Começa neste sábado, 1º de setembro, o Festival Gastronômico Sabor de Passos, promovido pela Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), concurso em que bares e restaurantes competem pelo prêmio de melhor petisco do ano.  Neste ano são 18 estabelecimentos que oferecem os pratos para a apreciação do público no período de 1º de setembro a 4 de novembro. (Confira lista dos participantes e nome dos pratos ao final da reportagem). Petiscos saborosos, inusitados, com visual super caprichado, a preços populares em ambientes agradáveis fazem do festival um sucesso fomentando a economia e o turismo na cidade. Em sua quinta edição o projeto conta com o apoio de diversas empresas de comunicação entre elas a Folha da Manhã e a Revista Doce Mar de Minas.

Para os 65 dias do concurso, os organizadores preveem um público de 20 mil pessoas nesta edição, número que vem aumentando a cada ano, contando inclusive, com a participação de pessoas que moram em outros países e visitam a cidade.

“O Festival Sabor de Passos é um dos projetos da FESP que mais envolve a comunidade de Passos e região. São dois meses nos quais só se fala em qualidade, sabor e atendimento, o que passa a ser rotineiro nas mesas dos bares. Este projeto de extensão da FESP é um projeto que consolida nossa cidade como polo regional de serviços de qualidade. A dedicação da coordenação do Festival estimula a população e eleva a marca FESP de modo inigualável. É um projeto importante que movimenta a economia, incentiva os estabelecimentos a manterem a qualidade de seus produtos e serviços e é uma delícia, um estímulo para toda a população”, destaca o Presidente do Conselho Curador da FESP, Professor Fabio Pimenta Esper Kallas.

Os pratos inscritos em 2012 têm ingredientes e decoração variados, com grande inspiração na comida mineira e brasileira, mas também com muitos elementos característicos das culinárias chinesa, francesa, americana, indiana, havaiana e árabe. 

Votação

Um dos diferenciais do 5º Sabor de Passos é o foco na beleza do prato, que virou um quesito a ser votado nas cédulas. O público que aprecia os petiscos concorrentes pode votar através de cédulas entregues nos próprios estabelecimentos concorrentes, onde ficam as urnas de depósito dos votos.  Na cédula, o público avalia os quesitos Sabor, Beleza, Criatividade, Higiene e Organização, Banheiro e Atendimento.

Além do júri popular, há uma comissão da FESP e um corpo de jurados selecionados que frequentam incógnitos o estabelecimento e tem cédulas e quesitos mais detalhados. O corpo de jurados e a comissão avaliam além do prato, a postura e atitudes do competidor. Os jurados são escolhidos na sociedade entre gastrônomos, formadores de opinião e assíduos frequentadores de bares e restaurantes. A apuração dos votos é feita pelo Instituto de Pesquisas de Opinião da FESP (IPFESP), nas semanas seguintes ao término da votação.

“A cada ano a competição torna-se mais acirrada. Muitos ficam esperando durante o ano todo para chegar o momento de participar do Sabor de Passos. A disputa é harmoniosa e incentiva o crescimento dos estabelecimentos. Além disso, envolvemos nossos alunos de vários cursos que desenvolvem práticas de conhecimentos adquiridos nas aulas teóricas”, observa a coordenadora do projeto, a professora Heliza Faria, lembrando que a organização e logística do evento fica a cargo da FESP e a divulgação é feita em parceria com 11 empresas ligadas à comunicação.

Os preços dos pratos de 2012 variam de R$ 30 a R$ 35 e os dias e horários em que são servidos são definidos pelo estabelecimento.

Premiação

São eleitos o melhor tira-gosto, melhor atendimento, melhor prato mineiro, melhor banheiro, prato mais criativo, com peso de 50% dos votos do público e 50% dos votos do júri. O prêmio do júri é retirado apenas das notas dos jurados e o de melhor atendente - garçom ou garçonete - tem votação exclusiva pela Internet. Já o de melhor acessibilidade é avaliado pelo curso de Engenharia Civil. Este ano mais dois novos prêmios prometem incrementar ainda mais a disputa: melhores práticas nutricionais (julgado pelo curso de Nutrição) e melhor estabelecimento (bar ou restaurante) escolhido exclusivamente pelo voto do público. 

