Avalanches

Bule Verde

Cia da Esfiha

Esquina do Espeto

Globo Chopperia

Parmegiana e Cia

Esfiharia e Petiscaria Puro Sabor

D'Luigi

A Moda Antiga

Aguardem mais fotos dos bastidores do festival mais gostoso, o Sabor de Passos



Os integrantes do projeto Universidade Aberta para a Maturidade (UNABEM), da Fundação de Ensino Superior de Passos visitaram no dia 21 de julho (quinta-feita) a 43ª Feira de Artesanato de Carmo do Rio Claro (MG), uma das cidades vizinhas de Passos, com forte tradição no trabalho com artesanato conhecido mundialmente. Participaram do passeio 42 integrantes da UNABEM.

Os participantes visitaram a feira e apreciaram o artesanato variado com produtos como doces, peças de tear, comidas típicas mineiras. “Nosso almoço foi uma autêntica comida mineira em um famoso restaurante da cidade”, contou uma das coordenadoras da UNABEM, a professora Leila Maria Suhadolnik Oliveira de Andrade.

A excursão visitou ainda o Museu do Índio Antonio Adauto recém inaugurado pela Prefeitura local. “Um exemplo de preservação do patrimonio regional”, disse Leila.

A alegria e a diversão da UNABEM promovendo o bem-estar das pessoas da terceira idade não ficaram de fora nem nas férias de julho. Mais uma vez o grupo marcou presença.

Clique nas fotos para vê-las em tamanho natural

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Profa Ambrosina, Profa Tânia, Prof Fábio, Profa Sônia, Prof. Manoel, Profa Nilzemar.

A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) enviou na última quinta-feira (14) dois projetos de mestrado para aprovação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES), autarquia vinculada ao MEC que regulamenta os programas de pós-graduação – lato e stricto sensu – em todo o Brasil. O Mestrado em Atenção à Saúde e o Mestrado em Ciências Ambientais são direcionados a um público multiprofissional de áreas afins.

Elaborado por professores-doutores da FESP  com o apoio da Assessoria Educacional da instituição, com corpo docente composto por professores já atuantes na FESP e professores colaboradores vindo de diversas universidades renomadas do país e dois deles da Universidade de Évora, em Portugal, os projetos seguiram todas as exigências da CAPES. O período para a montagem do projeto pedagógico dos cursos durou mais de um ano. De acordo com a coordenadora da Assessoria Educacional da FESP, Maria Ambrosina Cardoso Maia os programas de mestrado só vão funcionar com a liberação da CAPES com a expectativa para início das primeiras turmas em fevereiro de 2012. Haverá um processo seletivo anual para o ingresso em 20 vagas cada.

O Mestrado em Ciências Ambientais surgiu através do respaldo das pesquisas realizadas nos cursos de Agronomia, Ciências Biológicas e Engenharia Ambiental. É destinado a profissionais ligados ao meio ambiente como Engenheiros Agrônomos, Engenheiros Ambientais, Biólogos entre outros. O Mestrado em Atenção à Saúde, por sua vez, surgiu com o respaldo das pesquisas realizadas no curso de Enfermagem e será voltado para todos os profissionais da área da saúde.

Cada curso terá a duração prevista de dois anos. Neste período cada mestrando irá cursar os créditos em disciplinas exigidos e elaborar a dissertação final para obtenção do título de mestre. “A FESP tem uma tradição em pesquisa muito grande. Temos vários projetos, muitos deles financiados por órgãos públicos de fomento à pesquisa como a FAPEMIG e o CNPq. A expectativa para a aprovação dos cursos de mestrado pela CAPES é muito grande. As exigências são rigorosas e com os mestrados a FESP irá se destacar ainda mais no cenário da pesquisa”, disse Maria Ambrosina. O corpo docente da FESP é altamente qualificado com um número elevado de mestres e doutores (49,1%). Com essa qualificação a possibilidade de ter aprovado os cursos de mestrado pela CAPES é alta.

