O programa de TV produzido pelo Departamento de Comunicação e Marketing da FESP – Fundação de Ensino Superior de Passos, que atualmente é exibido pelas emissoras  Sudoeste, de São Sebastião do Paraíso, Onda Sul, de Carmo do Rio Claro, Independência e Master Cabo, ambas de Passos também será exibido pela web no endereço eletrônico www.videoramaproducoes.com.br . As veiculações do programa na internet é o resultado de um convite feito pelo empresário do ramo de audiovisual de Passos, Itamar Bonfim, parceiro e prestador de serviços da FESP e responsável pelo projeto Pipoca Bala Pipper desenvolvimento conjuntamente com a instituição.

Para o empresário que há dois anos iniciou as atividades na internet, a TV Web é apenas um embrião que está começando a se formar e o primeiro programa a ser inserido na grade é o FESPemAÇÃO. “É um programa muito bem feito com temas variados que tem ajudado muita gente. Esse é o primeiro passo, por isso a importância de iniciarmos com algo de excelente qualidade que dará início a muita coisa boa que ainda virá”, afirmou Itamar confiante na nova aposta de informação. Segundo Itamar, outra novidade que virá em breve e que vai mexer com a população de Passos será a veiculação dos antigos e famosos carnavais passenses. “Já estamos acabando de digitalizar todo nosso acervo de fitas dos carnavais da cidade e assim que terminarmos tudo, começaremos a postar”.

Há quatro anos no ar

O programa de TV FESPemAÇÃO é uma produção que há quatro anos trabalha temas atuais e relevantes para a comunidade local e regional ao mesmo tempo que aproxima a produção científica e cultural da FESP das experiências da sociedade.
Com uma equipe competente e dinâmica o programa segue cumprindo a proposta inicial que é a de difundir a informação e o conhecimento nas mais diversas áreas e a integração com a comunidade. “O programa além de auxiliar a população com esclarecimentos e informações relevantes, também proporciona um excelente campo de estágio e aprendizado para os estudantes dos cursos de Comunicação Social da FESP”, afirmou a diretora do Departamento de Comunicação e Marketing da FESP, Professora Selma Tomé.

Conheça a Ficha Técnica do FESPemAÇÃO:

Editora Chefe: Selma Tomé

Direção de Produção: Luciana Ricardinho; Larisa Cavalcante

Apresentação: Larisa Cavalcante

Imagem: Raimundo Vieira

Edição de Imagem: Tairony Krauss R. Pereira

Design Gráfico: Heliza Faria

Produção e Reportagem: Allan Thalles; Osana Cristina; Marcelo Augusto Ribeiro

Direção Geral: Selma Tomé

Produção: Departamento de Comunicação e Marketing da FESP

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) realiza no próximo sábado, dia 29 de setembro, mais uma edição anual do Dia da Responsabilidade Social no Ensino Superior Particular, que é uma ação proposta pela Associação Brasileira de Mantenedores de Ensino Superior (ABMES). 

Comprometida com a construção de uma sociedade e futuro melhores, a FESP participa desse dia expondo com a participação de alunos bolsistas e seus professores orientadores os projetos de extensão universitária realizados diretamente com a comunidade. O evento será realizado na Praça Geraldo da Silva Maia (Praça do Rosário) das 8h às 12h em um sábado animado, cheio de atividades para a população.

A ação é foi organizada pela Coordenação de Pesquisa e Extensão da FESP (CPEX) e pelo curso de Serviço Social da FESP com a participação de todos os cursos da instituição.

O Dia da Responsabilidade Social oferece orientações de saúde, atendimentos jurídicos e sociais, além de atividades físicas para as crianças. A FESP destaca essa iniciativa em Passos que é realizada em todo Brasil pelas Instituições de Ensino Superior (IES). 

A Campanha da Responsabilidade Social no Ensino Superior Particular da ABMES nasceu em 2005 com o objetivo de estimular instituições de todo Brasil a promover, ao longo do ano, ações em benefício da sociedade e que enfatizassem seu compromisso com a comunidade para a disseminação do conceito de responsabilidade social. Impulsionada principalmente pela promoção no Dia da Responsabilidade Social no Ensino Superior Particular, principal ação da campanha nacional, as ações realizadas em todo o país demonstram o grande engajamento das instituições de ensino superior, particulares e públicas, com o benefício social e educacional da população brasileira.

A ABMES concentrou a divulgação geral da Campanha na atuação de um dia que concentra todas as ações que as IES vêm realizando durante o ano, comemorado sempre na última semana de setembro. A promoção desta iniciativa oferece mais força e visibilidade às iniciativas realizadas pelo ensino superior particular, estimulando ainda a realização de novos projetos sociais. “É um momento da FESP mostrar à população a sua forte atuação, contribuindo para o crescimento de Passos e região”, destacaram os organizadores do evento a Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESP, Profª. Drª. Marisa da Silva Lemos e o professor do curso de Serviço Social Itamar Faria.

