O Projeto Academia Escola do curso de Educação Física da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), que oferece aulas de Ginástica Laboral aos funcionários dos diversos blocos da instituição, está de volta! O projeto não estava em andamento, pois havia a necessidade de um estagiário fixo para o desenvolvimento das aulas, pois diversos alunos do curso de Educação Física já estão no mercado de trabalho por meio de estágios extra-curriculares. 

A Ginástica Laboral retornou as atividades no dia 20 de agosto. As aulas são realizadas na parte da manhã, a partir de 8 horas sempre as segundas, quartas e sextas-feiras. Para o bom andamento do projeto, a coordenadora do curso de Educação Física e responsável pelo Projeto Academia Escola, Profª. MsC. Cláudia Arouca Queiroz comunicou aos funcionários o retorno do projeto e conta com a participação de todos na prática da ginástica que tem o objetivo de evitar ou diminuir os riscos ocupacionais.

A Ginástica Laboral é definida como um conjunto de exercícios físicos realizados no ambiente de trabalho, atuando de forma preventiva, principalmente nos casos das lesões ocupacionais, como a LER (lesões por esforços repetitivos) e a DORT (distúrbios osteo-musculares relacionados ao trabalho).

Em andamento desde o ano de 2007, enquanto esteve parado o projeto era solicitado por diversos funcionários da FESP que sentiam falta dos exercícios de alongamentos que trazem muitos benefícios para a saúde e qualidade de vida. “É visível quando o trabalhador tem a compreensão da importância dessa prática, pois ele está disposto a melhorar sua postura e mudar seus hábitos; há também um aumento da satisfação, melhora a disposição, a relação interpessoal entre os trabalhadores, evita a instalação de vícios posturais”, destaca Cláudia Arouca.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

 



 

Com muita animação e entusiasmo, os participantes da Universidade Aberta para a Maturidade (UNABEM) da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) promoveram pelo segundo ano consecutivo o Bazar Beneficente com a renda revertida para a Fazenda Sagrada Família de recuperação de dependentes químicos. O bazar foi realizado na sexta-feira (17) e no sábado (18) em um espaço na Avenida da Moda, em frente ao Pintado D’Ouro.

No ano passado o Bazar Beneficente da UNABEM arrecadou cerca de R$ 2.500, valor que foi utilizado para a compra de uma bomba hidráulica para a Fazenda. Na edição de 2012, as organizadoras ainda estão fechando o balancete, mas a expectativa é de que o valor ultrapasse os R$ 3 mil. 

Entre as produções, diversos artesanatos produzidos pelos integrantes do projeto, antiguidades e peças decorativas. Conforme disse uma das coordenadoras da UNABEM, Professora Leila Andrade: “cada aluno traz uma peça, faz uma doação. Muitas peças são produzidas dentro da própria UNABEM, como flores de tecidos e os famosos cartões artesanais. É uma festa só! O Bazar já faz parte do calendário de atividades anuais e o mais importante que os alunos destacam é a possibilidade de ajudar o próximo”, disse Leila.

E como os alunos da UNABEM gostam de frisar, a união faz a força e além de ser um momento de ajudar o próximo, os integrantes se reúnem antes do lançamento, acertam os últimos detalhes e é um momento de reforçar a amizade e os laços sociais construídos dentro do projeto. 

Maria de Lourdes de Lima, uma das alunas, participou da organização do evento e não resistiu, levou para casa vários produtos vendidos no bazar. Ela é enfática ao descrever como é importante a caridade com aqueles que precisam. “É muito bom! Estou fazendo a minha universidade e ajudando o próximo. Já estou no segundo ano e quero participar de tudo que puder dentro da UNABEM”, comentou a estudante que participa do projeto acompanhada do marido.

Flores, tapetes, doces e brinquedos: foram diversos produtos à venda, mas o que mais chamou a atenção da visitante Érika Maria Kallás Riberio do Valle, foram os panos de prato. Ela é filha de uma das integrantes da UNABEM e se emociona ao ver a participação da mãe no projeto. “É muito bonita essa ação. Eu adoro os panos de pratos e levei vários. Está tudo muito legal e ver minha mãe participando ativamente dessa iniciativa é um orgulho para mim”, disse. 