O projeto do Mestrado em Ciências Ambientais foi elaborado pela professora-doutora Odila Rigolin de Sá. Para ela, se for aprovado o curso será muito importante tanto para o corpo docente como para o discente. “Será o nosso primeiro mestrado. Os graduandos da FESP estão ansiosos para o curso ser aprovado. Com o mestrado haverá um aumento do número de pesquisas e os grupos de pesquisas poderão ser credenciados. Teremos a disponibilidade do portal CAPES, para ser utilizado nas pesquisas. Os benefícios são muitos”, enumerou a professora Odila.

O Mestrado em Ciências ambientais será oferecido em duas áreas: Agroecologia e Recursos Hídricos. Também foram feitas parcerias com o objetivo de agregar conhecimento e oportunidades ao Programa de Mestrado. A FESP estabeleceu parceria com a READE (Rede de Remediação e Reabilitação de Ambientes Degradados), da qual também participam a Universidade de Évora – Portugal, o CETEC (Centro Tecnológico de Minas Gerais) e a SECTES (Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais). Por meio desta parceria, pesquisadores da Universidade de Évora e do CETEC participarão como professores convidados deste Mestrado e, com o apoio da SECTES, alguns dos alunos poderão desenvolver determinadas atividades nessas instituições. 

Já o projeto do Mestrado em Atenção à Saúde foi elaborado pela professora-doutora Nilzemar Ribeiro de Souza. Ao todo serão três linhas de pesquisa. Cada aluno irá cumprir um total de 82 créditos sendo 32 em disciplinas e 50 da dissertação. “A finalidade principal é dotar a FESP de estrutura organizacional com vistas à formação em pesquisa e pós-graduação, considerando a sua importância para a formação de recursos humanos em saúde e para a geração de conhecimentos científicos. O Programa tem como objetivo qualificar enfermeiros, profissionais de saúde e áreas afins para a investigação científica, o ensino e a liderança nas suas áreas de atuação”, descreve Nilzemar.

O presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas acredita que os programas de Mestrado vêm somar ao ensino superior oferecido pela instituição. “O Mestrado coloca a FESP no nível das grandes universidades. O ensino superior é formado não só da graduação, mas também das pós-graduações lato sensu e stricto sensu. A FESP está no rol de universidades que formam pesquisadores e a pesquisa alavanca a tecnologia e o desenvolvimento regional”, destacou Fabio Kallas.

O período de inscrição na CAPES de projetos de mestrado e doutorado termina no dia 29 de julho e só depois disso é que os projetos são submetidos à avaliação. A FESP aguarda o término do processo com grande expectativa.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Candidatos da edição de 2011 em reunião na FESP

O Festival Cultural Gastronômico Sabor de Passos – uma parceria da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) e da Folha Manhã – terá a participação de cerca de 20 estabelecimentos, entre bares, restaurantes e lanchonetes de Passos. Na tarde desta sexta-feira, os candidatos confirmaram a participação e discutiram as novidades da edição deste ano.

O Festival foi criado em 2008 e desde então já envolveu 30 estabelecimentos diferentes. Durante nove semanas, o público e um corpo de jurados degustam tira-gostos especialmente criados pelos bares, restaurantes e lanchonetes de Passos e votam, para escolher os melhores em cada categoria.

Em três anos de festival, mais de 40 mil pessoas experimentaram e votaram nos pratos concorrentes. “São 40 mil votos válidos, sem contar as muitas pessoas que participaram sem votar”, ressalta a coordenadora do projeto, professora Heliza Faria.

Segundo ela, o Festival ajuda a divulgar os estabelecimentos. “Calculamos que cada estabelecimento gastaria mais de R$ 4,5 mil com a divulgação que é feita durante o festival pela FESP, através de produção de material como folderes, cardápios, cartazes, camisetas, outdoors e reportagens em rádios, TVs, e jornais, além da divulgação maciça feita pela internet”, afirma.

O Sabor de Passos faz parte do calendário de eventos culturais da cidade e é considerado hoje um dos maiores eventos gastronômicos do sul e sudoeste de Minas. O festival também está no calendário de eventos culturais de Minas Gerais.

Neste ano, o Sabor de Passos vai premiar: “Melhor Tira-Gosto”, “Melhor Atendimento”, “Melhor Tira-Gosto com Ingredientes Tradicionais Mineiros“, "Prato mais Criativo", “Melhor Banheiro“, “Melhor Acessibilidade” e “Prêmio Especial do Júri”. O “Melhor Garçom” será escolhido por votação na internet.