Além da população em geral, a FESP convida a toda comunidade escolar de Passos para participar desse evento. Uma comissão local foi criada com o intuito de assessorar as atividades do evento. Qualquer dúvida, informações ou sugestões podem ser encaminhadas ao e-mail: itarmartfaria@yahoo.com.br ou para a Coordenação de Pesquisa e Extensão (CPEX): cpex @gmail.com.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), através do curso de Enfermagem, está desenvolvendo o projeto “Terço dos homens: uma estratégia para trabalhar na problematização a promoção e prevenção de agravos à saúde do homem”, uma ação educativa voltada para os integrantes de dois grupos do Terço dos Homens, que, juntos, reúnem cerca de 800 pessoas por semana. 

O projeto foi aprovado junto ao CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e terá a duração de 11 meses. “Esse trabalho está vinculado à Política Nacional de Assistência à Saúde do Homem e o Terço dos Homens foi escolhido exatamente por ter uma grande concentração de homens reunidos. Na primeira etapa nós vamos pesquisar o que eles têm interesse em ouvir na área da saúde para, em uma segunda etapa, promover palestras curtas no sentido de trazer orientação naquilo que constitui riscos para a saúde deles”, explica a coordenadora do projeto Professora Dra. Evânia Nascimento, autora do livro “AIDS: Um estudo com caminhoneiros de estrada”, também relacionado à saúde do homem, que será foi lançado na última terça-feira (25) na FESP.

O objetivo do projeto é gerar multiplicadores para sensibilizar outros homens sobre a importância da promoção e prevenção dos problemas de saúde. Todas as semanas, o grupo da FESP vai até as reuniões do grupo da Igreja São Luiz de Monfort, na Penha, às quartas-feiras e da Igreja Santa Rita, no Muarama, às terças-feiras.

A equipe é formada por cinco professores de Enfermagem e envolve também os cursos de Biomedicina e Serviço Social. O projeto tem ainda um aluno bolsista do CNPq e cerca de dez voluntários. A equipe realiza testes de glicemia, aferição de pressão arterial, além de conversar com os integrantes para levantar os assuntos de maior interesse. “Estamos trabalhando com uma metodologia em que não se pode trazer tudo pronto, então quem vai direcionar os temas a serem discutidos serão eles mesmos, de acordo com o interesse”, explica a coordenadora Evania Nascimento. 

“É muito importante para a FESP fazer com que os projetos de pesquisa e extensão sejam aplicados na melhoria de qualidade de vida da população. Esta é a verdadeira função da ciência e do conhecimento acadêmico. Mais uma vez, tivemos aprovação junto ao CNPq para ampliar ainda mais o atendimento na área da saúde”, avalia o Presidente do Conselho Curador da FESP, Professor Fabio Pimenta Esper Kallas.

O Terço dos Homens chegou a Passos em dezembro de 2010 e logo ganhou centenas de adeptos. De acordo com o coordenador do grupo da Igreja Santa Rita, Hélio de Jesus Rodrigues, o grupo recebe no mínimo 500 homens por semana, todas as terças-feiras. “A Igreja tem que chegar ao povo de todas as formas, tem que cuidar da alma através das orações, mas também tem de abrir oportunidade ‘extraoração’ para cuidar da cabeça no sentido de fazer as pessoas pensar e do corpo no sentido de cuidar da saúde”, avalia. O coordenador do grupo da Igreja São Luiz de Monfort, Rui Batista Oliveira, que tem pelo menos 300 participantes, também aprova a ideia. “É muito importante porque o terço está trazendo os homens de volta para dentro da igreja, temos muitos testemunhos de esposas que agradecem o retorno destes homens para a família, este projeto só tem a acrescentar”.

Para o professor Luiz Camilo Silveira Teodoro, a oportunidade reúne fé e conhecimento. Ele é integrante do grupo de oração e responsável pelo grupo que atua na paróquia São Luiz de Monfort. “Eu participo do Terço dos Homens desde julho e é uma experiência fantástica. Agora, com o projeto, além de melhorar o espírito, a gente pode ajudar os homens a cuidar melhor da saúde. Todas as semanas, antes ou após as orações, eles me procuram para agradecer, oferecer apoio, sugerir”, relata.

Para a estudante de Enfermagem, Laura Rodrigues, o projeto é mais uma oportunidade de aperfeiçoamento. “Basicamente meu TCC é sobre saúde dos homens e existem muitos problemas que acontecem com maior prevalência em homens, alguns distúrbios no aparelho respiratório, no sistema circulatório e aparelho intestinal. Então se a gente conseguir ajudar a reduzir a taxa de mortalidade será muito bom”, avalia.

O estudante Douglas Faria Santos Gomes Parreira, também do curso de Enfermagem, é o bolsista do projeto e também está satisfeito com a oportunidade. “Eu não esperava que este projeto fosse aprovado tão rápido. Eles estão aceitando bem, é ótimo porque a gente já conhece as pessoas e acostuma com o trabalho que vai desenvolver no futuro”, afirma.