Entusiasmo, engajamento e participação social marcaram a iniciativa do Bazar Beneficente da UNABEM e a FESP fortalece ações como essas promovendo a expansão do ensino por meio da extensão universitária, levando o conhecimento de uma universidade para transformar a realidade local.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

 



O Projeto Brinquedoteca Itinerante do curso de Pedagogia da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) vai à cidade de São Sebastião de Paraíso neste sábado (25), pela segunda vez em 2012. O evento acontecerá na sede do Rotary Club das 9h às 12h.

Diversas acadêmicas do curso de Pedagogia levarão brincadeiras interessantes que promovem o aprendizado da criança de forma dinâmica e interativa. Entre as atividades estão gincana, desenho livre, jogos de tabuleiro, pintura em papel, pintura facial e a contação de histórias, que é o principal destaque da Brinquedoteca, incentivando as crianças a lerem e instigando a imaginação, a curiosidade e o senso crítico.

Desenvolvido há bastante tempo na FESP, o projeto tem sido levado a diversas oportunidades na cidade de Passos e na região. Orientado pela coordenadora do curso de Pedagogia da FESP, Profa. MsC. Rosânia Aparecida de Souza Fonseca, o projeto trabalha com as crianças, que em todas as edições se mostram interessadas e é uma oportunidade de aproximar ainda mais a FESP da comunidade. “A atividade faz parte dos projetos de extensão do curso que objetivam a integração entre as acadêmicas e a comunidade e divulgação da importância da ludicidade para o desenvolvimento da aprendizagem da criança”, disse a coordenadora da Pedagogia, Rosânia Fonseca.

A participação na Brinquedoteca Itinerante é totalmente gratuita. O Rotary Club de São Sebastião do Paraíso fica à Avenida Zezé Amaral, 444.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



 

A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) adquiriu no mês de julho 100 novos computadores de última geração para equipar diversos laboratórios da instituição.  As máquinas trocadas estão sendo destinadas para instituições que promovem ações de inclusão digital, por meio de contrato de comodato. 

No início de agosto o Presidente do Conselho Curador da FESP, Professor Fabio Pimenta Esper Kallas, recebeu o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cássia, Sebastião Gonçalves e outros representantes para assinar o contrato. O Sindicato foi a primeira instituição a receber o total de 10 máquinas. Na tarde da última quarta-feira (22), a FESP recebeu representantes do Presídio de Passos, entre eles a Diretora de Atendimento e Ressocialização, Nágila Medeiros Couto e a Coordenadora de Ensino e Profissionalização, Kátia Pereira. O Presídio de Passos também recebeu 10 máquinas.

Entre os contratos e parcerias para o uso das máquinas, a FESP atendeu ainda a Associação Reintegrar com uma máquina que será utilizada pela representante Kátia Regina Carlos Cuencas e a Associação Sagrada Família que recebeu um computador para a Casa de Triagem, recém inaugurada.

A ideia é oferecer nestas instituições cursos do CVT (Centro Vocacional Tecnológico) da FESP. A substituição das máquinas faz parte do programa de revitalização dos equipamentos da FESP. “Os alunos precisam ter equipamentos de qualidade e que acompanhem a evolução tecnológica e por isso as manutenções e substituições dos equipamentos são constantes. Como uma Instituição de Ensino Superior, a FESP cumpre a responsabilidade social. Sendo assim, a escolha por oferecer os computadores em regime de comodato a instituições sérias de Passos e região coloca a FESP com a sua missão de se envolver com as demandas da comunidade regional. O uso dos computadores trará muitos benefícios para as instituições contempladas, pois sabemos que também atuam com os mesmos princípios de nossa fundação”, explicou Fabio Kallas.

Antes de serem passadas às instituições, as máquinas foram submetidas à revisão técnica, foram limpas e formatadas pelo Setor de Manutenção de Informática da FESP, sob a responsabilidade do técnico Luide Souza. O coordenador do Departamento de Informática da FESP, Anderson Souza, destacou que as máquinas passaram por triagem, separando as melhores e ainda foram preparadas para aulas de computação básica. “O departamento também cuidou das instruções e apoio quanto à estrutura necessária para montagem, cursos e outros”, disse Anderson.