Conquistas e histórias

O projeto teve início em setembro de 2008 e de lá para cá, 41 estabelecimentos diferentes já entraram na disputa, com 61 petiscos diferentes. Todos os anos a coordenação do projeto percebe o grande crescimento da participação de moradores da região que, no último ano, representou um crescimento de 35%, além da participação de estrangeiros. 

A Professora Heliza lembra das histórias interessantes que o Festival já acumulou ao longo dos três anos. “Existem pessoas que fazem do festival um verdadeiro esporte, experimentando todos os pratos e disputando com amigos quem vai a mais estabelecimentos”. Ela garante que existem muitas pessoas em Passos que já experimentaram todos os pratos servidos em todas as quatro edições.

O Festival movimenta ainda ações na internet pelo site da FESP (www.fespmg.edu.br), Blog do Festival (sabordepassos.wordpress.com) e redes sociais. Além das ações na internet, é disponibilizado o guia impresso Roteiro do Sabor, para distribuição nos estabelecimentos. Todo concorrente recebe um kit com banner, bandeirolas e ainda há a divulgação nas mídias convencionais. O apoio cultural fica por conta da Ponto 10 Outdoor, SignMaker Comunicação Visual, CNA Inglês Definitivo, Rádio Jovem Pan, Revista Doce Mar de Minas, Portal Passos News, Sênior Uniformes, Gráfica Letrícia, Guia Paparazzo e Polícia Militar.

 

PARTICIPANTES E PRATOS

À Moda Antiga – Prato: Peixisco

Bar e Restaurante do Vanderli – Prato: Escalope de Frango

Casa de Caldos Bem Feitinho – Prato: Quinto Petisco

Cia da Esfiha – Prato: China Brazuca

D’Luigi – Prato: Samba de Minas

Espetinho Sabor & Poesias – Poema XX

Esquina do Espeto – Prato: Água na Boca

Globo Choperia – Prato: Costelinha à Moda do Globo

Parmegiana e Cia – Prato: Filé da Cia

Passatempo Happy Hour – Prato: Vem que tem!

Petisco da Moda – Prato: Costelinha Tropical

Pilão – Prato: Girassol do Pilão

Pintado D’Ouro – Prato: Menrrolei na Tilápia

Primu’s – Prato: Obra Primu’s

Prosa Mineira – Prato: Três Dedos de Prosa

Puro Sabor – Prato: Delícia Arretada

Sushi Lounge & Grill – Prato: Lombo Oriental

Wiskcritório da Cerveja – Prato: Wiskibão de Frango

 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Doze escolas de Passos do Ensino Fundamental e Médio participarão nesta sexta-feira (31) do 6º Festival de Interpretação de Poesias produzido pela Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG). Muita emoção, recursos cênicos e criatividade marcam as apresentações das poesias de autores diversos da Literatura Brasileira e Internacional. A apresentação é aberta ao público e acontece a partir das 19 horas no Bloco 8 da FESP, Auditório Professor Armando Righetto (Rua dos Funcionários, 388 – Bairro: Belo Horizonte).

O júri que avalia as interpretações é composto por professores e alunos da FESP, principalmente dos cursos de Letras e Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade e Propaganda) e apreciadores da arte e escritores. São julgados os critérios de Interpretação, Presença de palco e Comunicação.

Organizado pelas professoras Leila Andrade e Sílvia Maia, o Festival procura não repetir os poetas cujos poemas interpretados já tenham sido vencedores em edições passadas. Grandes novidades para este ano estão no rol de apresentação, entre elas a poetisa portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen, que terá o seu trabalho divulgado já que é uma autora pouco conhecida no Brasil. O inglês William Shakespeare também emprestará seu brilho e sua narratividade poética com o texto “A diferença entre o amor e a amizade”. Poetas românticos, como Gonçalves Dias, simbolistas, como Cruz e Souza e contemporâneos como Jô Soares, Arnaldo Antunes e Pedro Bial, fazem desta edição de 2012 uma das mais ecléticas de todos os Festivais de Poesia da FESP, que ainda traz o poema “Vagalomem” do escritor passense Antonio Barreto. (Confira a lista completa de participantes abaixo)