A Saúde do Homem no Brasil

Os registros de dados relacionados aos principais agravos à saúde do homem se remontam ainda a 2005, sendo algumas variáveis importantes, quanto à morbidade a faixa etária prevalente foi de 15 a 44anos, numa taxa de 23,2% contra apenas 11,0% na mesma faixa etária para mulheres. A mortalidade por causas externas se torna relevante sendo de 119,6/100.000 habitantes, enquanto a taxa média de mortes de mulheres pelas mesmas causas foi de 24/100.000 habitantes. A mortalidade masculina por causas externas é 6,3 vezes maior do que a feminina. Na faixa etária de 20-24 anos de idade, homens correm mais riscos de morrer em relação às mulheres de duas a quatro vezes. Os homicídios representam um importante agente, ficando 12 óbitos masculinos para cada morte feminina, de acordo com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (SIM/DATASUS).

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A Professora Doutora Evânia Nascimento lançou na noite de ontem (25), às 20h00 no Bloco 1 da FESP, o livro “AIDS: Um estudo com caminhoneiros de estrada”, resultante da tese de doutorado apresentada à Universidade de São Paulo (USP).

O livro reúne relatos e entrevistas realizadas com caminhoneiros em relação às práticas sexuais nas estradas e serviu de base para implantação de ações de intervenção com fins educativos. A pesquisa começou em 1993, quando a professora ainda estava no mestrado, e caminhou até 2007 com o término do doutorado. “Na primeira fase foi utilizada a aplicação de uma escala psicométrica que avaliava conhecimento sobre AIDS, comportamento frente à doença. Posteriormente, através de entrevista buscou-se algumas informações complementares que a escala não pôde oferecer e com a proposta de intervenção baseada na Pedagogia da Problematização de Paulo Freire”, relata a professora.

Segundo ela, a pesquisa do doutorado proporcionou conhecimentos a respeito do comportamento de risco em relação às DST/Aids, na medida em que alguns relataram esse tipo de envolvimento em algum momento de suas vidas na estrada. “Também, foi possível conhecer o envolvimento de alguns com uso de drogas, que na época a principal era o chamado "rebite" (anfetaminas) medicamentos usados normalmente para tirar a fome, mas, que provoca supressão do sono. Naquele momento, não havia nenhuma legislação proibindo ainda a venda de bebidas nas estradas e o uso de álcool era comum nos relatos”, afirma.

O livro foi lançado é mais uma publicação de autoria de docentes da instituição que coloca em evidência as atividades desenvolvidas com o curso de Enfermagem e os benefícios para a comunidade de Passos e região.
Um grande público compareceu ao lançamento. Diversos estudantes do curso de Enfermagem da FESP prestigiaram o evento interessados em conhecer o trabalho desenvolvido pela professora. Todos os alunos presentes receberam do Presidente do Conselho Curador da FESP, Professor Fabio Pimenta Esper Kallas, um exemplar da obra.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A Universidade Aberta para a Maturidade (UNABEM), projeto da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) voltado para as pessoas da terceira idade, está desenvolvendo um trabalho social na Fazenda Sagrada Família de Recuperação de Dependentes Químicos. Os integrantes da UNABEM fazem visitas mensais e diversas atividades com o intuito de colocar o aprendizado e as dinâmicas realizadas nas aulas do projeto realizadas às terças e quintas à serviço da comunidade de Passos e região.

Os funcionários da FESP têm como tradição prestar auxílio a alguma entidade e desde 2011 vem acompanhando a Fazenda Sagrada Família, prestando suporte material e humano.  A ideia de integrar a UNABEM ao projeto partiu dos funcionários da FESP, por meio de uma das organizadoras da ação social, a funcionária da Secretaria Geral de Registro Acadêmico, Rita Formágio de Lima.

A Comunidade Terapêutica Sagrada Família, que é mais conhecida como Fazenda Sagrada Família, desenvolve há 13 anos trabalho religioso e terapêutico  para recuperar dependentes químicos.

As visitas iniciaram-se no mês de junho. Em cada visita são escolhidos 12 alunos, a turma prepara um lanche para ser servido e com a van da FESP, visitam os moradores da fazenda passando a tarde com eles.  “Fazemos uma roda com os alunos e os recuperandos e há uma conversa amiga em uma tarde muito prazerosa. Os depoimentos são muito ricos, dos dois lados”, comenta uma das coordenadoras da UNABEM, a Professora Leila Suhadolnik Pádua Andrade. “Muitos afirmam que a alegria de viver da UNABEM é um exemplo. A emoção é muito grande e uma excelente oportunidade de ação social em conjunto”, disse a funcionária da FESP, Rita Formágio contando que os funcionários e a UNABEM estão preparando uma comemoração de fim de ano na Fazenda, com apresentação do Coral da UNABEM, muita musica e alegria.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

 



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  março 2019  >>
seteququsedo
25262728123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
1234567