-mediadora do programa Lucieny Oliveira Costa estão desenvolvendo um projeto de montagem de uma horta na escola com mudas produzidas na Fazenda da FESP. A escola foi responsável por quatro trabalhos, entre eles aproveitamento e reaproveitamento de alimentos bem como o da criação de uma Horta Escolar. “Percebi a motivação com o projeto e estou bem satisfeita. Os alunos estão tendo interesse. A aula prática na educação é fundamental. Eu acho que essa feira vem engrandecer a parte de educação ambiental promovendo discussões sobre o uso dos recursos ambientais. A FESP está de parabéns e os alunos estão adorando”, disse a professora Lucieny.

No projeto “Vivendo ‘no lixo’ ou ‘do lixo’”, a coleta seletiva do lixo nas escolas foi a proposta dos alunos do Ensino Médio do Colégio Imaculada Conceição (CIC). Para os alunos, o trabalho de conscientização é um dos mais urgentes e necessários para reverter a situação gerada pelo consumo da sociedade.

Os objetivos da proposta entre eles é reduzir o volume potencialmente reciclável para o aterro municipal. A proposta dos alunos é promover um grande sistema de mobilização para que todo o material a ser reciclado seja redirecionado para a ONG "Deus Proverá” que atua no processo de reciclagem. “Para nós foi uma alegria muito grande. É um projeto muito importante realizado pela FESP e dá oportunidade para todos os alunos e professores trabalharem com mais entusiasmo nos temas para os quais a sociedade hoje busca soluções”, disse a coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental II e Médio do CIC, Adriana Faria de Alcântara Dias.

Para os estudantes da Escola Estadual Dr. Tancredo de Almeida Neves, que apresentaram o projeto de criação de um Forno Solar, o conhecimento adquirido foi muito importante e eles ficaram entusiasmados em propor e construir algo que pode ser benéfico para a sociedade e para o meio-ambiente.  “Nosso trabalho é um forno solar que tem a capacidade de aquecer e cozinhar os alimentos. Ele já é utilizado no Peru e na Índia e pode ser usado com segurança até pelas crianças”, descreve Leonardo Santos Maia. O colega Gilberto completa: “Um dos objetivos do nosso forno foi fazer as pessoas refletirem usando esse forno como ferramenta na educação ambiental e assim preservando os recursos minerais usando mais a energia solar”.

Já o estudante Miguel Arcanjo Santos, do 7º ano do Colégio São Francisco (COC) demonstrou perspicácia e envolvimento com o mundo tecnológico apresentando o trabalho “Computação Sustentável”. Segundo Miguel, o trabalho é um sistema operacional de computador que pode ser usado tanto em máquinas antigas quanto em máquinas novas. “Nas antigas podem ser recicladas aquelas que seriam excluídas ou descartadas. Ele tem três interfaces gráficas, inúmeras aplicações e podem ser instaladas mais aplicações conforme a necessidade. A ideia surgiu porque eu percebia os sistemas operacionais e decidi criar um sistema meu. Eu já trabalhava com criação de jogos e aplicativos para andóides”, disse o estudante.

Durante todo o dia diversas escolas de Passos visitaram a feira e puderam conhecer um pouco do trabalho dos alunos e professores de Ciências. Todos os trabalhos foram avaliados e todos serão premiados durante o mês de novembro em um novo evento a ser realizado.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



O curso de Moda e Design da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) viveu um grande momento na quinta-feira à noite. Durante a Semana Acadêmica do Núcleo de Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas o curso recebeu o consultor de Moda, o italiano Enrico Cietta que falou sobre “A Revolução do Fast Fashion”, no Capella do Chopp às 19h. Logo após a palestra, um desfile temático do curso foi apresentando ao público com produções dos alunos.

Em sua palestra, Enrico falou sobre as rápidas mudanças de tendências que vem acontecendo no mundo da moda, procurando atender ao consumo da população que deseja produtos diferentes e criativos de forma cada vez mais rápida.

Segundo o consultor, o “Fast Fashion” é um modelo de negócio e empresa baseado na capacidade de adaptação para atender ao consumidor com coleções sempre mais atualizadas com conteúdo de Moda e serviço para o público. “O Brasil está vivendo um momento interessante com mais autonomia e mais capacidade de impor as tendências e não somente ir atrás das tendências que vêm de outros países. Os desfiles que acontecem em São Paulo e no Rio dão grande destaque para o design brasileiro. Isso mostra que esse conceito do Fast Fashion também está sendo incorporado por aqui”, frisou o palestrante.

Para a coordenadora do curso de Moda, Ana Beatriz Rodrigues Medeiros, essa foi uma grande oportunidade para os alunos, professores, profissionais e a comunidade terem acesso às novas técnicas mercadológicas no âmbito da Moda. “O Enrico proporcionou um conteúdo muito interessante e importante, enriquecendo ainda mais a semana acadêmica do curso de moda da FESP”, comentou Ana Beatriz.