Além da classificação em primeiro, segundo e terceiro lugares, para cada nível de ensino, de acordo com a professora Leila, a novidade deste ano será um prêmio surpresa para a escola que tiver mais integrantes na plateia. O Festival é uma iniciativa cultural da FESP que é um projeto de extensão voltado à comunidade e que a cada ano fortalece o trabalho de incentivo à leitura, à arte e à reflexão crítica. “Temos expectativa de que, através desses eventos culturais, possamos entusiasmar os jovens de ensino fundamental e médio a apreciar poetas alavancando assim a cultura no nosso município”, disse Leila.
 
ESCOLAS PARTICIPANTES E POESIAS QUE SERÃO INTERPRETADAS

COLÉGIO DEL REY
Ensino Fundamental: Quando (Sophia de Mello Breyner Andresen – Intérprete: Raissa Barbosa Maia)
Ensino Médio: Ser doido-alegre, que maior ventura! (Antonio Aleixo – Intérprete: Alexandre Silva Queiroz)

COLÉGIO SÃO FRANCISCO
Ensino Fundamental: Tocando em frente (Almir Sater – Intérprete: Guilherme César Rodrigues Silveira)
Ensino Médio: A morte por si só (Pedro Bial – Intérprete: Ludmila Galdino de Lima)

COLÉGIO TIRADENTES
Ensino Fundamental: Lero Lero (Cacaso – Intérprete: Alessandra Augusta de Oliveira)
Ensino Médio: O homem perfeito (Jô Soares – Intérprete: Walber Guimarães Júnior)

E.E. PROFª. JÚLIA KUBITSCHEK
Ensino Médio: Eu apresento a página branca (Arnaldo Antunes – Intérprete: Ericles Etory Reis Pereira Silva)

E.M. JALILE BARBOSA CALIXTO
Ensino Fundamental: Um homem que navega (Maurycio Miranda– Intérprete: Daniel Oliveira Silva)

E.E. PROF. JAIR SANTOS
Ensino Fundamental: Meus oito anos (Oswald de Andrade – Intérprete: Ana Carolina de Oliveira Melo)

E.E. CAETANO MACHADO DA SILVEIRA
Ensino Fundamental: Cabelos (Cruz e Souza – Intérprete: Natalia Reis Rodrigues)
Ensino Médio: A Graça triste (Cassiano Ricardo – Intérprete: Tamires Ferreira Reis)

E.E. TANCREDO DE ALMEIDA NEVES
Ensino Fundamental: O Canto do Guerreiro (Gonçalves Dias – Intérprete: Alana Carla da Silva Wesolowshi)
Ensino Médio: Negação (Agostinho Neto – Intérprete: Gilberto da Silva Lemos)

E.E. DEUS UNIVERSO E VIRTUDE
Ensino Fundamental: O menino poeta (Henriqueta Lisboa – Intérprete: Geovana Lucia Torres)
Ensino Médio: Desejo (Junqueira Freire – Intérprete: Gabriela Lanfranco)

E.E. SÃO JOSÉ
Ensino Médio: Assaltaram a gramática (Wally Salomãro – Intérprete: Sabrina Ventura)

E.M. EMILIA LEAL DE MELO
Ensino Fundamental: Vagalomem (Antonio Barreto – Intérprete: Tais Andrade Garcia)

E.E. LOURENÇO DE ANDRADE
Ensino Fundamental: A diferença entre o Amor e a Amizade (William Shakespeare – Intérprete: Paola Fernandes)

 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



 

A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), por meio do curso de Nutrição comemora nesta sexta-feira (31), o Dia do Nutricionista, com a realização do VI Encontro de Nutrição. Serão duas palestras, sendo a primeira com início previsto para as 19h no Bloco 6 da FESP (Rua Dr. Carvalho, 1.410)

O dia 31 de agosto, que é dedicado à comemoração do Dia do Nutricionista, foi instituído devido a criação da Associação Brasileira de Nutricionistas (ABN) na mesma data tendo como primeira presidente a mineira, Firmina Santana. A FESP comemora a data com o objetivo de valorização do profissional nutricionista e reconhecimento do seu trabalho como meio indispensável para garantir a saúde e o bem estar da população.