O coordenador do Departamento Jurídico da FESP, Halisson Rosa, lembrou que a concessão foi feita em regime de comodato, pois pelo fato da FESP ser considerada uma Fundação, os bens patrimoniais não podem ser doados. “É um empréstimo regulamentado por contrato. A FESP valendo de sua responsabilidade educacional e social pode ceder por meio de empréstimo (comodato) por prazo indeterminado”, comentou Halisson.

Satisfeita com a parceria, a Diretora de Atendimento e Ressocialização do Presídio de Passos, Nágila Medeiros Couto, destacou a grande relevância da oferta dos computadores pela FESP mostrando que o contrato irá possibilitar a criação de um laboratório de informática destinada aos presos que estão devidamente matriculados na escola do presídio. “A escola do presídio conta hoje com 12 alunos no Ensino Médio, 14 no Ensino fundamental (5ª à 8ª série) e 8 alunos na alfabetização (anos iniciais). Precisamos agora promover a parceria para que possamos conseguir um professor de informática e também oferecer os cursos do CVT”, frisou Nágila.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cássia também ressaltou a importância do recebimento dos computadores. “Poderemos fortalecer ainda mais o nosso trabalho com a classe rural. Os computadores serão utilizados para cursos de informática para os filhos e para os próprios trabalhadores rurais, promovendo o contato com a tecnologia da informação eletrônica”, disse Sebastião Gonçalves.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

 



A Professora do curso de Biomedicina da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), Camila Belfort Piantino, acaba de conquistar a defesa da tese de Doutorado desenvolvida na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Camila passa a integrar o número de docentes com a titulação de doutor que demonstram o empenho e a dedicação dos professores da FESP, que mantêm a preocupação da atualização constante dentro da prática acadêmica. A Professora faz parte do grupo que está trabalhando na estruturação do curso de Medicina para a FESP e com o término do Doutorado irá se dedicar exclusivamente à fundação no desenvolvimento de pesquisas e projetos de extensão.

Orientada pela Profª. Drª. Katia Ramos Moreira Leite, o projeto foi desenvolvido na área de concentração de “Neoplasias urológicas” dentro da linha de pesquisa “Oncologia, biologia molecular e celular”. O estudo analisou a atuação de um composto químico, Prima-1, no gene p53 no carcinoma urotelial de bexiga, que é o segundo tumor mais frequente do trato urinário. Camila contou com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), com bolsa de auxílio pesquisa e bolsa de Doutorado e ajuda de custo da FESP.

Ela enfatizou o apoio da fundação na sua conquista e pretende aplicar os conhecimentos obtidos durante o período de pesquisa na FMUSP com os acadêmicos de Biomedicina e demais cursos do Núcleo Acadêmico de Ciências Biomédicas e da Saúde da FESP, que é coordenado pela Profª. Drª. Tânia Maria Delfraro Carmo. “A compreensão por parte da coordenadora do Núcleo, a professora Tânia, e da coordenadora do curso de Biomedicina da FESP em atender a minha limitação de horário e a ajuda de custo propiciada pela FESP foram essenciais para esta conquista!”, destacou a nova doutora.

Segundo a professora, a obtenção do título de doutor é importante, pois habilita o docente a enviar projetos às principais agências de fomento de pesquisa e extensão. “O contato estabelecido com o laboratório de investigação médica da urologia da FMUSP nos abriu portas para realização de trabalhos científicos por parte dos alunos da FESP em cooperação com este laboratório. A vivência ao longo dos meus 5 anos de pós- graduação (período em que cursei meu mestrado e doutorado) junto a uma equipe referência em pesquisa urológica no Brasil chefiada pela Profª. Dra. Katia Ramos e pelo Prof. Dr. Miguel Srougi foi fundamental para o desenvolvimento de habilidades imprescindíveis ao âmbito acadêmico e de pesquisa”, comentou Camila que agora que encerrou suas atividades junto ao Laboratório de Patologia Cirúrgica e Molecular do Hospital Sírio Libanês no qual atuou por 4 anos está retornando definitivamente para Passos, que é sua cidade natal. “Esta decisão foi tomada pelo desejo em me dedicar exclusivamente à FESP atuando de forma mais enfática junto ao curso de Biomedicina e no desenvolvimento de projetos de pesquisa e extensão”, disse Camila comemorando a conquista.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  março 2021  >>
seteququsedo
22232425262728
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930311234