Desfile 

Depois da palestra de Enrico Cietta, um desfile com produções dos alunos do 2º e 4º períodos por meio de um projeto interdisciplinar realizado pela professora Silceia Nascimento chamou a atenção dos presentes com temas diferentes e com muita criatividade. O 4º período do curso de Moda e Design apresentou looks com o tema “Portadores de deficiências físicas”. O 2º período, por sua vez, apresentou a temática “Literatura Infantil”. 

“O desfile foi um sucesso. Nossos alunos têm uma grande eficiência ao construírem os looks e conseguem transparecer de forma plena a inspiração do tema nas roupas apresentadas. É certo que terão muito sucesso no caminho profissional que escolheram, pois já estão em contato com a prática desde já", disse a coordenadora Ana Beatriz.

Com muito entusiasmo os alunos-estilistas brilharam com suas coleções na passarela.  Larissa Tatiane dos Santos apresentou sua coleção baseada na ideia de “Pisos antiderrapantes”. Ela procurou mostrar a falta que esse tipo de piso faz em diversos ambientes e que a ausência dele em muitos lugares provoca quedas e dificuldades, principalmente para as pessoas portadoras de deficiência física. “Eu mesma já sofri uma queda e foi daí que partiu a inspiração. Acredito que o desfile superou nossas expectativas e estamos satisfeitos com os resultados”, contou Larissa. Já a aluna Carolina Macedo Maia focou seu trabalho na “Deficiência Visual”. “Eu quis mostrar que a visão é muito pequena em vista das sensações e das emoções. Os materiais usados como diferenciais nas peças foram a renda e a pedraria. Esse momento de divulgação valoriza o nosso trabalho”, disse Carolina.

O evento foi prestigiado pelo presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas e pelo diretor do Núcleo Acadêmico de Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas, professor Vivaldo Silvério de Souza Filho. Fabio destacou a importância deste tipo de atividade que chama a atenção não só dos alunos e da comunidade FESP, mas também do empresariado e dos profissionais ligados ao ramo de Moda.  “É importante perceber que esse desfile é um desfile conceitual que tem o objetivo de mostrar tendências e técnicas que os alunos aprenderam em sala de aula. Ficamos felizes, pois o empresariado participa, tivemos um grande público e com isso, os alunos são valorizados e ficam motivados. A presença de palestrantes renomados não só nesse evento de Moda, mas em todo o FESP INOVA é fruto da credibilidade e do respeito que nossa instituição possui. Com isso, os palestrantes aceitam de imediato participar conosco. Prova disso é a presença do professor Mario Neto Borges na abertura do evento”, frisou Fabio.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



O renomado palestrante Gilmar Claret Teixeira, que é consultor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), marcou com sua apresentação a Semana Acadêmica de Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas, realizada durante o II FESP INOVA. A palestra foi realizada no Espaço Tropeiro na quarta-feira (24).

O evento foi aberto pelo diretor do Núcleo Acadêmico de Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas, professor mestre Vivaldo Silvério de Souza Filho.
Gilmar falou sobre a “Inovação – Inteligência Competitiva para o Desenvolvimento das Competências Empreededoras”. A palestra chamou a atenção dos alunos dos diversos cursos por abordar o empreendedorismo de uma forma transdisciplinar. A FESP acredita que a visão empreendedora é importante em todas as áreas e por isso instituiu em todos os cursos a disciplina de Empreendedorismo.

A Semana Acadêmica de Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas teve uma diversidade enorme de temas, marcando os diversos cursos do Núcleo. No curso de Serviço Social temas como a Saúde do Trabalhador e A assistência social na contemporaneidade foram abordados.

O curso de Moda e Design teve seu ponto alto com a palestra “A Revolução do Fast Fashion” proferida pelo palestrante Enrico Cietta. Logo em seguida, o desfile do 4º e 2º períodos foi apresentado com temáticas atuais – “Portadores de deficiências físicas” e “Literatura Infantil”.

Na Comunicação Social, foi realizada uma semana de apresentações prévias dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos alunos do último com o oferecimento de dicas e sugestões para o trabalho pelas bancas avaliadoras. Marketing Político, Metodologia Científica e Atendimento e Consultoria de Marketing foram alguns dos temas apresentados nas palestras para os cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda.

Os cursos de Administração, Gestão Comercial e Ciências Contábeis apresentaram uma grande diversidade de temas: Comunicação Pessoal, Curso Tributário, Contabilidade no Terceiro Setor, Criatividade e a Capacidade do Cérebro Humano.

E o curso de Direito apresentou temas polêmicos e que geram debate na sociedade como o Novo Código Florestal e o Lixo Eletrônico – Alternativas e Soluções.

O II FESP INOVA termina nesta sexta-feira. Mais de 130 eventos foram realizados durante toda a semana. Neste ano o evento se consolidou marcando a atuação da FESP na Ciência, Tecnologia e Inovação.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  janeiro 2019  >>
seteququsedo
31123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910