A primeira palestra terá como tema a “Atuação em Administração em Unidades de Alimentação e Nutrição”, com a nutricionista da empresa GRSA, que atua em Passos na SEARA, Viviane Costa Souza. A segunda palestra será uma apresentação conjunta com o tema “Atuação em Saúde Pública: Atuação no PSF - Programa de Saúde da Família,” com a nutricionista Nilce Xiol, ex-aluna da FESP, atual docente do curso de Nutrição e o tema “Atuação no NASF - Núcleo de Apoio à Saúde da Família”, com a nutricionista Fernanda Queroz, também ex-aluna da FESP.

De acordo com a coordenadora do curso de Nutrição da FESP, Profa. MsC. Vivian Freitas Braga Silveira o Dia do Nutricionista pode ser comemorado com muito entusiasmo, pois são muitas as conquistas ao longo dos anos e o curso de Nutrição da FESP tem trabalhado para promover ainda mais avanços na área, contribuindo com a qualidade de vida da população. Entre as conquistas Vivian cita o reconhecimento do nutricionista como importante profissional de saúde e membro das equipes multidisciplinares de saúde e o aumento do número de pesquisas científicas na área de nutrição e alimentação. 

“Em nossa região, tem se expandido muito a contratação do profissional nutricionista, em prefeituras, para o gerenciamento da Merenda Escolar, atuação no NASF - Núcleo de Apoio à Saúde da Família e/ou Atendimento nutricional ambulatorial, em hospitais e em restaurantes comerciais para orientar o preparo adequado dos alimentos. Estamos conquistando cada vez mais espaço e trabalhando para mostrar à população que cuidar da alimentação é garantir uma vida melhor”, disse Vivian

O curso de Nutrição da FESP se destaca ainda oferecendo atendimento gratuito à população por meio do Centro de Atendimento Nutricional (CAN) e apoio a crianças e adolescentes com necessidade de reeducação alimentar com o Núcleo de Apoio à Criança com Obesidade (NACO).

Além dos alunos do curso de Nutrição estão convidados para o Encontro os profissionais da área e o público leigo interessado. A entrada é gratuita.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

 



O Diretor do Núcleo Acadêmico de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG), Prof. Dr. Eduardo Goulart Collares, esteve presente na posse dos membros do Comitê Federal da Bacia Hidrográfica do Rio Grande em Poços de Caldas MG, no dia 10 de agosto. A solenidade aconteceu no Espaço Cultural da Urca e contou com a participação de autoridades importantes entre elas o Secretário de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Adriano Magalhães.

O Comitê CBH-Rio Grande empossou a primeira diretoria que será presidida por Alexandre Augusto Moreira Santos, Engenheiro da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), representante do Estado de Minas Gerais. A secretaria executiva, por sua vez, é composta por representantes do Estado de São Paulo.

A FESP foi convidada a participar do Comitê devido a sua grande atuação com o Projeto Grande Minas, coordenado pelo Professor Collares com a enorme contribuição no comitê estadual CBH-GD7. Somente a FESP e a UNIFEI integram o Comitê como instituições de ensino superior. A participação coloca a fundação em contato com as questões ambientais e com a preocupação na conservação dos recursos hídricos, atuando em benefício da comunidade da cidade de Passos e de toda região que é banhada pelo Rio Grande.

O projeto Grande Minas desenvolve ações que promovem o Zoneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Médio Rio Grande, com a participação de pesquisadores e alunos dos cursos de Engenharia Ambiental, Agronomia e Ciências Biológicas da FESP.
Dentro do Comitê Federal, a FESP comporá o grupo da sociedade civil. O Comitê funcionará como o parlamento das águas do Rio Grande. Nele, serão discutidas propostas importantes como a cobrança de uso das águas e investimentos para a melhoria ambiental e dos recursos hídricos na sua área de abrangência. A composição do comitê envolve quatro grupos estratégicos: representantes do governo (estadual e federal); representantes dos municípios (prefeituras); representantes dos usuários (COPASA; SABESP; SAAE e grandes usuários) e representantes da sociedade civil (instituições de ensino e pesquisa; ONGs etc).