Entre as regras do festival, os candidatos terão de concorrer com pratos inéditos, criados especialmente para o festival e que nunca tenha sido oferecido no cardápio do estabelecimento.

Além disso, o rendimento das porções deverá ser para quatro pessoas e o custo máximo de R$ 25,00, valor estabelecido em consenso entre os candidatos que confirmaram participação ontem.  

O evento também movimenta os cursos da FESP, como o de Nutrição, Publicidade, Jornalismo, Administração, Gestão Comercial, Contábeis, Engenharia Civil, Enfermagem e Biomedicina que vão avaliar os estabelecimentos em vários quesitos para contribuir com relatórios avaliativos entregues aos candidatos ao final do concurso.

 “A FESP projetos culturais porque acredita que esta é uma forma de incentivo ao desenvolvimento econômico e humano. O Sabor de Passos é um dos projetos de maior sucesso da Fundação e a expectativa de contribuir cada vez mais com a qualidade dos serviços e produtos oferecidos na cidade.”, afirma o Presidente do Conselho Curador da FESP Fábio Pimenta Esper Kallas. 

Até o fim deste mês, os estabelecimentos terão de enviar à coordenação do evento os nomes dos pratos que vão concorrer ao Melhor Tira-Gosto de 2011. O lançamento oficial do projeto será em evento beneficente, promovido pelo Lions Clube e Folha da Manhã, em data ainda a ser divulgada. Os pratos começam a ser oferecidos nos bares no dia 01 de setembro até o dia 07 de novembro.

Veja os estabelecimentos que já confirmaram presença no Festival Sabor de Passos 2011.

  1. À Moda Antiga Lanchonete do Peixe Frito
  2. Bar do Vanderli
  3. Bule Verde
  4. Casa de Caldos Bem Feitinho
  5. Cia da Esfirra
  6. D’Luigi
  7. Esquina do Espeto
  8. Esquina do Petisco
  9. Globo Choperia
  10. Parmegiana e Cia
  11. Passatempo Happy Hour
  12. Petisco da Moda
  13. Puro Sabor
  14. Restaurante Pilão
  15. Santo Sabor
  16. Spaguetti Grill
  17. Sushi Lounge
  18.  Mané Caiçoca

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Premiação

As coordenadoras da Universidade Aberta para a Maturidade (UNABEM), Leila Maria Suhadolnik Oliveira de Andrade e Sílvia Maria Oliveira Soares Maia receberam no dia 7 de julho, em Brasília, o prêmio de R$ 15 mil do projeto Natura Acolher. A UNABEM ficou classificada na categoria Projetos Crescentes.

O prêmio foi entregue pela gerente da região Liana Suhadolnik Oliveira Maia durante a reunião de gerentes dos estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. A quantia será paga em duas parcelas e por meio de várias reuniões foram estabelecidas metas para o efetivo aproveitamento do valor ganho.

O projeto Natura Acolher premia as consultoras que desenvolvem algum trabalho em beneficio da comunidade. A coordenadora Leila, professora da FESP e também consultora da Natura inscreveu o projeto UNABEM como uma atividade social desenvolvida em Passos. Há duas categorias de premiação Semente e Crescente. A categoria Crescente na qual o projeto competiu é destinada para projetos solidificados que existem há mais de quatro anos. Ao todo foram escolhidos 18 projetos em todo o Brasil, sendo nove na categoria Projetos Nascentes e nove na categoria Projetos Crescentes.

A Universidade Aberta para a Maturidade da FESP teve início no ano de 2006 e tem hoje 155 alunos matriculados. As atividades desenvolvidas buscam fazer com que o ser humano tenha uma vida digna, que se supere e que seja feliz. “O que fazemos é utilizar o potencial da FESP com seus professores e profissionais sem os quais não alcançaríamos nossas metas. A Natura reconheceu a UNABEM como um projeto de destaque no atendimento a idosos e isso engrandece a FESP que, como instituição de ensino superior, é sempre sensível aos problemas sociais”, comemorou Leila.

Fonte: Departamento de Comunicação e Marketing



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  junho 2019  >>
seteququsedo
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
1234567