De acordo com o Jornal Correnteza Express, de Agosto de 2012, informativo on-line do Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SIGRH), produzido na cidade de São Paulo, o objetivo da Diretoria do Comitê é “garantir o funcionamento e a atuação do CBH Grande de forma articulada entre os estados de Minas e São Paulo e a União”. Durante a solenidade foi assinado pelos governos dos Estados de Minas Gerais e de São Paulo e pela Agência Nacional das Águas (ANA) um Protocolo de Intenções para a gestão compartilhada do Comitê.

Conforme destaca Collares, com a participação no Comitê Federal, a FESP poderá ampliar ainda mais a divulgação do Projeto Grande Minas e atuar de forma ainda mais intensa nas questões dos recursos hídricos aproveitando o potencial dos cursos de Engenharia Ambiental, Agronomia e Ciências Biológicas. “Queremos agora levar para o Comitê Federal a proposta de elaboração do Zoneamento Ambiental em todo o Rio Grande, assim como está sendo feito pelo Grande Minas na área do CBH-GD7. Entendemos que sem um zoneamento ambiental não há Plano Diretor de Recursos Hídricos que se sustente”, destacou o professor.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



A professora dos cursos de Enfermagem, Nutrição e Biomedicina da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) e integrante da equipe do Ambulatório Escola, Raquel Dully Andrade, acaba de defender sua tese de Doutorado na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP). A tese teve como título “Em defesa da saúde da criança: o cuidado de enfermagem e o direito à saúde no contexto da atenção primária” e consistiu em um estudo dentro da área de concentração de “Saúde Pública” e da linha de pesquisa “Atenção à criança e ao adolescente”.

Orientado pela Profa. Dra. Débora Falleiros de Mello, o trabalho teve como objetivo compreender as experiências de enfermeiros que atuam em unidades de saúde da família na perspectiva do cuidado e da defesa do direito à saúde, buscando novos subsídios para a constituição de práticas e saberes no contexto da atenção primária em saúde da criança. Raquel desenvolveu a pesquisa utilizando entrevistas semi-estruturadas com 14 enfermeiros que atuam na Estratégia Saúde da Família em Passos.

Os resultados podem ser utilizados para a melhoria e o aperfeiçoamento do atendimento na atenção primária às crianças. Nas experiências narradas pelos enfermeiros foi demonstrada a necessidade de fortalecimento do apoio entre profissionais e serviços, diminuindo assim a condição de maior vulnerabilidade para as crianças. Os potenciais da relação entre as áreas da saúde e do direito foram destacados. Entre os componentes da competência do enfermeiro destacaram-se as habilidades de comunicação e interação, envolvimento e empatia, responsabilidade e conhecimento teórico-prático. Os resultados mostraram ainda a importância do território e a necessidade de sua valorização na rede municipal, com vistas à articulação dos serviços e políticas públicas. “Na saúde da criança os enfermeiros devem ser agentes públicos imbuídos de observação e intervenção para respeitar, proteger e efetivar os direitos humanos na proteção da saúde da criança”, descreveu a Doutora Raquel Dully.

A professora teve bolsa da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES) e ajuda de custo da FESP. Ela ressaltou a importância do apoio da FESP principalmente na oportunidade de desenvolver pesquisas e projetos de extensão colocando em prática os conhecimentos adquiridos durante o curso de Doutorado.  “A FESP teve toda importância, uma vez que cursar o Doutorado envolve um processo árduo, que ganhou sentido na minha atuação como docente nesta instituição, tanto no ensino, quanto na pesquisa e extensão. Acredito que os resultados desta vivência, bem como o título conquistado, trazem contribuições importantes nas diversas ações docentes, abrangendo, ensino, pesquisa e extensão”, disse a professora Raquel.

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  junho 2019  >>
seteququsedo
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
1234567